14/04/2014

A importância do logo para a identidade da sua marca

Como criar um logo

O logo é o elemento visual que simbolizará a sua marca. Ele pode estar representado por um texto junto de uma imagem, por apenas um texto ou somente por uma imagem. A presença de um logo é capaz de transformar o entendimento que uma pessoa possui sobre determinada empresa e agregar valor ao produto/serviço oferecido.

Acima de tudo, um logo profissional e bem desenhado é um termômetro de confiança e poderá significar mais ou menos vendas. A seguir, separei cinco pontos-chave para se levar em conta na hora de construir essa parte importante da identidade visual da sua loja online.

1. Simples

Um desenho orientado à simplicidade fará com que o seu logo seja facilmente adaptável, memorável e duradouro. Para alcançar esse objetivo, no entanto, é preciso ter em mente que tipo de mensagem você deseja passar para o seu público-alvo.

Por mais que você queira transmitir mensagens diversas, talvez seja melhor se concentrar em uma ideia específica. Sendo assim, pegue o preceito principal (ou no máximo os dois principais) da sua empresa e construa a identidade visual da marca em cima dele.

Um bom exemplo é o logo do Google, que traz consigo uma tipografia simples e uma grande variedade de cores, o que comunica dinamismo e flexibilidade. De fato, o Google é uma empresa que trabalha constantemente para criar ideias inovadoras e oferece uma variedade enorme de produtos e serviços.

Segundo Ruth Kedar, idealizadora da famosa logomarca, as cores primárias (azul, vermelho e amarelo) foram ordenadas com uma cor secundária (verde) de uma forma inusitada, com o intuito de mostrar que o Google evita seguir regras.

2. Memorável

Um logotipo eficaz é aquele que é facilmente lembrado. Imagine que você está andando de carro ou de ônibus pela cidade e percebe alguma publicidade pela rua. Você terá apenas alguns segundos para observar o logo e entender do que se trata a marca. Por mais curto que esse tempo seja, ele deverá gerar uma experiência memorável.

Um logo que passa esse sentimento é o da Nike. Você pode olhar de relance ou ver o símbolo num simples fundo preto; independente de qualquer coisa, você saberá que aquela imagem representa a Nike. É claro que para eles chegarem aonde chegaram foi necessário muito mais do que um logo legal e criativo.

O sucesso da empresa, além da competência, está ligado a um grande investimento de marketing e fortalecimento da marca. Sem isso, talvez eles nunca chegassem a lugar algum, mas sem dúvidas acertar no logotipo é começar com o pé direito.

Em entrevista ao site britânico Daily Mail, Carolyn Davidson, que em 1971 desenhou o logo da Nike, explicou como nasceu o tradicional símbolo. Segundo ela, o mais desafiador na época foi produzir algo que transmitisse movimento, ficasse bem em um par de tênis e, ainda por cima, agradasse os donos da empresa – que estavam impressionados com o recém-lançado logotipo da rival Adidas.

Ao apresentar o rascunho inicial ao co-fundador da Nike, Davidson contou que Phil Knight pareceu relutante a princípio, mas que no final acabou aprovando o material.

Essa é uma história inspiradora para você que está neste exato processo do negócio. Às vezes, uma ideia pode parecer ruim a princípio, contudo, antes de descartá-la tente dar uma segunda chance, ouça outros pontos de vista. Talvez você tenha algo incrível debaixo do seu nariz e esteja jogando fora.

3. Duradouro

Além de ser simples e memorável, também é importante que seu logotipo seja imune ao tempo. Um logo deve seguir funcionando por 20, 30, 50 anos, ou até mais. Obviamente, em determinado momento, será necessário fazer alguns ajustes pontuais, mas a essência deverá permanecer a mesma.

Um ótimo exemplo é o logo da Starbucks, que surgiu em 1971 e já sofreu algumas mudanças nos anos de 1987, 1992 e, mais recentemente, 2011 – porém sem nunca perder a identidade, o desenho da sereia.

E tal imagem teve duas principais motivações: a primeira pela sede da marca – Seattle (uma cidade portuária), e a segunda pelo café que, até hoje, percorre frequentemente longas distâncias pela água até chegar ao seu destino.

Bacana, não?

4. Adaptável

Vamos fazer um pequeno exercício? Se você parar para pensar, qual é o primeiro logotipo que vem à sua cabeça? Eu fiz uma pesquisa rápida aqui no escritório da Nuvem Shop e os seguintes logos foram citados: Coca-Cola, Nike, Google, Apple, Kia, Nestlé, Starbucks e Samsung (eu particularmente pensei na Lacoste). Agora reflitamos: o que eles todos têm em comum? A resposta é simplicidade (lembram do item 1 deste post?).

A simplicidade, como já falamos, é essencial, pois ela traz consigo a adaptabilidade. Um símbolo precisa poder ser aplicado a uma infinidade de tamanhos, formatos (impresso ou digital) e materiais diferentes (papéis de diferentes texturas, plásticos, tecidos, entre outros) – dependendo, claro, das necessidades do negócio.

Portanto, antes de finalizar o desenho, procure fazer a si mesmo as seguintes perguntas: “Meu logo está preparado para ser estampado em uma única cor? Em duas?”, “Ele é suficientemente simples para ser impresso nos mais variados tipos de materiais e tamanhos (desde uma caneta até um outdoor gigantesco)?”. Leve isso em conta!

Lá no começo desse tópico falei que o primeiro logotipo que me veio à cabeça foi o da Lacoste. Após uma rápida pesquisa na internet, encontrei um artigo bem legal sobre a história do carismático crocodilo que simboliza a marca.

Na década de 1920, o francês René Lacoste era reconhecidamente um dos melhores jogadores de tênis do planeta. Naquela época, contudo, os tenistas utilizavam roupas antiquadas para a prática esportiva (sapato, calça e uma espécie de suéter).

O desconforto gerado pelos trajes fez com que René adotasse camisetas polo como vestimenta oficial, algo que rapidamente virou febre entre os atletas. Quando encerrou a carreira, no começo da década de 1930, ele deu início à empresa que hoje é sinônimo de excelência.

No mesmo período em que inovou com o estilo despojado, René ganhou o apelido de “O Crocodilo” pelos torcedores e pela imprensa. Os motivos da alcunha nunca foram plenamente revelados, mas acredita-se que seja ou por seu atleticismo, ou por conta de uma aposta, como explica este artigo da revista GQ.

“A imprensa americana o apelidou de ‘O Jacaré’ em 1927 depois que ele apostou uma maleta de pele de jacaré com o líder do time francês na Copa Davis (principal campeonato de tênis entre países). Quando ele retornou à França, ‘Jacaré’ havia se tornado ‘Crocodilo’, e anos depois a Lacoste ficou conhecida para sempre como a marca do crocodilo.

Verdade ou lenda, pelo menos a história é interessante e o logo da Lacoste é realmente adaptável, já que estamos acostumados a vê-lo estampado nos mais variados tipos e tamanhos em camisetas, tênis, perfumes, caixas e sacolas.

5. Apropriado

Um bom logotipo deve estar desenhado de forma que seja relevante para o mercado em que será inserido e também para o seu público-alvo. Cores e tipografias infantis caem bem em lojas para crianças e adolescentes. Em contrapartida, ficariam esquisitas estampando uma marca de automóveis, por exemplo.

Neste item acredito que vale a pena citar o exemplo da marca norte-americana de produtos esportivos Air Jordan, que nasceu na rabeira do sucesso do jogador de basquete Michael Jordan. O logo da empresa atende a todos os pré-requisitos mencionados anteriormente e ainda por cima tem a sacada genial de ser inspirada na silhueta do ex-atleta após esta jogada.

Assim, o logotipo da Air Jordan vai direto ao ponto e personifica o seu público-alvo (jogadores de basquete e apreciadores da modalidade). Todavia, você pode dar um significado ao seu símbolo sem necessariamente ser óbvio. O tipo de fonte utilizada no logo e, sobretudo, as cores aplicadas nele devem obrigatoriamente transmitir uma mensagem.

Observe, então, o infográfico abaixo para entender um pouco mais sobre a representatividade das cores nas logomarcas:

logo cores marca

Tudo certo?

Espero que essas dicas tenham inspirado você a continuar empreendendo e investindo no seu negócio. Acredite nele e mãos à obra!

Seu sonho envolve vender pela internet? Então, experimente a Nuvem Shop por 15 dias grátis e aproveite todas as vantagens da nossa plataforma de e-commerce.

Data da última atualização: 07/08/2018


O que você achou desse conteúdo?


Bruno Fernandes

Bruno é jornalista e responsável pela estratégia de conteúdo do blog e da Universidade do E-commerce da Nuvem Shop. É viciado em esportes, sobretudo basquete, e assiste 500 séries de TV ao mesmo tempo.

a-importncia-do-logo-para-a-identidade-da-sua-marca