20 ideias para começar um negócio online

Por: Kawan Lopes
Imagem mostrando uma mulher usando um notebook simbolizando a criação de um negócio online.

Aqui você encontra:

Se você procura por formas de ganhar dinheiro na internet, conhecer os negócios online mais rentáveis é o pontapé inicial para empreender. Quando falamos de um mercado tão diverso como o digital, é importante estar de olhos abertos para as novidades e acompanhar as transformações desse nicho que oferece grande potencial de crescimento.

Por isso, separei, neste artigo, 20 tipos de negócios online para ganhar dinheiro na internet. Então, separe o papel e a caneta e venha comigo conhecer as opções para conquistar o seu espaço no mercado digital. 📝

O que são negócios online?

Negócios online são formas de empreender e ganhar dinheiro no mercado digital. Desde lojas virtuais até a produção de conteúdo, são inúmeras as possibilidades para conquistar espaço neste mercado que, embora seja bastante competitivo, pode ser muito promissor.

São diversos os desafios de empreender, no entanto, se você souber exatamente o que deseja fazer e em qual nicho quer atuar, fica mais fácil trilhar um caminho de sucesso. Só não se esqueça de que, assim como no comércio tradicional, apostar em um negócio online envolve uma série de responsabilidades.

Ademais, com boas práticas e estratégias bem desenhadas, é possível obter êxito, e é sobre isso que iremos falar neste artigo. 😉

💡 Saiba mais: 22 estratégias para gerar a sua primeira venda online

20 ideias de negócios online

Para que você possa empreender com a segurança de que fez a escolha certa, é importante conhecer as opções disponíveis no mercado, certo? Por isso, separei 20 ideias de negócios online que podem ser bastante rentáveis. Confira-as na sequência:

1. Criar uma loja virtual

Sejam roupas, acessórios, eletrônicos ou cosméticos, as compras online já são uma realidade. Portanto, se você pensa em vender na internet, essa é, definitivamente, uma ótima opção.

Lojas virtuais têm se tornado cada vez mais populares entre os consumidores no Brasil. Apenas no primeiro semestre de 2020, o e-commerce no país teve um aumento de 47% em faturamento, de acordo com uma pesquisa da Ebit|Nielsen. Com essa margem, já é possível enxergar oportunidades, certo?

Entre as diversas vantagens de investir em uma loja virtual, podemos destacar:

  • Gestão unificada: com um e-commerce próprio, você pode gerenciar todo seu fluxo logístico de forma integrada;
  • Presença de marca: além de ter acesso a seus produtos, seus clientes poderão criar relacionamento com sua marca, o que pode ser ótimo para o aumento do seu faturamento;
  • Melhora a experiência do cliente: ao comprar em um e-commerce, o cliente pode visualizar o produto, fazer a cotação do frete, efetuar o pagamento e acompanhar o status do pedido, tudo no mesmo site.
Crie sua loja virtual e venda pela internet
Crie sua loja virtual e venda pela internet pelo seu computador

2. Vender em marketplaces

Os marketplaces são opções práticas para aqueles que querem vender online, mas não dispõem de tempo e recursos para investir em uma loja própria. No entanto, esta não deixa de ser uma boa estratégia, pois vender em canais de venda como estes pode ser bastante rentável.

Marketplaces populares como o Mercado Livre, o Buscapé e a Amazon recebem um tráfego gigantesco de clientes. Portanto, se você pensa em ingressar aos poucos no mercado digital, começar em um destes canais pode ser o caminho para encontrar o seu lugar no e-commerce.

Vender em marketplaces oferece os seguintes benefícios:

  • Infraestrutura: os marketplaces oferecem todo o aparato necessário para que você publique, venda e receba os valores em um só lugar;
  • Visibilidade: com a popularidade individual de alguns canais, como o Mercado Livre, seus produtos podem alcançar um grande número de usuários;
  • Baixo investimento: exceto por taxas de conveniência e tarifas por transação cobradas por alguns canais, vender em marketplace não demanda altos investimentos em valores.

💡 Saiba mais: Aprenda como ganhar dinheiro vendendo em marketplaces

Confira também um vídeo sobre os principais benefícios do Mercado Livre e dicas para ganhar dinheiro no marketplace:

3. Abrir uma franquia online

As franquias — ou franchisings — são negócios que funcionam por meio de um sistema de concessões. Na prática, o proprietário de uma marca cede o direito de uso da sua empresa para que outros empresários a repliquem.

Neste sistema, não apenas o nome da marca é concedido, e, sim, todo o seu modelo de negócio, produtos, serviços etc. Assim como no franchising tradicional — podemos pontuar o McDonald ‘s como um exemplo claro — quando falamos de franquia online, os processos ocorrem de forma semelhante. A diferença é que estamos falando sobre negócios totalmente digitais.

Confira algumas vantagens de trabalhar com franquias online:

  • Apoio da rede franqueadora: ao investir em uma franquia você pode contar com o suporte da rede central com treinamentos, consultorias etc;
  • Trabalho home office: por se tratar de um trabalho completamente online, você pode optar por trabalhar da sua casa;
  • Garantia de retorno sobre o investimento: apostando em uma franquia já consolidada no mercado, o retorno sobre o investimento (ROI) pode acontecer mais rápido.

💡 Saiba mais: Franquia online: o que é e quais são suas vantagens?

4. Fazer dropshipping

Você quer vender sem ter um estoque próprio? O dropshipping é a solução do seu problema. Essa estratégia permite que você venda produtos sem a necessidade de armazená-los por conta própria.

Na prática, você deve fazer contratos com fornecedores que serão responsáveis não apenas por fornecer os produtos, mas também por armazená-los e enviá-los diretamente para os seus clientes. Assim, você fica responsável por outras etapas como a divulgação, a venda e o atendimento.

Quer saber mais sobre como funciona o dropshipping e dicas para aplicá-la? Confira o vídeo abaixo:

5. Vender serviços online

Se você é prestador de serviços — advogado, consultor financeiro, personal trainer etc — , é possível vendê-los pela internet. Criando uma página informativa e que transmita confiança e profissionalismo, você pode captar clientes no ambiente virtual.

O primeiro passo, entretanto, deve ser analisar como o seu serviço pode ser atrativo na internet. A partir daí, você precisa definir a sua marca, identificar o seu público-alvo e desenhar estratégias para alcançá-lo.

Uma dica importante é manter um contato próximo com a sua audiência, principalmente através das redes sociais. Quanto mais informações seu público tiver sobre você e o que você faz, maiores serão as chances de eles te contratarem.

💡 Saiba mais: Como vender serviços pela internet?

6. Revender produtos

Uma prática muito comum no comércio tradicional é a compra de produtos em atacado para revenda. Esta é uma prática que tende a ser bastante lucrativa, já que, negociando com bons fornecedores, você pode comprar os produtos por valores mais baixos e ter lucro com a revenda.

Para encontrar clientes na internet você pode optar por:

  • Criar uma loja virtual: através de um e-commerce próprio você pode criar seu catálogo online e divulgar seus produtos;
  • Vender em um marketplace: publicar seus produtos em marketplaces pode ser uma ótima estratégia para alcançar clientes que estão buscando exatamente o que você vende;
  • Vender em redes sociais: redes como o Instagram e o Facebook têm se mostrado como grandes canais de venda, por isso, divulgar seus produtos por lá pode ser bastante promissor para seu negócio online.

💡 Saiba mais: Produtos para revenda: como funciona e onde comprar?

7. Vender produtos importados

Vender produtos importados virou uma febre no Brasil desde que sites como o AliExpress e o Shopee ficaram bastante conhecidos. Esta prática pode ser bastante rentável se você puder contar com bons fornecedores e encontrar os canais certos para vender.

💡 Saiba mais: Como achar fornecedores de produtos importados no Brasil

Para este modelo de negócio, você pode optar por um fluxo de importação de produtos ou vender através do dropshipping. Ambas estratégias podem trazer benefícios para a sua empresa. Neste caso, vale entender qual delas faz mais sentido para o seu momento.

Lojas Nuvemshop, por exemplo, possuem integração com o AliExpress através da plataforma Dropi. Com ela, você pode vender produtos do catálogo do AliExpress sem se preocupar com questões logísticas, como o armazenamento e o envio dos itens.

💡 Saiba mais: Dropshipping no AliExpress: guia completo para começar

8. Trabalhar com programa de afiliados

O programa de afiliados é um modelo de vendas e divulgação de produtos e serviços bastante popular. Ele funciona da seguinte forma: um vendedor associado à sua marca passa a divulgar e vender itens do seu catálogo e, caso ele realize uma venda, você o paga um valor pré-acordado.

Por exemplo: se você tem uma marca de cosméticos e gostaria de atingir clientes fora da região em que você atua, é possível criar uma estratégia para ter vendedores afiliados divulgando e vendendo seus produtos em todos os cantos do país. Assim, você irá expandir o alcance do seu negócio e consequentemente aumentar o seu ticket médio.

9. Fazer streaming

O consumo de conteúdos digitais é cada vez maior. Com isso, produzir materiais voltados para esses canais tornou-se em um negócio bastante promissor. Desde games e reviews de produtos até reações de lançamentos musicais, na internet, existe público para tudo.

Se você vende online, por exemplo, é possível unir o streaming à sua estratégia de vendas. Muitos consumidores procuram por vídeos com resenhas de produtos antes de comprá-los. Desse modo, transmitir vídeos com detalhes sobre seus itens pode te ajudar a conquistar mais clientes e aumentar a sua taxa de conversão.

Ademais, realizar streamings pode fazer com que você conquiste autoridade na internet. Do ponto de vista comercial, isso pode ser ótimo em termos de carreira. Atualmente, plataformas como Youtube, Facebook, Instagram e Twitch recebem um tráfego enorme de usuários. Portanto, basta identificar o seu público e investir no formato certo.

💡 Saiba mais: O que é streaming e como ele funciona?

10. Produzir conteúdo

Se você manda bem na criação de textos, vídeos, artes gráficas ou qualquer outro tipo de conteúdo que possa ser digitalizado, é possível encontrar espaço na internet para ganhar dinheiro com isso.

Blogs, vlogs e até mesmo conteúdos para redes sociais podem gerar um grande tráfego se você atingir o seu público de forma assertiva. Dessa maneira, é possível transformar seus materiais em um negócio lucrativo.

Com o consumo de conteúdos digitais crescendo cada vez mais, são diversas as opções para atingir o seu público, como, por exemplo:

Se você possui um e-commerce, apostar em estratégias voltadas para conteúdo é uma ótima maneira de atrair visitantes para sua marca. Fornecendo materiais de qualidade, você conquista a confiança dos usuários e isso pode ser a alavanca que irá fazê-los comprar de você.

💡 Saiba mais: Marketing de conteúdo: o que é e como começar?

11. Fazer investimentos

Você, certamente, já se deparou com algum anúncio sobre aplicativos de investimento enquanto acessava alguma rede social, certo? Programas de investimento online têm se tornado uma febre entre entusiastas do universo econômico.

No entanto, quando há dinheiro envolvido, todo cuidado é pouco. Para começar a fazer investimentos online é importante se ater a informações como:

  • Segurança e rentabilidade;
  • Frequência dos investimentos;
  • Quantia disponível para investir.

Além disso, é primordial saber qual é o seu perfil de investidor e procurar uma instituição ou consultor financeiro de confiança. Assim, você pode investir com mais segurança e, quem sabe, fazer disso um negócio lucrativo.

12. Desenvolver aplicativos

Com os smartphones concentrando cada vez mais o acesso das pessoas às redes sociais, sites, jogos etc, desenvolver aplicativos pode ser uma mina de ouro. Mas é claro que, para atuar neste tipo de projeto, é necessário possuir uma série de conhecimentos técnicos.

Hoje, a maior parte dos apps utilizados no mundo foram pensados para resolver pequenos problemas e necessidades. O iFood, por exemplo, levou para a tela do celular um cardápio completo, facilitando e modificando o sistema de delivery.

Portanto, se você tem uma ideia e acredita que ela possa facilitar a vida das pessoas de alguma forma, essa pode ser sua porta para o sucesso. Caso você não seja qualificado para o desenvolvimento do app, é possível procurar por desenvolvedores.

Em canais como o LinkedIn ou o Workana, é possível encontrar profissionais capacitados para o desenvolvimento e manutenção das ferramentas. A partir daí, é só tirar o projeto do papel e investir na criação do aplicativo.

13. Desenvolver sites

Seja para vender online, para criar um portal de notícias ou um blog, manter um site ativo envolve bastante trabalho técnico. Então, se você possui habilidades voltadas para a criação de sites, é possível fazer disso um negócio online lucrativo.

Essa é mais uma forma de usar conhecimentos técnicos como ferramenta de trabalho. Claro que, tratando-se da criação e manutenção de sites, é preciso ter o domínio sobre diversas ferramentas e linguagens digitais.

Todavia, a maioria das pessoas se sentem mais confortáveis contando com a ajuda de um profissional. Portanto, se você é qualificado para este tipo de tarefa, você irá encontrar oportunidades para lucrar criando e cuidando de sites.

14. Dar palestras online

Se você é formado, especializado em assuntos específicos ou possui experiência em determinados campos de estudo, saiba que o seu conhecimento pode ser uma boa moeda de troca.

As lives têm ganhado cada vez mais espectadores, principalmente em tempos de alto consumo de conteúdos online. Com isso, surgem oportunidades para profissionais das mais diversas áreas explorarem esse formato para ministrar palestras online.

Claro que, para que isso traga retorno financeiro, é necessário entender quais temas têm maior potencial para engajar a audiência. Além disso, é importante investir na divulgação da palestra, pois quanto maior for o número de participantes, maior será o seu lucro.

15. Design gráfico

O design gráfico está por toda a parte, ele define, basicamente, tudo o que vemos nas telas de nossos aparelhos. Desse modo, a demanda de trabalho é recorrente e, se você é web designer, o ambiente virtual pode te oferecer grandes oportunidades.

Desde materiais para redes sociais e blogs até a customização de sites, são diversas as formas de ganhar dinheiro com web design. No entanto, é necessário fazer com que as pessoas conheçam e confiem no seu trabalho — somente assim elas sentirão segurança em contratá-lo.

Para isso, é importante investir em um bom portfólio e em um perfil profissional que forneça informações necessárias para que o público tome conhecimento do seu trabalho. Assim, você pode ganhar mais autoridade e confiança, o que, consequentemente, irá atrair mais clientes.

16. Mineração de Criptomoeda

A criptomoeda é uma moeda virtual — popularmente conhecida como bitcoin — que conta com um sistema de segurança criptografado. A mineração dessas moedas funciona através de blocos que são ligados a uma sequência de equações matemáticas.

Para ganhar dinheiro com a mineração de criptomoedas você precisa ser o primeiro a resolver as equações. Para isso, além de ser muito bom em matemática, você precisa de um computador especial para resolver os cálculos.

As recompensas pela resolução de um bloco ultrapassa facilmente a casa dos milhares. Isso porque, atualmente, um bitcoin equivale a R$ 316.275,54. Bastante promissor, não é? Mas calma! Para apostar na mineração de bitcoins, você precisa investir na infraestrutura necessária para o trabalho, como por exemplo:

  • Um hardware que suporte os programas utilizados para a mineração;
  • Tempo suficiente para se dedicar as equações;
  • Orçamento reserva para a manutenção dos equipamentos caso ocorra alguma falha.

17. Gerenciamento de Redes Sociais

Quem diria que cuidar de redes sociais poderia se tornar um negócio legítimo e lucrativo? Pois bem, hoje, empresas de todos os tipos e portes utilizam esses canais para vendas, marketing e atendimento. Dessa maneira, surgem oportunidades de trabalho para aqueles que entendem tudo sobre redes sociais como o Instagram e o Facebook.

Contudo, não basta saber apenas como acessar as redes, é necessário ter conhecimentos mais profundos sobre a usabilidade de cada ferramenta. Além do mais, canais como o Instagram, por exemplo, possuem diversas funcionalidades, portanto é importante estar por dentro de todas elas.

💡 Saiba mais: Gerenciamento de redes sociais: o que é e como fazer?

18. Consultorias de SEO

SEO (Search Engine Optimization) — no português, otimização para mecanismos de busca —, é uma prática fundamental para empresas que querem ganhar espaço no mercado digital. Através do SEO, é possível produzir conteúdos focados em um público-alvo e atrair engajamento orgânico para a marca.

Contudo, não é apenas isso. Também é preciso levar em consideração uma série de técnicas que irão ajudar os conteúdos a se posicionarem melhor em mecanismos de busca, como o Google. Fazendo isso, o alcance dos seus materiais pode ser maior, fazendo com que mais usuários tomem conhecimento da sua marca.

Em resumo, o trabalho de SEO é muito importante para negócios que buscam formas de gerar tráfego orgânico. Com isso, se você possui conhecimento nessa área, certamente encontrará empresas buscando por profissionais que possam cuidar dessas estratégias.

💡 Saiba mais: O que é SEO e como usar em meu site?

19. Dar aulas particulares

Com o ensino a distância ganhando espaço e conquistando a confiança de cada vez mais pessoas, surgem oportunidades para capitalizar seus conhecimentos na internet. Com isso, se você possui alguma formação específica, é possível ganhar dinheiro dando aulas online.

Assim como no caso das palestras online, aqui, é importante pensar em formas de encontrar o seu público e conquistar sua confiança. As pessoas buscam contratar profissionais que, além de altamente qualificados, sejam confiáveis e bem avaliados.

Portanto, manter suas redes sociais atualizadas e ativas pode te ajudar a se aproximar da sua audiência. Além disso, você pode publicar conteúdos sobre temas relacionados com sua especialidade. Assim, seus seguidores podem passar a ver você como uma referência sobre o tema.

20. Fazer traduções

Por fim, mas não menos importante, se você domina algum idioma além do nativo, é possível oferecer serviços de tradução. Mesmo que existam diversas ferramentas online para tradução simultânea, muitas empresas preferem contar com pessoas qualificadas para este serviço.

Já consegue enxergar a oportunidade de ganhar dinheiro? Pois é, em sites como o Conyac, por exemplo, você pode se cadastrar, receber os materiais e ganhar dinheiro para traduzi-los.

Usar seus conhecimentos como ferramenta de trabalho é uma ótima maneira de empreender online. Entretanto, assim como para a maioria das dicas dadas anteriormente, identificar onde sua audiência está e trabalhar em formas para alcançá-la é crucial para obter sucesso no mercado digital.

Como montar um negócio online?

Depois de entender qual modelo de negócio é o ideal para você, é hora de mapear suas ações. Para garantir que você comece a empreender de forma organizada e segura, é preciso se ater a alguns passos importantes.

Confira na sequência algumas dicas de como começar um negócio online. 💡

1. Defina o seu produto ou serviço

Definir o seu produto ou serviço é fundamental para garantir que seu negócio evolua. Somente a partir disso que você poderá dar início às suas estratégias de marketing, vendas etc.

Para isso, é importante entender se existe demanda online para o que você pretende oferecer. Você pode descobrir isso fazendo pesquisas, interagindo em redes sociais e acompanhando empresas que fazem um trabalho semelhante ao seu.

Quanto mais informações prévias você tiver, mais fácil será colocar o seu produto ou serviço no mercado. Portanto, dedique um tempo para essas etapas preliminares.

💡 Saiba mais: O que vender na internet: 10 ideias para seu negócio!

2. Identifique o seu público-alvo

Tão importante quanto definir o seu produto ou serviço é identificar o seu público-alvo. Pense que, de nada adianta ter um negócio bem estruturado se você não souber onde encontrar sua audiência.

Desse modo, é de suma importância buscar conhecer os perfis que compõem o seu público focal. A partir disso, você pode mapear onde e como encontrá-los no ambiente virtual e desenhar estratégias de conversão mais assertivas.

Uma prática bastante útil neste processo é a criação de uma persona (ou buyer persona) para o seu negócio. Ela se trata de uma representação semi-fictícia do seu cliente que pode te ajudar a identificar oportunidades de venda.

Enquanto o seu público é composto por um grupo de pessoas com determinadas características, a persona consiste em um personagem único que simula os atributos de um comprador real. Por exemplo, se você trabalha com instrumentos musicais, sua persona deve ser alguém que possui hábitos e interesses voltados para música, que tenha determinado poder aquisitivo, resida em locais de maior consumo cultural etc.

💡 Saiba mais: Como conhecer o seu público e criar uma persona?

3. Conheça suas responsabilidades legais

Mesmo que estejamos falando sobre negócios online, é importante lembrar que existem leis e normas voltadas para o ambiente virtual. Diante disso, você deve saber quais são os deveres e responsabilidades essenciais para manter o seu negócio dentro da legalidade.

Um dos pontos importantes sobre trabalhar na internet é a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados. Essa norma visa a garantir a segurança dos dados pessoais coletados, armazenados e compartilhados no ambiente virtual.

Dedique tempo para entender os trâmites burocráticos do seu negócio. Assim, você evita dores de cabeça no futuro.

💡 Saiba mais:LGPD: como funciona a Lei Geral de Proteção de Dados?

4. Cria um plano financeiro

Não tem como começar um negócio sem falar sobre dinheiro, certo? Por isso, é de extrema importância que possua um plano financeiro bem desenhado.

Pense que, a fase inicial de qualquer negócio dificilmente será sobre lucro. O primeiro momento tende a ser voltado para investimentos, descobertas e aprendizados. Por esse motivo você deve organizar suas finanças com muita cautela.

Criar um plano financeiro irá te ajudar a separar os orçamentos do seu negócio de suas despesas pessoais. Além disso, fica mais fácil saber quais quantias você possui para cada frente da sua empresa (marketing, vendas etc).

💡 Saiba mais: Como fazer o planejamento financeiro da sua empresa

5. Crie uma rotina de trabalho equilibrada

Falando um pouco sobre bem estar, não podemos deixar a qualidade de vida de lado, não é mesmo? Portanto, ao começar um negócio online é importante que você crie uma rotina de trabalho que equilibre eficiência e saúde.

Um erro muito comum de empreendedores e pessoas que trabalham em casa é não definir horários para as tarefas. Em consequência disso, você pode acabar sobrecarregado, prejudicando a sua saúde e a do seu negócio.

Sendo assim, procure organizar suas atividades profissionais em uma carga horária que não comprometa seu descanso, alimentação e lazer.

6. Mantenha-se informado

Para finalizar, esta é uma dica que a gente deve levar para a vida. Independentemente de seu nicho de atuação, manter-se informado sobre o mercado é crucial para o crescimento do seu negócio.

Quando falamos do mercado digital, essa atenção precisa ser dobrada, visto que, transformações acontecem constantemente. Diante disso, procure se informar sobre as novidades, tendências, estudos etc. Isso irá te ajudar a conquistar mais clientes e a acompanhar as diversas mudanças comportamentais que podem vir a acontecer.

As redes sociais podem ser ótimos canais para encontrar especialistas, profissionais e canais com autoridade sobre assuntos importantes para o seu negócio. Procure acompanhar esses perfis, informação nunca é demais.

Quais são as vantagens de um negócio online?

Devido à vasta conectividade e troca de informações que acontecem na internet, são diversas as formas de ganhar dinheiro online. Todavia, quanto mais informações você tiver, mais chances você terá de obter sucesso.

Portanto, além de conhecer as oportunidades de trabalho, é importante entender se vale a pena investir em um negócio online, certo? Para isso, separei algumas vantagens em apostar nesse mercado, confira-as na sequência.

1. Maior alcance de público

Sem dúvidas, um negócio digital dispõe de recursos e ferramentas que podem te ajudar a chegar até seu público muito mais rápido, se compararmos a um negócio tradicional. Na internet, são inúmeras as formas de buscar engajamento, basta entender qual estratégia faz mais sentido com o seu modelo de negócio e aplicá-la corretamente.

2. Baixo investimento inicial

A maioria das empresas digitais não demandam altos investimentos iniciais. Isso porque muitos custos que envolvem a abertura de uma empresa física não existem no ambiente virtual.

Com isso, é possível abrir um negócio sem a necessidade de investir grandes quantias em dinheiro. Além disso, o seu ROI (Retorno sobre investimento) pode acontecer de forma mais rápida.

3. Flexibilidade para trabalhar

Com um negócio 100% online, você pode criar uma rotina que se encaixe perfeitamente no seu dia a dia. Sem a necessidade de ir até um escritório ou de cumprir a mesma carga horária todo dia, você ganha mais flexibilidade para trabalhar.

Claro que, para que o negócio dê certo, é necessário disciplina e responsabilidade. No entanto, por se tratar de um modelo virtual e remoto, cabe a você desenhar uma agenda que funcione de forma equilibrada e saudável.

4. Simplicidade na gestão

A gestão de um negócio virtual é muito mais simples em relação a um negócio físico. Pense que todas as preocupações que envolvem a manutenção de um prédio ou escritório simplesmente deixam de existir. Assim, o seu foco é direcionado para outras frentes do negócio.

Além de trazer mais simplicidade para a gestão da sua empresa, você também consegue colocar esforços em questões mais importantes.

5. Equipe descentralizada

Assim como você pode trabalhar de qualquer lugar, caso monte uma equipe, isso se aplicará a ela também. Desse modo, você não precisa se preocupar em contratar pessoas que morem na mesma região, é possível focar apenas no perfil profissional que você busca.

Isso, definitivamente, derruba limitações no processo de contratação e permite que você encontre mais perfis potenciais para sua equipe.

6. Atendimento personalizado

Operando com canais completamente virtuais, você pode investir em modelos personalizados para atendimento ao cliente. Além de ajudar você a organizar seu fluxo de atendimento, isso te dá vantagens competitivas com sua audiência.

O atendimento personalizado é uma das principais tendências do mercado digital. O público tende a priorizar marcas que ofereçam um suporte não apenas efetivo, mas também ágil e humanizado.

Canais como o WhatsApp, por exemplo, têm sido cada vez mais requisitados por consumidores de empresas online. Portanto, você tem a oportunidade de entender o tipo de atendimento que seu público busca e trabalhar em cima disso.

Resumo

Acredito que, com tantas ideias e informações, neste momento sua cabeça deve estar assim:

Mas não se preocupe! O ideal é que você use essas informações para analisar qual modelo de negócio combina mais com você. A partir disso, você pode começar a criar seu projeto e investir na sua empresa online.

Vantagens e oportunidades não faltam. Portanto, tire aquele seu projeto do papel e dê vida ao seu sonho. 😉

Antes de ir embora, que tal conferir um resumo sobre o que vimos por aqui?

O que é um negócio online?

Negócios online são formas de empreender e ganhar dinheiro no mercado digital

Ideias para negócios online

  1. Criar uma loja virtual
  2. Vender em marketplaces
  3. Abrir uma franquia online
  4. Fazer dropshipping
  5. Vender serviços online
  6. Revender produtos
  7. Vender produtos importados
  8. Trabalhar com programa de afiliados
  9. Fazer streaming
  10. Produzir conteúdo
  11. Fazer investimentos
  12. Desenvolver aplicativos
  13. Desenvolver sites
  14. Dar palestras online
  15. Design gráfico
  16. Mineração de Criptomoeda
  17. Gerenciamento de Redes Sociais
  18. Consultorias de SEO
  19. Dar aulas particulares
  20. Fazer traduções

Como montar um negócio online?

  1. Defina o seu produto ou serviço
  2. Identifique o seu público-alvo
  3. Conheça suas responsabilidades legais
  4. Cria um plano financeiro
  5. Crie uma rotina de trabalho equilibrada
  6. Mantenha-se informado

Quais são os benefícios de um negócio online?

  • Maior alcance de público
  • Baixo investimento inicial
  • Flexibilidade para trabalhar
  • Simplicidade na gestão
  • Equipe descentralizada
  • Atendimento personalizado

E, se o seu sonho é vender pela internet, o que acha de fazer um teste grátis com a Nuvemshop por 30 dias? Crie sua loja e comece a vender hoje mesmo de forma prática e segura!

Faça como +75mil lojas e
crie a sua Nuvemshop

Testar 30 dias grátis
Crie a sua loja na Nuvemshop

Está pensando em começar um negócio online? Teste a Nuvemshop gratuitamente por 30 dias!

Crie sua loja Nuvemshop e comece a vender hoje mesmo de forma prática e segura.

Criar minha loja

Nosso site utiliza cookies para te proporcionar uma melhor experiência. Ao acessar o site da Nuvemshop, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Cookies