Quais são os tipos de carga mais comuns e as regras para transportá-los?

Por: Livia Ferreira

Navio repleto de contêineres representando os tipos de carga

Carga é todo produto levado de um local a outro por meio dos modais de transporte — rodoviário, ferroviário, dutoviário, aeroviário e hidroviário. Os tipos de carga são os agrupamentos desses produtos conforme suas especificidades, como carga líquida, sólida, perigosa, perecível etc.


Você sabia que 62% de tudo que é transportado no Brasil passa por rodovias? Sabia também que a malha rodoviária brasileira é a quarta maior do mundo? Esses números são impressionantes, mostrando que o transporte rodoviário é o principal do país, conduzindo todos os tipos de carga possíveis ao longo de seus quase dois milhões de quilômetros.

O transporte de cargas é a engrenagem que faz a logística do país funcionar. No entanto, ainda é necessário investir em melhorias nas rodovias para agilizar as entregas e garantir a integridade das cargas.

E por falar em carga, você já conhece bem esse conceito? Sabe quais são os principais tipos de carga transportados no Brasil? É sobre isso — e muito mais — que vamos discutir neste artigo. Continue a leitura para descobrir mais!

Crie sua loja virtual e venda pela internet
Crie sua loja virtual e venda pela internet pelo seu computador

O que são cargas?

Cargas são, basicamente, tudo aquilo que é transportado. Quando um item chega aos Correios ou às transportadoras para ser entregue a alguém, ele é imediatamente classificado como carga. Essa classificação é válida do momento do despacho até a chegada ao destinatário.

Mas as pessoas também são cargas? Quando viajam de ônibus ou avião, elas se transformam em uma carga? A resposta é não. Pessoas são passageiros e os procedimentos para tratamento são completamente diferentes. No entanto, as malas, por exemplo, são consideradas cargas.

Quais são os tipos de carga?

É interessante que você conheça os tipos de carga para entender como seu produto será tratado quando você enviá-lo aos clientes, por exemplo. Assim, você pode se preparar, providenciar as embalagens adequadas e ficar por dentro dos procedimentos padrão.

Confira, abaixo, a lista com os principais tipos de carga:

Carga geral

Carga geral é aquela que será transportada com acondicionamento. Isso significa que ela está embalada em material próprio para transporte.

Além disso, todas contém algum tipo de identificação e contagem de unidades. A carga geral é dividida em dois grupos, são eles:

  • Carga geral solta: é aquela embalada de formas diferentes. Por exemplo: você precisa transportar 100.000 unidades de canetas esferográficas. Contudo, uma certa quantidade vai em caixas, enquanto a outra será ensacada.

No geral, essa é a opção mais usada quando não há outras formas de embalar os produtos, uma vez que o tempo gasto na manipulação é muito grande e o risco de perda de mercadoria é ainda maior.

  • Carga geral unitizada: a carga geral unitizada é aquela que pode se transformar em uma unidade cada vez maior, conforme necessário. Talvez você já tenha recebido alguma encomenda em que a caixa contém instruções para empilhamento. Esse é um exemplo de carga unitizada. A embalagem é padrão e pode se juntar a outras para facilitar o transporte.

Encomendas

Toda carga cujo processo de transporte e/ou produção foi solicitado por um terceiro é uma encomenda.

Quando você compra um produto na internet, por exemplo, ele será considerado uma encomenda. O mesmo vale para empresas que compram produtos de um fornecedor, por exemplo.

No entanto, quando uma unidade da empresa X na Índia envia produtos ou materiais para sua unidade no Brasil, isso não é considerado uma encomenda, uma vez que é um procedimento interno da empresa.

💡 Saiba mais: Como enviar produtos para o exterior com os Correios

Mudanças

O tipo de carga classificado como mudança é aquele advindo de uma alteração de local. Pode ser uma família mudando para outra casa, uma empresa se deslocando para outra sede, dentre outras opções.

Muitas vezes, são transportadas cargas consideradas frágeis, como vidros, cristais, louças, equipamentos eletrônicos etc. Tudo que é frágil deve ser bem embalado e, principalmente, sinalizado, uma vez que esse aviso muda bastante a forma como aquele pacote específico será transportado e manuseado.

Cargas perigosas

As cargas perigosas são aquelas que podem causar danos às pessoas envolvidas em seu transporte ou ao meio ambiente.

No geral, os tipos de carga perigosa mais comuns são produtos químicos e combustíveis, principalmente aqueles com maior poder de queima, como os combustíveis para aviação.

O meio de transporte mais seguro para esse tipo de carga é o dutoviário, ou seja, conduzido por dutos.

No entanto, criar uma estrutura capaz de suportar um alto volume desse tipo de carga é muito caro. Por isso, aqui no Brasil, por exemplo, os combustíveis são transportados em caminhões-tanque.

Por fim, nesse tipo de carga é necessário ter atenção dobrada às condições dos veículos e garantir que todos estejam com a manutenção em dia, seguindo todas as regras de segurança.

Carga frigoríficas

As cargas frigoríficas são aquelas que devem ser transportadas na temperatura adequada. Sem esse cuidado, o risco de perda de mercadoria é muito grande.

As cargas frigoríficas são dividas em duas categorias:

  • Perecíveis: esse tipo de carga deve ser transportado entre 0 °C e -10 °C. Em geral, são alimentos perecíveis como legumes, verduras, frutas etc. No entanto, também podem ser incluídos medicamentos que não podem passar por grande variação de temperatura.
  • Congelados: são as cargas que devem ser transportadas congeladas, em uma temperatura menor que -20 °C. Na maioria das vezes são transportadas carnes, mas essa categoria também inclui alguns medicamentos, como a vacina da Pfizer contra o coronavírus.

💡 Saiba mais: Conheça o passo a passo para vender comida pela internet

Cargas de grande porte

Cargas de grande porte são aquelas indivisíveis, ou seja, que não podem ser fracionadas em partes menores para o transporte.

Normalmente, uma carga é considerada de grande porte quando ela ultrapassa as medidas de dimensão e/ou peso determinadas pelo Código Brasileiro de Trânsito.

No entanto, existe, sim, uma forma segura de fazer esse transporte. O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes criou uma resolução específica para o transporte de cargas de grande porte.

Assim, todas as exigências devem ser seguidas para garantir a segurança dos envolvidos no transporte, dos outros usuários das estradas e a integridade do produto.

Produtos farmacêuticos

Dentre os diferentes tipos de carga, os produtos farmacêuticos são os mais delicados em relação a regras e burocracias.

Os medicamentos precisam seguir normas específicas de armazenamento e transporte, justamente por serem produzidos a partir de matérias-primas diferentes e sensíveis. Essas determinações são ditadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA).

Normalmente, existem regras que determinam a embalagem adequada, a temperatura ideal e as necessidades de contêineres menores com refrigeração mais potente.

Além do caso da vacina desenvolvida pela Pfizer, podemos dar o exemplo da insulina, que deve ser transportada em temperaturas excepcionalmente baixas, com risco de perda da sua eficácia.

💡 Saiba mais: Como fazer embalagens para e-commerce?

Carga completa

A carga completa também é conhecida como carga lotação ou carga fechada. Esse é o tipo de carga em que o solicitante do transporte precisa utilizar todo o espaço disponível do caminhão, avião ou outro meio escolhido.

Isso pode acontecer devido à grande quantidade de carga, por uma exigência do solicitante ou pela urgência na entrega.

Cargas fracionadas

As cargas fracionadas funcionam de maneira oposta às cargas completas. Aqui, pequenos volumes são recolhidos até encher o caminhão, ou qualquer outro veículo em questão.

Como você pode imaginar, os custos aqui são menores, pois o solicitante divide os custos de espaço, gasolina, pedágios etc. com outros clientes da transportadora.

Se você tem uma loja virtual que envia seus pedidos por Correios ou transportadora, é muito provável que seus produtos sejam conduzidos no formato de carga fracionada.

Uma questão que deve ser levada em consideração é que os prazos podem ser maiores devido ao tempo gasto tentando alocar os pacotes de modo a aproveitar o maior espaço possível no caminhão, otimizando a logística.

💡 Saiba mais: O que é e como otimizar a logística para e-commerce?

Como escolher o melhor tipo de transporte para minha empresa?

Encontrar boas transportadoras para oferecer as melhores soluções de frete para seu e-commerce é uma grande responsabilidade, mas não é tão desafiador quanto pode parecer.

Entender qual será a melhor opção passa por considerar uma série de fatores como a localização do remetente e do destinatário, o tipo de produto, o peso, a rota de transporte, entre outros.

Por isso, vamos te dar algumas dicas rápidas de como achar uma boa transportadora para e-commerce. Confira:

Conheça bem as suas necessidades

Antes de sair por aí procurando transportadoras, saiba exatamente quais são as suas necessidades. Você precisa de um transporte expresso? Qual é seu produto mais pesado? E o mais leve? Tudo isso deve estar na ponta da sua língua para que você não tenha problemas depois de assinar o contrato com a empresa de logística.

📹 Veja também: Logística de e-commerce: 3 dicas para melhorar a sua

Peça indicações

Você conhece pessoas que trabalham no mesmo ramo que você ou que vendem pela internet? Peça indicações para elas.

Pergunte sobre preços, pontos positivos e negativos e anote todas as informações coletadas. Se você não conhecer ninguém, entrar em alguns grupos de Facebook e LinkedIn pode ajudar bastante nessa pesquisa.

Confira a política de devoluções e sinistros

Você precisa escolher uma transportadora que tenha logística reversa — processo que ocorre quando o cliente precisa enviar o produto de volta ao remetente. Além disso, confira qual a política da empresa para sinistros, avarias, quebras, danos etc.

💡 Saiba mais: O que fazer quando sua embalagem é danificada nos Correios?

Avalie o custo-benefício

Entendemos que você quer oferecer o frete mais econômico para os seus clientes. No entanto, não avalie apenas o preço.

Um produto que demora para chegar ou é recebido em más condições causa uma péssima impressão da sua marca para o cliente. Analise a empresa no Reclame Aqui, confira a frota e o controle de qualidade.

Crie sua loja virtual e venda pela internet
Crie sua loja virtual e venda pela internet pelo seu computador

Resumo

Como você viu, os tipos de carga são muitos e as soluções de transporte para o seu e-commerce também. Por isso, é fundamental conhecer a fundo o seu negócio e seus produtos para fazer a melhor escolha de envio.

Que tal revisarmos os principais pontos deste conteúdo? 🤩

O que são cargas?

Cargas são, basicamente, tudo aquilo que é transportado de forma profissional do ponto A ao ponto B.

Quais são os tipos de carga?

  • Carga geral;
  • Encomendas;
  • Mudanças;
  • Cargas perigosas;
  • Carga frigoríficas;
  • Cargas de grande porte;
  • Produtos farmacêuticos;
  • Carga completa;
  • Carga fracionada;

Como escolher o melhor tipo de transporte para a minha empresa?

  • Conheça bem as suas necessidades;
  • Peça indicações;
  • Confira a política de devoluções e sinistros;
  • Avalie o custo-benefício.

Quer oferecer as melhores opções de frete no seu e-commerce? Teste a Nuvemshop por 30 dias grátis e descubra as incríveis integrações que temos com diversos fornecedores de frete. É fácil, rápido e sem a necessidade de conhecimentos técnicos! 💙

Aqui você encontra:

Faça como +90 mil lojas e
crie a sua Nuvemshop

Testar 30 dias grátis
Crie a sua loja na Nuvemshop

Quer mudar de vida vendendo pela internet?

Crie agora sua loja virtual com a Nuvemshop e venda de maneira profissional.

Criar minha loja

Nosso site utiliza cookies para te proporcionar uma melhor experiência. Ao acessar o site da Nuvemshop, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Cookies