Passo a passo de como fazer quadros decorativos para vender

Por: Fernanda Belo

Imagem mostrando uma mulher fazendo uma pintura em tela, representando como fazer quadros decorativos para vender.

O e-commerce abre espaço para que empreendedores vendam os mais variados tipos de produtos e serviços. Nesse contexto, já pensou em como fazer quadros decorativos para vender pode ser uma boa ideia de negócio rentável?

Segundo dados do Olist, o setor de móveis e decoração teve um crescimento de 151% em receita no ano de 2020. Além disso, o volume de pedidos teve alta de 130% no mesmo período, representando um crescimento expressivo se comparado ao ano de 2019.

Pensando nisso, apostar em artigos de decoração, como quadros, é uma ótima opção para ganhar dinheiro na internet. Por este motivo, montamos o guia completo sobre como fazer quadros decorativos para vender.

Separe o bloco de notas e vamos à leitura! 🧐

Crie sua loja virtual
Criar loja grátis
&utm_medium=banner&utm_campaign=blogpost” img-desktop=”https://d26lpennugtm8s.cloudfront.net/assets/blog_pt/rebranding-BR-Desktop-generic-trial-extended.jpg” img-mobile=”https://d26lpennugtm8s.cloudfront.net/assets/blog_pt/rebranding-BR-mobile-generic-trial-extended.jpg”]

Como fazer quadros decorativos para vender?

Se você é artista ou possui conhecimentos técnicos sobre artesanato, criar quadros decorativos será muito fácil. Mas, se você nunca teve contato com a produção de itens de decoração, saiba que é possível começar a criá-los em casa sem muitas dificuldades.

Para ajudá-lo, separamos em seis passos tudo o que você precisa saber para fazer quadros decorativos para vender. Confira abaixo:

1. Escolha o tipo de quadro

Antes de mais nada, é importante ter em mente o tipo de quadro que você deseja criar. Afinal, estamos falando de um item que apresenta inúmeras variações.

Para escolher o modelo certo para o seu negócio, pense em quem é o seu público-alvo e qual tipo de produto seria mais interessante para ele. Assim, você poderá criar peças com maiores chances de serem vendidas, evitando o estoque parado e outros prejuízos.

No decorrer deste artigo iremos conhecer alguns tipos de quadros decorativos para vender. Continua a leitura. 😉

2. Selecione as artes

O ponto de destaque de um quadro é, sem dúvidas, a arte estampada nele. E, quando o assunto é arte, o céu é o limite. Existem quadros com fotografias impressas, pinturas feitas à mão, colagens e os mais variados tipos de ilustrações.

Considerando que esses itens são usados para decorar diversos locais, você não precisa necessariamente trabalhar com somente um tipo de quadro. É possível criar categorias e coleções diferentes para cada ambiente, arte ou tamanho, por exemplo.

O importante é definir quais serão as artes usadas em seus quadros e garantir que elas sejam adequadas para isso. Além do mais, esteja atento às questões a respeito dos direitos autorais. Algumas imagens, por exemplo, só podem ser usadas com a autorização prévia do criador.

💡 Saiba mais: O que é copyright: saiba tudo sobre o assunto

3. Disponha de todo o material necessário

Com as artes definidas, é hora de ir às compras. Antes de sair de casa, tenha certeza de que você encontrou bons fornecedores de matéria-prima, sempre considerando o custo-benefício.

Entre os fornecedores mais populares de materiais para artesanato estão o Armarinhos Fernado e a Kalunga. Conhecer as melhores opções é importante para otimizar os seus gastos iniciais.

Outra dica importante é sair com uma lista de compras completa, incluindo os produtos e a quantidade exata de cada um. Entre os principais materiais para a criação de quadros estão:

  • Imagens impressas em papel fotográfico;
  • Tinta guache ou acrílica (dependendo do tipo de arte);
  • Cola bastão, cola branca ou fita dupla-face;
  • Tesoura, lápis, estilete e régua;
  • Pincel e rolinho;
  • Pedaços de papelão ou MDF;
  • Vidro (caso queira usar para o acabamento);
  • Madeira, MDF ou EVA para a moldura.

Antes de criar a sua lista, verifique quais são os materiais essenciais para a confecção do tipo de quadro que você pretende criar.

Crie sua loja virtual e venda pela internet
Crie sua loja virtual e venda pela internet pelo seu computador

4. Tire as medidas exatas

Existem quadros dos mais variados tamanhos, tudo depende do espaço disponível para colocá-los. Alguns clientes irão buscar por pequenas peças para decorar quartos e escritórios, enquanto outros buscarão por grandes obras para a sala de estar ou jantar.

Portanto, saiba exatamente com quais tamanhos de quadro você irá trabalhar e tire as medidas exatas de cada modelo. Essa será uma informação importante na hora de criar os quadros e para compor descrição dos produtos quando eles forem colocados à venda.

5. Faça ou compre as molduras

A moldura é basicamente um detalhe à parte do quadro, já que ela entra na fase final da produção, fechando o acabamento da peça. Para essa composição, existem duas opções: comprar molduras prontas ou criar você mesmo as suas.

Essa é uma decisão que vai depender de fatores como o orçamento disponível para a confecção dos quadros e sua disponibilidade e habilidade para criar molduras por conta própria. Quanto à segunda alternativa, saiba que é possível criar molduras com materiais diversos, como: madeira, MDF e EVA.

Agora, se você prefere comprar molduras prontas, é interessante procurar por fornecedores que ofereçam condições especiais para a compra em atacado. Assim, você consegue o material que precisa e economiza dinheiro.

6. Dê atenção ao acabamento

Por fim, mas não menos importante, fique atento ao acabamento dos quadros. Depois de prontos e emoldurados, verifique se a arte está perfeitamente alinhada à moldura, se a resolução da imagem está boa e se não há nenhuma avaria.

Uma dica interessante e que tende a chamar atenção do público é finalizar os quadros com vidro por cima da arte. Isso dá um toque mais sofisticado às peças, além de ajudar a preservar a imagem.

No entanto, trabalhar com vidro demanda um investimento maior, já que se trata de um material um pouco mais caro e que não é manuseado com facilidade. Por isso, caso queira oferecer essa opção, você pode trabalhar com diferentes valores na hora da precificação dos produtos.

Por exemplo, é possível vender um quadro de tamanho pequeno (A4) sem vidro por R$ 49,90 e o mesmo item com acabamento em vidro por R$ 69,90. Nesse tipo de caso, o cliente terá conhecimento de que os valores variam por conta do acabamento que demanda mais trabalho e matéria-prima.

💡 Saiba mais: Precificação de produtos: como fazer?

Como vender quadros decorativos?

Agora que você já sabe como começar a criar quadros decorativos para vender, que tal aprender como colocá-los à venda e ganhar dinheiro com suas peças? Siga a leitura e confira quatro dicas especiais:

1. Tire boas fotos

Se você não tem uma loja física, as fotos serão seus principais artifícios para divulgar e vender os quadros. Nesse sentido, é importante trabalhar com imagens de alta qualidade, que mostrem o produto em diversos ângulos e que deem uma ideia de como ele ficaria em um ambiente — como sala, escritório, quarto, etc.

Veja um exemplo na imagem abaixo:

Imagem mostrando quadros decorativos usados como decoração.

Fonte: Pinterest

Usar imagens com alta qualidade e que mostrem os itens como parte de uma decoração tende a chamar mais atenção dos consumidores. Afinal, quando eles buscam por quadros, certamente estão abertos a conhecer ideias para decorar suas casas ou escritórios.

💡 Saiba mais: Como tirar fotos de produtos para sua loja virtual?

2. Faça uma boa descrição do produto

A descrição do produto é um ponto tão importante quanto as fotos. Isso porque é por meio dessas informações que o cliente poderá saber o tamanho da peça que ele está comprando, o material usado na confecção e quais cuidados ele deve ter com o item.

Quanto mais rica for a descrição dos produtos, menores serão as chances de o consumidor ter dúvidas e acabar comprando de um concorrente. Portanto, na hora de preencher a descrição dos quadros, não esqueça de informações como:

  • Tamanhos disponíveis;
  • Medidas exatas;
  • Tipo de arte (pintura, impressão, colagem, etc.);
  • Tipo de tinta usada;
  • Tipo de papel usado para a impressão;
  • Material usado para o acabamento (forro e molduras);
  • Se o item possui acabamento em vidro ou não;
  • E quaisquer outras informações relevantes sobre o produto.

3. Use as redes sociais para divulgação

As redes sociais são grandes aliadas de quem busca vender pela internet. Isso porque, além de concentrar um número expressivo de usuários, por meio delas, é possível expor seus produtos e divulgar sua marca.

Considerando que quadros são peças que precisam ser vistas antes de compradas, apostar em redes sociais visuais como o Instagram e o Pinterest é uma ótima estratégia para divulgar seus produtos e conquistar clientes.

Usar esses canais a favor do seu negócio deve ser uma prioridade em seu plano de vendas. Com as estratégias certas, é possível ter as redes sociais como canal de vendas e direcionar clientes para a sua loja virtual — caso você já tenha uma.

💡 Saiba mais: Como vender pelas redes sociais?

Crie sua loja virtual
Criar loja grátis
&utm_medium=banner&utm_campaign=blogpost” img-desktop=”https://d1ih8jugeo2m5m.cloudfront.net/2021/11/banner-criar-loja-nuvemshop-2.jpg” img-mobile=”https://d1ih8jugeo2m5m.cloudfront.net/2021/11/banner-mobile-criar-loja-nuvemshop-2.jpg”]

4. Procure canais de venda estratégicos

Vender pela internet irá te mostrar uma variedade de caminhos para alcançar clientes e ganhar dinheiro online. Pensando nisso, ter em mente os canais de venda que fazem sentido com o seu modelo de negócio é um ponto importante para conquistar o sucesso no e-commerce.

Para escolher os canais certos, busque entender o comportamento do seu público. Informações como: onde eles costumam comprar, quais tipos de produtos chamam sua atenção e quais redes sociais eles mais usam são insumos importantes para a sua estratégia de vendas.

Canais como marketplaces (Mercado Livre, Amazon, Shopee, etc.) são boas escolhas para quem está começando no e-commerce. Pois, além de receberem um grande tráfego de visitas, eles oferecem espaço para que você exponha seus produtos e impacte os visitantes sem a necessidade de investir em anúncios. Porém, é importante ter em mente que esses são canais compartilhados com milhares de lojistas, então a competição pode ser alta.

Agora, se você quer ter a sua marca de quadros decorativos em destaque, com a sua identidade visual e sua própria página de vendas, criar uma loja virtual é, sem dúvidas, a melhor opção. Isso porque, ao montar sua loja online, você terá um espaço totalmente dedicado à exposição e venda dos seus produtos, levando sempre o nome da sua marca e ajudando a gravá-la na memória dos clientes.

Quer ter uma loja virtual própria e conquistar espaço no mercado com a sua marca? Experimente a Nuvemshop por 30 dias grátis e crie sua loja virtual em poucos cliques:

Crie sua loja virtual
Criar loja grátis

Vender quadros decorativos dá dinheiro?

Sim, vender quadros decorativos dá dinheiro. Como vimos no começo deste artigo, o mercado de móveis e decoração teve uma alta expressiva em 2020. E, nos anos seguintes, essa curva de crescimento se manteve.

Segundo um levantamento feito pela Nuvemshop, o setor de casa e decoração apresentou um crescimento de 300% nas compras virtuais entre 2019 e 2021. Isso mostra que as oportunidades para ganhar dinheiro com a venda desses itens na internet são bastante promissoras.

💡 Saiba mais: Como vender arte na internet?

Tipos de quadros decorativos para vender

Bom, agora que já sabemos tudo o que precisamos para fazer quadros decorativos para vender, é a hora de conhecer alguns modelos de quadros para se inspirar. Separamos os tipos de quadros decorativos para vender mais populares. Confira-os a seguir:

Quadros com mensagens

Os quadros com mensagens são uma febre, principalmente entre o público mais jovem que busca por opções com mais personalidade para decorar sua casa.

Esses modelos são de confecção mais fácil, já que, para criar um, basta selecionar uma arte, imprimi-la e emoldurá-la no quadro. O investimento também tende a ser mais baixo para esse tipo de produto.

Confira um exemplo de quadro com mensagem:

Imagem mostrando um quadro com mensagens.

Fonte: Pinterest

Quadros decorativos com moldura

Os quadros decorativos com moldura são os mais comuns e populares. Esse tipo de peça costuma ser feito com pinturas artísticas ou imagens impressas.

Na internet, a busca por quadros temáticos como super-heróis e cantores ou bandas é bastante recorrente. Isso porque, em estabelecimentos físicos, nem sempre é possível encontrar itens com artes específicas.

Nesse contexto, uma boa ideia para o seu negócio é trabalhar com quadros decorativos por demanda. Ou seja, o cliente escolhe a arte que deseja e você confecciona a peça de acordo com o pedido.

Além de aumentar as chances de venda, você oferece uma experiência de compra personalizada para o consumidor.

Veja um exemplo de um quadro decorativo com moldura:

Imagem mostrando um quadro decorativo com moldura.

Fonte: Pinterest

Quadro sem moldura

Os quadros sem moldura são menos comuns, porém bastante atrativos. Normalmente, costumamos vê-los em exposições e estandes de vendas de artistas independentes.

Nesse modelo em particular, não é possível trabalhar com impressões. Isso porque, por tratar-se de uma arte em tela, somente a pintura à base de tinta irá funcionar.

Observe na imagem abaixo como é um quadro sem moldura:

Imagem mostrando um quadro sem moldura.

Fonte: Pinterest

Quadro porta-objetos

O quadro porta-objetos é uma ótima opção para presente. Por tratar-se de uma peça mais personalizada, sua confecção é um pouco mais trabalhosa, mas com os preços certos é possível fazer um bom dinheiro com eles.

Entre os modelos mais populares estão o quadro porta-rolhas e o quadro cofre. A ideia do item é decorar e servir como um depósito para itens colecionáveis (como rolhas e tampas de garrafa) ou dinheiro para uma viagem, para o casamento ou qualquer outro objetivo.

Sua confecção não é muito diferente dos demais tipos de quadros, a mudança é que, neste modelo, é preciso deixar um espaço entre o vidro do acabamento e a arte do quadro. Assim, é possível inserir os objetos até que eles preencham por inteiro o espaço da peça.

Veja um exemplo:

Imagem mostrando um quadro porta-objetos.

Fonte: Pinterest

Quadro de colagens

O quadro de colagens é um sucesso entre o público mais jovem, principalmente adolescentes. Além disso, é um ótimo item para fazer em casa, já que é possível reaproveitar materiais que seriam descartados.

Além de poder ousar nas imagens da colagem, você também pode vender esses quadros sob demanda. É muito comum alguns clientes pedirem quadros com colagens de fotos de sua família, amigos, etc. Essa é outra forma de oferecer produtos mais personalizados e atrair mais clientes.

Confira um exemplo:

Imagem mostrando um quadro de colagens.

Fonte: Pinterest

Quadro de tecido

Essa opção não é tão conhecida, porém, com o marketing certo, é possível atrair a atenção para esse tipo de produto. Afinal, os quadros de tecido costumam ser bastante coloridos e chamativos, além de serem versáteis, podendo conter estampas, frases, bordados e muito mais.

Essa também é uma opção sustentável, pois você pode reaproveitar tecidos e retalhos para criar novas peças.

Veja um exemplo de quadro de tecido:Imagem mostrando um quadro de tecido.

Fonte: Pinterest

Tudo certo sobre como fazer quadros decorativos para vender?

Apostar em itens de decoração é uma escolha promissora para ganhar dinheiro na internet. Portanto, agora que você já sabe como fazer quadros decorativos para vender, basta colocar a mão na massa e dar vida à sua marca.

E, se você quer vender pela internet e alcançar cada vez mais clientes, crie sua loja virtual na Nuvemshop e faça um teste grátis por 30 dias. Conte com uma plataforma prática, completa e segura para ganhar dinheiro online. 💙

Aqui você encontra:

Perguntas frequentes sobre como fazer quadros decorativos para vender

  1. Escolha o tipo de quadro;
  2. Selecione as artes;
  3. Disponha de todo o material necessário;
  4. Tire as medidas exatas;
  5. Faça ou compre as molduras;
  6. Dê atenção ao acabamento.

  1. Tire boas fotos;
  2. Faça uma boa descrição do produto;
  3. Use as redes sociais para divulgar;
  4. Procure canais de venda estratégicos.

  • Imagens impressas em papel fotográfico;
  • Tinta guache ou acrílica (dependendo do tipo de arte);
  • Cola bastão, cola branca ou fita dupla-face;
  • Tesoura, lápis, estilete e régua;
  • Pincel e rolinho;
  • Pedaços de papelão ou MDF;
  • Vidro (caso queira usar para o acabamento);
  • Madeira, MDF ou EVA para a moldura.

Faça como +100 mil lojas e
crie a sua Nuvemshop

Criar loja grátis
Crie a sua loja na Nuvemshop

Cria sua loja virtual e venda online de forma prática e segura

Com a Nuvemshop, você tem acesso a uma plataforma completa para vender pela internet.

Testar 30 dias grátis

Nosso site utiliza cookies para te proporcionar uma melhor experiência. Ao acessar o site da Nuvemshop, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Cookies