15/06/2018

Gestão de operações e logística: conheça as dicas do especialista

operacao logistica

Conversamos como o especialista em gestão de processos Guilherme Beranger para entender como é possível organizar a área logística de um negócio a fim de reduzir custos e otimizar os processos.

1. O que é gestão de operações e logística?

Definição de logística: logística é definida como a disponibilização do produto certo, na quantidade, qualidade, lugar, tempo e prazo corretos. Tudo produzido com o menor custo, da melhor forma e deslocado da forma mais rápida, agregando valor com resultados positivos. Também respeitando a integridade humana de todos os envolvidos no processo e a preservação do meio ambiente.

2. Quais são os modelos de gestão mais conhecidos?

Logística integrada: modelo que consiste em integrar todo o processo “interno” logístico, da origem do produto até as mãos do consumidor final. Organizar todas atividades e fluxos em um único setor, que fica responsável por planejar, implementar e controlar todos os passos do processo.

Supply chain (SC) : em português “Cadeia de Suprimentos”, é o modelo de gestão estratégico aplicado para integrar todos os “atuantes” do processo como: fabricantes, fornecedores, armazéns, distribuidoras, varejistas e consumidores.

O principal objetivo do SC é propor maior facilidade e opções de distribuição, reestruturar formas de distribuição e fornecedores, integrar infraestruturas e desenvolver novos produtos e tecnologias.

Just in Time: em português “na hora certa”, é o modelo de gestão que determina que nada deve ser produzido, transportado ou comprado antes da hora. É um sistema que visa reduzir estoques e custos decorrentes do processo. O conceito é relacionado à produção por demanda. Permite trabalhar com o “mínimo estoque”, porém para isso é necessário um relacionamento muito “estreito” com os fornecedores.

3. Qual a importância desse assunto na hora de elaborar o plano de negócio de uma empresa que vende produtos físicos?
Ao pensar em logística, é possível mapear custos e despesas, definir prazos de compra e venda e integrar informações estratégicas (como ações de marketing, por exemplo).

4. Como um lojista virtual que já vende cerca de 30-50 pedidos por mês (para regiões distintas) pode começar a estruturar as operações logísticas para alcançar o próximo nível de vendas?

O primeiro passo é relacionar o maior número de informações que ele (lojista) já possui. Pode-se fazer isso respondendo a simples questões como:

  • Qual a região em que ele mais vendeu;
  • Qual o produto mais vendido;
  • Qual o maior período de venda;
  • Quais ações de marketing/publicidade já foram realizadas – e seus resultados.

Ao responder às perguntas acima, é possível ter uma grande noção de onde estão os maiores custos e as maiores possibilidades de lucro/vendas com menor custo.

5. Como medir se a estratégia de gestão de operações está trazendo benefícios para a empresa? Quais as principais métricas envolvidas?

Para um controle eficaz de resultados, medidas simples como anotar/tabelar de maneira organizada todas as ações garantem um excelente relatório para acompanhar a gestão logística. A redução de custos e estoque, aumento de vendas e diminuição de prazos são geralmente os melhores indicadores de uma boa gestão.

6.Qual é o maior desafio das empresas ao elaborarem uma estratégia de gestão de operações e logística (principalmente em relação a qualidade x tempo x custo)?

O maior desafio está em reconhecer qual modelo de gestão se adapta ao negócio, entendendo necessidades da empresa e dos clientes. Após identificar qual o melhor sistema, é possível determinar quais métricas e estratégias seguir.

7. Uma vez definida, existe a necessidade de avaliação e alteração contínua no processo, por exemplo de acordo com a previsão de demanda futura? Quão flexível essa estratégia deve ser?

O modelo de gestão não pode ser inflexível, pois o mercado exige atualizações e alterações contínuas. Avaliar o processo de gestão, através de relatórios e métricas eficientes, permite a combinação de estilos de gestão para atender a novas demandas e garantem a evolução da empresa. Manter um modelo de gestão base é uma excelente forma de começar a pensar em operações logísticas, mas a flexibilidade durante o crescimento da empresa garante um futuro próspero.

8. Qualidade reduz custos e gera confiabilidade. O quanto isso pode ser alcançado com um modelo de gestão de operações eficiente?

Um dos principais objetivos da gestão de operações e logística é a redução de custos. Ao implementar um modelo de gestão com métricas e bases sólidas, é possível mapear todos os gastos e custos – necessários ou não – de um processo. A curto prazo, dá a possibilidade de gerir melhor os espaços, gerir tempo de processos e gerar insights de negócios. A longo prazo, permite criar e realocar novas estratégias de crescimento e expansão.

9. Existem consultorias que oferecem esse tipo de serviço (planejamento e implementação) para as empresas? Se sim, o que considerar antes de contratá-las?

Existem diversas empresas no mercado que oferecem consultorias de planejamento e gestão de operações. Para uma contratação eficiente é necessário entender qual o modelo de gestão que a consultoria oferece e se aquele modelo atende às necessidades da sua empresa, qual o tempo e quais os custos desse investimento, além do valor (tecnológico, ativo ou estratégico) que essa contratação irá gerar para a empresa.

10. Qual dica final você daria para quem tem interesse em se aprofundar nesse assunto e implementá-lo na sua empresa?

Uma boa dica para quem está iniciando a gestão de operações e logística é entender as reais necessidades da sua empresa. Depois disso, criar controles simples de gastos, custos e despesas.
Leitura, palestras e eventos do setor ajudam a compreender melhor o mercado e suas estratégias.

Uma boa gestão do processo logístico do seu negócio pode fazê-lo alcançar voos mais altos. Falando nisso, se você está pensando em vender pela internet para alcançar público maior, aproveite e teste a Nuvem Shop por 15 dias grátis.

Tópicos mencionados:

Data da última atualização: 29/08/2018


O que você achou desse conteúdo?


Renata Estevo

Renata é formada em relações internacionais e trabalha como consultora de e-commerce na Nuvem Shop. Adora colecionar cartões postais, não perde um jogo do seu time do coração, o Chelsea FC, e também não passa um dia sem usar o Pinterest.


    gesto-de-operaes-e-logstica-conhea-as-dicas-do-especialista