Por que utilizar vídeo marketing na sua estratégia de marketing digital?

Por: Luiz Piovesana

Imagem que representa um homem jovem, com equipamentos básicos de edição de vídeo, gravando um vídeo marketing

Vídeo marketing é uma estratégia digital que utiliza recursos audiovisuais para atrair, reter e converter clientes. O vídeo pode ser utilizado para promover a sua marca, apresentar um produto ou gerar conteúdos sobre o seu mercado de atuação. 


Sem dúvidas, 2020 foi marcado por antecipar transformações que aconteceriam nos próximos anos. Além de acelerar a digitalização de muitas empresas, a pandemia trouxe uma novidade para as estratégias digitais de muitos negócios. Esse é o caso do vídeo marketing, que já representa 82% do tráfego da internet, de acordo com pesquisa realizada pela Cisco.

Esse crescimento não é por acaso, afinal, os vídeos são os queridinhos dos internautas: dados do SEMRush apontam que 91% das pessoas na internet consomem vídeos online. E tem mais: a mesma pesquisa revelou que as pessoas retêm 95% de uma mensagem quando assistem a um vídeo — no caso de um conteúdo em texto, a taxa de retenção é de 10%.

Como vimos, essa estratégia pode ser muito benéfica, mas como usar o vídeo marketing no seu negócio? Como existem muitas opções para utilizar esta estratégia de marketing digital na divulgação da sua empresa, preparamos este artigo para te ajudar. Confira!

Crie sua loja virtual e venda pela internet
Crie sua loja virtual e venda pela internet pelo seu computador

O que é vídeo marketing?

O vídeo marketing é um exemplo de estratégia dig ital utilizada em diversos canais para atrair, converter e reter clientes. O objetivo principal é promover uma marca, produto ou serviço sob diversos formatos audiovisuais. Esse método inclui:

  • Campanhas de marketing em vídeo;
  • Vídeos institucionais;
  • Conteúdos educacionais;
  • Vídeos promocionais;
  • E outros.

Em resumo, o vídeo marketing permite várias possibilidades para promover o seu negócio.

Vantagens da estratégia de vídeo marketing

Uma coisa é fato: conteúdo em vídeo cada vez mais está ganhando espaço na estratégia de marketing digital das empresas.

Alguns dos benefícios desse formato são a ajuda para melhorar o ranqueamento em ferramentas de pesquisa, a possibilidade de gerar mais conversões em venda e de transmitir o conteúdo de forma rápida, dinâmica e com maior retenção da informação.

Agora, vamos nos aprofundar em alguns dos principais motivos para aderir a essa estratégia:

1. É fácil de produzir e tende a gerar um ótimo retorno

Hoje, tudo o que você precisa para gerar um bom e simples conteúdo em vídeo é de uma câmera, um computador, ou smartphone. Neste caso, entende-se por conteúdo simples um vídeo de demonstração de produto, um vlog ou uma live (vídeo ao vivo).

Ainda mais: para a edição do conteúdo, já existem aplicativos gratuitos para celulares e desktop que ajudam na edição — e vamos citar alguns ao longo deste artigo!

Agora, no caso de produções audiovisuais mais complexas, é necessário equipamento e profissionais especializados, mas não precisa se preocupar com isso!

Já existem sites que te ajudam na hora de achar o prestador de serviço ideal para o seu trabalho! O GetNinjas, por exemplo, te conecta com as quatro melhores pessoas capacitadas para o serviço: basta escolher o orçamento que cabe no seu bolso!

Outra vantagem é que investir em vídeo marketing tende a gerar um ótimo ROI (Retorno Sobre o Investimento) para o seu negócio. Comprovamos com uma pesquisa realizada pelo Aberdeen Group, que diz que empresas que investem em vídeos geram 66% mais leads qualificados por ano e apresentam um aumento de 54% no brand awareness em relação às que não apostam nesse formato.

Ainda não está convencido? Aqui vai mais um dado importante: um estudo da Forrester apontou que três a cada cinco internautas assistem a vídeos quando estão interessados em um produto ou serviço. Além disso, 52% dos consumidores dizem que vídeos de produtos ajudam na decisão de compra.

💡 Saiba maisVeja como conteúdos interativos pode gerar mais engajamento com a sua audiência 

2. Vídeos online são responsivos

Seja no celular, computador, tablet ou smartphone, basta ter acesso à internet `para que o vídeo marketing possa ser assistido sem grandes problemas, já que o formato sofre pouca (ou nenhuma alteração) quando visualizado em dispositivos diferentes.

Sendo assim, incluir conteúdos em vídeo na sua estratégia digital pode ser uma alternativa para quem quer reforçar a marca sem precisar pensar em formas para adaptar o conteúdo aos diferentes formatos.

O que acontece é que plataformas como o YouTube e o Vimeo — e outras distribuidoras de conteúdo audiovisual na internet — exibem os vídeos já adaptados automaticamente para o dispositivo por meio do qual o usuário está acessando. Da sua parte, é preciso apenas fazer o upload do conteúdo!

Além disso, vale também comentar que essas mesmas plataformas oferecem integração com as principais redes sociais Instagram, Facebook, LinkedIn. Sendo assim, ao publicar um vídeo no YouTube, por exemplo, você pode selecionar a opção para compartilhar nas redes sociais do seu negócio — uma excelente alternativa para o conteúdo ser distribuído para um número maior de pessoas.

3. O conteúdo audiovisual permite maior compreensão

Segundo uma pesquisa realizada pela Vídeo Brewery, uma boa estratégia de vídeo pode aumentar a compreensão do público sobre o assunto abordado em 74%!

De forma geral, a maioria das pessoas clica em resultados de vídeo nas ferramentas de pesquisa para aprender com mais agilidade. Isso porque o conteúdo reúne informações audiovisuais, ilustrações e elementos explicativos, tudo no mesmo formato.

Além disso, vídeos online aumentam a retenção do conteúdo, chegando a 65% da informação registrada pelo espectador, de acordo com a mesma pesquisa.

💡 Saiba mais: Como fazer vídeos de qualidade para os produtos da sua loja

4. Com o vídeo marketing é mais fácil de ranquear em pesquisa orgânica

Técnicas de SEO (Search Engine Optimization, ou otimização para os mecanismos de busca) podem ser muito úteis para conteúdo em vídeo, uma vez que o formato ajuda na experiência do usuário em seu site — um dos requisitos levados em consideração por ferramentas de pesquisa. Além disso, os mecanismos de busca também analisam outro fator: o engajamento que o conteúdo recebe.

Sendo assim, investir na produção de vídeos é uma excelente oportunidade para gerar tráfego e engajamento para a sua marca. De fato, dados do relatório The State of Video Marketing mostram que 76% das empresas que apostam no vídeo marketing aumentam o tráfego orgânico de seus canais.

Por fim, vale ressaltar: quanto melhor ranqueado o conteúdo nas redes de pesquisa, mais notoriedade terá a sua marca! Sendo assim, pense em incluir esta estratégia na sua divulgação.

5. Vídeo marketing tem um maior potencial de viralização

Outro dado importante para comprovar como a sua marca pode ganhar mais visibilidade na internet: o vídeo marketing gera 1.200% mais compartilhamentos do que imagens e texto, segundo a Simply Measured.

Nesse sentido, a Heineken, empresa holandesa de cerveja, sem dúvida é uma marca que sempre se destaca no seu nicho, mas na ação The Cliché ela se superou! Veja o vídeo antes de comentarmos sobre a campanha:

Neste exemplo de marketing viral, a marca conversa com o seu principal público, que é o masculino, mas de uma maneira diferente. A ideia é quebrar diversos padrões na campanha, como:

  • Questiona o clichê de que mulher não gosta de futebol;
  • Aborda o ponto dos homens criando uma desculpa para sair sem as namoradas.

Dessa forma, você pode ver os principais pontos que um vídeo viral geralmente reúne, o que faz ele facilmente ser rapidamente compartilhado — muito por gerar identificação com quem está assistindo e/ou por utilizar o humor para transmitir uma mensagem. De modo geral, um vídeo que se torna viral:

  • Tem uma narrativa divertida e emocional;
  • Gera identificação com o público, já que explora motivações e comportamentos comuns.

Portanto, tenha essa máxima em mente: se você quer vender mais no YouTube, as chances são maiores se a estratégia for pensada em formato de vídeo marketing.

Como traçar a sua estratégia de conteúdos em vídeo?

Vamos dizer que você acabou de se convencer em utilizar a estratégia de vídeo marketing para o seu negócio. Imaginamos que muitas dúvidas devem ter surgido: por onde eu começo? Como produzir o conteúdo? E por aí vai…

Se este é o seu caso, não se preocupe! Vamos resolver esse problema agora. Você não vai precisar de mais do que algumas dicas básicas para começar a sua estratégia de vídeo marketing. Veja a seguir:

1. Estabeleça metas

A primeira pergunta para esta etapa é: qual é o seu objetivo ao produzir vídeo marketing? Algumas das principais metas que podem ser buscadas são:

  • Aumentar o engajamento dos seus consumidores com o negócio;
  • Produzir vídeos educativos sobre um serviço, produto ou a marca;
  • Aumentar vendas;
  • Gerar leads qualificados;
  • Outros.

Independentemente da sua necessidade, a dica é: defina a sua prioridade! Ao colocar tudo no papel, também é possível unir a produção de conteúdos audiovisuais com outras estratégias, como blog, e-mail marketing e redes sociais, por exemplo.

💡 Saiba mais: Como o conteúdo interativo pode gerar mais engajamento com a sua audiência 

2. Defina os canais e ferramentas para a produção

Em primeiro lugar, é importante estudar e selecionar quais canais de vídeo podem atender os objetivos de comunicação da sua empresa. Depois disso, o próximo passo é buscar ferramentas adequadas para produção e edição do vídeo marketing.

Portanto, fica o conselho: estabeleça filtros para facilitar a escolha! Por exemplo, se o seu orçamento for baixo, pesquise apps gratuitos e pagos de edição — nos aprofundaremos nisso no próximo tópico. Caso não saiba editar vídeos, faça uma busca de programas de edição para iniciantes!

Ferramentas úteis para edição

Para facilitar um pouco a sua pesquisa de ferramentas de edição de vídeos, separamos uma lista com alguns apps gratuitos e pagos — para todos os níveis!

Nível básico
  • Filmr: Um app, com versão gratuita e paga, para edição de vídeos por meio do seu smartphone;
  • Magisto: Dê animação e insira textos nos seus vídeos com esse aplicativo gratuito para smartphones e desktops;
  • Splice: Outro app gratuito pensado para ser simples e intuitivo — permite adicionar transições criativas ao seu vídeo!
Nível intermediário

Adobe Premire Rush

Ferramenta paga, criada pela Adobe para ser intuitiva e rápida. Tem a versão para computador e smartphone.

iMovie

Criado pela Apple para ser fácil de usar, esse software que também é pago é simples de usar! Tem versões para computador e smartphone.

Nível avançado

Adobe Premiere Pro

Quer se desafiar e aprender mais? O Adobe Premiere Pro é o software profissional (e pago) de edição da Adobe – disponível apenas para computador.

4. Faça um checklist de produção

Nada de pular etapas para produzir o vídeo marketing! Um bom conteúdo audiovisual precisa ser pensado, elaborado e editado com muito cuidado. Veja o que é necessário para a produção de um vídeo de qualidade:

  • Elabore um roteiro;
  • Siga todas as orientações do roteiro no dia da gravação;
  • Atente-se às dicas de produção de vídeos — vamos falar um pouco sobre isso no próximo tópico;
  • Faça a edição com calma, já que esse processo costuma ser mais trabalhoso e exige atenção aos detalhes.

Em resumo, preze pela qualidade desde o início — isso vai ser de grande ajuda para ganhar clientes e aumentar a notoriedade para a sua marca.

5. Desenvolva um plano de divulgação

Com o vídeo editado, chegou a hora de pensar na divulgação. Com um bom calendário editorial, é bem mais fácil conseguir bons resultados e construir, aos poucos, clientes fidelizados e engajados.

Uma dica para esta etapa é pensar em quais canais o vídeo pode ser divulgado. Será uma divulgação com destaque independente no feed da sua rede social, ou um material complementar para e-mail marketing e artigos de texto? Tenha tudo isso em mente e mãos à obra!

6. Faça parcerias de conteúdo

Assim como estratégias de link building são eficientes no tráfego de conteúdos em texto, parceiros de conteúdo são essenciais para que os seus vídeos sejam mais visualizados.

Precisa comunicar o lançamento de um produto? Que tal procurar influenciadores do mercado para ajudar a divulgar cupons de desconto, ou fazer um review do produto? Dedique bastante tempo para esta etapa!

Outra sugestão, também, é trazer especialistas sobre um assunto em alta do seu negócio para participar de um quadro do seu canal. Essa estratégia é importante para trazer relevância e credibilidade para o seu conteúdo.

Quais são os formatos de vídeo marketing?

Como comentado no tópico anterior, separamos abaixo os principais formatos de vídeo marketing. Assim, você pode escolher quais utilizar na sua estratégia de marketing digital para aumentar a lucratividade do seu negócio:

1. Vídeo com dicas práticas (e rápidas)

Com este tipo de vídeo — que não exige uma edição profissional —, é possível criar um grande volume de conteúdo com agilidade. Geralmente, vídeos com dicas rápidas geram bons resultados no feed de redes sociais. O Instagram, por exemplo, permite conteúdos de até um minuto no feed e de até 60 minutos no IGTV.

Apenas para citar um exemplo que usa o formato das dicas rápidas, o canal de YouTube do médico Drauzio Varella utiliza bastante essa técnica para explicar uma doença ou um tema de saúde em pauta.

Dessa forma, o consumo fácil e rápido facilita o engajamento e abre um caminho para os seguidores conhecerem outros conteúdos do seu negócio.

2. Vídeos educativos

Os vídeos educativos podem ser produzidos em formato de videoaula, tutorial, screencast (gravação da tela do computador em formato de vídeo), webinar, entre outros.

Este formato, normalmente, é produzido para explicar temas técnicos (ou complexos), além de ter um alto número de visualizações. Tudo isso porque elementos audiovisuais ajudam a tornar o conteúdo mais didático do que um artigo de blog.

A exemplo disto, a Estratégia Vestibular, empresa especializada em cursos online preparatórios para vestibular, reúne em seu canal de YouTube vídeos com correções e gabaritos de provas, dicas de estudos e todas as informações sobre vestibulares no Brasil.

3. Vídeos de cursos e treinamentos

O seu negócio oferece cursos e treinamentos presenciais? Se a resposta for sim, já pensou em também gerenciá-los na internet?

Certamente, criar um curso online exige uma edição mais complexa e conteúdo profissional. No entanto, se você pode investir nessa técnica, vá em frente! É uma excelente forma de ampliar a receita do seu negócio.

4. Produção de teasers

O teaser é um formato de vídeo indicado para quem trabalha com lançamentos de produtos e/ou serviços. O seu principal objetivo é gerar expectativa no público, com um conteúdo provocativo.

Um bom exemplo de teaser são os trailers de filmes e séries, que servem para instigar os telespectadores. O melhor de tudo é que você pode fazer a mesma coisa com as novidades do seu negócio: gere curiosidade e expectativas que sejam relevantes para o seu público.

5. Vídeos institucionais

O vídeo institucional é o formato mais comum utilizado por empresas. Geralmente, aborda aspectos como os valores da marca.

Ultimamente, está em alta marcas publicarem manifestos, declarando as intenções, motivações e visões da empresa. Embora nem toda empresa precise de um manifesto, pode ser uma ótima maneira de chegar à essência de um negócio!

Os manifestos do Banco Inter, por exemplo, e da Adidas, são ótimos exemplos de vídeos para você se inspirar.

Por fim, uma dica que pode ser um diferencial para o seu negócio é conseguir criar um material que aborde, também, um conteúdo relevante, como a participação da sua empresa em causas ambientais e sociais.

6. Demonstração de produto

Este formato de vídeo não pode ficar fora da sua estratégia! São conteúdos que demonstram os produtos do seu negócio, o que ajuda a conquistar cada vez mais clientes fidelizados. Os vídeos demonstrativos podem, literalmente, transformar as vendas da sua empresa!

Aqui na Nuvemshop fazemos isso no nosso canal de YouTube! Divulgamos, tutoriais para montar a sua loja virtual na nossa plataforma, veja só:

Outro exemplo de vídeo com demonstrações de produtos, testes e reviews é o Gamer Nexus, um dos canais mais antigos sobre hardware.

Dica extra: saiba como produzir o seu vídeo

Para garantir um conteúdo com qualidade relevante, é preciso focar em três pontos básicos:

1. Iluminação

Escolha lugares com claridade para gravar os seus vídeos. Uma dica fundamental é a de, antes de começar a produção, fazer imagens e testes no local em que vai produzir o vídeo. Desse modo, você não corre o risco de gravar todo o material e, só depois, descobrir que a imagem não ficou boa.

2. Escolha da câmera

Com tantas opções de câmeras no mercado, a recomendação é optar por uma tecnologia com qualidade HD — um smartphone ou câmeras de ação, como a Go Pro, são bons exemplos para começar.

No dia da gravação, já com a câmera em mãos, é importante escolher lugares onde você possa apoiá-la para garantir estabilidade na hora da filmagem. Caso tenha um tripé, a produção fica melhor ainda!

3. Qualidade do áudio

Investir em um microfone é um requisito básico para garantir qualidade de áudio no vídeo final. O item garante que o áudio fique “limpo” — isto é, longe de barulhos, chiados ou interferência.

Vale ficar ligado também sobre o local onde você vai gravar. É necessário que ele seja calmo e silencioso, já que, mesmo com o microfone, um lugar muito barulhento vai prejudicar sua produção. Além disso, áudios de baixa qualidade ou com muitos ruídos dificilmente podem ser salvos na edição.

Equipamentos para produção básica de vídeos

Para melhor te orientar na hora de procurar o equipamento ideal para produzir os seus primeiros vídeos, deixamos aqui uma listinha rápida:

Celular com câmera e acesso à internet;

Tripé para celular;

Gimbal (ou estabilizador) para celular — eleve seus vídeos ao próximo nível e fazer movimentos profissionais de forma superfácil;

Ring Light: vai ajudar muito para que seus vídeos fiquem mais profissionais (e muito iluminados);

Microfone de lapela para melhorar a captação de áudio.

Como mensurar o desempenho dos meus vídeos?

Existem muitas métricas que você pode acompanhar para medir o desempenho dos seus vídeos, mas é importante selecionar as que sejam relevantes para o seu negócio. Confira as principais:

1. Taxa de retenção

A taxa de retenção mede o tempo médio que as pessoas assistem aos seus vídeos antes de abandoná-los.

Este tipo de métrica é importante para mensurar a relevância e interesse que o público tem no assunto que cada vídeo expõe. Caso a métrica esteja baixa, é provável que você precise mudar a abordagem.

2. Taxa de abandono

A taxa de abandono permite saber o momento exato em que as pessoas estão deixando de assistir ao seu vídeo.

Dependendo da análise, você pode adotar estratégias para diminuir o abandono. Por exemplo, se o público para de assistir ao vídeo muito cedo, talvez seja um sinal de que ele prefere conteúdos mais curtos e objetivos.

3. Taxa de conversão

Esta é uma excelente métrica para indicar quantos usuários acessaram o anúncio de um produto, fizeram o cadastro em uma newsletter ou baixaram um material descarregável a partir do seu vídeo.

Se a taxa de conversão estiver alta, significa que o seu conteúdo foi estrategicamente bem pensado. Caso o resultado esteja abaixo do esperado, é preciso revisar o material.

4. Engajamento

Esta métrica informa todos os dados sobre curtidas, comentários e compartilhamentos que uma publicação teve em todos os canais em que foi compartilhada. É excelente para saber quais vídeos o público considera mais relevantes. Assim, você pode identificar os formatos e assuntos preferidos das pessoas e investir neles!

Por fim, vale ressaltar que todas essas (e outras) informações você pode acessar diretamente pelo Analytics do seu canal de vídeos!

Imagem que representa o a visão geral do YouTube Analytics, ferramenta utilizada para mensurar o desempenho de um vídeo marketing

Entendeu por que usar vídeo marketing na sua estratégia digital?

Esperamos que este artigo tenha te incentivado a incluir o vídeo marketing na sua estratégia digital! Caso você queira saber um pouco mais sobre como aumentar a sua receita na internet, confira o nosso guia completo de marketing digital.

Caso você ainda não faça vendas online, que tal fazer um teste grátis na Nuvemshop por 30 dias? Conte com a gente para potencializar sua história de sucesso!

Aqui você encontra:

Faça como +90 mil lojas e
crie a sua Nuvemshop

Testar 30 dias grátis
Crie a sua loja na Nuvemshop

Nosso site utiliza cookies para te proporcionar uma melhor experiência. Ao acessar o site da Nuvemshop, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Cookies