Guia 2024 de como vender na Amazon

Por: Livia Ferreira

Imagem mostrando o aplicativo da Amazon nem um celular.

Pontos principais do artigo:

  • A Amazon é a maior varejista online do mundo, com mais de 1,9 milhão de vendedores parceiros cadastrados e mais de 300 milhões de clientes;
  • Para vender na Amazon, você deve escolher um dos planos oferecidos, criar sua conta de vendedor, verificar sua identidade e publicar seus produtos;
  • Na Nuvemshop, você pode criar sua loja virtual grátis e integrá-la diretamente com a Amazon por meio de aplicativos como Astroselling.

Os marketplaces são, sem dúvidas, ótimos canais para ampliar suas vendas e faturar mais. Por isso, aprender como vender pela Amazon e conhecer as opções disponíveis para expandir o seu negócio nessa plataforma é uma ótima opção para quem vende pela internet.

Então, separe o bloco de notas e venha descobrir como vender na Amazon passo a passo, quanto custa, o que é permitido vender, como cadastrar seus produtos e como integrar sua loja virtual ao marketplace. Vamos lá?

Crie sua loja virtual e venda pela internet
Crie sua loja virtual e venda pela internet pelo seu computador

O que é Amazon?

Amazon é uma empresa estadunidense líder de mercado no ramo de marketplaces e tecnologia. Popular pelo comércio de eletrônicos, a marca iniciou suas atividades como canal de venda em 2000 e, no decorrer dos anos, tornou-se a maior varejista online do mundo.

Além de ser referência entre os maiores marketplaces, a Amazon também conquistou seu espaço no mercado de serviços de streaming. Com o lançamento do Amazon Prime Video e Amazon Prime Music, a empresa tem batido de frente com outras gigantes como Netflix, Spotify e HBO Max.

No Brasil, a Amazon deu seus primeiros passos como marketplace em 2014 e, atualmente, concorre com empresas como Mercado Livre e B2W. Com isso, o canal de venda apresenta algumas vantagens bastante competitivas para quem já tem uma loja virtual ou quer começar a vender pela internet.

💡 Saiba mais: 7 dicas sobre como vender em marketplace

Como vender na Amazon: passo a passo

Agora que sabemos como funcionam as regras da plataforma, vamos aprender como vender na Amazon. Confira as dicas a seguir:

1. Entenda os planos de venda

A primeira etapa para vender pela Amazon é conhecer e entender os planos disponíveis. Isso porque essa decisão interfere já no início do seu cadastro.

Atualmente, a plataforma oferece duas opções:

Plano Individual

O plano Individual é para quem faz o cadastro como pessoa física usando um CPF. Essa é uma opção que atende quem deseja usar a plataforma para vender de forma pontual, realizando no máximo 10 vendas no mês.

Nesse caso, o lojista conta apenas com os recursos básicos, como:

  • Suporte ao vendedor por meio da equipe de apoio do Seller Central;
  • Treinamentos gratuitos para começar a vender;
  • Recebimento à vista pelas compras parceladas;
  • Adição de novos produtos ao catálogo da Amazon;
  • Categorias adicionais.

Ao escolher essa opção, não existe uma tarifa de assinatura mensal, mas um custo fixo de R$ 2 por produto vendido mais uma comissão que pode variar entre 8% e 15% do valor da mercadoria.

Plano Profissional

Já o plano Profissional é ideal para pessoas jurídicas que vão fazer o cadastro usando um CNPJ. Aqui, podemos incluir pequenas, médias e grandes empresas, além de microempreendedores individuais que tem a intenção de ter um negócio de sucesso na internet.

Nesse caso, o lojista tem acesso a todo os recursos do plano Individual, mais algumas ferramentas avançadas para aumentar a visibilidade e as vendas na plataforma, como:

  • Integradores para facilitar a gestão da loja;
  • Programa de logística da Amazon;
  • Ferramenta de anúncios e promoções;
  • Elegibilidade para “oferta em destaque”;
  • Importação de produtos em massa;
  • Planilhas, folhas de cálculo e relatório de vendas;
  • Autonomia para definir as condições e taxas de envio de cada produto;
  • Publicação dos produtos no Canadá, Estados Unidos e México;
  • Gestão de todos os pedidos com uma conta única.

Ao selecionar o plano Profissional, você paga uma tarifa de R$ 19 por mês para ter acesso a essas funcionalidades avançadas, mas não existe cobrança de taxas fixas por produtos vendidos, apenas a comissão que varia de acordo com o valor da venda.

2. Registre uma conta de vendedor na Amazon

Depois de entender qual plano melhor se encaixa ao seu negócio e às suas intenções, é hora de se registrar no Seller Central e criar uma conta de vendedor. Para isso, acesse o site da plataforma e vá até a página Venda na Amazon.

Lá você vai encontrar algumas informações básicas sobre o marketplace e um botão com a mensagem “Comece a vender”. Então, clique nele, como mostra a imagem abaixo:

Print da página de cadastro para vendedor na Amazon

3. Separe os documentos necessários

Para fazer o cadastro e começar a vender na Amazon, você vai precisar informar alguns dados básicos, como nome e e-mail. Além disso, a plataforma também pode solicitar alguns documentos extras para verificar a sua identidade como vendedor.

Por isso, é importante já ter esses documentos em mãos. São eles:

  • Documento de identidade;
  • Declaração do banco ou cartão de crédito recente;
  • Cartão de crédito ou débito para cobrança;
  • Telefone para contato.

Documentos necessários para fazer o cadastro de vendedor na Amazon

4. Forneça informações da empresa

Na próxima etapa do cadastro para vender na Amazon, é hora de fornecer os dados da empresa e do vendedor. Aqui, a plataforma pode solicitar:

  • Tipo de negócio;
  • Razão social ou nome da pessoa física titular da conta;
  • CNPJ ou CPF, no caso de pessoa física;
  • Endereço comercial registrado;
  • Conta bancária;
  • Cartão de crédito ou débito;
  • Países em que você pretende vender — caso sua conta seja a profissional.

Cadastro de vendedor Amazon

5. Crie sua estratégia de vendas

Se você é distribuidor de produtos ou dono de um negócio, não se preocupe: aprendendo como vender na Amazon você usar a plataforma da melhor forma possível.

Na primeira opção, é possível comprar produtos que já existem de outros fabricantes e revendê-los na plataforma. Para isso, basta fazer uma conta de vendedor, conforme explicamos acima.

Já os donos de negócios que fabricam os seus próprios produtos (ou compram itens de fornecedores para revenda sob marca própria), podem oferecê-los aos seus clientes na página da empresa registrada na Amazon.

Lembre-se de que, no marketplace, é possível comercializar vários produtos, categorias e marcas na mesma conta. Então, veja qual é a melhor estratégia para o seu negócio antes de começar a vender pela Amazon, ok?

💡 Saiba mais: Conheça 22 estratégias para a sua primeira venda online [lista]

🎥 Veja também: Vender na Amazon vale a pena?

6. Publique seus produtos

Para publicar os seus produtos, a Amazon oferece três alternativas. Vamos conhecê-las:

Cadastro manual

Disponível para todos os vendedores, a ferramenta de publicação interativa da Amazon permite que você crie e gerencie seu inventário. Com ela, você pode adicionar um anúncio por vez.

Cadastro via planilha

Este recurso está disponível apenas para os vendedores do plano profissional. Com ele, é possível importar uma planilha com todos os seus produtos.

Desta forma, você consegue adicionar diversas publicações de uma vez só, tornando todo o processo de cadastro mais prático. O upload via planilha é ideal para vendedores com um vasto catálogo de produtos.

Cadastro via integração

Já esse recurso é ideal para vendedores que comercializam produtos em mais de um marketplace ou já têm uma loja virtual própria em alguma plataformas de e-commerce. Dessa forma, é possível usar ferramentas para fazer a gestão das vendas e importação dos produtos de forma massiva e automatizada.

Na Nuvemshop, por exemplo, você pode criar uma loja virtual grátis e fazer a integração automática de produtos para a sua loja Amazon por meio de aplicativos simples e fáceis de usar, o que torna o processo muito mais prático.

Crie sua loja virtual e venda pela internet
Crie sua loja virtual e venda pela internet pelo seu computador

7. Bônus: cadastrando novos produtos

Um ponto em particular sobre a Amazon é que o catálogo reúne todos os itens que já são vendidos na plataforma. Por exemplo, se você pretende vender um smartphone da marca Apple e outros vendedores já comercializam este mesmo produto, fica mais fácil para você localizá-lo e inseri-lo no seu inventário.

Quando o produto já está cadastrado, ao informar o código de barras (EAN, JAN ou ISBN), o sistema encontra o item. Desta forma, basta finalizar o cadastro com as informações específicas do seu negócio, como o preço, por exemplo.

Agora, caso você pretenda publicar um produto que ainda não é vendido na plataforma, será necessário fazer o cadastro completo do item. Com isso, você vai precisar informar o código UPC/EAN (código de barras), JAN ou ISBN e todos os detalhes da ficha técnica.

👉 Ferramenta grátis: Gerador de código de barras

Quem pode vender na Amazon?

Praticamente, qualquer pessoa pode vender na Amazon Brasil — mesmo que não tenha CNPJ. Isso porque você não precisa de muitos documentos para fazer o cadastro, o que torna todo o processo menos burocrático em relação a outras plataformas.

Para criar uma conta de vendedor, basta ter um CPF ou CNPJ válido, uma conta de e-mail, uma conta bancária e um cartão de crédito para que a plataforma possa verificar se a sua conta é real.

Quais são as categorias de produtos disponíveis na Amazon?

Agora que você já sabe como vender produtos na Amazon, pode vir a dúvida: então, o que vou vender? Para te ajudar nessa decisão, saiba que a plataforma tem mais de 35 categorias de itens para venda. Contudo, cinco delas precisam da aprovação da plataforma.

Vamos conhecê-las:

  • Brinquedos e jogos;
  • Calçados e bolsas de mão;
  • Roupas e jardinagem;
  • Produtos de atividade ao ar livre;
  • Casa e cozinha;
  • Celulares;
  • Câmeras;
  • Computadores;
  • Eletrônicos;
  • Materiais de construção;
  • Esportes;
  • Joias;
  • Acessórios de viagem;
  • Papelaria;
  • Livros;
  • Relógios;
  • Pet shop;
  • Produtos automotivos.

Já as categorias cujos produtos necessitam de aprovação são:

  • Saúde e cuidados pessoais;
  • Produtos para bebês;
  • Alimentos e bebidas;
  • Games;
  • Beleza.

💡 Saiba mais: Quais os produtos mais vendidos na Amazon?

🎥 Veja também: Produtos mais vendidos na Amazon

Quanto custa vender na Amazon?

No plano Profissional, a Amazon cobra uma mensalidade de R$19* mais uma comissão para cada item vendido. Esse custo pode variar entre 8% e 15%* do preço de venda de acordo com a categoria do produto.

Já para quem escolhe vender pela Amazon no plano Individual, não existe a cobrança de mensalidade. No entanto, a plataforma cobra uma taxa fixa de R$2* por item mais os valores da comissão para cada venda realizada, assim como na versão Profissional.

Valores da comissão da Amazon

Os valores da comissão para vender produtos na Amazon variam entre 8% e 15% de acordo com a categoria do produto. A seguir, listamos os valores para algumas das principais categorias do marketplace:

Categoria

Comissão (%)

Comidas e bebidas

9%

Eletrodomésticos de linha branca

8%

Ar-condicionado

8%

Bebidas alcoólicas

10%

Cozinha

13%

TV, áudio e cinema em casa

10%

Ferramentas e Construção

14%

Saúde e cuidados pessoais

11%

Produtos para bebês e pets

12%

Itens de cozinha

13%

Brinquedos e jogos

12%

Eletrônicos portáteis

13%

Itens de casa

14%

Itens de beleza de luxo

14%

Celulares

13%

Papelaria e escritório

14%

Roupas e acessórios

15%

Relógios e joias

15%

Livros

15%

Acessórios eletrônicos 15% até R$ 100 e 10% para o excedente
Móveis

15% até R$ 200 e 9% para o excedente

Veja a lista de preços e comissões atualizada no site da Amazon.

*Valores consultados em janeiro de 2024.

Quais são as vantagens de vender na Amazon?

Que a Amazon é referência no mercado de marketplaces nós já sabemos. Mas, se isso não é o suficiente para te convencer a vender por meio deste canal, vamos conhecer a seguir as principais vantagens oferecidas pela plataforma:

1. Alta visibilidade

A Amazon é o 2º maior e-commerce do Brasil, atrás apenas do Mercado Livre. A plataforma recebe cerca de duzentos milhões de usuários todos os meses e está entre os cinco marketplaces que concentraram mais de 80% de todas as vendas online do país em 2022.

💡 Saiba mais: Como usar o Amazon Ads e se destacar no marketplace?

2. Vendas internacionais

Saber como vender na Amazon permite que você venda seus produtos em outros países, como Canadá, Estados Unidos e México. Esse é um recurso importante para trabalha com dropshipping, por exemplo, ou deseja expandir as vendas para fora do Brasil.

3. Dropshipping

O dropshipping é um modelo de logística em que você vende sem estoque. Ou seja, atua como um intermediário entre o fornecedor (que é o responsável por armazenar e enviar a mercadoria) e o cliente final. A boa notícia é que fazer dropshipping na Amazon é permitido e pode ser uma ótima alternativa para começar a empreender sem muito investimento.

4. Gestão unificada

A gestão de todas as vendas é feita por meio de uma única conta, de forma centralizada e organizada. Se você já tem um e-commerce próprio ou vende em vários marketplaces, por exemplo, isso pode te ajudar a manter a organização de todos os canais de venda.

5. Repasse gratuito dos valores

Uma das maiores vantagens de vender produtos pela Amazon é que não são cobradas taxas extras para receber o dinheiro em sua conta bancária. Além disso, o vendedor sempre recebe o valor integral e sem custo adicional, mesmo quando se tratam de vendas parceladas.

Como integrar minha loja Nuvemshop com a Amazon?

Se você vende com a Nuvemshop, levar seus produtos para a Amazon fica ainda mais fácil. Isso porque a plataforma conta com várias opções de aplicativos que permitem fazer a integração com o marketplace, exportar o seu catálogo e centralizar a gestão dos pedidos de forma prática e eficiente.

O Astroselling, por exemplo, é uma ferramenta de gestão que integra sua loja virtual à Amazon e aos principais marketplaces do mercado. Com ele, é possível sincronizar todos os produtos do seu e-commerce com a Amazon em poucos cliques.

Dentre os principais benefícios do Astroselling, podemos destacar:

  • Economia de tempo ao sincronizar produtos de forma automática com marketplaces;
  • Atualização de todos os canais de venda de uma só vez;
  • Estoque atualizado em tempo real;
  • Emissão automática de faturas;
  • Formato de vendas multicanal simples e acessível;

Veja como é fácil usar o Astroselling e fazer a integração para vender pela Amazon:

  1. Acesse a Loja de Aplicativos da Nuvemshop e procure pelo Astroselling;
  2. Então, selecione a opção “Instalar aplicativo”, no lado esquerdo da tela;
  3. Em seguida, você vai se deparar com uma tela escrita no topo “Permissões do aplicativo”;
  4. Vá até o final da tela e clique em “Aceitar e começar a usar”;
  5. Agora, você terá que fazer um rápido cadastro na plataforma;
  6. Preencha seus dados e crie sua conta.

Pronto! Se você já tem produtos cadastrados na Nuvemshop, você os verá automaticamente no Astroselling. Então, é só conectar com a Amazon e outros marketplaces e começar a vender.

Crie sua loja virtual e venda pela internet
Crie sua loja virtual e venda pela internet pelo seu computador

Vender na Amazon vale a pena?

Com tantos benefícios, não há dúvidas de que vender na Amazon vale a pena e pode ser uma grande estratégia para aumentar seu faturamento. Se você já vende na internet, agregar esse canal de venda vai amplificar seus resultados e seu ticket médio.

Os marketplaces oferecem uma série de benefícios, portanto, aproveite essas dicas para integrar sua loja à Amazon e aumentar o alcance da sua marca hoje mesmo.

E, se você ainda não vende online, é hora de mudar essa realidade! Crie sua loja virtual grátis na Nuvemshop e conte com uma plataforma completa e segura para ganhar dinheiro na internet. É rápido, fácil e você não precisa de conhecimentos técnicos para começar! 💙

Aqui você encontra:
Perguntas frequentes sobre como vender na Amazon

Para vender na Amazon, basta ter um CPF ou CNPJ válido, uma conta de e-mail, uma conta bancária e um cartão de crédito para que a plataforma possa verificar se a sua conta é real.

A comissão da Amazon varia ente 8% e 15% do valor de cada produto vendido na plataforma de acordo com a categoria do item. Roupas e acessórios, por exemplo, têm uma comissão de 15%; enquanto comidas e bebidas, apenas 9%.

Para vender na Amazon como MEI basta fazer o cadastro de vendedor no plano Profissional e selecionar a opção de "Empresa Privada" como tipo de negócio. Durante o processo, você poderá inserir o CNPJ do seu MEI e finalizar o cadastro.

Faça como +100 mil lojas e
crie a sua Nuvemshop

Criar loja grátis
Crie a sua loja na Nuvemshop

Nosso site utiliza cookies para te proporcionar uma melhor experiência. Ao acessar o site da Nuvemshop, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Cookies