Como montar uma loja de quadros decorativos em 10 passos?

Por: Alejandro Vázquez

Imagem mostrando uma loja de quadros decorativos.

Se você trabalha com arte — ou pretende começar — e está se perguntando sobre como montar uma loja de quadros decorativos, veio ao conteúdo certo. Afinal, não é de hoje que peças de decoração vêm ganhando espaço no e-commerce.

Segundo um levantamento feito pela Nuvemshop, entre 2019 e 2021, o setor de casa e decoração apresentou um crescimento de 300% nas compras virtuais. Um salto um tanto quanto expressivo, não é?

Nesse contexto, levar a sua marca para o mercado digital é, sem dúvidas, uma ideia bastante promissora. Por isso, neste artigo, separamos tudo o que você precisa sobre como montar uma loja de quadros decorativos e ganhar dinheiro na internet.

Bloco de notas em mãos? Então, confira o passo a passo! 🧐

Crie sua loja virtual
Criar loja grátis
&utm_medium=banner&utm_campaign=blogpost” img-desktop=”https://d26lpennugtm8s.cloudfront.net/assets/blog_pt/rebranding-BR-Desktop-generic-trial-extended.jpg” img-mobile=”https://d26lpennugtm8s.cloudfront.net/assets/blog_pt/rebranding-BR-mobile-generic-trial-extended.jpg”]

1. Escolha seu nicho de mercado

O primeiro passo para iniciar qualquer negócio é saber exatamente onde você está pisando. Isto é, qual é o nicho de mercado que a sua empresa irá fazer parte.

Ter conhecimento sobre o seu setor vai te dar mais segurança e confiança na hora de empreender. Afinal, somente com um bom estudo de mercado que você conhecerá seus concorrentes, entenderá melhor seus desafios e terá insights valiosos para compor suas estratégias.

Essa é uma etapa muito importante do seu planejamento, por isso, não deixe de dar a devida atenção. Quanto mais preparado você estiver para dar seus primeiros passos como empreendedor, maiores serão suas chances de alcançar o sucesso.

💡 Saiba mais: Análise de concorrência: passo a passo para começar a fazer

2. Defina o seu público-alvo

Outro ponto importante é a definição do seu público-alvo. Ou seja, o grupo de pessoas para o qual você irá vender seus produtos.

Considerando que existem diversos tipos de decoração e, quando falamos de quadros, a variedade também é grande, entender as preferências da sua audiência será crucial para as vendas da sua loja.

Uma dica interessante nesse sentido é criar uma persona — representação semifictícia do consumidor ideal. Essa é uma forma de documentar as principais características do seu cliente, seus hábitos de compra, comportamentos e quaisquer informações que sejam importantes para sua estratégia de vendas.

💡 Saiba mais: Buyer persona: como identificar seu cliente ideal?

3. Crie um plano de negócio

O plano de negócio é um documento que reúne todas as informações primordiais sobre uma empresa. Do ponto de vista do empreendedor, essa é uma prática muito importante, já que é por meio desse documento que serão organizados dados como: tipo de empresa, sócios e investidores, membros da diretoria, capital inicial, entre outros.

O ideal é dedicar tempo para a criação do plano de negócio antes de iniciar suas atividades. Assim, você terá mais conhecimento sobre como sua empresa irá funcionar, o que elimina alguns riscos como erros de cálculo, problemas tributários, etc.

4. Faça um planejamento financeiro

Alinhado ao plano de negócios, também deverá ser feito um planejamento financeiro. Essa é uma prática fundamental para garantir a saúde financeira da sua empresa.

Por meio desse planejamento, é possível entender quais são os valores em caixa, as despesas fixas e variáveis, qual valor você tem disponível para investir no seu negócio e outras informações importantes.

É recomendável que o planejamento financeiro também seja feito na fase inicial da sua empresa. Assim, você evita ter problemas com dinheiro justamente no momento em que o lucro ainda não é expressivo.

5. Invista no e-commerce

Mesmo se você já tiver um negócio físico, levar sua marca para o mercado digital é um grande passo para aumentar o seu faturamento. Isso porque, no e-commerce, a demanda por itens de decoração vem crescendo nos últimos anos.

Além do mais, uma vez que você está no digital, o alcance da sua marca é muito maior. Pois, com a internet rompendo barreiras geográficas, sua loja deixa de estar restrita somente às pessoas que moram em suas proximidades.

Portanto, criar uma loja virtual é, sem dúvida, um investimento muito válido para empresas que buscam crescimento. Que tal montar a sua própria loja virtual em poucos cliques?

Faça um teste grátis por 30 dias com a Nuvemshop e leve sua marca cada vez mais longe.

Crie sua loja virtual
Criar loja grátis

6. Defina os canais de venda

Além da loja virtual, no e-commerce você pode contar com diversos canais de venda. E, a melhor parte é que é possível integrá-los uns aos outros, permitindo que você faça uma gestão mais centralizada das suas vendas.

Entre os principais canais estão os marketplaces, redes sociais, comparador de preço e páginas de venda — ou landing page. No entanto, embora todos esses canais tenham grande potencial de venda, o ideal é que você invista naqueles que fazem sentido com o seu modelo de negócio.

Isto é, se você entende que o seu público-alvo não costuma comprar em marketplaces — como Mercado Livre e Amazon —, de repente, investir nas redes sociais pode ser mais interessante.

7. Escolha bons fornecedores

Outro ponto bastante importante diz respeito à escolha de bons fornecedores. Afinal, estamos falando de uma das peças centrais do seu negócio. Mesmo que você produza os quadros por conta própria, será necessário investir em matéria-prima para a criação das peças, certo?

Por isso, ter uma rede de fornecedores de confiança é crucial para a sua produtividade. Imagine receber encomendas para vários quadros e não ter o material necessário em estoque. Com bons parceiros, você consegue abastecer o seu armazém sem perder os pedidos e o mais importante: o dinheiro.

8. Selecione as artes que serão usadas

Existem diversos tipos de quadros decorativos para vender e, quando o assunto é arte, é preciso estar atento aos direitos autorais. Algumas pinturas, desenhos ou imagens só podem ser replicadas com a autorização prévia dos criadores.

Quando uma pessoa usa uma arte sem o devido direito, ela corre o risco de ser processada, o que nós não queremos, não é? Por isso, caso opte por fazer quadros com imagens da internet ou pinturas inspiradas em outras obras, busque entender se elas possuem direitos autorais reservados. Assim, você evita dores de cabeça no futuro.

💡 Saiba mais: O que é copyright e como utilizá-lo?

9. Use as redes sociais

As redes sociais são grandes amigas de todo empreendedor digital. Pois, além de serem plataformas de comunicação, boa parte delas também funcionam como ótimos canais de venda.

O Instagram e o Facebook, por exemplo, já até desenvolveram ferramentas específicas para apoiar a compra e venda de produtos dentro dos aplicativos — como o Facebook Shops e o Instagram Shopping.

Além do mais, uma vez que sua marca está nas redes sociais, as chances de impactar cada vez mais clientes aumentam. Considerando uma loja de quadros decorativos, trabalhar com ferramentas visuais, como o Instagram e o Pinterest é, sem dúvidas, uma grande estratégia de vendas.

💡 Saiba mais: Como vender pelas redes sociais: 10 dicas para lucrar mais

10. Aposte no marketing digital

Para fechar este guia, nada mais justo do que falarmos sobre a importância do marketing digital. Afinal, sem ele, o e-commerce definitivamente não seria o mesmo.

Existe uma gama de possibilidades quando o assunto é marketing. O ponto de atenção, no entanto, é: aposte nas estratégias que fazem sentido com seus objetivos.

Dizemos isso pois, com tantas metodologias disponíveis, é comum vermos empreendedores novatos investindo em ações que não irão gerar resultados positivos. Nesse contexto, é muito importante entender onde está o seu negócio e para onde você quer levá-lo.

Por exemplo, se a ideia é aumentar o alcance da marca, trabalhar com anúncios pagos, marketing de conteúdo e SEO (Search Engine Optimization, ou Otimização para Mecanismos de Busca, no português) são alternativas muito promissoras.

Agora, se estamos falando sobre taxa de conversão, existem outros caminhos mais interessantes. Nesse sentido, podemos apostar em e-mail marketing, retargeting, promoções e cupons de desconto, gatilhos mentais e muitas outras.

Em resumo, para cada tipo de meta haverá uma estratégia adequada, basta dedicar tempo para estudar as melhores possibilidades para o seu negócio.

💡 Saiba mais: Como vender arte na internet?

Crie sua loja virtual
Criar loja grátis
&utm_medium=banner&utm_campaign=blogpost” img-desktop=”https://d1ih8jugeo2m5m.cloudfront.net/2021/11/banner-criar-loja-nuvemshop-2.jpg” img-mobile=”https://d1ih8jugeo2m5m.cloudfront.net/2021/11/banner-mobile-criar-loja-nuvemshop-2.jpg”]

Montar uma loja de quadros decorativos vale a pena?

Sim, vale a pena montar uma loja de quadros decorativos. Considerando que esse é um setor com grande potencial de crescimento, investir nele é certamente uma aposta promissora.

Para sermos mais exatos, segundo dados do Olist, o setor de móveis e decoração teve um crescimento de 151% em receita no ano de 2020. E não foi só isso, o volume de pedidos teve alta de 130% em comparação ao ano de 2019.

Outro ponto interessante sobre esse mercado é que ainda não existem grandes marcas líderes no segmento. Desse modo, há um grande espaço para ser explorado e conquistar clientes para a sua marca.

Tudo certo sobre como montar uma loja de quadros decorativos?

Agora que você já sabe como montar uma loja de quadros decorativos, crie a sua loja online e ganhe dinheiro com seus produtos sem sair de casa. Além de ser uma ótima estratégia, esse é um investimento que tende a render muitos frutos para você e para o seu negócio.

Então, se você ainda não vende pela internet, crie a sua loja virtual agora mesmo e faça um teste grátis com a Nuvemshop por 30 dias. Conte com uma plataforma de e-commerce prática, completa e segura para potencializar a sua história de sucesso. 💙

Aqui você encontra:

Perguntas frequentes sobre como montar uma loja de quadros decorativos

  1. Escolha seu nicho de mercado;
  2. Defina o seu público-alvo;
  3. Crie um plano de negócio;
  4. Faça um planejamento financeiro;
  5. Invista no e-commerce;
  6. Defina os canais de venda;
  7. Escolha bons fornecedores;
  8. Selecione as artes que serão usadas;
  9. Use as redes sociais;
  10. Aposte no marketing digital.

Sim, vender quadros decorativos dá dinheiro. Isso porque, segundo um levantamento feito pela Nuvemshop, entre 2019 e 2021, o setor de casa e decoração apresentou um crescimento de 300% nas compras virtuais.

Faça como +100 mil lojas e
crie a sua Nuvemshop

Criar loja grátis
Crie a sua loja na Nuvemshop

Pensando em vender quadros pela internet?

Com a Nuvemshop, você tem acesso a toda infraestrutura necessária para vender online de forma prática e segura.

Testar 30 dias grátis

Nosso site utiliza cookies para te proporcionar uma melhor experiência. Ao acessar o site da Nuvemshop, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Cookies