O que é paleta de cores e como criar a da sua marca?

Por: Kawan Lopes
O que é paleta de cores e como criar a da sua marca?

Aqui você encontra:

Você certamente já se deparou com alguma combinação de cores e pensou em como os tons acordavam entre si, certo? Esse conjunto de colorações em harmonia se chama paleta de cores.

Neste artigo, vamos aprender o que é uma paleta de cores e como criar uma combinação perfeita para a identidade visual da sua marca. Vamos lá? 😊

O que é paleta de cores?

A paleta de cores é, basicamente, uma junção de cores e tons em harmonia criada com o intuito de transmitir uma ideia, sentimento ou valor.

Unir tons e criar arranjos de cores é muito comum e está presente em diversas atividades do nosso cotidiano. Desde decoração e moda até coisas mais simples, como a mesa de uma festa infantil, por exemplo.

Muito se engana quem pensa que, para criar uma paleta de cores, é necessário ser um profissional do design. Com as informações importantes em mente, é possível criar sua própria paleta baseada em seus gostos.

Para criar uma paleta de cores é preciso conhecer alguns conceitos básicos, como o círculo cromático e a psicologia das cores. Portanto, separe o bloco de notas e venha comigo entender sobre eles.

Círculo cromático

O círculo cromático é uma estrutura circular que reúne as cores percebidas pelo olho humano. Ele costuma ser dividido em 12 partes, cada uma delas representando uma cor. Veja um exemplo abaixo:

Imagem mostrando um círculo cromático.

Essa ferramenta é essencial para a criação de uma paleta de cores, pois, através dela, é possível entender quais combinações podem fazer mais sentido.

O círculo cromático é composto por três cores primárias, três secundárias e seis terciárias. Vamos conhecê-las a seguir.

Cores primárias

As cores primárias são três colorações pilares que, quando combinadas, dão origem a outras tonalidades. São elas:

🟡 Amarelo;

🔴 Vermelho;

🔵 Azul.

Cores secundárias

Consistem na mistura de duas cores primárias, por exemplo:

Azul + amarelo = 🟢 verde;

Amarelo + vermelho = 🟠 laranja;

Vermelho + azul = 🟣 roxo.

Cores terciárias

É a mistura das cores primárias com cores secundárias, por exemplo:

Amarelo + verde = amarelo esverdeado;

Vermelho + roxo = vermelho arroxeado;

Vermelho + laranja = Vermelho alaranjado.

Com tantas combinações possíveis, pode ser fácil se perder, certo? Para isso, podemos contar com as leis de harmonização. Esta técnica garante que as cores sejam combinadas de forma equilibrada.

O conceito das leis de harmonização é divido em três pilares, vamos conhecê-los.

Cores complementares

Esta combinação reúne duas cores opostas no círculo cromático que possuem maior contraste entre si. Como as cores verde e vermelho, veja:

Imagem mostrando as cores complementares dentro de um círculo cromático.

Normalmente, este tipo de combinação une cores vivas e vibrantes. Por isso, é preciso tomar cuidado para não unir colorações que criem um efeito saturado — que acontece quando as cores atingem um nível muito alto de vivacidade.

Cores complementares decompostas

Também conhecida como tríade, esta metodologia combina três cores paralelas que formam um triângulo dentro do círculo cromático. Como, por exemplo, a junção do verde com o laranja e o azul:

Imagem mostrando as cores decompostas dentro de um círculo cromático.

Com este tipo de combinação é possível criar um efeito de alto contraste em harmonia, assim, você utiliza as três cores dividindo-as entre os elementos do seu projeto. Usemos o exemplo de um site, neste caso, seria possível usar as três colorações em diferentes partes da página. Fez sentido?

Cores análogas

Já as cores análogas reúnem colorações que estejam lado a lado no círculo cromático, criando uma combinação de tons mais semelhantes. Como o vermelho, o vermelho alaranjado e o laranja, por exemplo. Veja:

Imagem mostrando as cores análogas dentro de um círculo cromático.

Nesta combinação, é possível obter um efeito monocromático e harmonioso. Normalmente, esta é a principal metodologia aplicada para a criação de identidades visuais de marcas e produtos.

Propriedades das cores

Para finalizar este resumo sobre o círculo cromático, é importante mencionar a importância das propriedades das cores.

Elas permitem que você possa variar as colorações, tornando-as mais ou menos fortes. Dessa forma, é possível criar uma imensa diversidade de tons.

As propriedades das cores são classificadas da seguinte forma:

Matiz

Trata-se da cor em seu tom mais puro, sem a influência de outras cores e sem o efeito de cores neutras como branco e preto.

Saturação

Define a vivacidade da cor. Ao diminuir a saturação, o tom se aproxima do cinza, neutralizando a cor. Já ao aumentar a saturação, a cor se torna mais pura e com um tom mais vibrante.

Valor

O valor determina quão clara ou escura pode ser uma cor. Ao aproximá-la do branco, por exemplo, é criado um efeito de brilho. Mas, caso seja aproximada do preto, a cor ganha um aspecto de sombra. Isso porque essa propriedade está diretamente relacionada com a intensidade da luz atribuída à cor.

A psicologia das cores

A psicologia das cores teve seu início há muito tempo, quando o escritor alemão Johann Wolfgang Von Goethe publicou o estudo que dizia que a cor não depende somente da luz e do ambiente, mas também, da percepção que temos de cada objeto ou elemento.

Johann acreditava que as cores quentes como o vermelho, amarelo e o laranja eram dinâmicas e estimulantes. Já as cores frias como azul, roxo e verde tansmitiam sensações tranquilizantes, por tratar-se de colorações suaves e estáticas.

Com o passar dos anos, os estudos sobre psicologia das cores foram evoluindo e, hoje, existem sensações atribuídas a cada cor. Observe alguns exemplos abaixo:

🟡 Amarelo: representa otimismo, clareza e juventude. Essa cor é popular no marketing, pois ilumina e estimula a criatividade;

🔵 Azul: representa harmonia, fidelidade, simpatia, espiritualidade e fantasia. É uma cor bastante usada por marcas, pois transmite uma ideia de segurança e confiança;

Branco: simboliza inocência, honestidade, pureza, paz, cura e tranquilidade. Representa também o início, o começo de algo novo;

🟢 Verde: é a cor do crescimento, da renovação e do renascimento. É associada à saúde, à natureza, à cura e à paz. Por isso, é comum vermos o verde presente em hospitais e clínicas;

🔴 Vermelho: transmite a ideia de urgência, imediatismo ou perigo. É uma das cores mais usadas no marketing, pois se destaca do restante e tende a atrair mais atenção;

🟣 Violeta: simboliza poder, calma, criatividade e sabedoria. Esta cor costuma ser associada ao feminino, por isso, é frequentemente usada em produtos de beleza.

Para que serve a paleta de cores?

No tópico anterior já vimos alguns spoilers. Mas, para deixar tudo bastante claro, vamos pontuar algumas situações em que a paleta de cores pode ser útil e importante.

1. Decoração

Se você já inventou de pintar sua casa, com certeza se viu pensando em quais cores iriam combinar com seus móveis e com os demais elementos do cômodo. Definir essa combinação de tons para o ambiente exige a criação de uma paleta de cores.

Para garantir um ambiente harmonioso, bonito e aconchegante, pensar nas cores é uma etapa essencial. Por isso, criar uma paleta para os cômodos da sua casa pode ser superútil para garantir que você aplique as colorações corretas.

2. Moda

Com certeza você já se viu tentando combinar a blusinha com a bota e a bota com o chapéu, certo? Montar o look ideal às vezes pode gerar dor de cabeça, mas saiba que, com a ajuda de uma paleta de cores, essa tarefa fica mais fácil.

Na indústria da moda, é muito comum o uso das paletas para definir uma coleção ou um conjunto de peças. Isso porque, com as cores estrategicamente definidas, é possível ser mais assertivo na combinação das roupas.

Portanto, da próxima vez que for escolher um modelito, defina as cores que você quer vestir e separe peças que conversem com os tons que você escolheu. Assim, vai ficar mais fácil combinar o lookinho. 😉

3. Branding

O branding é uma estratégia bastante importante para qualquer negócio. Ela define a mensagem e a imagem que sua marca irá passar para o público.

Um estudo chamado Impact of Color on Marketing (em tradução livre ao português, Impacto da Cor no Marketing) mostrou que 93% das pessoas consideram as cores de um produto no ato da compra. O mesmo estudo, divulgou também que 84% dos consumidores acreditam que a cor do produto é mais relevante do que outros elementos.

Com isso, já deu para entender a importância da paleta de cores na sua estratégia de branding, não é?

Agora que você já sabe como combinar as cores de acordo com o círculo cromático e com a psicologia das cores, confira algumas dicas para aplicar este método na criação da identidade visual da sua marca:


Saiba mais...

Como usar a paleta de cores no processo de branding?

Parte da construção de uma marca está na identidade visual. Para garantir que você possa transmitir as sensações e mensagens corretas, definir as cores com calma será muito importante.

Além das técnicas englobadas pelo círculo cromático que vimos anteriormente, é interessante entender o significado e as sensações que as cores podem conter. O estudo sobre a psicologia das cores pode te ajudar muito neste processo.

As cores possuem o poder de criar vínculos emocionais e transmitir ideias e valores. Portanto, a paleta da sua marca deve ser criada com base em uma profunda análise do que sua empresa quer transmitir.

Confira abaixo algumas dicas que irão te ajudar neste processo. 📝

1. Pense na mensagem que sua marca quer passar

Como vimos anteriormente, as cores possuem significados e valores, e isso pode estar ligado diretamente aos valores da sua empresa.

Escolha cores que combinem e que façam sentido com sensações que você deseja passar para o seu público-alvo. Por exemplo, se sua loja vende produtos para bebês, o uso de cores frias e suaves como azul e violeta pode funcionar bem, já que elas transmitem ideias de calma, fantasia e harmonia.

2. Inclua cores secundárias em sua paleta

Trabalhar com cores secundárias é superimportante, principalmente se estivermos falando de e-commerce.

Toda marca possui sua cor principal, que, normalmente, está presente na maioria dos elementos, como o logotipo, por exemplo. Mas, para que você não precise construir uma identidade monocromática, o uso das cores secundárias irá permitir que você distribua os tons pelo site mantendo a identidade visual da marca.

A paleta da Nuvemshop, por exemplo, possui como cor primária o branco. Para as cores secundárias, foram incluídos tons de azul (turquesa, marinho e outros) e tons acinzentados. Veja:

Imagem mostrando a página inicial do site da Nuvemshop.

Notou que, em nosso site oficial, estas cores são distribuídas por toda a página? Isso ajuda a manter a identidade visual da marca sem usarmos tons muito parecidos e enjoativos.

3. Escolha ferramentas adequadas

Se, no decorrer da leitura, você se perguntou sobre como criar uma paleta sem possuir conhecimentos avançados em design, não se preocupe. Existem diversas ferramentas que podem te ajudar no processo de criação, tais como:


Saiba mais...

Entendido?

É muito divertido poder conhecer mais sobre as cores, não é? Espero que, além de entreter, que este artigo também te ajude a criar a paleta de cores perfeita para sua marca.

Sem dúvidas, esta técnica irá melhorar muito a identidade visual da sua marca e, consequentemente, aumentar sua taxa de conversão.

E se você ainda não criou sua loja virtual e está procurando por uma plataforma robusta e completa, o que acha de fazer um teste gratuito com a Nuvemshop por 30 dias?

Conte com a gente para potencializar sua história de sucesso. 💙

Faça como +60mil lojas e
crie a sua Nuvemshop

Testar 30 dias grátis
Crie a sua loja na Nuvemshop

Sabemos que migrar sua loja não é uma decisão simples.

Descubra os benefícios e facilidades que a Nuvemshop oferece exclusivamente para migrações.

Saiba mais sobre a migração