Onde vender roupas usadas online e como começar?

Imagem de uma arara de roupas representando onde vender roupas usadas.
Pontos principais do artigo:
  • É possível vender roupas usadas em loja virtual, redes sociais e marketplaces;
  • O preço cobrado pelas peças vai depender do valor gasto para adquiri-las, do estado de conservação, do quanto foi gasto em reparos, das despesas fixas do negócio, do frete etc.;
  • O melhor site para vender roupas usadas é a plataforma de e-commerce da Nuvemshop, que permite integrar brechó físico e virtual em um só lugar. Crie sua loja grátis e comece a vender.

À medida que pautas como sustentabilidade e consumo consciente ganham destaque, surge uma crescente demanda por alternativas de compra e venda de itens de segunda mão. Se você quer saber onde vender roupas usadas, está prestes a entrar no universo dos brechós online.

Essa tendência — impulsionada pela busca por peças únicas e pela necessidade de reduzir o impacto ambiental — conquista a atenção de empreendedores e consumidores preocupados com a moda sustentável.

Neste guia, mostraremos onde vender roupas usadas e como começar um negócio lucrativo a partir dos seus próprios desapegos. Vamos nessa?

Crie sua loja virtual e venda pela internet
Crie sua loja virtual e venda pela internet pelo seu computador

Por que vender roupas usadas?

Vender roupas usadas desempenha um papel fundamental na promoção da economia circular, um conceito que busca minimizar o desperdício e promover a sustentabilidade.

A economia circular é baseada na ideia de que os recursos, incluindo roupas, devem ser reutilizados, reavaliados e reciclados, em vez de serem descartados após o uso inicial. Essa ideia é um dos pilares que sustentam o futuro do varejo, por isso tem sido tão discutida atualmente.

Abaixo, fizemos uma lista dos motivos que levam as pessoas a comprarem e venderem peças de segunda mão. Confira:

Extensão da vida útil das roupas

Quando você vende roupas usadas, está contribuindo para prolongar a vida útil dessas peças. Em vez de serem descartadas, elas continuam a ser usadas por outras pessoas, reduzindo assim a necessidade de fabricar novas peças e economizando recursos naturais.

Segundo dados do relatório Fios da Moda, de 2021, são gastos 5,2 mil litros de água para a produção de uma única calça jeans — considerando desde o plantio da fibra de algodão até o pós-consumo da peça. Analisando por esse lado, faz sentido prolongar ao máximo a vida útil de uma roupa, não é mesmo?

Redução de resíduos

A venda de roupas usadas ajuda a reduzir o desperdício de tecidos, materiais e energia que seriam gastos na produção de novas roupas.

De acordo com um levantamento da Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe), divulgado pela CNN, o Brasil descarta mais de 4 milhões de toneladas de resíduos têxteis por ano.

Muitos desses tecidos podem levar cinco, dez ou até cem anos para se degradar, causando um acúmulo de lixo preocupante, além de outros impactos no meio ambiente.

Por isso, a busca por roupas usadas tem um impacto significativo na redução da quantidade de resíduos têxteis nos aterros sanitários.

Consumo sustentável

Ao optar por comprar roupas usadas em vez de novas, os consumidores promovem um comportamento mais sustentável. Eles estão optando por produtos já existentes, em vez de contribuir para a demanda por novas peças, que muitas vezes têm um grande impacto ambiental, como já mencionamos.

A moda circular surge como uma alternativa criativa e ecológica, já que propõe que as sobras de uma produção sejam usadas como insumo para a criação de outras peças, em vez de serem descartadas como lixo.

Além disso, as tendências de moda tendem a voltar cada vez mais rapidamente, contribuindo para que aquela peça considerada antiquada volte aos holofotes como item de desejo entre os consumidores.

💡 Saiba mais: O que é gestão de pedidos e como escolher o software ideal?

Educação sobre sustentabilidade

A venda de roupas usadas também ajuda a educar as pessoas sobre a importância da sustentabilidade. Ela aumenta a conscientização sobre como pequenas ações individuais, como comprar peças de segunda mão, podem ter um impacto positivo no meio ambiente.

A partir desse novo ponto de vista, é natural que as pessoas se preocupem mais sobre a origem e o destino do que estão vestindo. Isso inclui questionamentos como:

  • Os materiais usados na fabricação das peças são recicláveis ou biodegradáveis?
  • Os processos de fabricação são mais eficientes, usando energia sustentável e preservando os recursos hídricos?
  • Os trabalhadores da indústria da moda estão recebendo um tratamento adequado?
  • Entre outros.

Fomento à circularidade

Muitos vendedores e compradores de roupas usadas estão adotando uma mentalidade circular. Isso quer dizer que as peças são mantidas em circulação, reparadas e transformadas em vez de serem simplesmente descartadas.

Essa abordagem está alinhada com os princípios da economia circular, sobre a qual falamos inicialmente, e contribui para um consumo cada vez mais sustentável.

Assim, à medida que mais pessoas abraçam a venda e compra de roupas usadas, elas desempenham um papel importante na construção de um sistema econômico mais circular e amigável ao meio ambiente.

Onde vender roupas usadas?

Já deu para perceber que vender roupas usadas não é só uma maneira de liberar espaço no seu guarda-roupa e ganhar uma renda extra. Essa prática faz parte do que se espera do varejo moderno e representa uma nova mentalidade do mercado e dos consumidores.

A boa notícia é que existem várias opções disponíveis para vender roupas usadas, dependendo de suas preferências e da quantidade de esforço que deseja investir nessa ação.

Confira, a seguir, uma lista de sites e plataformas para vender roupas usadas:

1. Loja virtual própria

Criar uma loja virtual própria é uma excelente ideia para vender roupas usadas, porque confere total controle sobre o seu processo de venda. Você pode precificar como quiser, criar campanhas promocionais e personalizar a experiência de compra do cliente de acordo com seus desejos e suas necessidades.

Uma loja virtual permite que você alcance um público global, já que você não está limitado pela localização geográfica. Isso amplia suas oportunidades de venda e ajuda a encontrar compradores interessados em roupas usadas.

Mas, se você é o tipo de pessoa que gostaria de ter também uma loja física, é possível integrá-las e administrá-las em uma única ferramenta. Assim, você conquista tanto os consumidores que preferem comprar no conforto de suas casas quanto aqueles que não abrem mão de experimentar as peças.

💡 Saiba mais: Guia para integrar loja física com virtual

O mais interessante é que, utilizando uma plataforma de e-commerce como a Nuvemshop, você ainda pode realizar a integração com marketplaces e também com as redes sociais — como mostraremos nos próximos tópicos —, ampliando ainda mais os seus canais de venda.

💡 Saiba mais: Como funciona a Nuvemshop?

📹 Veja também: Como criar uma loja virtual na Nuvemshop?

Crie sua loja virtual e venda pela internet
Crie sua loja virtual e venda pela internet pelo seu computador

2. Instagram Shopping

O Instagram é uma plataforma eficaz para vender roupas usadas na internet devido à sua natureza visual e à grande presença de consumidores ávidos por moda.

Como as roupas usadas muitas vezes apresentam características únicas, a plataforma permite que os vendedores mostrem suas peças de forma atraente por meio de fotos e vídeos de alta qualidade.

Além disso, recursos como o Instagram Shopping facilitam a marcação de produtos nas postagens, direcionando os compradores interessados para as páginas de compra do seu e-commerce.

A capacidade de construir uma base de seguidores leais, usar hashtags relevantes e colaborar com influenciadores digitais da área fashion também contribui para o sucesso na venda de roupas usadas no Instagram.

💡 Saiba mais: Como vender pelo Instagram?

📹 Veja também: Instagram Shopping e Nuvemshop: como unir os canais e vender muito?

3. Facebook Marketplace

O Marketplace do Facebook é um espaço dentro da rede social onde as pessoas podem anunciar produtos novos ou usados para venda. Não há custos para o cadastro desses itens, nem taxas cobradas pelo marketplace, como acontece em plataformas como o Mercado Livre e a OLX, por exemplo.

Por meio dessa funcionalidade da rede social, é possível criar anúncios a partir do seu perfil pessoal ou de páginas que você administra, como a do seu negócio. No entanto, a exposição das peças é temporária, e seus anúncios podem ser rapidamente enterrados por novas postagens, reduzindo a visibilidade.

Além da alta competição entre os vendedores, outro ponto a ser considerado é a segurança das transações, já que nem sempre é fácil verificar a confiabilidade dos compradores e vendedores.

Por fim, a falta de recursos específicos para roupas usadas, como filtros de tamanho, estilo e marca, pode dificultar a busca dos compradores por itens específicos.

Para o caso de lojas virtuais que queiram fazer uma integração direta de seus catálogos de produtos com o Facebook Marketplace, saiba que esse é um recurso possível e que pode ajudar o seu negócio a conquistar mais vendas.

💡 Saiba mais: Guia completo para integrar sua loja virtual com o Facebook

4. TikTok

O TikTok, além de um aplicativo de compartilhamento de vídeos curtos, também é uma excelente plataforma para expor e vender roupas usadas na internet.

Você pode usá-lo para divulgar a sua marca para uma audiência especializada, fazer parcerias com influenciadores, criar promoções e cupons de desconto para seguidores e ainda aproveitar os recursos do TikTok Ads para criar anúncios pagos e divulgar suas postagens.

Quem vende por uma loja da Nuvemshop ainda pode aproveitar o aplicativo TikTok Widget para mostrar na home as postagens mais recentes da plataforma. Essa estratégia é fundamental para converter clientes em seguidores e vice-versa.

👉 Confira: Como conectar o TikTok Ads com a sua Nuvemshop?

5. Pinterest

Outra plataforma muito usada para vender roupas usadas é o Pinterest. Usar essa rede social na sua estratégia de marketing pode ser determinante para atrair mais visitas para seu site e aumentar o faturamento do seu e-commerce.

O Pinterest tem forte apelo para moda, sendo um forte aliado para divulgar seus produtos e levar uma audiência qualificada para o seu site.

Se você já tem uma loja virtual, é possível fazer a integração com o Pinterest e importar o seu catálogo de produtos. Na Nuvemshop, por exemplo, basta baixar e instalar o aplicativo Pinterest by Empreender e dar início à integração.

👉 Confira: Como inserir o Pinterest em minha loja Nuvemshop?

6. WhatsApp

O WhatsApp é um dos aplicativos mais utilizados no mundo, por isso não poderia ficar de fora da nossa lista de onde vender roupas usadas. Embora não seja necessariamente um site, o app de mensagens permite montar uma lojinha e expor produtos e serviços facilmente.

Por meio do WhatsApp Business, é possível criar um catálogo de produtos, colocando o nome do produto ou serviço, fotos, uma descrição, o preço e um link de direcionamento para a página de vendas daquele item, por exemplo.

📘 Confira o e-book: Como usar o WhatsApp Business?

📹 Veja também: Como integrar o WhatsApp com a minha loja virtual para vender muito mais?

7. Enjoei

O Enjoei é o marketplace mais conhecido quando o assunto é onde vender roupas usadas. Ele ficou famoso por ser “o maior brechó online” do Brasil, já que no site ou no app é possível vender itens novos e seminovos que vão desde acessórios até móveis e eletrodomésticos.

Para começar, você precisa criar uma conta na plataforma, o que geralmente requer apenas alguns dados pessoais. Em seguida, basta listar seus itens para venda, tirar boas fotos e criar anúncios com descrições de produtos detalhadas, incluindo informações sobre o tamanho, estado de conservação e estilo das peças.

Lembre-se de definir um preço justo para seus produtos, levando em consideração o valor de mercado e as condições das roupas.

Vale mencionar que o Enjoei cobra 18% de comissão a cada venda mais uma taxa que chega a R$ 27,50 por produto, dependendo do plano escolhido.

💡 Saiba mais: Sites de venda de usados

📹 Veja também: Como vender no Enjoei?

8. Repassa

O Repassa é um grande brechó online que realiza uma boa curadoria das peças e vende a preços até 90% mais baixos. Seu diferencial está na divisão do acervo em marcas, facilitando a busca dos clientes.

Os vendedores não precisam se preocupar em montar sua loja dentro da plataforma, cadastrar os produtos e criar anúncios.

Basta solicitar a Sacola do Bem, com capacidade de armazenar até 40 peças adultas, que ela será entregue no endereço do vendedor. Depois de preenchê-la com as roupas, é preciso solicitar a retirada da sacola. Em poucos dias as peças estarão com a Repassa, que assumirá a tarefa de vendê-las e repassar o valor.

O Repassa cobra uma taxa de 60% do valor de venda da roupa para o vendedor. O valor restante, 40%, é creditado na carteira virtual do vendedor, que pode ser usado para comprar no site, doar, gerar um vale compras da Malwee (loja parceira) ou sacá-lo.

Segundo a marca, essa taxa é usada para cobrir os custos de logística, fotografia, atendimento ao cliente e marketing. O Repassa também oferece um serviço de curadoria, que seleciona as peças mais adequadas para o site. Os itens que não forem selecionados não são listados na página.

9. OLX

A OLX é uma grande plataforma especializada no tipo de e-commerce C2C Consumer to Consumer ou “consumidor para consumidor”, em português. Nesse sentido, é um dos principais sites voltados para a compra e venda de produtos e serviços entre os usuários.

A plataforma permite que os vendedores façam até 40 anúncios gratuitamente. Para anunciar mais produtos é recomendado o plano profissional, que custa a partir de R$ 59,90 mensais a depender das necessidades do empreendedor.

Plataformas de e-commerce como a Nuvemshop permitem integrar a sua loja a diferentes marketplaces, como a OLX. Na loja de aplicativos, o lojista consegue baixar e instalar o Plugg.to, um app capaz de te ajudar a vender seus produtos em diversos canais de vendas com estoques e preços sincronizados.

👉 Confira: Como instalar o Plugg.to?

10. Troc

A Troc é uma plataforma que se destaca como uma excelente opção para quem deseja vender roupas usadas por diversos motivos. Primeiramente, ela oferece um processo de venda muito simplificado, no qual você pode solicitar uma coleta dos itens que deseja vender, tornando o processo conveniente e eficiente.

Além disso, a plataforma cuida de todo o processo de avaliação, precificação e fotografia dos produtos, poupando o vendedor desse trabalho.

Contudo, para promover esse trabalho, a plataforma cobra taxas que variam entre 30% e 60% do valor da peça vendida.

11. Elo7

O Elo7 funciona como um marketplace para artesãos, mas também é possível vender roupas usadas na plataforma.

Ele é gratuito, ou seja, você não tem nenhum custo para anunciar seus produtos, mas existem taxas sobre as vendas efetuadas. É descontado 12% ou 18% de comissão do valor do total da venda, de acordo com o tipo de anúncio cadastrado (Clássico ou Plus).

Portanto, é importante considerar o valor dessas taxas no momento de precificar os produtos.

📹 Veja também: Como vender no Elo7?

12. Mercado Livre

O Mercado Livre é uma das grandes referências em compras e vendas online em toda a América Latina. Nele, milhares de vendedores podem expor seus produtos para que os compradores façam suas aquisições.

A plataforma também cobra uma tarifa por cada venda efetuada. Como você pode imaginar, produtos mais caros pagam maiores taxas de venda, já que essa porcentagem varia de zero a 16%, mais um custo por transação.

Mas, assim como acontece em outras plataformas, você pode ter sua própria loja virtual e, ao mesmo tempo, vender pelo Mercado Livre. Dessa forma, você amplia a visibilidade dos seus produtos, o que consequentemente pode aumentar sua taxa de conversão.

👉 Confira: Como integrar a minha loja com o Mercado Livre?

Como vender roupas usadas na internet?

Agora que você já sabe quais os melhores sites para vender roupas usadas, é importante também entender como montar o seu negócio para que ele seja uma fonte de renda e fomente a economia circular.

📹 Veja também: Como vender roupas usadas na internet?

Confira, abaixo, algumas dicas de como vender roupas usadas na internet:

Selecione e prepare as peças

Antes de iniciar o processo de venda de roupas usadas, é fundamental fazer uma triagem dos produtos. Selecione as peças mais interessantes e despertarão o desejo de compra no público.

Certifique-se de que elas estejam em boas condições, livres de manchas, rasgos ou odores desagradáveis. Em seguida, realize a limpeza adequada. Lave as roupas e, se necessário, faça pequenos reparos, como costurar botões ou ajustar bainhas.

Lembre-se de que peças limpas e bem cuidadas são mais atrativas para compradores em potencial.

💡 Saiba mais: 11 passos para montar uma loja virtual de roupas do zero

Escolha da plataforma de venda

A escolha da plataforma de venda é um passo crucial. Se você deseja total controle sobre o processo, considerar a criação de uma loja virtual própria é uma excelente opção.

Plataformas como a Nuvemshop facilitam a configuração da loja e ainda permitem integração com diversos marketplaces, como Enjoei, OLX e Mercado Livre. Ela se ajusta a todos os estágios de um negócio (início, crescimento e expansão) e tem diferentes planos de pagamento de acordo com cada necessidade.

A Nuvemshop tem uma interface simples e uma ampla variedade de layouts adaptáveis e responsivos. Além disso, oferece também integração com os meios de pagamento e de envio mais utilizados no mercado para, assim, operar com eficiência.

Crie sua loja virtual e venda pela internet
Crie sua loja virtual e venda pela internet pelo seu computador

Crie boas descrições de produto

As descrições de produtos são responsáveis por convencer os clientes da compra e possibilitar que as páginas de produtos sejam encontradas em buscas no Google. Elas influenciam diretamente a taxa de conversão do e-commerce, já que é por meio delas que o cliente potencial vai conhecer o que você oferece.

Um bom texto, além de apresentar o seu produto, deve gerar confiança e aguçar o desejo de compra. Para isso, você deve ressaltar as informações que resolvam os problemas de seus consumidores.

Além disso, a descrição afeta diretamente no ranqueamento da sua loja virtual nos mecanismos de busca.

Textos informativos de produtos, escritos com palavras-chave relevantes na descrição, permitem que o Google mostre resultados que atendam à necessidade de quem faz a consulta. Isso tudo resulta em mais tráfego para o seu e-commerce.

📘 Confira o e-book: Exemplo de descrição de produtos e modelos editáveis para seguir

Que tal usar uma ferramenta para facilitar a produção das suas descrições de produto? Com o Gerador de descrição de produto da Nuvemshop, você consegue gerar textos de forma rápida e eficiente para o seu negócio.

👉 Ferramenta grátis: Gerador de descrição de produto

Precifique adequadamente

Determinar preços justos para suas roupas usadas é fundamental. Considere fatores como a marca, a condição, a idade e a demanda do mercado. Pesquise preços semelhantes em outras listagens para ter uma ideia de qual estratégia de precificação é mais razoável.

Lembre-se de que os compradores geralmente procuram por pechinchas quando compram itens usados. Portanto, esteja disposto a negociar um pouco.

Se você está vendendo em um marketplace, leve em consideração as taxas de comissão que a plataforma pode cobrar. Certificar-se de que seu preço seja competitivo ajuda a atrair compradores interessados.

📈 Confira a planilha: Planilha de precificação: passo a passo para precificar corretamente

Tire boas fotos

Enquanto o cliente de uma loja física pode experimentar, tocar e sentir o produto, em uma loja virtual isso é impossível. O consumidor, portanto, fica dependendo de boas imagens para transmitir essa experiência sensorial. Por esse motivo, tirar boas fotos no e-commerce é de suma importância para vender pela internet.

Para tirar fotos de qualidade, é necessário explorar vários ângulos do produto para que o comprador consiga ter acesso ao máximo possível de detalhes. Também é importante usar um fundo branco e manter as cores originais do item para não deturpar a foto.

Um tripé pode te ajudar a estabilizar a câmera e evitar que as imagens saiam tremidas. Além disso, use a sua criatividade, crie cenários e faça composições que estejam alinhadas à identidade visual do seu negócio.

📘 Confira o e-book: Guia completo de como tirar fotos de produtos para loja virtual

Promova sua loja

Independentemente da plataforma escolhida, é importante promover suas roupas usadas para alcançar um público maior. Use as redes sociais para compartilhar fotos e detalhes de seus produtos. Além disso, explore as opções de publicidade paga se desejar ampliar ainda mais o seu alcance.

Colaborações com influenciadores da moda também podem ser eficazes. Aproveite o poder do marketing de conteúdo para escrever blogs ou compartilhar histórias relacionadas à moda e ao consumo consciente.

Isso não apenas atrai tráfego para sua loja, mas também destaca sua marca como uma referência no setor.

💡 Saiba mais: Dicas para bombar no marketing de conteúdo para e-commerce

Crie políticas de troca e devolução

Tenha uma política de troca e devolução clara em vigor. Compreenda que, ao vender roupas usadas, os compradores podem mudar de ideia ou descobrir que o tamanho não é adequado, por exemplo.

Ofereça um período de devolução e troca razoável e comunique isso claramente em seu site. Lidar de forma amigável e eficiente com devoluções e trocas pode ajudar a manter compradores satisfeitos e a evitar conflitos.

Defina os meios de pagamento

Os meios de pagamento para e-commerce são as ferramentas responsáveis por garantir a realização de transações financeiras pela internet de forma prática e segura.

No comércio eletrônico, o uso desses aplicativos é praticamente obrigatório, já que, sem eles, não seria possível vender e receber no ambiente virtual, não é mesmo?

Algumas formas de pagamento mais populares são boletos bancários, cartões de crédito e débito, transferências bancárias, como TED e DOC, e Pix.

Os meios de pagamento, por outro lado, são as plataformas de pagamento online, que se referem aos players que auxiliam operações monetárias entre o consumidor e uma loja virtual, como o PayPal, Moip, PagSeguro e Nuvem Pago, por exemplo.

✅ Confira a checklist: Como escolher meios de pagamento

Escolha os meios de envio

Para concretizar a venda de produtos usados é fundamental pensar em estratégias para a mercadoria chegar ao consumidor sem avarias, o mais rápido possível e pelo menor custo. Por esse motivo, a parte logística do seu negócio precisa estar em ordem.

Nessa etapa, você deve levar em consideração:

  • A organização do seu estoque para agilizar a separação dos pedidos;
  • Quais meios de envio trarão o melhor custo-benefício para você e seus clientes;
  • Um processo de logística reversa para quando algum consumidor precisar retornar uma compra.

Tendo tudo isso planejado, você garante mais eficiência e maior satisfação por parte da clientela.

👉 Ferramenta grátis: Gerador de Política de Troca

📘 Confira o e-book: Guia completo das melhores formas de envio para lojas virtuais

Ofereça um bom atendimento ao cliente

Em um mundo cada vez mais focado em proporcionar uma boa experiência para os consumidores, contar com um atendimento personalizado pode representar um diferencial competitivo para negócios que querem se destacar.

Isso porque, quando um comprador se sente especial frente a um atendente ou uma compra, pode ser que ele volte a comprar com você no futuro. Como resultado, seu faturamento cresce!

Portanto, conheça o perfil do seu cliente, crie um bom relacionamento com ele e ofereça um atendimento humanizado e ágil.

É importante que o atendimento ao cliente — por telefone, e-mail ou chat — seja em tempo real e o mais rápido possível. Por isso, estabeleça horários e dias para fazer ligações e enviar mensagens, sempre priorizando dúvidas e reclamações.

📘 Confira o e-book: Guia completo de atendimento ao cliente para lojas virtuais

Já sabe onde vender roupas usadas?

Esperamos que este conteúdo tenha ajudado você a entender melhor como é o processo de venda de roupas usadas e como essa atitude impacta positivamente a economia e a preservação dos recursos naturais.

Escolher a plataforma de vendas certa pode fazer toda a diferença no sucesso do seu negócio e na satisfação dos clientes. Portanto, faça uma lista das suas necessidades e busque a melhor solução para a sua empresa.

Quer começar a vender suas roupas usadas hoje e fazer parte desse movimento em prol de um mundo mais consciente e sustentável? Crie sua loja grátis na Nuvemshop e aproveite uma série de recursos para impulsionar as vendas! 💙

Aqui você encontra:
Perguntas frequentes sobre onde vender roupas usadas

É possível vender roupas usadas em uma loja virtual própria, por meio das redes sociais, como Instagram Shopping, TikTok e Facebook, e em marketplaces, como Enjoei, OLX, Mercado Livre e Elo7.

Criar uma loja virtual própria é, sem dúvidas, a melhor opção para quem quer vender roupas usadas pela internet. Além de fornecer total autonomia para o lojista, uma plataforma de e-commerce como a Nuvemshop permite personalização da loja, disponibilização de diversos meios de pagamento e envio, e integração com várias ferramentas de gestão.

Determinar o preço de venda de roupas usadas pode variar dependendo de diversos fatores, como condição da peça, marca e qualidade do tecido, idade, custo inicial, demanda do mercado e tendências, concorrência, desgaste, reparos, entre outros.

O valor necessário para começar a vender roupas usadas pode variar de acordo com a estrutura do seu negócio. Começar a vender com a Nuvemshop, por exemplo, tem um custo inicial muito baixo, já que você consegue criar sua loja virtual gratuitamente. Será necessário, então, garimpar as peças que serão vendidas e investir em publicidade para impulsionar o negócio.

Selecione e prepare bem as peças que serão vendidas, escolha a plataforma de vendas mais adequada, crie descrições dos produtos, tire fotos, precifique adequadamente, divulgue a loja, crie políticas de devolução e troca, defina os meios de pagamento e envio e, por fim, realize um bom atendimento ao cliente.

Faça como +100 mil lojas e
crie a sua Nuvemshop

Criar loja grátis
Crie a sua loja na Nuvemshop

Nosso site utiliza cookies para te proporcionar uma melhor experiência. Ao acessar o site da Nuvemshop, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Cookies