Como vender no Mercado Livre: passo a passo para começar

Por: Victoria Salemi
Como vender no Mercado Livre: passo a passo para começar

Aqui você encontra:

O Mercado Livre é uma das grandes referências em compras e vendas online em toda a América Latina. Por isso, ao longo deste artigo, vamos nos debruçar sobre como vender no Mercado Livre e todos os aspectos envolvidos nesse canal de vendas pela internet.

Se você nunca vendeu ou comprou nada por lá, é provável que tenha ouvido falar desse grande marketplace onde se anuncia e se vende de tudo. Mas vamos começar entendendo o que é o Mercado Livre.

Crie sua loja virtual e venda pela internet
Crie sua loja virtual e venda pela internet pelo seu computador

O que é o Mercado Livre?

O Mercado Livre é um marketplace, ou seja, um site de compra e vendas que funciona como um shopping center virtual. Nele, milhares de vendedores podem expor seus produtos para que os compradores façam suas aquisições.

No começo de suas atividades, o Mercado Livre atendia com mais frequência vendedores únicos ou ocasionais — ou seja, pessoas que queriam vender algo que já havia perdido a utilidade, mais ou menos como um classificado online.

Atualmente, o site abriga profissionais especializados, lojas pequenas e grandes marcas que optaram por expor seus produtos nessa grande vitrine virtual. Houve um aumento considerável no nível dos vendedores, o que consequentemente criou uma maior concorrência em torno da compra do cliente.

A seguir, nós te contaremos sobre como vender no Mercado Livre e abordaremos pontos básicos de como começar, como gerenciar seus clientes e dicas de como aumentar as vendas para que você se torne um vendedor de sucesso na internet.

Este guia irá ajudar aqueles que querem começar a vender através do Mercado Livre, ganhar dinheiro online diariamente e também os empreendedores que já possuem a sua loja online e querem abrir mais esse canal de vendas. Vamos lá?


Saiba mais...

Como funciona o Mercado Livre?

Para aqueles que pensam sobre como vender pela internet, o Mercado Livre ensina que o relacionamento de confiança e empatia entre o vendedor e o comprador é uma das principais formas de ganhar reconhecimento profissional como negociador.

Além disso, essa relação é capaz de aumentar as suas vendas e manter os clientes fidelizados. Essa é a base para entender como funciona o Mercado Livre.

Como forma de institucionalizar esse laço, para realizar uma compra dentro do Mercado Livre é necessário ter uma conta como comprador, assim como o vendedor terá a dele. Vamos entender o papel dos dois dentro desse grande universo das compras:

O vendedor

Como forma de reconhecer o sucesso e bonificar os vendedores dedicados ao seu negócio e ao cliente, o Mercado Livre criou diversos selos para qualificá-los, chamados de MercadoLíder. Os níveis desses certificados são:

  • MercadoLíder;
  • MercadoLíder Gold;
  • MercadoLíder Platinum.

Esse programa distingue, através de medalhas, os inúmeros vendedores da rede. Os pilares desse reconhecimento se baseiam no tempo de atividade, número de vendas feitas, qualidade dos serviços prestados etc.

Além do reconhecimento e da confiança gerada por essas medalhas, o vendedor também tem descontos e benefícios, como atendimento preferencial, acesso a novas ferramentas e preços mais baixos no frete. O vendedor, vale destacar, também pode qualificar o comprador.

O comprador

O comprador pode tirar suas dúvidas quando quiser dentro da página do produto, avaliando o atendimento dispensado, fornecendo seu ponto de vista sobre o produto e qualificando o vendedor.

O comprador, conforme dito anteriormente, também pode ser qualificado pelos vendedores, galgando um reconhecimento positivo ou negativo de acordo com suas compras.

Entendendo esse princípio básico sobre como funciona o Mercado Livre, podemos apresentar as alternativas para que o seu negócio na internet se posicione através do marketplace.

Também traremos dicas sobre como otimizar esse importante relacionamento para gerar cada vez mais vendas dentro da sua página no Mercado Livre.

Passo a passo de como vender no Mercado Livre

Existem diversas maneiras de se começar a vender na internet através do Mercado Livre.

Há também a possibilidade de patrocinar seus produtos anunciados para que eles apareçam na página de artigos semelhantes.

Vamos entender cada uma dessas alternativas para que você escolha o jeito mais adequado de realizar a publicidade dos seus produtos.

1. Criar uma conta no Mercado Livre

Para criar sua conta no Mercado Livre, você deve acessar a página de registro do marketplace e preencher suas informações pessoais:

Captura de tela da página de "criar conta" para vender no Mercado Livre

Note que você poderá optar por preencher suas informações para vender como pessoa física no Mercado Livre ou, então, criar uma conta de empresa.

Mesmo que esteja começando sozinho, você pode abrir uma microempresa por meio do MEI. Dessa forma, você não precisa se preocupar com questões burocráticas à medida que essa sua atividade for se profissionalizando.

Depois de criada a sua conta, você será redirecionado à página inicial. A partir daqui, você já poderá começar a vender pelo Mercado Livre.

Para dar início às suas vendas, você deve acessar o link “Vender” do menu:

Captura de tela da página inicial do Mercado Livre, com o botão "Vender" evidenciado com um retângulo vermelho

A seguir, vamos ver como cadastrar seus produtos.

2. Cadastrar o primeiro produto

Logo que clicar em “Vender”, você será redirecionado à seguinte página:

Captura de tela da primeira página para cadastrar produtos no Mercado Livre, com um aviso de mudanças no processo

Clique em “Começar a anunciar” e continue para o cadastro dos seus produtos. Você deverá selecionar o tipo de artigo que vai vender pelo marketplace:

Captura de tela da página em que o vendedor deve selecionar o tipo de artigo que vai anunciar no Mercado Livre. As opções na imagem são "Produtos", "Veículo", "Imóveis" ou "Serviços"

No nosso exemplo, selecionamos a categoria “Produto” e fomos direcionados à página para completar as informações sobre a mercadoria. Você vai começar pelo nome, que deve ser informativo a respeito do produto e do modelo:

Captura de tela da página para nomear o produto a ser anunciado no Mercado Livre

Na sequência, um aviso sobre autenticidade dos artigos que você está tentando vender será exibido. Certifique-se de que você cumpre essas regras e clique em “Continuar”:

Captura de tela do aviso de autenticidade do produto que o Mercado Livre exibe antes de permitir a criação da página

Em seguida, o próprio Mercado Livre vai sugerir categorias relacionadas ao título do produto que você escreveu. Selecione a que mais se adequar e clique em “Continuar”:

Captura de tela de página do Mercado Livre sugerindo categorias a partir do título colocado no anúncio

Para continuar, complete informações adicionais pedidas pelo marketplace. Esses passos são bem simples, pois a própria plataforma vai instruindo sobre o que o vendedor deve escrever:

Captura de tela da página do Mercado Livre que pede nome do produto, modelo e se é masculino ou feminino

Em seguida, informe se o produto que você vai vender é novo ou usado:

Captura de tela da página do Mercado Livre para o vendedor indicar se o produto é novo ou usado

Agora, passamos às características do produto. Você vai selecionar a cor:

Captura de tela para indicação da cor do produto a ser vendido no Mercado Livre

Depois, os tamanhos disponíveis em seu estoque:

Captura de tela do Mercado Livre, na página que pede indicação dos tamanhos disponíveis para venda

Agora, você você vai adicionar fotos dos produtos, além de informar a quantidade em estoque para cada tamanho e o código EAN — ou seja, o número referente ao código de barras — de cada uma das variações:

Captura de tela da página do Mercado Livre em que o lojista deve inserir as quantidades e códigos de barras de cada uma das variações do produto ofertado

Por fim, você será encaminhado a uma página para inserir suas informações:

Captura de tela da página do Mercado Livre em que o vendedor deve inserir CPF ou CNPJ e endereço, para cálculo do frete

Lembre-se de que as compras e vendas do Mercado Livre são baseadas na confiabilidade do vendedor. Por isso, certifique-se de que seus dados estão corretos!

Informações sobre o produto

Preste atenção para selecionar a categoria adequada para seu produto, pois isso ajudará o seu anúncio a ser mais facilmente encontrado nas pesquisas dos clientes no site.

O título deve conter as palavras-chave que denominem bem o seu produto. Evite descrevê-lo de forma generalista. Tente pensar como se você fosse o consumidor em busca de uma boa oportunidade de compra.

Ao descrever um produto, você deve tentar dar todas as características possíveis do item para o consumidor: detalhes técnicos, desempenho, estado do produto, garantia, forma de entrega, etc. Em geral, a própria plataforma pede essas informações, mas confira se não faltou nada.

3. Definir o preço do produto

Depois que você preencher suas informações pessoais, será direcionado à página para definição de preço:

Captura de tela do Mercado Livre, na página em que o vendedor deve informar o preço do produto anunciado

4. Configurar tipos de anúncio

Depois que definir o valor, você vai selecionar o tipo de anúncio oferecido pelo Mercado Livre. Esse custo serve para que o marketplace exiba seus produtos aos visitantes do site:

Captura de tela do Mercado Livre na página em que o vendedor seleciona o tipo de anúncio, entre "Exposição Alta" e "Exposição Máxima" dentro do marketplace. Nessa etapa, o preço de cada um é exibido e varia de acordo com o preço definido para o artigo

Primeiro é importante entender os dois tipos mais comuns de tarifas que o Mercado Livre cobra para quem quer vender na internet utilizando o site:

Tarifa de anúncio

A tarifa de anúncio irá cobrar justamente pelo espaço do anúncio. O seu valor é determinado pelo preço do produto vezes a quantidade que o vendedor irá oferecer, logo, produtos mais caros e com maior volume em estoque pagam maiores tarifas de anúncio. Em contrapartida, anúncios mais caros têm maior visibilidade dentro do site.

À medida que você vai preenchendo as informações sobre seus produtos, o próprio marketplace vai direcionando seu anúncio para a categoria em que se enquadra a cobrança.

Tarifa de venda

Há também uma tarifa de venda: um valor único a ser cobrado por cada venda efetuada dentro do Mercado Livre. Como você pode imaginar, produtos mais caros pagam maiores taxas de venda, pois essa porcentagem varia de zero a 16%, mais um custo por transação.

O pagamento será intermediado pelo Mercado Pago. Após o desconto da tarifa de venda, você irá receber o valor diretamente em sua conta bancária.

O próprio site já mostra, ao final do processo, o dinheiro que o vendedor vai receber — descontadas as taxas de anúncios, pagamento e frete:

Captura de tela do Mercado Livre na página que mostra os custos para o lojista, incluindo o preço para exposição do anúncio, a taxa cobrada pela venda no canal e o frete.

5. Preencher informações de entrega

O próximo passo é informar se os clientes poderão buscar o produto em um ponto de retirada ou não:

Captura de tela da página do Mercado Livre que pede para o vendedor indicar se será possível retirar o produto em algum lugar, ou apenas envio para o endereço do cliente

Selecionada a opção, você será direcionado a uma página para completar informações referentes ao seu endereço para que o frete possa ser calculado. Os produtos serão enviados aos clientes, entre outras opções, pelo Mercado Envios.

Conforme citamos anteriormente, as tarifas serão exibidas a você à medida que as informações sobre sua loja e os artigos que vai vender forem preenchidas.

6. Completar informações adicionais sobre os produtos

Por fim, serão pedidas informações adicionais sobre os artigos, como garantia, descrição personalizada e vídeo dos produtos:

Captura de tela da página do Mercado Livre que pede informações adicionais sobre o produto, como mais descrições e vídeos do artigo

Lembre-se de que, ao comprar pela internet, seu cliente não poderá tocar os artigos. Por isso, quanto mais informações você fornecer para conquistá-lo, melhor!

Product Ads: anúncios dentro do Mercado Livre

O Mercado Livre é o maior site de vendas do país, portanto, recebe uma grande quantidade de visitas de pessoas preparadas para fechar negócio. E, para impulsionar a exibição dos seus produtos, é possível criar anúncios dentro do próprio marketplace.

Através do Product Ads, com links patrocinados você poderá patrocinar seus produtos anunciados no Mercado Livre, pagando somente pelo clique que receber. Assim, eles vão aparecer em boas posições nos resultados das buscas e, até mesmo, na página de concorrentes seus que vendem artigos semelhantes aos seus.

Como vender mais no Mercado Livre

Agora que já conhecemos o passo a passo para vender no Mercado Livre, é hora de nos aprofundarmos nas dicas para que você possa aumentar suas vendas por esse canal. Vamos lá?

1. Defina uma boa primeira imagem para o produto

Essa é uma dica corriqueira para quem já vende na internet, mas vale ser reforçada: a foto que acompanha o produto deve ser objetiva, clara, e mostrar um ângulo pelo qual o cliente tenha ideia das várias faces do objeto.

Evite agregar logotipos ou qualquer outra coisa junto à imagem do produto. Você pode conferir como melhorar cada vez mais as imagens dos seus itens no vídeo abaixo:

2. Capriche ao descrever os produtos

Dados claros sobre o estado do produto, tamanho, cor, detalhes técnicos, funcionamento operacional (caso seja um eletrônico) etc devem constar na página da mercadoria. Descreva os produtos de modo que os clientes possam conhecê-los, mesmo sem vê-los pessoalmente.

Se ficar na dúvida, o cliente não hesitará em buscar por outra oferta melhor apresentada dentro da listagem de produtos relacionados. Procure qualificar positivamente o seu produto, mas sem ser exagerado.

Outra dica: é comum, no Mercado Livre, a venda de itens usados, portanto, lembre-se sempre de ser o mais honesto possível sobre a sua mercadoria.

3. Construa uma boa impressão da sua marca

Sabemos que construir uma boa imagem como vendedor é algo difícil e que pode desmoronar facilmente, certo?

O Mercado Livre enfatiza bastante a importância de se responder adequadamente às dúvidas dos clientes. Ser claro e educado nos contatos e oferecer uma resposta personalizada seguramente aumentará o nível de confiança depositado em você ou na sua marca.


Saiba mais...

4. Seja avaliado pelos compradores!

As avaliações de clientes podem conquistar a confiança de outros visitantes que estão visualizando um produto.

Pensando nisso, estimule que seus clientes façam avaliações. Você pode enviar um bilhete junto com o produto, por exemplo, agradecendo pela compra e lembrando o consumidor de avaliá-lo. O próprio Mercado Livre também costuma enviar um e-mail para pedir aos clientes que avaliem os artigos.

Esses comentários e notas ficam disponíveis nas páginas dos produtos, como no exemplo abaixo:

Captura de tela de uma página de produto do Mercado Livre, com as avaliações sobre o artigo, com nota, e comentários dos clientes sobre ele

Esse tipo de informação pode ser decisiva para que um cliente resolva comprar aquele artigo ou desista da aquisição com determinado vendedor.


Saiba mais...

Curso sobre Mercado Livre

Já vimos bastante coisa sobre como vender no Mercado Livre. Mas, se você quer saber ainda mais, a Universidade do E-commerce da Nuvemshop conta com um curso completo e gratuito sobre o marketplace.

Em oito aulas você entenderá todo o funcionamento da plataforma, aprenderá a publicar produtos, fazer vendas, utilizar o Mercado Envios, anunciar, entre outras coisas. Vale muito a pena ver! 🤓

Além do curso da Nuvemshop, para dúvidas pontuais quando começar a vender pelo Mercado Livre, o próprio marketplace tem uma Central de Vendedores que pode te ajudar a dar os primeiros passos.

4 benefícios em vender no Mercado Livre

Tudo certo até aqui? Vamos focar agora nos pontos mais positivos do Mercado Livre. Confira a seguir os quatro principais benefícios em vender nesse marketplace.

1. Estrutura

O Mercado Livre oferece toda a estrutura que você precisa para vender, enviar e receber por seus produtos. Com ferramentas de pagamento e frete integradas, todo o processo de gestão é feito dentro de uma só plataforma.

Com essas facilidades, vender no Mercado Livre pode ser o caminho ideal para quem quer se posicionar na internet, mas ainda não possui uma loja virtual própria.

2. Baixo custo de investimento

Vender no Mercado Livre exige o pagamento de algumas taxas, conforme vimos no decorrer do texto.

No entanto, para vendedores iniciantes, começar a vender no Mercado Livre é uma opção barata e que pode gerar um retorno rápido e positivo.

3. Visibilidade dos produtos

Com milhões de usuários ativos, o Mercado Livre pode impulsionar a visibilidade dos seus produtos no ambiente virtual. Com a ajuda dos anúncios patrocinados, que vimos anteriormente, suas chances de conversão podem aumentar bastante.

4. Autoridade da empresa

No decorrer dos anos, o Mercado Livre tornou-se referência em marketplaces e, no Brasil, é líder no seu segmento. Com isso, a confiança e autoridade da empresa fazem com que os clientes mantenham uma relação duradoura com a marca.

Isso quer dizer que é comum que o mesmo consumidor compre diversos produtos através do marketplace. Com isso, aumenta o número de pessoas que pode chegar até os itens que você vende.

Vale a pena vender no Mercado Livre?

A resposta para esse tipo de pergunta nunca é simples, pois tudo vai depender do seu modelo de negócios.

Conforme citado anteriormente, podemos considerar que vale a pena vender no Mercado Livre pelos seguintes motivos:

  • Esse é um shopping virtual gigantesco, com uma oferta enorme de produtos e que recebe milhões de visitas mensalmente;
  • As pessoas que entram no site do Mercado Livre, geralmente, já estão inclinadas a comprar;
  • Esse é um canal de vendas simples para começar e para trabalhar.

Todavia, é preciso observar também os pontos negativos, que podem acabar fazendo com que não valha a pena vender pelo marketplace:

  • O lojista não tem o controle sobre a experiência de compra e não tem a sua marca em evidência. Isso significa que o nome da loja acaba ficando em segundo plano, pois os clientes associam a compra ao nome “Mercado Livre”, não ao da loja de que compraram;
  • Total dependência de uma outra empresa. Se o Mercado Livre decidir aumentar as taxas, suas políticas ou, até mesmo, deixar de existir, o lojista não tem controle nenhum.

Combinar dois canais de venda: loja virtual e Mercado Livre

Assim como em todo tipo de negócio, vender pelo Mercado Livre tem seus pontos positivos e negativos. No entanto, combinar mais de um canal de vendas pode maximizar os resultados da sua loja.

Nesse sentido, você pode ter sua própria loja virtual e, ao mesmo tempo, vender pelo Mercado Livre. Dessa forma, você amplia a visibilidade dos seus produtos, o que consequentemente pode aumentar sua taxa de conversão.

Para saber mais sobre a criação da sua loja virtual, confira o guia abaixo:

Como integrar minha loja Nuvemshop com o Mercado Livre?

Não ficam dúvidas de que vender seus produtos em um marketplace é uma grande estratégia para potencializar sua marca, certo? E se você já possui uma loja virtual com a Nuvemshop, levar o seu catálogo para o Mercado Livre fica mais rápido e prático.

Em nossa Loja de Aplicativos, você encontra uma série de ferramentas para o seu e-commerce, desde sistemas de gestão até soluções de marketing digital. Estas aplicações, se agregadas à sua loja, podem trazer uma série de benefícios para o seu negócio.

Dentre as diversas ferramentas disponíveis, o Tiny ERP, o PluggTo e o Bling podem te ajudar a integrar sua loja Nuvemshop com canais de venda, como o Mercado Livre. Vamos conhecê-los?

Tiny ERP

Oferecendo uma experiência completa na administração do seu negócio, o Tiny ERP é um dos sistemas de gestão mais populares no e-commerce. Entre as diversas funcionalidades disponíveis, podemos destacar as seguintes:

  • Integração com marketplaces e canais de venda;
  • Separação de pedidos e etiquetas;
  • Emissão de nota fiscal;
  • Sincronização automática de estoque;
  • Importação de produtos do e-commerce;
  • Gestão de contas a pagar e a receber.

Através deste aplicativo, você pode exportar todo o seu catálogo de produtos para outros canais de venda, incluindo o Mercado Livre. Com esta integração, você elimina o trabalho de recadastrar os produtos manualmente, ganhando tempo para investir em outras tarefas, como a criação dos anúncios, por exemplo.

No tutorial abaixo você encontra o passo a passo para instalar o Tiny em sua loja Nuvemshop:

Ou, se preferir, confira o vídeo com as instruções para fazer a integração da ferramenta com a sua loja:

Bling

O Bling é um serviço de gestão de e-commerce bastante popular no mercado. A ferramenta oferece uma série de facilidades, como:

  • Integração com marketplaces;
  • Emissão de notas fiscais eletrônicas;
  • Controle de fluxo de caixa e financeiro;
  • Integração com Correios e serviços logísticos;
  • Controle de estoque da sua empresa;
  • Emissão de relatórios gerenciais;
  • Gestão de cadastros de clientes e fornecedores.

Através deste aplicativo, você consegue colocar seus produtos à venda em canais de venda, como Mercado Livre, Centauro, B2W, Dafiti, entre outros.

Para integrar o Bling à sua loja Nuvemshop, basta seguir os passos apresentados no tutorial abaixo:

PluggTo

Com funcionalidades semelhantes às do Tiny, o PluggTo é um sistema focado em garantir a melhor experiência de integração com canais de venda do mercado. E para lojas Nuvemshop, o processo também fica mais fácil.

O PluggTo é o sistema de integração com o maior número de marketplaces do mercado. Os produtos e pedidos são sincronizados em tempo real e os lojistas podem contar com algumas funções exclusivas, como por exemplo:

  • Cálculo de frete;
  • Serviço de SAC;
  • Controle de prazos;
  • Redimensionador de imagens;
  • Atendimento por telefone e chat.

Com o uso de uma dessas ferramentas citadas acima, você consegue exportar todo o seu catálogo de produtos para o Mercado Livre e manter estes e outros dados da sua loja sincronizados, como: produtos, preços, variações etc.

Este tipo de sistema não só facilita toda a operação da sua loja como também garante um controle mais centralizado das suas vendas, tanto em sua loja Nuvemshop quanto nos canais de venda externos.

Acesse nossa Loja de Aplicativos e conheça mais sobre estas ferramentas. Assim, você poderá escolher qual delas é a ideal para o seu negócio e começar a exportar seu catálogo para o Mercado Livre e outros marketplaces.

E se surgirem dúvidas durante o processo de integração, acesse o nosso artigo completo com o passo a passo de como integrar sua loja com o Mercado Livre:

Entendido?

Vender pela internet está longe de ser um bicho de sete cabeças. O Mercado Livre oferece oportunidades de venda tanto para aqueles que começaram agora e querem dar os primeiros passos, quanto para os empreendedores que já possuem a sua própria loja online.

Se você ainda está pesquisando sobre criar uma loja virtual, te convido a testar a Nuvemshop por 30 dias grátis. É a melhor plataforma para vender pela internet, além de poder ser integrada facilmente ao Mercado Livre. Tenho certeza de que você vai gostar. 😉

Faça como +60mil lojas e
crie a sua Nuvemshop

Testar 30 dias grátis
Crie a sua loja na Nuvemshop

Produtos, preços e estoque sincronizados

Crie e integre sua loja virtual ao Mercado Livre e administre seu negócio de um só lugar.

Criar minha loja

Nosso site utiliza cookies para te proporcionar uma melhor experiência. Ao acessar o site da Nuvemshop, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Cookies