O que é e como definir seu nicho de mercado

Por: Victoria Salemi
O que é e como definir seu nicho de mercado

Aqui você encontra:

Não tem tempo para ler o conteúdo? Sem problemas. Temos o texto, na íntegra, em versão áudio para você escutar onde estiver. É só apertar o play!

Se você trabalha com comércio, provavelmente já ouviu sobre a importância de definir um nicho de mercado para sua empresa. Mas você sabe o que esse termo significa e, mais importante, como fazer isso? 🤔

Se você respondeu que não sabe, está no conteúdo certo! Ao longo das próximas linhas, vamos nos dedicar a entender o que é nicho de mercado, por que é tão importante definir o seu e como fazer isso, além de conhecer algumas ferramentas gratuitas que podem auxiliá-lo nesse processo. Então, está pronto para começar?

O que é nicho de mercado?

Nicho de mercado é um grupo de consumidores com necessidades específicas e ainda não atendidas por nenhum produto ou serviço.

Qual a diferença entre segmento e nicho de mercado?

Para muitas pessoas, nicho e segmento de mercado podem ser entendidos como sinônimos, mas, na realidade, não são. Enquanto um segmento de mercado é um grupo mais amplo, o nicho representa uma parcela ainda menor entre essas pessoas e ainda não foi explorado por nenhuma empresa.

Exemplo de nicho de mercado

Para que possamos entender melhor esse conceito, pensemos em uma empresa de artigos esportivos voltados para a prática da natação. Se pararmos aqui, já temos um segmento de mercado — o dos nadadores —, mas é possível encontrar, ainda, um nicho.

Nesse caso, podemos pensar em uma necessidade bem específica daqueles que treinam praticamente todos os dias nas piscinas: maiôs ou sungas hidrodinâmicos e muito resistentes ao cloro. Agora, sim, temos um nicho de mercado.

Dessa forma, temos:

  • Mercado > Segmento > Nicho;

No exemplo citado, poderíamos enxergar:

  • Artigos esportivos > artigos para natação > maiôs e sungas ultrarresistentes ao cloro.

Tipos de segmentação

Quando falamos sobre segmentação —  um passo fundamental para encontrar seu nicho de mercado —, é importante saber que existem várias formas de dividir um mercado consumidor. Vamos conhecê-las:

Segmentação geográfica

Esse tipo de segmentação é feita de acordo com a localização geográfica do público. Por meio dela, é possível identificar oportunidades em bairros, cidades, regiões, estados, países e continentes.

Nesse caso, essa forma de identificação de um mercado potencial acaba servindo muito mais a estabelecimentos físicos do que aos digitais. Isso porque é possível detectar locais em que haja carência da loja ou serviço que você queira implementar.

Segmentação demográfica

A segmentação demográfica é feita a partir de informações da população, como:

  • idade;
  • gênero;
  • renda;
  • ocupação;
  • escolaridade;
  • estado civil;
  • nacionalidade etc.

A partir de características como as citadas, a empresa pode escolher e definir os aspectos em que quer focar. Por exemplo, é possível determinar a segmentação de um público de mulheres, entre 40 e 55 anos, da classe C.

Segmentação comportamental

Aqui, a ideia é segmentar o mercado consumidor de acordo com seus hábitos de consumo. Então, você deve agrupar o público de acordo com seus comportamentos quando vão comprar algo.

Se optar por esse modelo, leve em consideração dados como produtos que essas pessoas procuram, sua fidelidade às marcas e a sensibilidade aos preços, para citar alguns exemplos.

Segmentação psicográfica

Por fim, a segmentação psicográfica está relacionada aos hábitos, estilo de vida, valores, medos e dores do consumidor. Alguns exemplos são os de empresas que oferecem produtos não testados em animais, para focar no grupo que tem o veganismo como um princípio.

Esse tipo aproxima-se das características buscadas para definir as personas de um negócio. Para saber mais sobre o assunto, dê o play no NuvemCast #8 – Persona e JTBD: como conhecer as necessidades do seu público-alvo:

Vantagens de definir um nicho de mercado

Agora que já sabemos o que é nicho e as formas de segmentação existentes, hora de entendermos a importância de definir o seu nicho de mercado.

1. Ações assertivas

Ao saber exatamente o público que você quer atingir e o problema que quer resolver com seu produto ou serviço, as ações previstas em seu plano de marketing se tornam muito mais efetivas.

Isso porque você entenderá como, quando e onde falar com as pessoas a quem aquela solução se destina. Dessa forma, as chances de que você desperdice verba em ações cujo ROI (retorno sobre o investimento) não é tão bom diminuem.

2. Menor número de concorrentes

Imagine que você decide vender roupas e não define um nicho de mercado. Já pensou nas grandes marcas com as quais você precisaria disputar a atenção do seu consumidor?

Quando você define um nicho, é porque há poucas empresas oferecendo uma solução adequada para um público que demonstra aquela necessidade. Dessa maneira, quanto mais específico o produto ou serviço que você ofertar for, menor o número de concorrentes.

3. Atuação em um nicho em que seus conhecimentos trabalham a seu favor

Uma dica para definir seu nicho de mercado — na qual nos aprofundaremos mais adiante —, é a de investir em um assunto que você domine. Pense em como isso pode facilitar seu trabalho.

Desenvolver ações de marketing digital, conteúdos para um blog e descrições para produtos no e-commerce são alguns exemplos de atividades que têm muito a ganhar se você focar naquilo sobre o que entende.

4. Maior probabilidade de fidelização

Quando falamos sobre empresas pioneiras, a chance de fidelização de clientes aumenta. Pensando em nichos de mercado, se o seu negócio for o primeiro a trazer um produto ou serviço para atender a uma necessidade que não era enxergada antes, a confiança do consumidor será conquistada.

É claro que seu produto precisa, além de se propor a resolver um problema, realmente solucioná-lo e sua empresa deve ter outros atributos, como um bom atendimento ao cliente, para tornar a experiência positiva. Mas o primeiro passo é enxergar um grupo específico e ajudá-lo.

5. Mais facilidade para encontrar parcerias que funcionem

Seja quando falamos sobre fornecedores de produtos ou de influenciadores digitais, quando você tem um foco muito bem delimitado, fica mais simples identificar parcerias que podem funcionar ou não.

Mais uma vez, conhecer as necessidades específicas de seu nicho vai te dar as pistas se, por exemplo, um material específico de um fornecedor de roupas vai agradar seus clientes ou não.

Como definir meu nicho?

Sabendo a importância do nicho de mercado, hora de conferir as dicas para que você possa definir o do seu negócio. Vamos lá:

1. Escolha o mercado e o segmento em que quer atuar

Antes de definir seu nicho, você precisa saber o mercado e o segmento em que vai atuar. Como vimos no exemplo do início do texto, você deve ir especificando cada vez mais sua área de atuação.

Para ficar mais fácil, vejamos um outro exemplo:

  • Mercado: cosméticos
  • Segmento: produtos para cabelos
  • Nicho: produtos veganos para cabelos crespos e cacheados

Para chegar nesse ponto, faça pesquisas sobre essas áreas de atuação — conheceremos ferramentas para isso mais adiante. Dessa forma, você terá mais garantias de que o nicho que está escolhendo faz sentido.

2. Identifique suas aptidões

Pode parecer tentador optar pelo trabalho com os produtos mais vendidos ou com os serviços mais procurados. Obviamente, isso deve ser levado em conta, mas não deve ser o principal critério para sua decisão.

Uma boa dica é trabalhar com assuntos sobre os quais você entenda mais que o resto das pessoas. Dessa forma, seu trabalho vai se tornar mais leve (ratificando aquela frase do filósofo Confúcio: “trabalhe com o que você ama e nunca mais precisará trabalhar na vida”).

Além disso, você terá muito mais autoridade para tomar decisões e para identificar do que seu público precisa. Percebe como as chances de sucesso da sua empresa aumentam se você trabalhar com o que é bom e gosta?

3. Encontre um problema a ser solucionado

Para que você consiga atingir seu nicho de mercado, é preciso identificar uma necessidade de um público específico para o qual poucas ou nenhuma empresa olhou ainda. A partir daí, você poderá pensar na solução que poderia apresentar por meio de um produto ou serviço.

Se você está criando sua empresa agora, uma boa forma para estruturá-la focando nessa solução é o modelo do Lean Canvas. Por meio desse documento de uma página, você poderá esclarecer para si mesmo e até mesmo para potenciais investidores qual será o propósito da sua empresa, especificamente em relação ao nicho e ao problema a ser solucionado.

4. Avalie se sua ideia é economicamente viável

Depois de definir mercado, segmento e nicho, a partir do problema a ser solucionado, hora de avaliar se essa empresa será economicamente sustentável.

Para isso, você deve observar duas coisas: demanda e concorrência. Em geral, essas duas grandezas são proporcionais. Ou seja, normalmente, quanto maior a demanda, maior a concorrência — e vice-versa.

Por isso, o ideal é que você encontre um ponto intermediário. Dessa forma, você deve encontrar um nicho em que ainda haja uma quantidade considerável de pessoas que comprariam seus produtos ou serviços, mas no qual a concorrência não seja tão grande.

5. Faça uma análise da concorrência

Por fim, depois de avaliar todos os pontos anteriores, é hora de olhar para quem já está no mercado e fazer uma análise da concorrência.

Quando falamos de nicho de mercado, tentamos oferecer soluções inovadoras. Então, para saber quem são seus concorrentes não olhe para quem oferece os mesmos produtos ou serviços que você, mas para aquelas empresas que disputam o mesmo público que você quer atingir, com opções semelhantes.

Para saber como fazer uma análise da concorrência completa, confira nosso artigo sobre o assunto:


Saiba mais

Ferramentas gratuitas para ajudar na definição do nicho

Falamos até aqui sobre muitos aspectos a que o empreendedor precisa estar atento antes de definir o nicho de mercado em que a empresa vai atuar. Por isso, agora vamos conhecer algumas ferramentas gratuitas que podem auxiliá-lo nesse processo.

1. Planejador de palavras-chave do Google

O Planejador de palavras-chave do Google é uma ferramenta por meio da qual é possível consultar termos de busca e entender o comportamento do consumidor ao pesquisar na internet.

Com ela, você pode ver se determinadas palavras-chave são concorridas e sugestões de outros termos relacionados — muitas vezes, mais específicos, o que ajuda na hora de definir um nicho de mercado.

Essa ferramenta é uma funcionalidade do Google Ads e pode ser usada gratuitamente.

Por meio do Google Trends, é possível saber as tendências de busca de todo o mundo e também filtradas por país. Ao fazer uma consulta por um termo específico, dá para saber seu volume de pesquisas por região, em períodos selecionados por você.

Dessa forma, você consegue identificar assuntos sobre os quais o interesse está aumentando. Se você estiver pensando em investir em um nicho, essa ferramenta pode indicar se ele está em alta ou não.

3. Google Maps

Indicado para quem pensa em começar um estabelecimento ou loja física, o próprio Google Maps pode ser uma boa ferramenta para identificar áreas nas quais vale a pena investir.

Por exemplo, se você pensa em abrir um salão de beleza no bairro de Perdizes, em São Paulo, basta fazer uma busca pelo termo “salão de beleza Perdizes” no site ou no aplicativo para que todas as opções existentes por ali sejam mostradas.

Assim, você consegue ver se a segmentação geográfica para o negócio que pensou em abrir seria uma boa ideia ou não. Afinal, se já houver muitas opções na região, a concorrência pode ser grande.

4. Ubersuggest

O Ubersuggest é uma ferramenta gratuita para o planejamento de palavras-chave. Além das funcionalidades apresentadas pelo planejador do Google, com ela, é possível ver quais os principais resultados apresentados para determinada busca — o que te permite observar se já existe uma solução parecida com a que você pensou para seu nicho.

Além disso, você consegue analisar alguns aspectos de sites de concorrentes, como o volume de visitas mensais e as páginas mais acessadas.

5. Quora (e outros fóruns)

Quando falamos de necessidades não atendidas, os fóruns online são uma ótima forma de observar quais são elas. Isso porque, muitas vezes, quando não encontram conteúdos a respeito de suas dúvidas, os usuários recorrem a esses canais como um último recurso.

Uma ótima opção é o Quora, um site em que pessoas podem fazer perguntas e responder às de outros usuários. Além disso, uma outra opção bem conhecida é o Yahoo Respostas. Desse modo, ao ver o que as pessoas querem saber sobre um assunto específico, você pode tirar insights valiosos.

6. Redes sociais

Por fim, as redes sociais oferecem inúmeras oportunidades para quem está no processo de definir um nicho de mercado.

Uma primeira possibilidade são os grupos do Facebook. Você pode participar daqueles que tratem de assuntos nos quais você pensa em investir e observar o que as pessoas dizem ali. Esse tipo de “escuta” pode trazer ótimas ideias para seu negócio.

Além disso, no Twitter, você pode acompanhar o que as pessoas estão dizendo sobre marcas que possam ser suas concorrentes. Às vezes, uma reclamação de alguém pode servir para que você identifique uma necessidade das pessoas naquele segmento.

Finalmente, o Instagram oferece a possibilidade de seguir hashtags (tags de assuntos indicadas pelo símbolo cerquilha #). Você pode selecionar aquelas que tenham a ver com o nicho em que pensa em atuar e acompanhar publicações a respeito disso.

Também é sempre bom ler alguns comentários em postagens dos concorrentes nas mais diversas redes sociais. É possível que uma nova oportunidade surja nesse canal.

Tudo certo?

Esperamos que este conteúdo tenha te ajudado a entender tudo a respeito do nicho de mercado. Dessa forma, você pode definir o seu e garantir mais assertividade na estratégia da sua empresa.

Para terminar, te convido a criar uma loja virtual e testar os 30 dias gratuitos da plataforma da Nuvemshop. Assim, você já pode aplicar as descobertas sobre nicho de mercado em seu próprio e-commerce. É simples, rápido e sem a necessidade de conhecimentos técnicos!

Faça como +60mil lojas e
crie a sua Nuvemshop

Testar 30 dias grátis
Crie a sua loja na Nuvemshop

Sabemos que migrar sua loja não é uma decisão simples.

Descubra os benefícios e facilidades que a Nuvemshop oferece exclusivamente para migrações.

Saiba mais sobre a migração