Como montar uma confecção de camisetas?

Por: Kawan Lopes

Imagem mostrando várias camisetas estampadas representando como montar uma confecção de camisetas.

Para montar uma confecção de camisetas é preciso dedicar tempo para analisar questões importantes como: definir o público-alvo, analisar a concorrência, investir em estrutura, criar planos de marketing, escolher os canais de venda, ente outras.


Quem trabalha ou deseja trabalhar vendendo camisetas, mais cedo ou mais tarde, vai se deparar com a seguinte pergunta: como montar uma confecção de camisetas?

Uma fábrica própria pode ser uma ótima forma de investimento a longo prazo. Porém, se esse investimento acontecer na hora errada, pode virar um peso para o seu negócio.

Você está preparado? Para descobrir, vamos apresentar aqui como montar uma confecção de camisetas, as vantagens e desvantagens de ter uma confecção e se vale a pena comprar as peças no atacado. Vamos lá? 😉

📹 Veja também: O que é sublimação de camisetas?

10 dicas de como montar uma confecção de camisetas

Antes de colocarmos os prós e contras na balança, vamos direto ao ponto? Afinal, como montar uma confecção de camisetas? Se você pensava que trabalhar com esse modelo de negócio era um bicho de sete cabeças, devo dizer, você se enganou.

Abrir uma confecção de camisetas é mais simples do que parece. Com uma boa organização, o devido orçamento e as estratégias certas, é possível criar um negócio promissor para vender roupas desse tipo.

Para te ajudar com isso, separei 10 dicas de ouro para você tirar o seu projeto do papel. Confira-as na sequência:

1. Crie um plano de negócio

O primeiro passo para começar qualquer negócio deve envolver a organização de tudo o que você precisa ter, fazer, pagar, comprar etc. Para isso, você pode contar com o plano de negócio.

Esse documento consiste em um relatório que reúne tudo o que é de mais importante sobre a sua empresa. Como por exemplo: composição da diretoria, informações sobre sócios, capital inicial, orçamentos para marketing e estrutura etc.

Portanto, quando você estiver estruturando sua empresa, crie um plano de negócios. Isso irá, definitivamente, ajudar a começar o seu projeto de forma mais organizada e assertiva.

💡 Saiba mais: Como fazer um plano de negócios?

2. Defina o seu público-alvo

Outro ponto importante e que deve ser pensado na fase inicial do seu negócio é a definição do seu público-alvo. Entender quem é a sua audiência vai ditar a forma como divulgar seus produtos, onde vendê-los e outras questões importantes.

Dito isso, defina o seu público-alvo e sua persona antes de dar início às operações da sua empresa. Assim, você terá mais informações sobre seus potenciais clientes, o que poderá te ajudar a alcançar uma taxa de conversão mais relevante.

Ademais, com a sua audiência bem definida, fica mais fácil desenhar estratégias de marketing e vendas mais efetivas.

💡 Saiba mais: Persona e JTBD: como conhecer as necessidades do seu público-alvo?

3. Faça análise de concorrência

Assim como conhecer o perfil do seu consumidor, saber quem é a sua concorrência é crucial para o desenvolvimento do seu negócio. Isso porque, muitas vezes, você irá disputar a atenção do público com esses adversários. Portanto, nada melhor do que saber quem são eles e como operam, certo?

Pensando nisso, pesquise sobre as principais empresas que atuam no mesmo nicho de mercado que você. Reunir informações, como os produtos e serviços que elas oferecem, os canais de venda em que estão presentes etc, irá te ajudar a entender como entrar na disputa de forma competitiva.

Para isso, existem algumas práticas e técnicas de análise específicas. Confira um passo a passo completo no conteúdo abaixo:

💡 Saiba mais: Como fazer análise da concorrência?

4. Invista em estrutura

A confecção de camisetas demanda alguns aparatos técnicos, como uma prensa térmica ou uma máquina de costura, por exemplo. De qualquer forma, você vai precisar dispor de um espaço adequado para as operações do seu negócio.

Portanto, pense em um ambiente onde você possa instalar tudo de que precisa para garantir a produção das camisetas. Não se esqueça também do seu conforto e de seus funcionários.

Além do mais, como falamos logo acima, você precisará de equipamentos específicos. Portanto, pesquise sobre os melhores aparelhos do mercado e se atente ao seu orçamento disponível para esses investimentos.

💡 Saiba mais: Guia sobre máquina de estampar camisetas

5. Pense no design das peças

Quando falamos sobre roupas em geral, é impossível não pensar em design, certo? E, se o assunto é camisetas estampadas, essa atenção deve ser redobrada. Isso porque os clientes buscam comprar camisetas que se relacionem de alguma forma com suas personalidades.

Seja através de uma frase, de ilustrações, ou de personagens, o design da camiseta será responsável por despertar o desejo de consumo. Desse modo, leve em consideração tudo o que você sabe sobre o seu público-alvo e sua concorrência na hora de desenhar suas peças.

É claro que pensar em um design que seja diferencial é importante, mas não deixe de levar em conta as preferências do seu público-alvo.

6. Defina seus canais de venda

Partindo agora para a parte mais comercial, precisamos falar sobre canais de venda. Mesmo que você pretenda montar uma loja física, levar seus produtos para o ambiente virtual certamente irá aumentar a visibilidade da sua marca e seu ticket médio.

Com isso, estude os canais nos quais você poderá encontrar potenciais clientes. Uma boa estratégia é criar uma loja virtual e integrá-la com outras redes, como marketplaces, por exemplo.

Além disso, as redes sociais podem ser grandes aliadas em sua estratégia de vendas. Vender pelo Facebook e pelo Instagram pode funcionar como uma vitrine virtual e ajudar a ampliar o alcance da sua marca.

Aqui, vale entender onde o seu público-alvo está e, a partir disso, criar estratégias para alcançá-los nesses canais. Assim, você coloca esforço apenas em ações que podem, de fato, gerar conversões.

💡 Saiba mais: Canais de venda: 12 opções para seu negócio

Crie sua loja virtual e venda pela internet
Crie sua loja virtual e venda pela internet pelo seu computador

7. Crie um plano de marketing

Um pouco conectada ao tópico anterior, esta dica será de grande importância para a divulgação dos seus produtos. O plano de marketing, sem dúvidas, deve ser uma etapa prioritária na gestão do seu negócio.

Em resumo, o plano de marketing é um documento que reúne tudo o que você precisa para criar uma estratégia de divulgação assertiva — desde a pesquisa de mercado até a publicação dos seus produtos em redes de anúncios, canais de vendas, redes sociais etc. A ideia é ter um plano bem estruturado para todas as suas ações de marketing.

Com um plano de marketing, as chances de suas iniciativas de divulgação trazerem bons resultados são maiores. Portanto, não deixe de dedicar tempo a essa tarefa, pois todo planejamento, certamente, valerá a pena.

💡 Saiba mais: Como criar um plano de marketing?

8. Ofereça diversos meios de envio

Agora, falando da parte mais prática da operação de uma loja, não podemos deixar de pontuar o papel dos meios de envio, não é? Afinal, eles serão cruciais no momento da compra, principalmente se elas acontecerem no ambiente virtual.

As condições de frete tendem a ser fatores decisivos no momento da compra, seja pelo prazo de entrega ou pelo preço do envio. Dito isso, o ideal é oferecer o máximo de soluções possíveis para que o consumidor não desista de comprar.

No e-commerce, não faltam ferramentas de frete. Portanto, seja flexível quanto às formas de entrega do seu negócio. Se você tiver um ponto de venda físico, trabalhe com pontos de retirada. Se você não tiver, ofereça várias modalidades de envio. Assim, o consumidor poderá escolher aquela que irá melhor atendê-lo no momento.

💡 Saiba mais: Tudo sobre frete no e-commerce

9. Ofereça vários meios de pagamento

Assim como as formas de envio, os meios de pagamento para e-commerce são superimportantes no momento da compra. Imagine se um cliente deseja comprar de você e, na hora de pagar, não possui um cartão de crédito. Supondo que não ofereça pagamento via boleto, você estaria perdendo uma venda por conta de algo muito fácil de resolver.

Nessa situação, basta oferecer o máximo de opções possíveis para pagamento, como bandeiras de cartão de crédito variadas, pagamento por boleto bancário, transferência, Pix etc. Os clientes buscam facilidade e flexibilidade na hora de fazer uma compra. Então, se você não oferecer isso, eles irão procurar os seus concorrentes.

💡 Saiba mais: Meios de pagamento: o que são e quais são os principais?

10. Ofereça um bom atendimento

Para finalizar, vamos falar sobre como o atendimento ao cliente é importante para o sucesso de um negócio. Se você acha que o suporte ao consumidor serve somente para resolver problemas, precisa ficar atento a algumas mudanças no mercado.

O atendimento, hoje, é crucial para a fidelização de clientes e para o crescimento orgânico da sua marca. Isso porque os clientes buscam, cada vez mais, se conectarem com as empresas de que eles compram.

Além disso, segundo a gerente de marketing de produto da divisão de hardware do Google, Sarah Armstrong, investir na proximidade com o consumidor é uma grande tendência do mercado digital.

Canais como o WhatsApp, por exemplo, estão ganhando cada vez mais popularidade entre empresas e consumidores que buscam por um contato mais próximo e ágil.

Quais são as vantagens de ter uma confecção própria?

Agora sim, vamos entender quais são os pontos positivos de montar uma confecção de camisetas. Separei, neste tópico, os principais benefícios desse modelo de negócio. Confira a seguir:

1. Menor custo por peça

Quando se produz as próprias peças, geralmente, o custo por peça fica menor, pois não é preciso comprar de terceiros. Dessa forma, é possível conseguir um preço mais competitivo nas suas camisetas e ter uma margem de lucro maior.

2. Investimento a longo prazo

Ter uma confecção é um investimento a longo prazo. Nos primeiros meses é possível que você trabalhe para pagar os gastos iniciais, portanto, talvez o lucro não venha tão rápido. Mas, se você pretende investir em um negócio duradouro, essa pode ser a melhor opção.

3. Mão de obra e matéria-prima centralizadas

Uma das grandes vantagens é não ter que depender tanto de fornecedores. Com a mão de obra e a matéria-prima centralizadas em um único lugar, é possível ter mais controle dos gastos, do lucro real e da produção.

4. Possibilidade de escalar mais facilmente

Com tudo centralizado, fica mais fácil escalar quando necessário. Ou seja, à medida que sua empresa cresce, você tem os meios para se adaptar mais naturalmente e crescer junto com ela. Se estiver comprando no atacado e precisar alterar para uma confecção rapidamente, será um pouco mais trabalhoso.

5. Possibilidade de vender no atacado

Possuir sua confecção própria te dá uma forma alternativa de lucrar: vender no atacado. Sim, além de produzir suas próprias camisetas, se necessário, você também pode vender camisetas lisas para outras marcas e se tornar um fornecedor.

Quais são as desvantagens de ter uma confecção própria?

Vamos colocar na balança? Confira alguns pontos negativos sobre montar uma confecção própria e entenda se essa estratégia vale a pena para você.

1. Gastos com estrutura

Mesmo se a fábrica for pequena, é preciso investir em estrutura para que as coisas funcionem, a começar por um espaço amplo com máquinas de serigrafia, corte e costura, mesas de apoio.

Além disso, será necessário ter um espaço reservado para o estoque dos produtos e salas para a administração e criação.Por fim, não se deve esquecer, é claro, do bem-estar dos funcionários, com banheiros sempre limpos e uma copa, limpeza e ventilação.

2. Funcionários e vínculo empregatício

Uma confecção necessita de pessoas trabalhando todos os dias para você. Há costureiros, modelistas, designers e a administração. Quanto mais funcionários, maior a sua responsabilidade, pois você não terá só que liderar tarefas, mas cuidar do bem-estar das pessoas que estão à sua volta e fazer tudo conforme as leis que protegem o trabalhador.

3. Custo inicial e mensal mais altos

Os gastos com local, máquinas e estrutura em geral não são baixos, podendo variar, mais ou menos, entre R$ 20 mil e R$ 120 mil. Fora isso, há também os gastos mensais com aluguel do espaço, contas, matéria-prima e salário de funcionários.

💡 Saiba mais: O que é e como planejar a estrutura de custos do seu negócio?

Vale a pena comprar no atacado?

Se você entender que criar uma confecção de camisetas do zero está fora de questão, é possível optar por comprar as peças por atacado e vendê-las no varejo. Assim, você elimina etapas ligadas à estrutura de uma fábrica, cortando alguns dos principais gastos que envolvem esse modelo de negócio.

No entanto, nem tudo são flores. Existem também algumas desvantagens que precisam ser estudadas antes de tomar uma decisão. Por isso, separei algumas informações sobre isso. Confira logo abaixo:

Vantagens de comprar no atacado

1. Espaço reduzido

Comprar camisetas no atacado facilita a sua vida no quesito espaço. Você não precisará de um lugar amplo, apenas de um espaço para manter o estoque e, eventualmente, uma mesa com computador para a administração. Se você ainda vender apenas no e-commerce, seus gastos com estrutura serão bem reduzidos.

2. Menos funcionários

Além disso, você terá menos pessoas trabalhando fixo para você. Assim, você pode tanto cuidar da loja sozinho, como ter um ou dois funcionários para administração ou atendimento ao cliente. Isso vai depender da sua demanda.

3. Possibilidade de lucro mais rápido

Como o seu investimento inicial e seus gastos mensais serão muito menores, o seu ROI (retorno sobre investimento) pode acontecer rapidamente. Se você busca lucro a curto prazo e ainda não tem certeza da estabilidade do negócio, essa pode ser a melhor opção.

4. Investimento de acordo com demanda

Outra vantagem de comprar no atacado é que, se as suas vendas caírem, você pode comprar menos de fornecedores, produzir menos — caso você aplique estampas ou detalhes personalizados em suas peças — e diminuir os gastos facilmente. Ou seja, tirando os gastos fixos mensais (que não precisam ser altos), é muito mais fácil diminuir custos em épocas de crise.

Desvantagens de comprar no atacado

1. Maior custo por peça

Como você precisará comprar sua matéria-prima de outros fornecedores, o custo por peça sairá mais caro. É difícil dizer quanto sai cada camiseta lisa, pois isso depende muito da qualidade do tecido e da quantidade do lote.

Geralmente, quanto mais peças você comprar de uma vez, mais barato sai o custo de cada uma. Mas o preço por peça pode variar entre R$ 7 e R$ 20. Com isso, a sua margem de lucro por camiseta será menor e você terá mais dificuldade de vender cada peça a preços competitivos.

2. Dependência de fornecedores

É preciso escolher muito bem seus fornecedores, caso contrário você pode ter muitas dores de cabeça. Contratar serviços terceirizados pode gerar atraso na entrega, defeitos na produção da peça e isso afetará a sua relação com o cliente final. Portanto, o trato com o fornecedor pode ser uma das desvantagens de comprar no atacado.

💡 Saiba mais: Como escolher bons fornecedores para a sua empresa?

3. Dificuldade para escalar

Trabalhando dessa forma, fica um pouco mais difícil escalar caso a sua empresa cresça rapidamente. Você terá que produzir muito mais rápido e em maior quantidade e precisará de estrutura para isso.

Como calcular o preço do meu produto?

Independentemente de ter uma confecção ou comprar no atacado, é muito importante que você faça todas as contas necessárias também para calcular o valor certo das suas camisetas. Dessa forma, fica mais fácil atingir um preço competitivo no mercado que te dê uma boa margem de lucro.

Para te ajudar com isso, criamos uma planilha de precificação para facilitar a definição do seu preço de venda. Também temos um vídeo que explica detalhadamente como precificar um produto. Veja só:

Resumo

Espero que esse artigo tenha te ajudado a descobrir se a melhor opção para você é montar uma confecção de camisetas ou comprar no atacado. De qualquer forma, sabemos que vender pela internet é sempre uma escolha certeira. 😉

Antes de ir embora, confira um rápido resumo sobre o que vimos neste conteúdo:

Como montar uma confecção de camisetas?

  1. Crie um plano de negócio
  2. Defina o seu público-alvo
  3. Faça análise de concorrência
  4. Invista em estrutura
  5. Pense no design das peças
  6. Defina seus canais de venda
  7. Crie um plano de marketing
  8. Ofereça diversos meios de envio
  9. Ofereça vários meios de pagamento
  10. Ofereça um bom atendimento

Quais são as vantagens de ter uma confecção própria?

  • Menor custo por peça
  • Investimento a longo prazo
  • Mão de obra e matéria-prima centralizadas
  • Possibilidade de escalar mais facilmente
  • Possibilidade de vender no atacado

Quais são as desvantagens de ter uma confecção própria?

  • Gastos com estrutura
  • Funcionários e vínculo empregatício
  • Custo inicial e mensal mais altos

Quais são as vantagens de comprar no atacado?

  • Espaço reduzido
  • Menos funcionários
  • Possibilidade de lucro mais rápido
  • Investimento de acordo com demanda

Quais são as desvantagens de comprar no atacado?

  • Maior custo por peça
  • Dependência de fornecedores
  • Dificuldade para escalar

Se o seu sonho é vender online, te convido a testar 30 dias gratuitos na Nuvemshop e começar a criar sua própria loja virtual de camisetas. É prático, fácil e não precisa de conhecimentos técnicos. 💙

Aqui você encontra:

Faça como +90 mil lojas e
crie a sua Nuvemshop

Testar 30 dias grátis
Crie a sua loja na Nuvemshop

Quer vender camisetas pela internet?

Crie sua loja na Nuvemshop e comece a vender suas camisetas online hoje mesmo!

Testar 30 dias grátis

Nosso site utiliza cookies para te proporcionar uma melhor experiência. Ao acessar o site da Nuvemshop, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Cookies