Passo a passo para montar uma loja de bijuterias online

Por: Camila Ribas
Passo a passo para montar uma loja de bijuterias online

Aqui você encontra:

Quem nunca pensou em ter seu próprio negócio e fazer sua dinâmica de trabalho? De fato, essa é uma alternativa que pode mudar a vida de quem busca uma renda extra ou de quem está procurando uma ocupação. Dentre as opções, pensar em como montar uma loja de bijuterias online pode ser uma alternativa rentável e que não exige muito investimento.

O mercado de acessórios, moda e bijuterias é um dos setores que está sempre em alta. Para você ter uma ideia, de acordo com um estudo da e-Bit/Nielsen, as vendas no setor de moda aumentaram em 59% no último ano via dispositivos móveis — daí a importância de pensar em estratégias responsivas para os smartphones.

O melhor de tudo é que esse setor costuma sofrer menos com os impactos da economia e da sazonalidade. Ou seja, é possível ter vendas expressivas em qualquer época do ano.

Se você quer saber do que precisa para abrir uma loja de bijuterias na internet, continue a leitura e comece a ver o seu futuro como empreendedor! 🔮

O que vender em uma loja de bijuterias e acessórios?

Algumas das principais peças que podem ser vendidas em uma loja de bijuteria e acessórios são:

  • brincos;
  • colares;
  • gargantilhas;
  • pulseiras;
  • tornozeleiras;
  • anéis;
  • relógios;
  • acessórios para cabelos, como tiaras, presilhas e lenços.

Antes de definir com que artigos você vai trabalhar, é interessante entender quais fazem sentido para o público que você pretende atingir em seu negócio. Desse modo, você garante que haja sincronia entre o que seus potenciais clientes buscam e o que você vende.

Onde comprar bijuterias para revender?

Atualmente, existem diversas empresas atacadistas que fornecem bijuterias a preços acessíveis para quem quer revendê-las. Dependendo dos itens, é possível você ter lucros de até 600%! Nesse caso, você investe em peças não exclusivas, mas que têm boa procura.

Alguns sites que vendem bijuterias no atacado são:

Nesses atacadistas você pode encontrar brincos, anéis e pulseiras que custam menos de R$ 1. Vale a pena dar uma olhada e considerar a possibilidade.

Uma ideia é você criar kits com diversos acessórios ou até criar um clube de assinatura em que os clientes recebem itens surpresa todo mês. Isso garante a venda recorrente e ajuda você a manter uma renda estável e com mais segurança.

Como organizar sua produção de bijuterias?

Caso você já tenha conhecimento a respeito da produção de bijuterias ou queira aprender, é importante organizar a confecção dos itens. Uma alternativa é criar algumas peças exclusivas e de edição limitada para experimentar o mercado. Nesse caso, você pode trabalhar sob encomenda, mas sempre indicando o prazo de produção.

Outra dica é criar diversas peças para ter em estoque e limitar os pedidos para que não haja problema de entregas atrasadas. Lembre-se de que, quando um cliente recebe uma encomenda além do prazo estipulado, ele pode, com razão, reclamar e não recomendar a sua marca.

Se houver caixa, você pode, ainda, contratar um designer de joias para criar suas peças e investir na matéria-prima necessária para que tudo flua. O importante é deixar o cliente informado de forma transparente.

Como agregar valor à minha marca?

Não quer ser apenas mais uma loja virtual? Então é preciso pensar em estratégias que agreguem valor à marca e que possibilitem que você tenha um ticket médio mais elevado antes de considerar como montar uma loja de bijuterias. Ticket médio é o termo que se refere ao valor médio de gasto dos clientes na sua loja.

Portanto, confira algumas dicas sobre como fazer isso:

1. Fique ligado às tendências do setor

Uma dica é estar atento a joias, acessórios e bijuterias que têm procura sazonal de acordo com personagens de novelas, filmes e novidades nas principais passarelas. Dessa forma, você aproveita esses produtos em alta para tornar sua loja mais conhecida.

2. Ofereça peças diferentes e exclusivas

Diferentemente do mercado que aposta em peças de linha de produção, ter no catálogo itens exclusivos, artesanais e concentrados em nichos específicos pode aumentar seu valor de venda.

Como forma de inspiração, você pode dar uma olhada em outras lojas da categoria em que você quer atuar. Alguns exemplos são a Balaio de Santo e a Amica Mia.

3. Crie uma imagem impactante

Ter um nome criativo e um logo atraente faz com que sua loja de bijuterias tenha mais sucesso. Além disso, esforce-se em ter boas recomendações para poder fidelizar clientes.

Muitos empreendedores têm dificuldade para pensar em nomes para loja de bijuterias. Para saber como encontrar o nome ideal para seu negócio, confira o artigo abaixo:


Saiba mais...

4. Invista no mercado de bijuterias finas

Anéis, brincos, colares, gargantilhas, tornozeleiras e pulseiras voltados a um público de maior poder aquisitivo podem ser interessantes se você quer segmentar o público e, de quebra, cobrar mais por suas peças.

O ideal, nesse item, é ter em mente uma estratégia objetiva do que você deseja e pretende quando pensa em como montar uma loja de bijuterias online.

Do que você precisa para abrir uma loja de bijuterias online?

Para agregar credibilidade e segurança e saber como montar uma loja de bijuterias online, é essencial entender a dinâmica de um e-commerce. Para ajudar você, preparamos uma lista com tudo o que é necessário para ter sucesso e não se perder nos processos de uma loja virtual. Veja abaixo:

1. Defina seu público com cuidado

Apesar de as vendas online permitirem um alcance geográfico maior do que o de estabelecimentos físicos, isso não significa que você deve tentar vender para todo mundo. Para aumentar a efetividade da sua estratégia, é necessário focar em um grupo específico de consumidores.

Nesse contexto, definir a persona do seu negócio é fundamental. A persona vai além do público-alvo. Enquanto este estabelece um grupo em potencial, o primeiro diz respeito a um personagem semifictício que representa seu consumidor ideal. Portanto, nesse perfil, devem constar nome, idade, cidade, hábitos, gostos, hobbies, necessidades e medos.

Para saber mais sobre esse conceito e como definir a sua persona, dê o play no NuvemCast #8:

2. Estude o mercado

Além de saber exatamente para quem você pretende vender suas bijuterias, é fundamental estudar o mercado em que você está inserido. E aqui estamos nos referindo tanto às tendências da moda e relacionadas aos acessórios, mas também ao universo do e-commerce.

Esteja ligado nas novidades relacionadas aos meios de pagamento, de envio e novas tecnologias e possam afetar — e, por que não, ajudar — seu negócio.

3. Entenda a burocracia

Para saber como abrir uma loja virtual, é obrigatório cumprir algumas exigências. Você precisa ter contrato social, registro na Junta Comercial, alvará de funcionamento, CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica), cadastro da Previdência Social, entre outros requisitos e licenças.

Para saber mais sobre esses assuntos, recomendamos as editorias Financeiro e Jurídico do blog da Nuvemshop.

3. Escolha uma plataforma de e-commerce

A plataforma de e-commerce é uma ferramenta que permite a criação de uma loja virtual. Ela tem a tecnologia necessária para oferecer integração entre sistemas essenciais para que um e-commerce funcione de forma satisfatória ao usuário.

Um exemplo de comodidade é a variedade de formas de pagamento, facilidade no cadastro de mercadorias, diversidade nos canais de atendimento e possibilidade de integração com outros canais de venda, como o Instagram Shopping, por exemplo.

Existem diversas opções no mercado, com diferentes funcionalidades, planos e preços. Tudo vai depender das necessidades do seu negócio. Para entender como fazer essa escolha, confira:


Saiba mais...

4. Tenha cuidado ao apresentar seus produtos

Quando falamos de vendas online, é necessário ter em conta que os clientes não terão contato físico com a mercadoria antes de comprá-la. Por isso, é fundamental apresentar muito bem os produtos em sua loja virtual — especialmente quando falamos de bijuterias.

Para tanto, você deve caprichar nas descrições dos artigos. Fale sobre cores, texturas e tamanhos nos campos em que for se referir aos produtos.

Ademais, dê atenção especial às fotos. Uma boa ideia é apostar em fotografias still — aquelas com fundo branco, em que o produto fica em evidência — e também naquelas em que modelos usem os artigos. Desse modo, o público consegue se imaginar usando as bijus.

Confira dicas sobre como fazer boas imagens dos produtos no vídeo abaixo:

5. Tenha paciência

Além de se preocupar com toda a sua estratégia, é necessário divulgar sua loja virtual e ter paciência para que os resultados comecem a aparecer.

Você pode atrair visitantes para seu site por meio de anúncios, em plataformas como Google Ads e Instagram Ads, por exemplo. Esse tipo de estratégia costuma surtir um efeito mais rápido, mas é muito cara se todo seu público depender de anúncios para chegar até sua loja.

Portanto, além disso, é importante investir também em estratégias orgânicas, como:

  • otimização do seu e-commerce para os mecanismos de busca, por meio do SEO (Search Engine Optimization);
  • postagens em redes sociais em que seu público esteja;
  • um blog com conteúdos relacionados ao seu campo de atuação.

Em geral, as iniciativas orgânicas levam mais tempo para apresentar resultados, mas a médio e longo prazo tendem a trazer um retorno sobre o investimento (ROI) muito positivo. Por isso, tenha paciência e não desista delas!

Para saber tudo sobre o processo de criação de uma loja virtual antes de começar seu e-commerce de bijuterias, confira um guia completo sobre o assunto:

Quanto custa abrir uma loja de bijuterias?

Antes de chegar a um valor final, é preciso considerar alguns cálculos. Afinal, os custos podem variar de acordo com a estratégia e o perfil da sua loja de bijuterias.

Leve em conta os custos fixos, variáveis e o investimento em marketing, para divulgação do seu negócio. Considere em cada um deles os seguintes aspectos:

  • Custos fixos: mensalidade da plataforma de e-commerce, internet, aluguel do seu escritório ou loja, se optar por um estabelecimento físico, salários, impostos etc.;
  • Custos variáveis: custo por peça (comprada do fornecedor ou produzida), embalagens, preço do frete etc.;
  • Investimento em marketing: valor destinado a campanhas de anúncios, por exemplo.

A partir daí, será possível encontrar o valor final para saber quanto, em média, vai custar para montar a sua loja de bijuterias online. Para entender melhor como calcular todos os custos envolvidos na criação e manutenção do seu e-commerce, confira o conteúdo abaixo:


Saiba mais...

Tudo certo sobre como montar uma loja de bijuterias online?

Esperamos que este guia tenha te ajudado a conhecer o processo de como montar uma loja de bijuterias, especialmente quando falamos sobre vender pela internet. Como vimos, é preciso ter alguns cuidados com a sua estratégia, mas é possível ter muito sucesso nesse ramo.

Agora que você já sabe como criar sua loja virtual de bijuterias, que tal testar a plataforma da Nuvemshop? São 30 dias grátis para já começar a vender pela internet, mesmo sem conhecimentos técnicos!

Faça como +60mil lojas e
crie a sua Nuvemshop

Testar 30 dias grátis
Crie a sua loja na Nuvemshop

Quer mudar de vida vendendo pela internet?

Crie agora sua loja virtual com a Nuvemshop e venda de maneira profissional.

Criar minha loja

Nosso site utiliza cookies para te proporcionar uma melhor experiência. Ao acessar o site da Nuvemshop, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Cookies