7 boas práticas de operações e logísticas para o seu negócio

Por: Talitha Adde

homem em um estoque de mercadorias, organizando a operação e logística do local

As boas práticas de operações e logísticas para o seu negócio são:

  • Monte um planejamento
  • Faça mapeamento dos pedidos
  • Alinhe o processo logístico com fornecedores
  • Utilize checklist
  • Ofereça várias opções de frete
  • Monitore as rotas em tempo real
  • Estude o comportamento do seu cliente

Quer se aprofundar nessas dicas? Continue a leitura do artigo.


Qualquer negócio que procura sucesso e crescimento em seu mercado de atuação sabe que organização é essencial. Nesse sentido, as operações logísticas se mostram de suma importância para ter uma boa estruturação dos processos internos e uma gestão eficiente.

Um setor logístico alinhado pode aumentar as vendas da sua empresa. Na hora de desenhá-lo, planejamento e organização são importantes, mas não é apenas isso que garante a eficiência da estratégia. É preciso seguir boas práticas de operação logística.

Foi pensando nisso que, ao longo deste conteúdo, trouxemos algumas dicas para você organizar a logística do seu negócio.

Você não vai deixar de conferir, certo? 😉

O que é gestão de operações e logística?

Gestão de operações e logística trata do controle da entrega de produtos (em quantidade e qualidade corretas) junto à utilização consciente de recursos (mão-de-obra, tempo e capital investido).

Seu propósito é guiado por dois fundamentos:

  • Resguardar a integridade dos produtos
  • Preservar o meio ambiente

Logo, tal gestão diz respeito à produção de bens, aos transportes, às entregas no prazo e às pessoas envolvidas em todo o processo logístico

📘 Confira o e-book: Manual sobre os principais métodos de envio do Brasil

Como funciona a gestão de operações logísticas?

A gestão de operações logísticas é feita, normalmente, por empresas que prestam serviços terceirizados. Mas, nada impede de você também ter o seu próprio fluxo.

Entre as principais funções estão a armazenagem de produtos, controle de estoque e gerenciamento de transportes. Veja o detalhe de cada um:

Armazenagem

Caso você opte por uma companhia terceirizada para cuidar da armazenagem de produtos da sua empresa, o operador logístico será responsável por estocar as mercadorias e fazer o processo de envio dos produtos

Agora, se você vende online e não quer ter preocupação com estoques e formas de entrega, o dropshipping pode ser uma alternativa.

Com essa opção, você fica responsável apenas por intermediar a relação entre o cliente final e o fornecedor da mercadoria. Mas, depois da compra, todo o processo de separação e envio do produto ao cliente é feito diretamente por quem o vendeu.

Saiba mais sobre as vantagens do dropshipping no vídeo abaixo:

Controle de estoque

Um controle de estoque eficiente permite que você identifique produtos que estejam em falta ou em quantidade reduzida para vendas.

Caso você contrate um operador logístico para essa função, ele será responsável por comprar e repor as mercadorias comercializadas na sua empresa.

Além disso, existem outras formas para organizar esse fluxo. Uma opção é estruturá-lo manualmente.

Com a planilha de controle de estoque da Nuvemshop, por exemplo, você encontra diversas lacunas para preencher com os pontos de entrada e de saída do seu negócio, além de um espaço para comparar sua previsão com o lucro alcançado

Gerenciamento de transportes

A empresa que faz o gerenciamento de transportes é responsável pela movimentação física de cargas do ponto de origem até o destino. Para isso, são acompanhados processos importantes, como:

  • Planejamento de rotas;
  • Rastreamento de veículos;
  • Gestão de documentos;
  • Controle de custos;
  • Acompanhamento de imprevistos (atrasos, extravios, etc.)

Se você tem uma loja virtual, você pode enviar os seus produtos por Correios ou transportadoras

De modo geral, os Correios custam mais barato, mas demoram mais para entregar. Já as transportadoras costumam entregar mais rápido, mas têm um serviço mais caro.

💡 Saiba mais: Transportadoras ou Correios: comparativo com prós e contras

Crie sua loja virtual e venda pela internet
Crie sua loja virtual e venda pela internet pelo seu computador

Quais são as vantagens da gestão de operações e logística?

A gestão de operações não atinge somente a área logística de um negócio, mas também os âmbitos administrativo, financeiro e de marketing. Assim, as vantagens são as de poder:

1. Mapear despesas

Com o planejamento realizado a partir da gestão de operações e logística, é possível definir com mais assertividade os gastos com frete, embalagens e produtos.

2. Reduzir custos

Um bom gerenciamento, consequentemente, resulta em redução de gastos, já que desperdícios se tornam inexistentes.

💡 Saiba mais: Como fazer uma redução de custos?

3. Integrar estratégias

Com uma gestão de operações e logística bem-feita, a probabilidade de entregas atrasarem é mínima — o que se torna um diferencial diante da concorrência. Essa característica, por conseguinte, pode ser utilizada em divulgações realizadas pela área de marketing;

4. Fidelizar o público

Encomendas entregues sem avarias e nos prazos combinados só podem gerar clientes fidelizados, não é mesmo? Entretanto, não se esqueça de fazer um acompanhamento pós-vendas para entender se ainda há algum aspecto a ser aprimorado.

💡 Saiba mais: Como fidelizar clientes?

Boas práticas de uma operações logísticas

Para ter uma gestão de operações logísticas efetiva e que te ajude a atingir um novo patamar no negócio é preciso seguir boas práticas. Veja a seguir quais são elas:

1. Monte um planejamento

Toda estratégia de sucesso começa com um bom planejamento. Para isso, entenda quais são os principais objetivos da equipe (como vender mais e/ou diminuir os custos, por exemplo), bem como determine quais pessoas estarão envolvidas em cada etapa do processo — dependendo do modelo de gestão escolhido, que falaremos mais adiante.

Tendo essas informações em mãos, trace o planejamento por etapas: da produção a distribuição.

2. Faça o mapeamento dos pedidos

É essencial compreender a quais regiões o seu negócio atende (e com que frequência e intensidade), os produtos com maior saída e o período com mais vendas (dependendo da estação ou de uma data comemorativa, por exemplo, as conversões podem atingir diferentes níveis).

Com isso, é possível garantir um gerenciamento eficiente de pedidos, além da organização das vendas. Em um e-commerce, por exemplo, o produto precisa ser separado, embalado e encaminhado ao destino final.

Além disso, é essencial dar baixa do item no estoque, para que seja possível identificar o momento mais oportuno para reposição da mercadoria, e, claro, evitar divulgar e anunciar produtos indisponíveis.

💡 Saiba mais: O que é e como otimizar logística para e-commerce?

3. Alinhe o processo logístico com fornecedores

É extremamente difícil realizar uma boa gestão de operações e logística sem parcerias confiáveis. Por isso, alinhe a sua estratégia logística com os seus fornecedores para que tudo ocorra dentro do previsto.

Aqui, também, é importante acompanhar o trabalho que está sendo feito. Afinal, se houver algum imprevisto neste fluxo logístico, afetará diretamente o processo de reposição e entrega das mercadorias do seu negócio.

Na Nuvemshop, oferecemos integração com diferentes opções de envio. Para descobri-las, basta acessar nossa Loja de Aplicativos

💡 Saiba mais: Como escolher bons fornecedores para a sua empresa

Crie sua loja virtual
Testar 30 dias grátis

4. Utilize checklist

Os checklists são importantes para controlar cada etapa da operação e logística do seu negócio. Você pode utilizá-lo para:

  • Conferir documentos necessários para envio;
  • Processo de embalagem e etiquetamento de produtos;
  • Monitorar um processo de transporte;
  • Entre outros.

5. Ofereça várias opções de fretes

Se você vende pela internet, disponibilizar várias opções de frete é um dos diferenciais na hora da compra.

Existem clientes que estão dispostos a pagar um valor um pouco maior para receber o produto mais rápido. Já outros não têm tanta urgência no recebimento e preferem pagar um valor menor.

Por isso, oferte diferentes opções de preços, modelos e prazos para que o consumidor possa escolher o tipo de entrega conforme a sua necessidade. Essa prática, também, pode ajudar a diminuir o número de carrinhos abandonados do seu site.

💡 Saiba mais: Quais são os tipos de fretes e como escolher o melhor para o seu negócio?

6. Monitore as rotas em tempo real

Monitorar a entrega de suas mercadorias é essencial para você acompanhar o andamento do transporte e minimizar imprevistos na entrega. Isso porque é possível verificar essas informações em tempo real, que permitem a criação de ações, como notificar o consumidor caso haja algum problema

Além disso, você também pode oferecer um código de acompanhamento do pedido para o seu cliente. Dessa forma, é possível oferecer mais transparência e confiabilidade, aprimorando o relacionamento com os seus compradores.

7. Estude o comportamento de seu cliente

Faça um acompanhamento de como está o comportamento de compras do seu público-alvo. Tente entender o que ele precisa e com qual frequência.

Com isso, você garante o melhor fluxo de operação e logística possível.

Quais são os principais modelos de gestão?

Existem diferentes modelos de gestão, mas os mais conhecidos e utilizados são: Logística Integrada, Supply Chain e Just in Time. Abaixo descubra as características de cada um:

1. Logística Integrada

Modelo que consiste em integrar todo o processo logístico interno: da origem do produto até as mãos do consumidor final. A Logística Integrada organiza as atividades e os fluxos em um único setor, que fica responsável por planejar, implementar e controlar todos os passos do modelo.

Em alguns casos, uma loja virtual pode optar por terceirizar esse processo através de um serviço de order fulfillment

2. Supply Chain

Supply Chain (ou Cadeia de Suprimentos, em português) é uma gestão estratégica que serve para integrar todos os atuantes do processo, como: fabricantes, fornecedores, armazéns, distribuidores, varejistas e consumidores.

Esse modelo tem como objetivos:

  • Reestruturar formas de distribuição e fornecedores;
  • Integrar infraestruturas (desde a produção às entregas);
  • Desenvolver novos produtos e tecnologias.

3. Just in Time

Just in Time (ou Na Hora Certa, em português) é o modelo de gestão que determina que nada deve ser produzido, transportado ou comprado antes da hora. É um sistema que visa a reduzir estoques e custos decorrentes do processo.

Como a gestão logística deve ser avaliada?

A gestão de operações e logística deve ser avaliada por meio de indicadores de desempenho. Os mais utilizados para este processo são os de:

  • Prazos: os produtos são entregues no prazo (ou até mesmo antes)? Quais não são e por quê? Como você pode otimizar esse tempo?
  • Performance das entregas: os produtos chegam aos clientes sem avarias?
  • Feedbacks do público: após receberem os produtos, os clientes enviam comentários sobre a entrega e a qualidade dela? (Se os retornos não são tão positivos, anote as sugestões e aplique-as o quanto antes);
  • Vendas: a taxa de conversão da sua loja está crescendo (ou ao menos se mantendo)?

Resumo

E aí, tudo certo? Esperamos que este conteúdo tenha tirado suas principais dúvidas sobre gestão de operações e logística. Para mais artigos relacionados a frete e estoque, acesse a categoria Logística no Blog da Nuvemshop.

O que são gestão de operações e logística?

Gestão de operações e logística trata do controle da entrega de produtos (em quantidade e qualidade corretas) junto à utilização consciente de recursos (mão-de-obra, tempo e capital investido).

Como funcionam a gestão de operações logísticas?

  • Armazenagem
  • Controle de estoque
  • Gerenciamento de transportes

Quais são as vantagens da gestão de operações e logística?

  1. Mapear despesas
  2. Reduzir custos
  3. Integrar estratégias
  4. Fidelizar o público

Boas práticas de uma operação logística

  1. Monte um planejamento
  2. Faça mapeamento dos pedidos
  3. Alinhe o processo logístico com fornecedores
  4. Utilize checklist
  5. Ofereça várias opções de fretes
  6. Monitore as rotas em tempo real
  7. Estude o comportamento de seu cliente

Quais são os principais modelos de gestão?

  • Logística Integrada
  • Supply Chain
  • Just in Time

Como a gestão logística deve ser avaliada?

  • Prazos
  • Performance das entregas
  • Feedbacks do público
  • Vendas

E se você está pensando em colocar todas essas dicas em práticas e ainda não vende pela internet, que tal começar hoje mesmo para alcançar um público ainda maior? Aproveite e teste a Nuvemshop por 30 dias gratuitos

Aqui você encontra:

Faça como +90 mil lojas e
crie a sua Nuvemshop

Testar 30 dias grátis
Crie a sua loja na Nuvemshop

Nosso site utiliza cookies para te proporcionar uma melhor experiência. Ao acessar o site da Nuvemshop, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Cookies