Crie um plano de mídia para sua loja virtual

Por: Digital House
Criado em: 31/12/19.
Atualizado em 26/12/19.
8 min
de leitura

Índice

plano-de-midia

Trabalhar com marketing digital requer resiliência. É uma área que muda constantemente, oferecendo novas soluções, novos canais e formatos, além das já conhecidas modificações nos algoritmos que alteram principalmente as estratégias de conteúdo, e por aí vai.

Isso só comprova que atuar com estratégias digitais não é algo fácil. A velha história de deixar tudo nas mãos do “sobrinho craque em redes sociais”, felizmente, já caiu por terra. O mercado da internet é sério, complexo e exige muito estudo e suporte especializado. Não há mais tempo (e, talvez, nem verba!) para brincar com as soluções digitais para a sua empresa.

Porém, não é porque a transformação digital provoca câmbios constantes que você não deve planejar os caminhos a serem seguidos. Um planejamento consistente é o primeiro passo para a certeza de que a estratégia será bem executada, mesmo com possíveis modificações no meio do caminho. Afinal, as mudanças ficam mais fáceis de serem aplicadas quando se sabe onde se quer chegar, e não quando estamos sem rumo, correto?

É daí que surge a importância do planejamento de mídia para seus negócios, que dará um norte à sua verba e à sua estratégia. Vamos nos aprofundar no assunto?

O que é um plano de mídia?

O plano de mídia é um documento que mostra como você vai estruturar a divisão do seu investimento, contemplando todas as estimativas, análise dos dados e dos públicos, além das recomendações para se atingir as metas estabelecidas pela empresa.

É uma explicação racional de como tudo será feito. O planejamento ajuda a organizar toda a sua estratégia no digital, estabelecendo a melhor combinação de canais e quais públicos serão impactados pela sua comunicação, para atingir os objetivos da campanha de marketing de uma maneira eficiente.

É com esse material que você conseguirá entender o que está performando bem e o que precisa de alterações, além de verificar quais métricas precisam ser observadas com mais cuidado e se o orçamento está sendo bem distribuído. Ou seja, deu para perceber que o planejamento de mídia digital precisa ser bem elaborado para garantir o sucesso da estratégia, né?

O que analisar antes de criar um planejamento de mídia

Antes de sentar na frente de uma planilha de Excel jogando números, vale organizar as ideias e buscar algumas informações internas e externas à empresa que farão toda a diferença para seu plano.

Análise do mercado

Fazer uma análise do mercado, em primeiro lugar, é essencial. Entender as condições externas, tendências de consumo, comportamento do público e, claro, observar como  a concorrência está atuando. São insumos valiosos para te colocar em vantagem e saber o que funciona e o que é melhor descartar.

Análise do produto

Entendeu como o mercado funciona? Agora é hora de analisar seu próprio produto ou serviço. Sinalizar os pontos fortes para valorizá-los na comunicação, observar as maiores saídas para entender quais produtos têm mais aderência e podem ter mais destaque, por exemplo. Nessa hora, também vale observar o estoque para garantir que o produto não fique em falta.

Buyer Persona

Você já deve ter ouvido falar desse termo. A buyer persona é o público ao qual você deve direcionar sua mensagem. É o público comprador, ou o potencial comprador. Conhecê-lo a fundo e entender a jornada desse consumidor faz com que sua comunicação seja mais assertiva.

Brand Persona

Quem disse que seu negócio não pode ser representado por uma persona? Montar sua própria brand persona é fundamental para conectar-se emocionalmente com os seus clientes e com o público-alvo, deixando a comunicação com mais personalidade e mais genuína.

Passo a passo de um plano de mídia

Mão na massa: é hora de criar seu plano de mídia digital!

Defina os objetivos

O que você espera alcançar? Mais vendas? Mais visitas à sua loja virtual? Quer ampliar o alcance do seu público e alcançar novos targets? Tenha isso em vista para direcionar seus esforços.

Defina seu público-alvo

Saiba com quem você quer falar. Avalie as características do público a partir de variáveis como:

  • idade;
  • sexo;
  • classe social;
  • região onde vive;
  • hábitos de consumo;
  • estilo de vida.

Isso tudo ajudará a definir os canais a serem usados para disseminar a comunicação. Se você já fez um trabalho de construção de buyer personas, esse trabalho já estará bem desenvolvido — fica a dica!

Definição de veículos

Você não precisa estar presente em todos os canais, mas é preciso estar onde seu público está. Se você sabe o que quer atingir e conhece seu público, fica até mais fácil definir os veículos para comunicar.

Quer um exemplo? Se você tem interesse em conversar com um público mais velho, sua comunicação pode estar mais focada no Facebook e, até mesmo, vale considerar uma parte da verba para comunicação offline, como TV ou jornais. Agora, se o objetivo é impactar um público jovem, apostar em redes sociais como Instagram e Twitter pode ser a melhor escolha! Viu como tudo se integra?

Orçamento

A hora da divisão de verba precisa de muita análise, mas não é um bicho de sete cabeças. Se seus objetivos estão mais focados em alcance e em aumentar sua audiência, provavelmente você precise investir maior parte do seu orçamento anunciando no Google, ou com conteúdos focados no objetivo de alcance em redes sociais. Se você quer focar em conversão, separe a maior parte da sua verba para remarketing, ou para comunicação usando Shopping Ads do Google ou Facebook/Instagram Shopping.

Nunca use 100% da sua verba para um objetivo único ou apenas um canal. É importante equilibrar para alcançar resultados em diferentes frentes, como ter uma parte da verba focada para conquistar novas visitas ao site por meio de Google Ads e outra parte direcionada a reimpactar quem já visitou anteriormente por meio de posts no Facebook.

Criar cronograma de conteúdos

Sabendo os objetivos, conhecendo o público e definindo os canais, chega o momento de criar os conteúdos para publicar em todas as frentes. Faça um planejamento de frequência de publicações, tenha ferramentas para facilitar o agendamento das postagens e nunca esqueça que sua marca precisa seguir sua personalidade definida na Brand Persona. Independentemente do canal em que for feita, mantenha sua comunicação consistente!

Acompanhar resultados (KPIs)

Depois de tudo rodando, o trabalho não termina. É hora de acompanhar constantemente os resultados para sugerir alterações de rota quando for necessário. Cada objetivo se relaciona com uma métrica (ou KPI) diferente, e você precisa estar sempre atento aos indicadores.

Tudo isso faz parte de um ciclo, claro. A continuidade do plano estará diretamente relacionada à performance inicial. Se for preciso repensar a estratégia, não pense que fracassou, pois essa é a beleza do marketing digital: a possibilidade de aprender constantemente e trocar os rumos sempre que sentir necessidade. Nada é perdido! Atente-se ao passo a passo para não deixar nada de fora e bom trabalho!

Digital House

Hub de educação e tecnologia para formação de profissionais de alta performance.


    Registre-se gratuitamente

    Receba posts sobre marketing e empreendedorismo diretamente no seu e-mail.

    Coloque o conhecimento na prática

    +15 mil alunos já aplicaram o aprendizado na Universidade e criaram seus negócios com a Nuvemshop.

    Teste 15 dias grátis

    Faça sua marca crescer

    Cria sua loja virtual com a Nuvemshop e venda de maneira profissional como eles:

    Osmoze - www.osmozestore.com.br
    Morango Brasil - morangobrasil.com.br
    Osram - loja.osram.com.br
    Testar 15 dias grátis