Como fazer uma boa descrição de produtos no e-commerce?

Por: Victoria Salemi
Como fazer uma boa descrição de produtos no e-commerce?

Aqui você encontra:

Você já parou para pensar na importância da descrição de produtos no e-commerce? Apesar de, muitas vezes, essa parecer apenas uma etapa burocrática, são as descrições que vão convencer os clientes da compra e possibilitar que as páginas de produtos sejam encontradas em buscas no Google.

Já deu para ter uma ideia de como essa etapa é importante para uma loja virtual, não é mesmo? Mas não se preocupe se você não sabe muito bem o que deve constar nesse texto. Ao longo deste artigo, você confere dicas sobre como criar a descrição de produtos ideal. Então, vamos começar?

1. Escreva para sua persona

O primeiro ponto crucial para escrever suas descrições para produtos é ter sempre sua persona, ou seja, seu cliente ideal em mente. Isso é importante porque vai definir a linguagem, os termos e o formato que você vai usar.

Se seu público-alvo é de jovens, é melhor ser mais informal e você pode até mesmo usar gírias ou memes populares. Já se seu foco são homens com mais de 60 anos, é melhor ser um pouco mais formal. Desse modo, você garante que está falando a mesma linguagem que as pessoas que você espera que comprem em sua loja.

Caso ainda não a tenha definida, confira o artigo para saber como definir sua persona:


Saiba mais...

2. Use o tom de voz da sua marca

Outro aspecto importante para as descrições de produtos na sua loja virtual é que a linguagem utilizada no texto precisa ser condizente com o tom de voz da sua marca.

O tom de voz é o padrão utilizado na comunicação da sua empresa, que deve ser seguido nas mais diversas situações. Se você ainda não criou um guia estabelecendo essas regras, é uma boa ideia fazê-lo. Nesse documento, é necessário definir aspectos como:

  • A linguagem utilizada será formal ou informal?
  • Quando for feita alusão à própria marca, falaremos em “nós” ou em “a gente”?
  • É permitido usar gírias, eventuais abreviações e emojis? 🤔

Quando tiver essas diretrizes prontas, use-as em todas as situações que for escrever em nome da empresa, inclusive nas descrições dos produtos.

3. Faça uma descrição para SEO

Lembra-se de quando falamos que as descrições de produtos também servem para que as pessoas encontrem suas páginas no Google? Isso acontece quando há um bom planejamento do SEO por trás desse texto.

Para que esse seja o caso do seu e-commerce, confira um passo a passo de como fazer uma descrição para SEO:

a. Planeje as palavras-chave

Em primeiro lugar, você precisa definir qual será a palavra-chave principal para cada página de produto. Para descobrir como as pessoas estão pesquisando por aquele item, existem algumas ferramentas de SEO para te ajudar com esse planejamento.

Uma boa opção pertence ao próprio Google e é de uso gratuito: o Planejador de palavras-chave do buscador. Com ele, você poderá ver sugestões de termos usados pelo público, bem como o volume de buscas por cada um deles. Desse modo, você garante que usará as palavras-chave que o público realmente está pesquisando.

Quando falamos de páginas de produtos, é uma boa ideia usar long tail keywords, ou seja, palavras-chave mais longas e, portanto, específicas. Por exemplo, em vez de usar a palavra-chave “tênis de corrida”, você poderia ser mais específico com “tênis de corrida feminino adidas ultraboost”.

Desse modo, você garante que vai conseguir usar um termo que corresponda exatamente ao produto. Até porque cada palavra-chave deve ser usada em apenas uma página de produto, para evitar a competição entre páginas do seu próprio site.

b. Use-as no texto

Definida a palavra-chave, você deve empregá-la no título e no texto da descrição. Não é necessário ficar repetindo-a diversas vezes. Use-as de forma natural no contexto e utilize sinônimos também. Os robôs do Google são capazes de compreender o sentido geral do texto para definir sobre o que aquela página trata.

Além disso, apesar de o SEO ser fundamental para qualquer negócio digital, o mais importante é escrever para as pessoas. Afinal, não adianta nada agradar aos robôs do Google e seu potencial cliente não entender nada do que está escrito ali.

c. Faça as meta tags da página do produto

Por fim, além do título e da descrição, certifique-se de empregar a palavra-chave nas meta tags da página. Esse nome esquisito serve para designar o meta title, ou título SEO, e a meta description, ou descrição SEO.

Esses campos são os que aparecem nos resultados do Google, como na imagem abaixo:

Captura de tela de um resultado do Google, evidenciando o título SEO

O ideal é que esses campos sigam os seguintes parâmetros:

  • Meta título: até 55 caracteres, com a palavra-chave logo no início;
  • Meta descrição: até 145 caracteres, com a palavra-chave em qualquer posicionamento, buscando levar um resumo informativo sobre a página do produto.

Essas foram algumas dicas voltadas especificamente à descrição de produtos otimizadas para os mecanismos de buscas. Para saber tudo sobre o universo do SEO para e-commerce, confira nosso guia supercompleto:


Saiba mais...

4. Nunca copie as descrições de produtos

Conteúdos duplicados nunca são uma boa ideia. Em primeiro lugar, o Google identifica cópias e pode penalizar com um mau ranqueamento sites que usem o mesmo texto que outros.

Além disso, ao copiar descrições de fornecedores, por exemplo, você não poderá aplicar as dicas que vimos até aqui — da persona, do tom de voz e da otimização para SEO —, nem as que ainda vamos conhecer.

Portanto, sempre escreva suas próprias descrições de produtos!

5. Seja bastante descritivo…

Ao escrever uma descrição de produto, você deve ter em mente que ela vai ser muito importante para ajudar o visitante a conhecer o artigo que você está vendendo. Como não pode tocar nem ver o item pessoalmente, a pessoa estará em busca da maior quantidade possível de informações sobre ele. Então, forneça-as!

Descreva dimensões, cores, texturas, materiais usados, modos de uso, prazo de validade, se for o caso. Inclua todos os dados relevantes para alguém que está considerando comprar aquela peça, como no exemplo abaixo:

6. … e também persuasivo

Além de descrever muito bem os itens, existem algumas técnicas de persuasão que você pode usar para convencer a pessoa da compra. Algumas ideias para incluir na descrição são:

  • Mostrar os benefícios de uso daquele produto;
  • Usar termos sensoriais, como “toque aveludado” e “material suave”;
  • Usar o storytelling e contar brevemente a história daquele produto.

Caso queira saber sobre gatilhos mentais para convencer o consumidor online, confira:


Saiba mais...

7. Fique atento às necessidades específicas do seu segmento

Esteja ligado aos cuidados que os produtos do seu segmento exigem para serem vendidos pela internet. Pense sempre no que o cliente gostaria de saber antes de comprar determinado item.

Por exemplo, se você vende roupas online, precisa ter uma tabela de medidas para guiar o consumidor e pode oferecer também um provador virtual para completar a experiência. Já se o e-commerce é de comida, descreva os ingredientes de cada receita e o prazo de validade do alimento. No caso do comércio de eletrônicos, inclua todas as informações técnicas.

8. Facilite a leitura das descrições

Outro aspecto muito importante quando falamos sobre textos na internet é o da legibilidade. Tornar a leitura mais agradável vai deixar a experiência do cliente melhor em seu e-commerce.

Para isso, confira algumas recomendações:

  • Não use orações longas, atenha-se a 20 palavras por frase;
  • Limite o tamanho dos parágrafos a 4 linhas no máximo;
  • Elenque informações em tópicos quando couber (como aqui nestas dicas de legibilidade 😉);
  • Destaque palavras importantes em negrito para facilitar a leitura.

Caso queira conferir como está a legibilidade do seu texto, recomendo uma ferramenta muito legal chamada Hemingway Editor. Basta colar o texto no editor e observar as dicas que ele indica. O único ponto negativo é que essas observações são feitas em inglês, mas a ferramenta reconhece textos em português.

9. Use fotos e vídeos

Os elementos visuais ajudam muito a complementar a descrição de produtos e a chamar a atenção dos visitantes. Com esses recursos, as pessoas podem conferir mais detalhes sobre os itens.

Tanto para as fotos do e-commerce quanto para os vídeos, é importante que as imagens tenham boa qualidade e retratem cores e dimensões com fidelidade. Uma boa ideia é incluir imagens apenas do produto em fundo branco (conhecidas como fotos em still) e também de modelos usando as peças.

Para saber como tirar boas fotos dos produtos, dê uma olhada nas dicas da nossa editora Renata Estevo:

Extra: otimize as imagens para SEO

Assim como os textos, as imagens também podem — e devem —  ser otimizadas para SEO.

Para isso, você deve começar usando a palavra-chave no texto alternativo (alt text). Esse atributo também serve para tornar seu site acessível a pessoas cegas, uma vez que elas costumam utilizar softwares que leem todos os textos disponíveis na página. Então também aproveite esse campo para descrever o que a imagem mostra.

Além disso, escreva uma legenda para a foto e use a própria palavra-chave ou sinônimos. Por fim, nomeie o arquivo da foto com a palavra-chave separada por hífens e sem acentuação ou símbolos. Por exemplo, se a keyword for “macacão jeans feminino”, dê ao arquivo o nome de “macacao-jeans-feminino”.

10. Use a prova social

De modo resumido, a prova social é um fenômeno psicológico que leva as pessoas a valorizarem aquilo que as outras estão fazendo e consumindo. Desse modo, é possível criar um estímulo, pois, ao ver outros consumidores, é passada a ideia de que o produto é bom.

Nas descrições de produtos, é possível aproveitar esse aspecto do comportamento humano. Além de incluir avaliações e comentários de consumidores na página do artigo, você pode observar o que as pessoas dizem sobre ele para acrescentar as informações em sua descrição.

Por exemplo, se alguém comenta que estava preocupada que o material de um tênis fosse muito frágil, mas que, na realidade, ele é de ótima qualidade, diga isso no texto descritivo. Você poderia usar algo como: “E o melhor de tudo é que, além de estiloso, o couro do tênis tem ótima durabilidade”.

Tudo certo sobre a descrição de produtos?

Esperamos que este guia para criar a descrição de produtos em sua loja virtual tenha sido útil. Como você pôde observar, descrever os artigos à venda é uma etapa que deve ser feita a partir de um planejamento e com atenção.

Esse é um fator crucial para a atração e conversão de clientes. Então, capriche! 😉

Caso queira saber como criar editar as descrições de produtos na sua loja Nuvemshop, confira o tutorial abaixo:

Se você ainda está pesquisando, mas ainda não começou a vender pela internet, crie sua loja virtual com a Nuvemshop! São 30 dias grátis para testar a plataforma sem a necessidade de conhecimentos técnicos.

Faça como +60mil lojas e
crie a sua Nuvemshop

Testar 30 dias grátis
Crie a sua loja na Nuvemshop

Sabemos que migrar sua loja não é uma decisão simples.

Descubra os benefícios e facilidades que a Nuvemshop oferece exclusivamente para migrações.

Saiba mais sobre a migração