Como fazer uma introdução: as dicas que irão mudar de uma vez por todas os seus textos

Dicas para escrever melhor

Você sabia que 50% dos usuários da internet leem apenas as primeiras 111 palavras de um artigo? Número no mínimo preocupante, não é mesmo? Na prática, isso significa que você só tem as primeiras linhas do artigo para conquistar a atenção do leitor. E sem o uso de estratégias para fazer uma introdução impossível de ser ignorada, ficará mais difícil ainda vencer essa batalha.

Mas se está pronto para o desafio e quer que cada vez mais leitores se aprofundem no seu conteúdo e que seu texto seja cada vez mais curtido, compartilhado e comentado na internet, esse artigo é para você. No decorrer deste conteúdo, vamos começar pelo básico e explicar o que é uma introdução, como fazer um bom começo de artigo e o que fazer caso você queira colocar seu leitor para correr do seu blog e nunca mais voltar. Então, vamos lá.

Introdução: sua única chance de causar uma primeira boa impressão

A sua introdução deve servir como guia para todo o restante do texto. Falhar em captar a atenção do leitor através de um excelente título e uma introdução matadora é ter a certeza de que seu texto será apenas mais uma ideia que morreu por não ser interessante o suficiente. Mas não se preocupe…

Esse artigo irá ensiná-lo como fazer uma introdução memorável ser o passaporte para o sucesso do seu texto. Então, quando você estiver preparado para criar esses tipos de introduções envolventes, escrever todo o restante do texto se tornará uma tarefa bem mais simples.

E antes de entrarmos nos detalhes sobre como começar, eu preciso ser breve e deixar claro para que estejamos na mesma página: o que é uma introdução?

O que é uma introdução?

A introdução de um texto significa seu início ou o começo. É o ato ou efeito de introduzir. Você nunca deve começar o desenvolvimento do seu texto sem antes ter uma introdução. E você deve estar pensando: é sério isso que estou lendo? Sim, muito sério. Essa definição incrivelmente simples e acredito que conhecida se não por todos, pela grande maioria das pessoas, é ignorada com frequência na prática.

Quantos textos que você lê na internet que já começam explicando conceitos, sem nem sequer preparar o leitor para o que está por vir? Esquecem que a importante função da introdução é aquela que descrevi mais acima e já saem escrevendo o desenvolvimento.

Não faça isso. É a mesma coisa que convidar alguém para uma festa em sua casa e simplesmente largá-lo sozinho, sem explicar o porquê do convite, apresentá-lo para outras pessoas ou mostrar onde ele pode conseguir bebidas. Faça isso e seu convidado não ficará nem 10 minutos em sua festa.

Faça isso no seu texto e veja o mesmo acontecendo com o leitor que chegou ao seu blog. Perceba que eu não comecei esse texto já ensinando todas as técnicas que conheço para fazer uma introdução poderosa. Ao invés disso preferi contextualizar em linhas gerais os assuntos tratados no artigo, sem jamais dar todas as ideias logo de cara.

Aliás, se você quiser aprender a “como começar uma introdução”, continue lendo este artigo.

Como começar uma introdução

Nossa maneira preferida de começar um artigo? A mesma que estou usando agora: com uma pergunta. Perguntas são uma ótima forma de captar a atenção do leitor rapidamente.

Use questões que provoquem sentimentos, emoções no leitor. Crie loops emocionais que precisam ser fechados futuramente, como:

  • “Você já sentiu isso?”
  • “Você já passou por essa situação?”
  • “Você acredita nisso?”

Todas as perguntas acima abrem um loop que será fechado futuramente, mas não agora. A introdução perfeita vai mostrar claramente quais perguntas serão respondidas ao longo do texto (e não na própria introdução). Portanto, quando falamos sobre abrir loops, estamos despertando gatilhos mentais como antecipação e curiosidade.

Esses são pequenos “truques” que você pode usar na produção de texto para deixá-lo mais atrativo, convidando o leitor a continuar lendo, mesmo que ele não perceba que está tomando uma decisão no seu inconsciente. Uma boa fórmula para você usar na introdução do seu conteúdo é:

  1. Faça uma pergunta abrindo um loop emocional.
  2. Coloque uma lista do que você irá abordar ao longo do artigo. Pode ser um simples resumo dos tópicos.
  3. Reforce a chamada para o leitor continuar lendo.

Esse ponto 3 é importante. Se você analisar vários artigos do Viver de Blog, verá que no final de cada introdução reforçamos a mensagem com algo como “Continue lendo esse artigo para saber mais sobre…”. Destacamos o trecho “continue lendo” em negrito e colocamos o assunto do artigo no final dessa frase. Essa é uma fórmula simples e efetiva que você pode usar nos seus textos para criar uma introdução poderosa.

Como não começar uma introdução

Quem disse que durante o aprendizado apenas exemplos positivos funcionam para reforçar algum ponto? É possível aprender muita coisa através de estratégias que não deram certo, textos ruins e erros grotescos.

Você aprende o que não deve fazer. Portanto vamos passar algumas coisas que você NÃO deve praticar de jeito nenhum, se quiser evitar que seu público caia naquela estatística que apresentei no começo do artigo.

Para colocar seus leitores em coma profundo ao ler seu texto comece sua introdução com frases do tipo:

  • “Desde o início dos tempos…”
  • “Desde a antiguidade…”
  • “A definição desse tema segundo o dicionário da língua portuguesa é…”

Essa realmente é uma maneira sem sentido e desnecessária de começar sua introdução. Afinal, o que o leitor extrai desse tipo de frase? Uma informação valiosa? Uma frase que desperta a curiosidade? Uma estatística interessante? Nada disso, não é? Apenas uma frase ocupando um espaço no texto…

E esses são apenas alguns exemplos do que você não deve fazer se quiser começar o artigo com alto impacto. Fica mais fácil acertar quando sabemos quais erros não podemos cometer de maneira alguma.

A receita infalível para ver sua introdução naufragando no mar de textos da internet

Uma coisa eu garanto a você: se você seguir todos esses passos, acredite, não sobrarão nem moscas ao final do seu texto. Como eu tenho certeza de que ninguém deseja esse tipo de coisa (ainda não conheci ninguém), apenas considere pelo humor e principalmente como péssimo exemplo a ser seguido:

  • Escreva um texto lotado de frases genéricas, que juntas formarão um texto apenas para preencher um espaço que seria destinado à sua introdução.
  • Repita as palavras já utilizadas no título e mostre que criatividade não é seu ponto forte.
  • Responda todas as perguntas logo na introdução do artigo, assim o leitor nem terá o trabalho de ler o resto.

Não perca a única chance de causar uma excelente primeira impressão para seu texto. Invista o tempo necessário para elaborar a melhor introdução possível para seu artigo. Dê uma atenção especial às frases que iniciam esta introdução – elas servirão de iscas para seus leitores. E se isso não der certo, todo o seu trabalho terá sido em vão e seu artigo será apenas mais um no vasto oceano digital.

Se você necessita aprimorar a escrita de sua introdução, não deixe de ler o artigo completo Como fazer uma introdução irresistível: simples técnicas de redação para você nunca mais causar uma péssima primeira impressão. Neste post você ficará sabendo mais sobre:

  • A diferença gritante entre a morte ou o passaporte para o sucesso do seu texto.
  • 5 tipos irresistíveis de introduções para explorar e prender a atenção dos seus leitores.
  • Técnicas de redação: 5 dicas simples para melhorar drasticamente sua escrita.

Espero que tenham gostado do artigo. Forte abraço.


O que você achou desse conteúdo?


Henrique Carvalho

Fundador do site Viver de Blog. Minha missão é mostrar o universo de blogs como um negócio digital, transformando milhares de pessoas através de dicas práticas com infográficos, e-books e guias completos.


    como-fazer-uma-introduo-as-dicas-que-iro-mudar-de-uma-vez-por-todas-os-seus-textos