SEO para categorias de produtos: a importância da otimização do e-commerce

Por: Bernardo Klock
SEO para categorias de produtos: a importância da otimização do e-commerce

Aqui você encontra:

Para alcançar o sucesso nas suas vendas online é imprescindível o uso de técnicas SEO focadas em e-commerce pois elas têm suas peculiaridades. Você sabia que elas também podem ser aplicadas às categorias de produtos?

Minha opinião (e de outros especialistas), é que o SEO é o mais importante elemento de marketing digital. Dentro do espectro de otimização para ferramentas de busca direcionado para uma loja online, a de otimização SEO para categoria de produtos no e-commerce é fundamental.

A aplicação desse tipo de técnica é importante na medida em que a concorrência online cresce a cada dia e há necessidade de a empresa, seja de produto ou serviço, se destacar perante os demais do mesmo nicho.

Nesse sentido, o SEO para categorias de produtos no e-commerce pode somar muito com outras ferramentas do marketing digital na otimização do site em si, como um todo.

Confira a seguir a definição do conceito de SEO para categorias de produtos e algumas dicas para sua aplicação no comércio online:

O que é SEO para categorias de produtos?

SEO é a sigla que corresponde a Search Engine Optimization, ou seja, “otimização para mecanismos de pesquisa”. Em outras palavras, são técnicas utilizadas para que uma página apareça com maior relevância em resultados de pesquisas relacionadas aos assuntos e produtos por ela abordados e, consequentemente, em posição superior na ordem dos resultados.

Logo, SEO para categorias de produtos no e-commerce é a utilização dessa técnica de otimização focando sua relevância em palavras-chave de cauda curta (bastante específicas) e cauda média (um pouco específicas) direcionadas ao conteúdo de sua categoria. Assim, a própria categoria pode ser reconhecida pelas ferramentas de busca como algo relevante ao assunto.

Caso, antes de se aprofundar no assunto das categorias, precise de um guia completo sobre SEO para e-commerce, confira:


Saiba mais...

Dicas de otimização de ecommerce na categoria de produto

Uma das coisas mais importantes ao se tratar de SEO para e-commerce, em termos de SEO onpage, é que você deve aplicar a técnica no site como um todo, visualizando a necessidade estratégica da empresa. Neste sentido, depois da home page, a página que mais reflete a estratégia da empresa é a página de categoria de produto.

Então, vamos às dicas!

1. Arquitetura em silos

A categoria deve estar completamente relacionada aos seus produos. Uma ótima opção é a utilização do formato de arquitetura em silo.

A utilização de arquitetura de “silo” para agrupamento do conteúdo no seu site é um tipo de técnica que garante relevância entre a vertical —  categoria, subcategoria e produtos.

Você não deve misturar tipos de produtos diferentes dentro da mesma categoria. Por exemplo, xícara é xícara, taça é taça, copo é copo.

Estrutura da arquitetura em silos das categorias de produtos no site

Nesse caso, é importante limitar o número de categorias a, no máximo, 7. Isso vai facilitar a navegação dos visitantes e melhorar a experiência do usuário. Caso sinta a necessidade de ser mais específico, crie as subcategorias já citadas.

Por exemplo, você pode criar:

  • Categoria: Tênis;
  • Subcategoria: Tênis Nike.

2. Planejamento de palavras-chave

Isso é básico e tem dois principais motivos: reconhecimento pela ferramenta de busca e linkagem interna (sobre a qual falaremos em mais detalhes mais adiante).

Primeiramente, é necessário definir quais são as palavras-chave relacionadas ao seus produtos como um todo. Portanto, pense em maneiras diversas sobre como eles poderiam ser buscado pelas pessoas.

Assim, define-se a palavra-chave principal e outras que correspondem a sinônimos e variações mais específicas dela, que igualmente podem ser utilizadas na busca de produtos bem como na linkagem interna.

Em caso de dúvidas, existem diversas ferramentas de SEO que auxiliam na busca da palavra-chave. Uma maneira bem prática, também, para você fazer este tipo de pesquisa de forma gratuita é no próprio Google, pois ele mesmo te dá as opções mais buscadas indicadas no próprio resultado de pesquisa.

Abaixo as opções em caixa suspensa que o próprio Google fornece quando você digita uma pesquisa:

Captura de tela de busca por "tênis nike azul" no Google

Já no final da página de pesquisa o Google fornece termos relacionados com a pesquisa que você realizou e que podem ser utilizados por você em seu texto e até mesmo em sua lista de categorias da produtos. Normalmente, ele oferece os termos mais pesquisados anteriormente sobre o mesmo tema.

Captura de tela de pesquisas relacionadas a "tênis nike azul" no Google

 

3. Título nas páginas de categoria de produto (H1, H2, H3)

Definida a palavra-chave para o título, é necessário que ela seja inserida, junto com os seus sinônimos, no conteúdo da página. Sim, a página de categoria deve ter conteúdo e ele deve ser muito bem pensado. Isso garantirá a relevância para que o Google e outras ferramentas de pesquisa (como o Bing, por exemplo) encontrem seu site e o achem relevante para quem está pesquisando por aquele termo ou produto.

Então, a palavra principal da sua categoria deve constar no título da página, a fim de auxiliar o Google a entender qual é o assunto principal da página e se ele corresponde à pesquisa realizada pelo usuário.

4. Meta Title

O título que aparece no resultado de pesquisa, chamado de título SEO ou meta title, tem que ser muito bem pensado. Testes são bem-vindos até que você encontre uma opção com maior CTR (click through rate, ou taxa de cliques). O título SEO deve conter uma palavra-chave em meio a uma frase que atraia o cliente, que faça-o clicar no resultado.

Obviamente, deve-se ter cuidado com o tamanho do meta title para que ele caiba no local destinado a ele nos resultados de pesquisa. Dentro do limite, que varia para celular e desktop, você deve incluir o principal atrativo para que a pessoa clique em sua página.

Para saber mais sobre o título SEO, confira:


Saiba mais...

5. Meta description

A meta description, ou meta descrição, também deve ser observada durante a aplicação de técnicas de SEO para e-commerce em suas categorias de produtos.

Ela corresponde a um pequeno resumo sobre o conteúdo da página e é disponibilizada pelo Google logo abaixo do título do seu link dentre os resultados da pesquisa. Não se esqueça, ainda, de utilizar a palavra-chave na meta descrição.

Os subtítulos também devem ter palavras correspondentes ao termo principal. Utilize frases que chamem a atenção do usuário mas que tragam estritamente a verdade. Ou seja, se você tem produtos com “até 25% off”, não coloque “até 70% off”, pois isso fará com que o cliente se decepcione com o conteúdo que encontrará no seu site, o que aumentará muito a taxa de rejeição.

Seja transparente e ético, sempre!

SEO de categorias de produtos não é somente o básico!

O básico descrito acima quase todos já sabem, quase todos já fazem. Porém, no estado atual de concorrência entre as lojas online, não basta fazer somente o básico.

Para um SEO onpage que traga resultado você deve trazer conteúdo de qualidade para dentro da página de categoria de produto. Deve ser tanto em texto quanto em imagens e deve ser o mais relevante possível ao tema principal.

1. Aposte nas imagens e vídeos

Outro aspecto importante é o investimento em imagens de qualidade que demonstrem com detalhes aspectos e opções de produtos que compõem a categoria.

Tanto vídeo quanto foto devem sempre prezar pela qualidade por dois motivos:

  1. Percepção do cliente perante sua marca e profissionalismo;
  2. Possibilidade de rankeamento e eventual aumento de CTR nos resultados de busca, pois seu conteúdo é de melhor qualidade que o da concorrência.

Além disso, algumas táticas simples poderão, ao final, lhe ajudar no entendimento do Google sobre o assunto real da sua categoria, como por exemplo colocando nome da imagem contendo a palavra-chave e uma legenda da foto também com a palavra-chave ou sinônimo.

Lembre que no SEO não existe uma única coisa que traga retorno, mas sim, um conjunto de vários pequenos elementos que você você fará onpage e offpage.

O que eu sempre digo para meus clientes é que você deve aproveitar cada espaço onde pode inserir informações para que a ferramenta de pesquisa identifique com mais certeza do que se trata seu site.

Um dos fatores mais importantes (ou, na minha opinião, o mais importante) é a linkagem interna para sua categoria de produto. Então preste bem atenção, pois ela é imprescindível!

Se seus concorrentes não fazem isso, você terá grande chances de obter grande vantagem.

Faça links internos em palavras variadas que sejam sinônimos ou variações da palavra-chave principal da categoria. Esses links poderão vir principalmente de descrições de produtos e postagens do seu blog. É importante que os links sejam inseridos em palavras que façam alusão à página linkada, ok?

Aliás, se você ainda não tem um blog em seu e-commerce, providencie um ainda hoje. Ele servirá para que você traga potenciais clientes, faça a linkagem interna e, o mais importante, consiga links externos para seu site através de conteúdo de qualidade.

Conclusão

A concorrência no comércio eletrônico está acirrada e só tende a aumentar. Você deve preparar mais e mais sua empresa para que ela possa não só vender cada vez mais, mas também que ela possa sobreviver a essa competição. E a otimização do e-commerce por meio das categorias de produtos é uma ótima forma de fazer isso.

Uma forma de aumentar seus resultados é através da aplicação de técnicas SEO, pois ele garante ótimo ROI (Retorno sobre o Investimento) e é uma prática sustentável, uma vez que você traz tráfego orgânico (grátis) ao invés de pagar por anúncios que trarão visitantes ao seu site.

Se você não souber qual a melhor estratégia de otimização de categorias de produtos para utilizar no seu e-commerce, procure uma consultoria SEO para que você receba ajuda profissional. Assim, você pode ter melhores chances de alcançar posições mais altas nos resultados do Google e outras ferramentas de pesquisa online.

Faça como +60mil lojas e
crie a sua Nuvemshop

Testar 30 dias grátis
Crie a sua loja na Nuvemshop

Quer mudar de vida vendendo pela internet?

Crie agora sua loja virtual com a Nuvemshop e venda de maneira profissional.

Criar minha loja

Nosso site utiliza cookies para te proporcionar uma melhor experiência. Ao acessar o site da Nuvemshop, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Cookies