Como criar um blog de empresa em 3 passos

Como criar um blog para a sua empresa

Neste blogpost te contaremos por que você deve criar um blog para a sua empresa, que aspectos deve ter em conta na hora de escolher a ferramenta adequada e as diferenças entre as alternativas existentes.

Por que criar um blog para sua empresa

Seguramente você deve saber que um blog é uma maneira simples e efetiva de comunicar as novidades da sua empresa, mas, você sabia que um blog é um canal eficiente para adquirir clientes?

De acordo com o informativo do Estado de Marketing do Hubspot (em inglês), 70% das empresas que publicam a cada duas ou três semanas geram clientes através do seu blog. E ainda, 52% das empresas que têm um blog indicaram que os possíveis clientes (ou leads) deste canal têm um custo menor do que o custo médio de se gerar esses possíveis leads em outros canais.

Por que um blog é um canal que te ajudará a adquirir clientes? Simplesmente por que ele gerará tráfego para a sua loja online. Em primeiro lugar, um blog é uma das melhores estratégias para melhorar o seu posicionamento em buscadores como o Google (SEO). Além da ajuda dos buscadores, conteúdo relevante poderá ser utilizado por terceiros, gerando links para a sua loja/blog e melhorando o posicionamento do site.

Em segundo lugar, um blog é uma técnica efetiva para posicionar a sua marca em redes sociais. Os posts podem ser compartilhadas via redes sociais, levando a sua marca a novas audiências e gerando novos seguidores e clientes. Por último, um blog permitirá posicionar a sua marca como autoridade sobre determinado tema.

1. Escolha a temática do blog

Para que o seu blog seja um canal efetivo, a temática deve ser relevante para o segmento de clientes que você tem como objetivo.

Um erro frequente que blogs de empresas cometem é falar unicamente da companhia, de seus produtos ou ofertas. Dificilmente os usuários compartilham esse tipo de conteúdo. Fazer um post ocasional com uma oferta nem sempre é ruim, mas seu blog tem que ir além disso.

O melhor seria reflexionar sobre os interesses ou dificuldades de seus clientes. Por exemplo, se você tem uma loja de moda jovem para adolescentes, poderá fazer textos relacionados a comportamento, vestidos para festas e como combiná-los, que roupas evitar vestir para uma festa de 15 anos, etc.

Já se você tiver uma loja de eletrônicos com foco em jogos de videogame ou PC, poderá fazer posts a respeito dos melhores jogos, consoles, o melhor mouse ou teclado, etc. Lembre-se: o blog deve gerar interesse num segmento de clientes!

2. Selecione a plataforma que se ajuste as suas necessidades

Uma vez eleita a temática que guiará os seus posts, você deverá selecionar qual plataforma utilizará para o blog.

Características que devem ser levadas em conta:

  • Custo: existem ferramentas gratuitas e pagas. Desde sempre, o preço variará com as funcionalidades e o nível de suporte técnico;
  • Hosting: quanto ao hosting do seu blog existem dois tipos de ferramentas, aquelas que disponibilizam o hosting incluso e as que oferecem a plataforma, mas você deverá instalar e manter em algum provedor de hosting (self-hosted);
  • Domínio próprio: nem todas as plataformas permitem configurar um domínio próprio. Se você deseja que os links para os seus posts ajudem a posicionar o seu site, é fundamental que você utilize o seu domínio próprio para o seu blog. Caso contrário, o valor do link será atribuído, por exemplo, ao blogspot.com ao invés do seu domínio;
  • Design: quanto ao design, seu blog deverá escolher três alternativas: escolher um layout padronizado, comprar um layout já personalizado ou configurar totalmente. No último caso você ou o seu designer implementará esse design;
  • Players para compartilhamento nas redes sociais: se você deseja maximizar o alcance dos seus posts, deverá facilitar o caminho para que os seus leitores compartilhem eles. É importante que os players das principais redes sociais estejam visíveis e acessíveis;
  • SEO: para que o seu blog seja efetivo como canal para adquirir clientes, é fundamental que ele esteja otimizado para os motores de busca. A ferramenta que você escolher deve permitir que você defina URL’s amigáveis e complete corretamente as tags HTML e Title e as metaetiquetas descritivas (metatag descriptions);
  • Assinaturas: este é um ponto central de qualquer blog, já que te permite gerar uma base de leitores e possíveis clientes. Existem dois tipos de assinaturas: através de RSS ou e-mail. Para maior facilidade aos seus leitores é recomendável oferecer ambas as ferramentas;
  • Autores: nos blogs das empresas é frequente que exista mais de um editor. Se você deseja que o editor tenha a sua própria identidade dentro do blog para que os leitores possam seguir os posts de cada um deles, assegure-se de escolher uma plataforma que permita gestionar múltiplos autores;
  • Analytics: como sempre recomendamos neste blog, cada estratégia deve ser acompanhada de uma técnica que permita analisar os resultados. A plataforma que você escolher deve oferecer um sistema de métricas, ou melhor ainda, permitir que você integre sua página a ferramentas como o Google Analytics;
  • Suporte: como qualquer serviço, podem surgir dúvidas ou falhas. Cada ferramenta oferece distintos níveis de serviço: uma página de ajuda, um fórum, um suporte por e-mail, etc. No entanto, considere que cada serviço custa um determinado valor;
  • Plugins: algumas plataformas permitem instalar plugins, funcionalidades úteis que podem faltar na ferramenta. Considere que a dificuldade para instalar esses plugins podem variar conforme a plataforma escolhida.

Plataformas de blogs existentes e suas características

Plataformas mais populares: WordPress.org (ou br.Wordpress.org), TypepadWordPress, Tumblr e Blogger. O Wordprees aparece duas vezes, pois oferece dois tipos de serviços radicalmente distintos.

WordPress.org WordPress.com Typepad Tumblr Blogger
Custo Grátis (mas você deve considerar o custo de hosting e manutençao) Grátis A partir U$ 8.95/mês Grátis Grátis
Hosting Nao incluso. Deve instalá-lo em algum serviço de hosting Incluso Incluso Incluso Incluso
Domínio própio Sim Sim, mas custa U$ 13/ano Sim Sim Sim
Layouts gratuitos Sim Sim Sim Sim Sim
Layouts Pagos Sim Sim Nao Sim Nao
Layout completamente personalizável Sim Sim, mas custa U$ 30/ano Sim para os planos a partir de U$ 14.95/mês Sim Sim
Players para compartilhar nas redes sociais Sim, instalando plugins Sim Sim Sim, mas deve modificar seu layout e inserir o código de cada player Sim
Editor HTML & CSS Sim Sim Sim Sim Sim
Editor WYSIWYG Sim Sim Sim Sim Simí
Selecionar a URL dos posts Sim Sim, mas você pode modificar parte da URL Sim Nao Sim, mas pode modificar parte da URL
Inscrever via RSS Sim Sim Sim Sim Sim
Inscrever via e-mail Sim, através do Feedburner Sim, instalando um plugin Sim, a través do Feedburner Sim, através do Feedburner Sim, através do Feedburner
Múltiplos autores Sim Sim Sim para os planos a partir de U$ 14.95/mês Sim, mas somente para blogs secundários Sim
Analytics Poderá integrar a ferramenta que desejar Inclui uma ferramenta própria, mas nao poderá integrar o Google Analytics Inclui uma ferramenta própria e poderá integrar o Google Analytics Sim, com Google Analytics Sim, com Google Analytics
Suporte Centro de ajuda online Centro de ajuda online e por e-mail se você comprar alguma funcionalidade Centro de ajuda online e por e-mail Centro de ajuda online. Permite contato por e-mail, mas nao menciona que oferece suporte Centro de ajuda online
Plugins Sim, poderá instalar qualquer plugin. Há mais de 22.000. Sim, mas eles oferecem um conjunto limitado de plugins Nao Sim (chamam widgets) Sim (chamam gadgets)
Metodologia de instalaçao de plugins Deve instalar o plugin manualmente. Requere certos conhecimentos técnicos Instalaçao simples. Nao requer conhecimentos técnicos Indisponível A instalaçao costuma ser copiar e colar um código A instalaçao costuma ser copiar e colar um código

Nossa dica

Para te ajudar a se decidir, compartilhamos nossas dicas para suas diferentes necessidades

  • Se você deseja ter uma ferramenta totalmente personalizável tanto para o layout como para a funcionalidade, a plataforma para você é o WordPress.org. No entanto, tenha em mente que alguém da sua equipe que tenha conhecimentos técnicos deverá instalar e manter a plataforma, os plugins, etc.
  • Se você necessita de uma ferramenta completa, tem poucos conhecimentos técnicos, mas quer a possibilidade de adicionar layouts gratuitos e plugins sem a necessidade de instalá-los manualmente, recomendamos o WordPress.com.
  • Se você busca uma ferramenta profissional com a possibilidade de ter muitos tipos de layouts e gostaria de dispor de uma equipe de suporte caso tenha alguma eventualidade, o Typepad foi feito pra você!
  • Se te interessa uma alternativa simples e que tenha as funcionalidades fundamentais, mas você busca um bom layout, te sugerimos o uso do Tumblr.
  • Se você busca simplicidade e te interessa integrar o seu blog com serviços do Google, como Analytics e AdSense, em alguns poucos cliques, o Blogger é a ferramenta ideal.

3. Crie seu blog

Que ferramenta você provou? Que resultados você obteve?


O que você achou desse conteúdo?


Nuvem Shop

    como-criar-um-blog-de-empresa-em-3-passos