Aprenda como fazer um bom gerenciamento de suas redes sociais

Por: Kawan Lopes
Aprenda como fazer um bom gerenciamento de suas redes sociais

Aqui você encontra:

Com tantas redes sociais disponíveis, pode ser fácil nos perdermos na quantidade de conteúdo compartilhado em cada uma delas, não é? Portanto, para garantir que nossas estratégias funcionem, é preciso contar com um bom gerenciamento de redes sociais.

Neste artigo, vamos conferir algumas boas práticas que podem te ajudar a organizar e melhorar o alcance de suas redes sociais. Vamos lá?

O que é gerenciamento de redes sociais?

O gerenciamento de redes sociais consiste em um grupo de ações que, juntas, podem ajudar na organização e efetividade de suas estratégias nestes canais. Afinal, eles são superimportantes nos dias de hoje, certo?

Dentre as principais atividades presentes em uma estratégia de gestão de mídias sociais, estão, por exemplo:

  • Utilizar diferentes plataformas;
  • Organizar um calendário de publicação de conteúdo;
  • Fazer um planejamento estratégico para ganhar leads e aumentar as vendas;
  • Engajar o seguidor usando uma linguagem adequada para cada canal.

No e-commerce, o marketing em redes sociais é tão essencial e efetivo quanto o marketing de conteúdo. Portanto, esta é, definitivamente, uma frente na qual você deve investir.


Saiba mais...

8 dicas para um bom gerenciamento de redes sociais

Se você utiliza mais de uma rede social (muito provável que sim) e deseja fazer um bom gerenciamento de todas elas, é possível contar com a ajuda de algumas práticas e ferramentas para programação de conteúdo, monitoramento, relatórios e atendimento. Confira algumas dicas na sequência. 😉

1. Escolha suas redes

Dependendo de qual for o ramo do seu negócio e o perfil do seu consumidor, certas redes sociais podem não fazer sentido. Por isso, é importante entender qual é o seu público-alvo e em quais canais ele está.

Todavia, empresas iniciantes precisam estar presentes pelo menos no Facebook, Twitter, e Instagram, pois tratam-se de canais que podem ampliar a visibilidade do seu negócio. Conforme você for entendendo o seu público-alvo, será possível considerar outras redes como o Pinterest, LinkedIn, YouTube etc.

2. Dedique tempo à suas redes sociais

Segundo uma pesquisa feita em 2014 pela Social Media Marketing Industry Report para a Social Media Examiner, mais de 64% dos profissionais de marketing dedicam seis horas semanais às redes sociais. Destes, mais de 84% observaram um crescimento no tráfego e aumento nas oportunidades de geração de leads.

Portanto, defina uma rotina de trabalho que reserve tempo o suficiente para cuidar de suas redes sociais. Sem dúvida, o retorno obtido através desta estratégia será positivo.

3. Atente-se aos melhores horários para postagem

Cada rede social possui seus picos de engajamento, isto é, dias e horários que concentram maior número de usuários ativos. Entendendo bem este comportamento, é possível agendar suas publicações de acordo com os melhores horários de cada rede e gerar mais oportunidades de conversão.

Confira abaixo os dias e horários mais favoráveis para publicar conteúdos nas principais redes sociais:

  • Facebook: os melhores horários para postagem são durante os dias da semana, das 10:00h até as 15:00h;
  • Instagram: os horários mais movimentados vão de terças às sextas, das 9:00h até as 18:00h;
  • Twitter: possui maior engajamento em dias da semana, das 10:00h até 12:00h;
  • LinkedIn: o melhor horário para postagem no LinkedIn é às quartas-feiras das 15:00h às 17:00h.

Entretanto, é importante se lembrar de entender o comportamento do seu público. Os horários de pico podem te ajudar a desenhar suas estratégias, mas, para garantir assertividade, é preciso saber como seus seguidores se comportam.

Para isso, é possível contar com a ajuda de algumas ferramentas, como por exemplo, o Facebook Insights e o Instagram Insights.

4. Programe seus conteúdos

Se você trabalha com diversas redes sociais, não é recomendado agendar os conteúdos separadamente em cada uma, pois isso levaria muito tempo. Escolher uma plataforma completa de gerenciamento, como o AgoraPulse e o Hootsuite, por exemplo, é uma boa opção para facilitar os agendamentos e publicações.

Se você possui diferentes públicos que se encontram em diversas regiões, por exemplo, ferramentas de agendamento são a melhor opção para fazer a programação de conteúdo de acordo com o comportamento de cada grupo.

5. Monitore suas redes sociais

O monitoramento de conteúdo não se resume em conferir as publicações da semana. Um bom acompanhamento não deixa passar nenhum comentário que mencione o seu perfil, mesmo que indiretamente.

Plataformas de gerenciamento, como as que mencionamos no tópico anterior, têm a função de sincronizar cada comentário criado em suas publicações e mensagens via inbox. Assim, você pode responder através de uma só interface, sem a necessidade de acessar cada rede social.

6. Faça uma análise de desempenho

Entender o desempenho de suas ações é crucial para garantir o crescimento da sua marca. Através dessas análises, é possível compreender o comportamento de seus seguidores e conhecer quem são os mais ativos, além de saber qual tipo de conteúdo tem mais engajamento. Para isso, utilize métricas objetivas, como os KPIs, por exemplo.

Os KPIs (Key Performance Indicators), em tradução para o português, indicadores-chave de performance, são métricas que indicam o desempenho das ações e estratégias de um negócio. Através delas, você consegue acompanhar de perto os resultados que de fato podem oferecer riscos ou oportunidades para sua empresa.

No artigo abaixo, você encontra mais informações sobre este assunto. Confira:


Saiba mais...

7. Ofereça um bom atendimento ao público

O atendimento é uma peça fundamental na construção da imagem de uma empresa. Por isso, conhecer seu público e criar um relacionamento próximo são pontos cruciais para sua estratégia de gerenciamento das redes sociais.

Mesmo que virtualmente, é importante garantir que o usuário sinta-se bem atendido. Deixar de responder a um comentário ou mensagem privada pode criar uma reputação negativa para sua marca. Além disso, agradar à sua audiência é a melhor forma de atrair mais seguidores interessados no seu serviço ou produto.

8. Invista em anúncios

Por último, mas não menos importante, vamos falar sobre os anúncios pagos. Esta estratégia demanda investimentos em valores, mas, definitivamente, pode te trazer bons resultados.

Apostando em anúncios, é possível criar conteúdos com foco maior em sua marca, seus produtos ou serviços e fazer com que eles ganhem maior visibilidade nas redes sociais. Os principais canais possuem hoje seus próprios serviços para campanhas pagas, como o Facebook Ads, o Instagram Ads e o Twitter Ads, por exemplo.

Quais são os tipos de redes sociais?

Uma dúvida muito comum é o tipo de rede social no qual devemos focar. Sabemos que é de extrema importância estudar primeiro sobre nosso público-alvo, porém, para garantir a assertividade das postagens, é preciso entender em quais canais devemos direcionar nossos materiais.

A seguir, confira os principais tipos de redes sociais nos quais podemos trabalhar:

1. Rede social de relacionamento

As redes sociais de relacionamento estão entre as mais comuns e populares, como o Facebook, por exemplo. Os usuários, nesses canais, tendem a filtrar melhor os conteúdos que chegam até seus feeds.

Neste canal, existe uma forte cultura de compartilhamento de postagens e isso pode ser positivo para a sua marca. Portanto, para este tipo de rede, o ideal é trabalhar em conteúdos que chamem atenção, como: imagens, frases motivacionais, materiais que envolvam humor etc.

2. Rede social profissional

As redes sociais profissionais são espaços onde podemos focar mais em nossos produtos ou serviços. O LinkedIn, por exemplo, é um canal onde empresas e empreendedores conversam sobre suas iniciativas, estratégias, resultados obtidos etc.

Em resumo, é um ótimo espaço para compartilhar e aprender sobre o mercado. Isso porque os usuários desta rede social procuram por materiais voltados para o universo corporativo e acadêmico.

3. Rede social de entretenimento

Estas redes sociais dão um pouco mais de trabalho, como o YouTube, por exemplo. Por se tratar de um canal exclusivo para a postagem de vídeos, é preciso investir na produção destes materiais.

Nestes casos, vale entender se o seu público-alvo de fato consome materiais neste formato. Ademais, os materiais precisam despertar o interesse dos usuários. Portanto, trabalhar em conteúdos que foquem muito na sua marca ou em seus produtos pode não funcionar.

Mas não se preocupe, para garantir a assertividade de suas estratégias neste tipo de rede, você pode apostar em ações de marketing de conteúdo. Confira abaixo um guia completo sobre este assunto:


Saiba mais...

4. Rede social de nicho

Já as redes de nicho, demandam um trabalho mais minucioso e, assim como o exemplo anterior, é importante ter certeza de que seu público-alvo possui engajamento nestes canais antes de investir neles.

Como exemplo, pensemos no Pinterest, que através de um algoritmo, reúne uma série de imagens baseadas em temáticas de interesse do usuário. O trabalho com este canal envolveria uma curadoria de imagens que precisam fazer sentido para o público-alvo e que possuam relação com o seu negócio. Faz sentido?

Entendido?

Agora que você já sabe o que é gerenciamento de redes sociais e quão importante ele é, aproveite essas dicas e aplique-as em suas mídias.

Com boas práticas e ferramentas adequadas, é possível utilizar este canal para gerar leads e amplificar suas vendas. Portanto, não perca tempo e invista nas redes sociais do seu negócio.

Caso você ainda não venda na internet, o que acha de fazer um teste grátis por 30 dias com a Nuvemshop? Conte com a gente para potencializar sua história de sucesso.💙

Faça como +60mil lojas e
crie a sua Nuvemshop

Testar 30 dias grátis
Crie a sua loja na Nuvemshop

Sabemos que migrar sua loja não é uma decisão simples.

Descubra os benefícios e facilidades que a Nuvemshop oferece exclusivamente para migrações.

Saiba mais sobre a migração