Como escolher um fornecedor? 9 pontos para considerar

Por: Manoella Curi

Imagem de uma fileira de caixas para representar como escolher um fornecedor.

Uma das principais etapas na hora de montar uma loja virtual ou física é selecionar parceiros que ajudarão o seu negócio a crescer e prosperar. Mas como escolher um fornecedor? Quais critérios você precisa levar em consideração no momento de tomar essa decisão?

Antes de qualquer coisa, é importante lembrar que existem dois modelos principais de vendas envolvendo fornecedores de produtos: o tradicional, no qual você compra mercadorias e as armazena em seu estoque; e o dropshipping, em que o fornecedor envia o produto diretamente para o comprador após a venda ser realizada.

Se você trabalha com qualquer uma dessas opções, este artigo é para você! Tendo em vista o funcionamento ideal do seu negócio, é possível procurar empresas que se adequem a ele e atendam bem às suas demandas.

Papel e caneta na mão? Então, vamos nessa! 📝

9 pontos para escolher bons fornecedores

Veja, abaixo, quais são os 9 pontos-chave para considerar na hora de escolher um fornecedor para o seu negócio:

1. Produtos oferecidos

O primeiro ponto para escolher um fornecedor é começar buscando pelo tipo de produto que você pretende oferecer no seu e-commerce. Assim, será muito mais fácil chegar até os parceiros ideais.

Se você trabalha com a venda de roupas, por exemplo, com certeza irá encontrar boas opções em lugares como o Braz ou a rua José Paulino, na cidade de São Paulo. Portanto, comece estudando seu nicho de mercado e criando uma lista de possíveis opções.

2. Qualidade

Este é um critério indiscutível e inegociável. Escolher fornecedores de boa qualidade é essencial não apenas para as vendas, mas também para a fidelização dos seus clientes. Consumidores insatisfeitos dificilmente repetem a experiência de compra, certo?

Além disso, um produto de qualidade duvidosa é extremamente prejudicial para a reputação da sua marca. Então, antes de qualquer outra coisa, tenha certeza de que o fornecedor escolhido se encaixa neste quesito, ok?

3. Preço

Já com relação ao preço, é importante voltar ao planejamento financeiro da sua empresa e avaliá-lo. Seus parceiros precisam oferecer um serviço viável, por valores que estejam dentro do seu orçamento e não comprometam o preço final do seu produto.

Lembre-se de que, para vender, será preciso cobrir o custo de produção e acrescentar uma margem de lucro.

💡 Saiba mais: Guia sobre precificação de produtos

4. Prazos de entrega

De nada adianta o seu fornecedor oferecer um bom produto e um preço razoável, mas não entregar as encomendas no tempo certo — isso poderá atrasar suas vendas e fazer o seu negócio cair em descrédito diante do público-alvo.

Por isso, questione o fornecedor sobre os prazos com os quais ele trabalha e, se possível, solicite verificações que os comprovem. Além de ter mais segurança, isso te ajudará a se organizar melhor.

5. Alinhamento de princípios

Outro ponto fundamental é nunca perder de vista o diferencial estabelecido para a sua marca. Seus ideais devem sempre ser considerados, até mesmo na hora de escolher um fornecedor.

Portanto, trabalhe apenas com empresas cujos princípios estejam alinhados aos seus como negócio. Dessa forma, você enriquece o seu produto final e não cai em contradição entre o que se anuncia e o que, de fato, entrega.

6. Flexibilidade

A flexibilidade é outro fator a ser considerado na hora de escolher um fornecedor. Isso porque, no mundo dos negócios, muitas coisas são incertas. Suas vendas podem disparar de uma hora para outra, da mesma maneira que podem sofrer com o impacto de crises econômicas, por exemplo.

O fornecedor é um parceiro da sua empresa e, portanto, deve oferecer contratos que permitam que o volume de pedidos acompanhe tais oscilações.

7. Pós-venda

Sabemos que a venda não termina com a entrega das mercadorias. Como falamos no tópico anterior, podem acontecer imprevistos em qualquer negócio, como trocas e devoluções dos produtos, aumento ou diminuição da demanda e por aí vai.

Então, garantir um pós-venda atencioso e de qualidade, com o suporte necessário e um atendimento eficaz, é um critério essencial na hora de escolher um fornecedor.

8. Confiança

Trabalhar com pessoas e empresas nas quais você confia contribui diretamente para os bons resultados do seu negócio. A fim de diminuir os riscos e problemas no fluxo de pedidos, esse relacionamento com seu fornecedor deve ser de parceria, transparência e segurança.

9. Referências

Por fim, ter uma rede de networking e buscar referências pode ajudar na decisão final. Pesquise sobre outras empresas que também são atendidas pelo fornecedor em questão, solicite depoimentos e analise sua reputação frente ao mercado no qual atua. Isso pode trazer informações mais valiosas do que você imagina!

👉 Ferramenta grátis: Lista de Fornecedores

Quais as vantagens de escolher bem seus fornecedores?

Agora que você já conhece os critérios que precisa considerar na hora de escolher um fornecedor, confira as principais vantagens de selecionar bem os parceiros do seu negócio:

Maior poder de negociação

Ao optar por um fornecedor, criar um relacionamento de confiança com ele e fazer pedidos recorrentes, seu poder de negociação pode ser aprimorado. Assim, será possível conseguir melhores preços e ter uma flexibilidade maior com relação aos pagamentos.

Melhor controle do estoque

Outra vantagem ao escolher bons fornecedores é ter mais controle sobre o fluxo do seu estoque. Lembre-se de que esse planejamento precisa levar em conta o volume do pedido e o prazo de entrega prometido pela empresa.

Fazer esse gerenciamento evita que seu estoque fique vazio, gerando frustrações na experiência do cliente.

💡 Saiba mais: O que é controle de estoque e como fazê-lo?

Relacionamento de parceria

Criar um sentimento de parceria e pertencimento é importante tanto para o seu negócio quanto para o fornecedor. Afinal, o ideal é que esse relacionamento seja no modelo “ganha-ganha”, no qual os dois lados serão favorecidos na mesma proporção.

Como fazer uma gestão de fornecedores eficiente?

Após fazer suas escolhas, é preciso cuidar da gestão desses fornecedores. Para isso, separamos algumas dicas que podem te ajudar. Confira-as abaixo:

Evite firmar contratos de exclusividade

Alguns fornecedores podem te oferecer benefícios ao fechar contratos exclusivamente com eles, mas essa não é uma boa ideia. Como citamos, muitas coisas podem acontecer no meio do caminho, e isso impediria a sua liberdade de negociar com novos parceiros.

Outro ponto importante é que, ao depender somente de um fornecedor, sua empresa fica totalmente à mercê da disponibilidade e qualidade dos produtos oferecidos por esse único negócio.

Divida a demanda entre vários fornecedores

Pegando o gancho da dica anterior, o mais indicado é que você separe suas demandas de pedidos e divida-as entre diferentes fornecedores. Isso garante que o seu estoque e seus clientes não sejam prejudicados, caso um dos parceiros deixe de cumprir com os compromissos assumidos.

Assim, quando o assunto é gestão de fornecedores, tenha sempre os planos B, C e D em mente.

Faça o planejamento interno antes de repassá-lo ao fornecedor

Antes de realizar um pedido, é essencial que o planejamento interno da sua empresa esteja redondinho e organizado.

Além de evitar retrabalhos e confusões na hora de fazer a compra das mercadorias, isso também mantém a reputação da sua empresa positiva frente aos fornecedores. Lembre-se de que o bom relacionamento entre as duas partes também é uma responsabilidade sua.

💡 Saiba mais: Plano de negócios: o que é e como fazer o seu?

Acompanhe as tendência do mercado

Por fim, esteja sempre ligado às tendências de mercado. Um novo produto que pode entrar no seu catálogo? Uma empresa que oferece meios de pagamento mais facilitados? Ou, então, uma maneira diferente de se relacionar com os fornecedores?

No mundo dos negócios, as novidades surgem a todo momento e você precisa acompanhá-las. Uma dica é utilizar ferramentas como o Google Trends, além de se atualizar sempre por meio de portais e newsletters do seu segmento.

Por exemplo, a modalidade de venda do dropshipping nacional vem ganhando cada vez mais espaço entre as vendas online. Isso porque facilita todo o processo de conexão entre fornecedores, loja virtual e cliente. Para saber mais, assista ao vídeo abaixo:

Crie sua loja virtual
Testar 30 dias grátis

Resumo

Ao escolher parceiros, opiniões externas são sempre bem-vindas: busque referências, converse com pessoas que já trabalharam com empresas que você cogita contratar, pesquise o histórico das opções para avaliar se são negócios estáveis e tome sua decisão mais tranquilamente.

Antes de finalizar, que tal um resumo dos principais pontos deste artigo?

9 pontos para escolher bons fornecedores

  1. Produtos oferecidos
  2. Qualidade
  3. Preço
  4. Prazos de entrega
  5. Alinhamento de princípios
  6. Flexibilidade
  7. Pós-venda
  8. Confiança
  9. Referências

Quais as vantagens de escolher bem seus fornecedores?

  • Maior poder de negociação
  • Melhor controle do estoque
  • Relacionamento de parceria

Como fazer uma gestão de fornecedores eficiente?

  • Evite firmar contratos de exclusividade
  • Divida a demanda entre vários fornecedores
  • Faça o planejamento interno antes de repassá-lo ao fornecedor
  • Acompanhe as tendência do mercado

E, se você quer investir no e-commerce para fazer dropshipping ou revenda normal de produtos, é importante escolher uma plataforma completa e segura para isso. Faça o teste de 30 dias grátis na Nuvemshop e aproveite as inúmeras vantagens!

Aqui você encontra:

Faça como +90 mil lojas e
crie a sua Nuvemshop

Testar 30 dias grátis
Crie a sua loja na Nuvemshop

Quer mudar de vida vendendo pela internet?

Crie agora sua loja virtual com a Nuvemshop e venda de maneira profissional.

Criar minha loja

Nosso site utiliza cookies para te proporcionar uma melhor experiência. Ao acessar o site da Nuvemshop, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Cookies