Como vender no marketplace da Amazon?

Por: Kawan Lopes
Como vender no marketplace da Amazon?

Aqui você encontra:

Os marketplaces são, sem dúvidas, ótimos canais para ampliar suas vendas e faturar mais. Por isso, neste artigo, vamos aprender como vender pela Amazon e conhecer as opções disponíveis para expandir o seu negócio.

Separe o bloco de notas e venha comigo descobrir também as vantagens deste canal de venda e um passo a passo para cadastrar seus produtos. 📝

O que é Amazon?

A Amazon é uma empresa estadunidense líder de mercado no ramo de marketplaces e tecnologia. Popular pelo comércio de eletrônicos, a marca iniciou suas atividades como canal de venda em 2000 e, no decorrer dos anos, tornou-se a maior varejista online do mundo.

Além de ser referência entre os maiores marketplaces, a marca também conquistou seu espaço no mercado de serviços de streaming. Com o lançamento do Amazon Prime Video e Amazon Prime Music, a empresa tem batido de frente com outras gigantes como Netflix, Spotify e HBO Max.

No Brasil, a Amazon deu seus primeiros passos como marketplace em 2014 e, atualmente, concorre com empresas como Mercado Livre e B2W. Com isso, o canal de venda apresenta algumas vantagens bastante competitivas e, no decorrer deste artigo, iremos conhecê-las.


Saiba mais...

O que é preciso para vender na Amazon?

Para vender na Amazon, não é necessário dispor de muitos documentos — o que torna todo o processo de cadastro menos burocrático em relação à outras plataformas. Para criar uma conta de vendedor é necessário informar os seguintes dados:

  • CPF ou CNPJ válido;
  • Cartão de crédito;
  • Conta bancária;
  • Número de telefone;
  • Data de nascimento.

Quanto aos produtos, a Amazon possui um total de 25 categorias para venda. Contudo, cinco delas precisam da aprovação da plataforma. Vamos conhecê-las:

Brinquedos e jogos
Calçados e bolsas de mão
Roupas e jardinagem
Produtos de atividade ao ar livre
Casa e cozinha
Celulares
Câmeras
Computadores
Eletrônicos
Materiais de construção
Esportes
Joias
Acessórios de viagem
Papelaria
Livros
Relógios
Pet shop
Produtos automotivos

Já as categorias cujo os produtos necessitam de aprovação são:

Saúde e cuidados pessoais
Produtos para bebês
Alimentos e bebidas
Games
Beleza

Planos e preços

A Amazon oferece duas opções de planos para vendedores baseadas na expectativa de vendas de cada lojista. Com isso, os valores variam de acordo com o volume de transações. Conheça a seguir os pacotes disponíveis.

Plano Individual

Este plano é voltado para vendedores com no máximo 10 vendas no mês. Não há cobrança de mensalidade e o lojista tem acesso aos seguintes recursos:

  • Suporte ao vendedor através da equipe de apoio do Seller Central;
  • Adição de novos produtos ao catálogo da Amazon;
  • Recebimento do valor integral de vendas parceladas.

Plano Profissional

Para vendedores profissionais que realizam mais de 10 operações no mês, é cobrada uma mensalidade de R$19,00. Assinantes desta modalidade, além de todos os benefícios do plano Individual, também têm acesso a:

  • Ferramentas de publicação de produtos e relatórios através de um sistema integrador;
  • Publicação dos produtos no Canadá, Estados Unidos e México;
  • Gestão de todos os pedidos através de uma conta única;
  • Autonomia para definir as condições de envio de cada produto.

Além da mensalidade, são cobradas as comissões por cada produto vendido. O valor varia de acordo com o plano do vendedor e do tipo de produto. Na página “Categorias” da Amazon você encontra mais detalhes sobre a precificação.

Como começar a vender na Amazon?

Agora que sabemos como funcionam as regras da plataforma, vamos aprender como criar uma conta de vendedor na Amazon e começar a vender. 😉

1. Crie uma conta de vendedor na Amazon

Para começar, acesse o site da plataforma e vá até a página Venda na Amazon. Lá você vai encontrar algumas informações básicas sobre o marketplace e um botão com a mensagem “Começar a vender”. Então, clique nele, como mostra a imagem abaixo:

Imagem mostrando a página inicial da Amazon para vendedores.

Na próxima tela, você pode consultar os planos e os benefícios de cada um deles. E é nesta página que você irá selecionar a opção que deseja para começar a vender. Veja:

Imagem mostrando a página de planos da Amazon para vendedores.

Depois que você já escolheu o seu plano, é a hora de fazer o seu cadastro. Nesta etapa, você vai precisar informar alguns dados básicos (telefone, e-mail, CPF etc) e criar uma razão social para a sua conta de vendedor.

Feito isso, será necessário cadastrar também um cartão de crédito, uma conta bancária e os países em que você pretende vender — caso sua conta seja a profissional.

2. Publique seus produtos

Com a sua conta criada, será preciso publicar os seus produtos, certo? Para isso, a Amazon oferece três alternativas. Vamos conhecê-las:

Cadastro manual

Disponível para todos os vendedores, a ferramenta de publicação interativa da Amazon permite que você crie e gerencie seu inventário. Com ela, você pode adicionar um anúncio por vez.

Cadastro via planilha

Este recurso está disponível para os vendedores do plano profissional. Com ele, é possível importar uma planilha com todos os seus produtos.

Desta forma, você consegue adicionar diversas publicações de uma vez só, tornando todo o processo de cadastro mais prático. O upload via planilha é ideal para vendedores com um vasto catálogo de produtos.

Cadastro via integração

Já este recurso é ideal para vendedores que vendem em mais de um marketplace ou possuem lojas em plataformas de e-commerce, como a Nuvemshop, por exemplo.

Através de ferramentas integradoras, é possível fazer a gestão das vendas e importação dos produtos de forma massiva e automatizada. Na sequência, vamos falar mais sobre este tipo de integração.

3. Bônus: cadastrando novos produtos

Um ponto em particular sobre a Amazon é que o catálogo reúne todos os itens que já são vendidos na plataforma. Por exemplo, se você pretende vender um smartphone da marca Apple e outros vendedores já vendem este mesmo produto, fica mais fácil para você localizá-lo e inseri-lo no seu inventário.

Quando o produto já está cadastrado, ao informar o código de barras, o EAN, o JAN ou ISBN, o sistema localiza o item. Desta forma, basta finalizar o cadastro com as informações básicas como o preço, por exemplo.

Agora, caso você pretenda publicar um produto que ainda não é vendido na plataforma, será necessário fazer o cadastro completo do item. Com isso, você vai precisar informar o código UPC/EAN (código de barras), JAN ou ISBN e todos os detalhes da ficha técnica.

Como integrar minha loja Nuvemshop com a Amazon?

Se você vende com a Nuvemshop, levar seus produtos para a Amazon fica mais fácil. Através de uma ferramenta pré-integrada, é possível exportar o seu catálogo e centralizar a gestão dos pedidos de forma prática e eficiente.

O Mintegra é uma ferramenta de gestão e integração de produtos conectada aos principais marketplaces e e-commerces do mercado. Com ele, é possível automatizar os fluxos de controle de estoque e pedidos, além de aumentar o seu catálogo de produtos através de fornecedores parceiros e trabalhar com vendas via dropshipping.

Dentre os principais benefícios do Mintegra, destacam-se os seguintes:

  • Publicação de produtos massivamente;
  • Controle e automatização dos anúncios;
  • Geração automática de etiquetas de envio;
  • Parceria com fornecedores de dropshipping e crossdocking;
  • O estoque de produtos é sincronizado entre suas lojas, atualizando automaticamente a cada venda ou alteração;
  • Integrações com os maiores marketplaces do mercado, como: B2W, Mercado Livre, Amazon, Via Varejo, entre outros.

Confira na sequência os passos para começar a usar o Mintegra.

1. Instale o app do Mintegra em sua loja Nuvemshop

Para começar a usar a ferramenta, basta acessar a Loja de Aplicativos da Nuvemshop e procurar pelo Mintegra. Clique em “Instalar” e, no painel administrativo da sua loja, autorize a instalação do app, conforme mostra a imagem abaixo:

Imagem mostrando a página de autorização dos aplicativos na Nuvemshop.

2. Vincule ou crie sua conta no Mintegra

Feito isso, você será direcionado para a página inicial do Mintegra. Caso já possua uma conta, basta fazer o login, mas, se ainda não for cadastrado, preencha o formulário abaixo para se registrar na plataforma:

Imagem mostrando a página de cadastro no Mintegra.

3. Inclua sua loja Nuvemshop

Depois de criar sua conta, será preciso adicionar sua loja Nuvemshop ao Mintegra. Para fazer isso, no painel inicial da plataforma, vá até Lojas > Incluir e preencha as informações conforme mostra a animação a seguir:

Imagem mostrando os passos para adicionar uma loja ao Mintegra.

Tranquilo até aqui? Sigamos então. 😎

4. Importe o seu catálogo de produtos

Agora que a sua loja já está cadastrada, é a hora de importar o seu catálogo de produtos. Vá até Meus Catálogos > Catálogos > Incluir e siga os passos de acordo com o GIF abaixo:

Imagem mostrando como importar um catálogo de produtos no Mintegra.

Bem fácil, não é? Com isso, sua loja Nuvemshop e seu catálogo de produtos já estarão devidamente integrados. E para adicionar sua conta da Amazon, não é muito diferente.

5. Vincule sua conta da Amazon

No menu Lojas — o mesmo em que você cadastrou sua loja Nuvemshop — você irá seguir basicamente os mesmos passos. Porém, ao invés de selecionar Nuvemshop, clique em “Amazon” e preencha as informações da integração. Veja abaixo:

Imagem mostrando como vincular uma conta da Amazon no Mintegra.

Você percebeu que ao selecionar a opção da Amazon, aparecem dois campos para preenchimento (o ID vendedor Amazon e a chave de integração)? Pois bem, estas informações precisam ser geradas em sua própria conta da Amazon.

Para facilitar este processo, separei um vídeo feito pela equipe do Mintegra que mostra o passo a passo para fazer isso:

Vantagens de vender no marketplace da Amazon

Que a Amazon é referência no mercado de marketplaces nós já sabemos. Mas se isso não é o suficiente para te convencer a vender através deste canal, vamos conhecer a seguir as principais vantagens oferecidas pela plataforma:

  • É possível vender em outros países, sendo eles: Canadá, Estados Unidos e México;
  • A gestão de todas as vendas é feita por meio de uma única conta, de forma centralizada e organizada;
  • Não são cobradas taxas extras para receber o dinheiro em sua conta bancária;
  • A plataforma permite que seus vendedores personalizem as condições de frete;
  • O vendedor recebe o valor integral e sem custo adicional mesmo quando se tratam de vendas parceladas.

Aposto que agora você já deve estar considerando criar sua conta de vendedor, certo?

Entendido?

Com tantos benefícios, não há dúvidas de que vender pela Amazon pode ser uma grande estratégia para aumentar seu faturamento. Se você já vende na internet, agregar este canal de venda vai amplificar seus resultados e seu ticket médio.

Os marketplaces oferecem uma série de benefícios, portanto, aproveite essas dicas e amplie o alcance da sua marca hoje mesmo.

Ainda não vende online? O que acha de criar uma loja com a Nuvemshop e testar a plataforma por 30 dias gratuitos? Conte com a gente para potencializar sua história de sucesso. 💙

Faça como +60mil lojas e
crie a sua Nuvemshop

Testar 30 dias grátis
Crie a sua loja na Nuvemshop

Sabemos que migrar sua loja não é uma decisão simples.

Descubra os benefícios e facilidades que a Nuvemshop oferece exclusivamente para migrações.

Saiba mais sobre a migração