15 dicas para aumentar as visitas no seu site

Por: Mariana Firmino
15 dicas para aumentar as visitas no seu site

Aqui você encontra:

Preocupar-se com o design da loja e ter um checkout simples são fatores importantes para que qualquer lojista online gere vendas. Contudo, essas medidas serão pouco efetivas se as pessoas simplesmente não conseguirem chegar ao seu site. Então, se você se pergunta “como aumentar as visitas no meu site?”, está no lugar certo.

Ao longo deste artigo, lançamos 15 dicas que poderão te ajudar a gerar tráfego para sua loja online ou site, e, consequentemente, aumentar a possibilidade de realizar mais vendas.

Para simplificar, separaremos as estratégias entre gratuitas e pagas. Tenha em mente que utilizar uma das estratégias não exclui diretamente a possibilidade de utilizar as outras. Ou seja, as chances de gerar mais visitas para sua loja online aumentam à medida em que você escolher algumas dentre elas (ou todas) e implementá-las atentamente.

Crie sua loja virtual e venda pela internet
Crie sua loja virtual e venda pela internet pelo seu computador

Então, vamos saber como aumentar as visitas no site! Confira:

Estratégias para impulsionar seu site grátis

Em geral, as estratégias gratuitas são as mais desejáveis (por um motivo muito particular a todos nós: a economia!). Nesse caso, você não precisará pagar por elas especificamente, apenas pelo trabalho de um profissional para desenvolvê-las ou seu tempo dedicado a elas.

Entretanto, pode levar mais tempo para que possamos vislumbrar seus primeiros resultados efetivos. É interessante que você pense nelas a longo prazo: trabalhar duro hoje para colher os frutos no futuro.

1. Otimizar seu site para os motores de busca (SEO)

Esse é o famoso SEO (do inglês, Search Engine Optimization), que nada mais é do que um conjunto de medidas a serem implementadas para que o seu e-commerce possa se posicionar melhor nos mecanismos de busca, como Google, Bing e Yahoo, gerando assim um maior tráfego para seu site.

Uma estratégia de SEO bem implementada aproxima cada vez mais o conteúdo do seu website com a busca feita pelo usuário naquela temática. Assim, se você vende brinquedos artesanais, por exemplo, é importante que o tráfego provenha de pessoas que buscam comprar brinquedos artesanais, não de pessoas que buscam dicas de como fazer um brinquedo artesanal.

O primeiro passo vem de uma pesquisa detalhada. Desta maneira, você ganha afinidade com as palavras-chave que se relacionam ao seu negócio e buscará agregar aquelas palavras que:

  • Tenham um grande volume de pesquisas (ou seja, que as pessoas busquem por essas palavras);
  • Tenham baixa concorrência (palavras menos concorridas tendem a qualificá-lo melhor nos buscadores);
  • Sejam relevantes para seu nicho.

Algumas das ferramentas mais utilizadas para essa funcionalidade são o Planejador de Palavras-Chave, que é gratuito e está disponível para usuários do Google Ads, o também gratuito Ubersuggest e os pagos Ahrefs e SEMrush — que possuem períodos gratuitos de teste.

Com elas, você poderá ter ideias de palavras-chave do seu nicho, seus volumes mensais de busca e a concorrência por cada uma delas — ou seja, a dificuldade de ficar bem posicionado em uma pesquisa por aquele termo.

2. Crie um blog e publique com frequência

Criar um blog é uma ótima maneira de gerar tráfego. Através dele, você está oferecendo mais um canal para interagir com seus usuários e ainda pode ampliar o número de visitantes (novos e antigos) ao compartilhar os conteúdos nas redes sociais. De quebra, o blog ajudará sua marca a aparecer com mais destaque nos mecanismos de busca.

Quando o blog estiver criado, lembre-se de criar conteúdo relevante à sua audiência e que interesse ao público da sua marca.

Um erro que pode ser comum é copiar conteúdo de sites de terceiros. Evite ao máximo fazer isso. Um post único maximiza o impacto da marca e aumenta as chances de compartilhamento, além de não correr o risco de ser penalizado pelos motores de busca pelo motivo de ter conteúdo duplicado.

Ao escrever um novo texto, fique atento em posicioná-lo com as melhores palavras-chave possíveis. Utilize as práticas de SEO sobre as quais falamos no tópico anterior. Busque satisfazer dúvidas dos clientes a respeito de assuntos relacionados ao seu negócio, de forma que seus produtos possam figurar como uma possível solução para aquela dúvida.

Também possibilite que os visitantes possam assinar para receber novos posts via newsletter (e-mail) ou RSS, transformando leitores ocasionais em fiéis seguidores. Para isso você pode utilizar o FeedBurner, ferramenta gratuita do Google que permite que você otimize e divulgue o RSS do seu site ou blog e gere novos inscritos por e-mail.

O marketing de conteúdo pode ser um ótimo aliado para quem se pergunta “como impulsionar meu site?”. Confira nosso conteúdo sobre o assunto:


Saiba mais

3. Realize posts como convidado em um outro blog

Quando você abre um blog e publica com frequência, é natural que comece a conhecer outros blogueiros com quem você compartilha afinidade de conteúdo ou temática. Ao realizar um post como convidado, você pode escrever uma breve biografia e colocar um link para o seu site.

Agregando este link para o seu blog, você terá a possibilidade de ganhar mais visitas e se posicionar melhor nos buscadores. Essa também é uma forma de trabalhar a sua estratégia de SEO, conhecida como link building.

4. Aproveite o poder das mídias sociais

As mídias sociais podem ser uma ótima ferramenta para atrair visitantes para seu site. Para escolher em quais redes sociais sua marca deve estar, você precisa entender os hábitos de navegação do seu público.

Entendido o comportamento das pessoas, avalie onde vale a pena criar uma conta: Instagram, Facebook, Twitter, TikTok e/ou Pinterest. Assim, você pode posicionar a sua marca nos canais em que seus potenciais clientes estão.

Assim como para o blog, é importante que você também crie conteúdo relevante nas redes sociais. Lembre-se que os usuários estão nesses canais, principalmente, como forma de lazer. Portanto, querem ver informações interessantes ali.

Além disso, ocasionalmente, as pessoas poderão utilizar esses meios para reclamar de alguma coisa. Logo, é fundamental que você esteja preparado para gestionar também as queixas feitas através das mídias sociais, que podem se tornar um canal de atendimento.

Sempre que você divulgar um produto, lembre-se de compartilhar o link para ele na sua loja online. Isso ajudará a gerar tráfego onde é mais importante: na página de compra para o seu produto. O próprio Instagram Shopping é um recurso que permite essa inserção do link diretamente nos produtos exibidos na rede social.

No vídeo a seguir, o CEO da Agência Ciclo Digital, Felipe Beraldo, fala sobre como utilizar o Instagram em sua estratégia:

5. Crie uma conta no Pinterest

Como mencionado no item anterior, todas as redes sociais podem te ajudar a gerar tráfego para a sua loja online ou site. Entretanto, diversos profissionais da área enfatizam a boa oportunidade de aumentar a visibilidade do seu site nos buscadores utilizando estratégias a partir da rede social Pinterest, especialmente em nichos com apelo mais visual, como o de moda e móveis, por exemplo.

Se decidir criar um perfil para a sua marca, procure caprichar ao descrever os distintos painéis e pense sempre em termos e palavras-chave relevantes para o seu negócio.

Utilizar o Pinterest é uma ótima oportunidade de aparecer nos primeiros posicionamentos na página de buscas por imagens!


Saiba mais

6. Inclua a URL do seu site na assinatura do e-mail

Também é possível gerar tráfego a partir dos e-mails que você envia, tanto pessoal como profissional, ao colocar no final do e-mail uma assinatura com a URL da sua loja online ou site. Ter uma assinatura é possível na maior parte dos serviços de e-mail, como Google Apps e Outlook.com.

Além da possibilidade de gerar tráfego para seu site, uma assinatura ajuda a passar um ar mais profissional quando você envia uma mensagem.

7. Cadastre sua loja no Google Meu Negócio

Se você também tem uma loja física, outra possibilidade para ficar bem posicionado nas páginas de resultado do Google é cadastrá-la no Google Meu Negócio.

Por meio dessa funcionalidade, você será capaz de aparecer nos resultados com informações relevantes para os clientes, como horários de funcionamento, fotos, contatos e avaliações de outras pessoas. Dessa forma, será possível passar credibilidade e atrair mais visitantes para seu site.

Como aumentar o tráfego no meu site com estratégias pagas?

Como vimos, as estratégias para impulsionar um site grátis costumam apresentar resultados em um período maior de tempo. Se você está se perguntando “como aumentar as visitas no meu site agora?”, pode conferir algumas das principais opções pagas abaixo:

8. Adicione o seu site em comparadores de preço ou páginas de classificados

Os sites de comparadores de preço e classificados costumam ter um bom posicionamento na rede de busca e podem te ajudar a gerar visitas para a sua loja. Isso porque muitos usuários têm o costume de olhar esses tipos de site antes de fazer uma compra.

Você pode anunciar seus produtos em sites como Buscapé, por exemplo. Usuários que pesquisam em comparadores de preço já estão em um estágio avançado da jornada de compra. Isso significa que eles já decidiram que vão comprar determinado produto, estão apenas decidindo de que loja. Então, nunca se esqueça de anunciar nesses sites!

9. Comece a utilizar o Google Ads

Através do Google Ads você poderá publicar anúncios no Google, posicionando a sua marca sempre que potenciais clientes busquem por produtos ou serviços que você oferece.

Como esse anúncio será mostrado unicamente a pessoas que estão interessadas em seus serviços ou produtos, o tráfego gerado tende a ser de alta qualidade.

Se você utiliza a Nuvemshop, poderá ter uma campanha de Google Ads personalizada para a sua loja online.

Para saber como utilizar esse recurso de forma completa, recomendamos nosso curso gratuito da Universidade do E-commerce sobre “Como anunciar no Google”:

10. Crie anúncios no Google Shopping

O Google Shopping é como um mercado online que reúne e compara preços de produtos de diversos anunciantes. Ele funciona com a mesma lógica do Google Ads: você só pagará pelo clique e não pelo produto visualizado.

Por meio da plataforma da Nuvemshop, você pode exportar diretamente seus produtos para dentro da sua conta Google Merchant Center, que administra o Google Shopping.

11. Utilize o Instagram Ads

Assim como já vimos a importância das redes sociais nas estratégias para impulsionar um site grátis, elas também são fundamentais nas pagas. E, como uma das preferências dos brasileiros, o Instagram não poderia ficar de fora.

Por meio do recurso do Instagram Ads, é possível criar anúncios que serão exibidos para usuários que não necessariamente seguem seu perfil na rede. É possível exibir suas campanhas para as pessoas de acordo com seus interesses e com informações demográficas.

Ademais, é possível disponibilizar propagandas em diferentes formatos, como:

  • Foto ou vídeo no feed;
  • Galeria de fotos (carrossel);
  • Foto ou vídeo no Instagram Stories.

Confira abaixo algumas dicas da nossa editora Renata Estevo para anunciar no Instagram:

12. Publique anúncios no Facebook

Você também pode utilizar toda a base segmentada do Facebook para gerar tráfego de qualidade para a sua loja. É possível segmentar os anúncios na rede social pela geografia (país, estado, cidade), por idade, sexo e interesses.

Lembre-se apenas de direcionar o anúncio no Facebook para o seu site, não para a fanpage do mesmo na rede social.

13. Faça parcerias com influenciadores digitais

Também muito presentes nas redes sociais hoje em dia, os influenciadores digitais são pessoas com seguidores fiéis que tratam de assuntos referentes a um nicho específico.

Pensando em atrair visitantes para o seu site, você pode criar campanhas para que essas autoridades em seus assuntos de interesse falem sobre os produtos da sua marca para suas respectivas bases de seguidores. Essas parcerias podem ser combinadas com cada uma dessas pessoas, com o oferecimento de produtos ou o pagamento em dinheiro.

Uma vantagem dessa forma de divulgação é que existem desde microinfluenciadores, com a partir de 5 mil seguidores, até aquelas celebridades com milhões de fãs. Dessa forma, você pode encontrar alguém que caiba no seu orçamento.

Para saber mais sobre essa estratégia, confira o NuvemCast #13 – Influenciadores digitais: valem a pena?:

14. Realize campanhas de e-mail marketing

Fazer campanhas de e-mail marketing é uma outra maneira de gerar tráfego de qualidade para a sua loja. Você pode formar a sua própria base de e-mails, com os contatos a partir do cadastro em seu e-commerce ou em sua newsletter, por exemplo.

Por meio dessas campanhas, você pode enviar ofertas, cupons de desconto e newsletters com a indicação de artigos do seu blog.

Caso queira saber mais sobre a produção de conteúdos para a estratégia de e-mail marketing da sua loja, aproveite para ver nosso curso gratuito sobre o assunto:

15. Extra: acompanhe os resultados

Como último ponto, recomendamos sempre medir o tráfego que chega à sua loja por cada canal.

Para isso, você deve instalar o Google Analytics na sua loja. Uma funcionalidade útil para seu e-commerce é configurar os funis que te permitirão descobrir em qual passo do processo de compra seus clientes desistem de comprar.

Dessa forma, você será capaz de identificar o problema e ajustá-lo, a fim de evitar que seu cliente abandone o site antes do fim da jornada de compra.

Pronto para gerar tráfego para seu site?

Esperamos que as dicas deste artigo tenham te ajudado a responder a pergunta: “como aumentar as visitas no meu site?”. Dessa forma, mais pessoas poderão conhecer seus produtos, o que aumenta as chances de compra!

Se você já começou a impulsionar seu site, mas não tem conseguido realizar muitas vendas, confira nosso conteúdo especial sobre taxa de conversão:


Saiba mais

Você conhece mais alguma estratégia para gerar tráfego para seu site? Compartilhe conosco nos comentários!

Faça como +50mil lojas e
crie a sua Nuvemshop

Testar 30 dias grátis
Crie a sua loja na Nuvemshop
O melhor evento de e-commerce para PME’s do Brasil

13 a 15 de julho — online e gratuito

Reserve o seu lugar