Marketplace ou dropshipping: qual é o melhor para o seu negócio?

Por: Victoria Salemi

Imagem mostrando pacotes de presentes e produtos representando a venda via marketplace e dropshipping.

Marketplace e dropshipping são conceitos bastante populares no e-commerce. No entanto, se você chegou agora no mercado digital, podem surgir algumas dúvidas sobre esses termos e o que eles significam.

Afinal, qual a diferença entre dropshipping e marketplace? O que é melhor para o sucesso da sua loja virtual? Neste artigo, vamos responder essas e muitas outras perguntas. Siga com a leitura! 🧐

Crie sua loja virtual e venda pela internet
Crie sua loja virtual e venda pela internet pelo seu computador

Qual a diferença entre dropshipping e marketplace?

Existe uma forte semelhança entre dropshipping e marketplace que gera confusão e dificulta diferenciar os dois conceitos: ambos são intermediadores da venda.

No entanto, o dropshipping é um modelo de vendas sem estoque, enquanto o marketplace é uma plataforma de compra e venda, como a Shoppe. Vamos entender esses conceitos melhor:

O marketplace oferece espaço para que lojas se aproveitam de sua autoridade digital para alcançar um público maior.

Já o dropshipping é uma forma de fazer a ligação entre bons fornecedores e clientes, deixando nas mãos do vendedor somente as tarefas relacionadas ao marketing, atendimento, vendas etc. Além disso, é importante lembrar que nesse modelo de negócio é possível fazer uso de uma plataforma de dropshipping, facilitando todo o processo.

Vamos entender melhor sobre ambos os modelos na sequência.

O que é dropshipping?

Dropshipping é uma modalidade de vendas na qual o vendedor pode vender sem estoque próprio. Nesse formato, o fornecedor do produto é responsável pela gestão de estoque e todas as etapas de envio.

Desse modo, fica sob responsabilidade do vendedor: organizar o catálogo online, publicar os produtos, divulgar a loja virtual, atender os clientes, etc.

📹 Veja também: Aprenda tudo sobre dropshipping

🎓 Curso grátis: Curso sobre dropshipping: tudo sobre vender sem estoque

O que é marketplace?

Pense no modelo de negócio de um shopping: reunir várias lojas e marcas em um lugar para facilitar a procura dos mais variados itens por parte do consumidor. Então, o que é marketplace? É um modelo que segue essa mesma linha dos shoppings, porém no ambiente virtual.

Isso pode até nos parecer algo do século XXI, mas, acredite se quiser, os marketplaces no mundo começaram em 1995 com a Amazon e a eBay. Enquanto isso, no Brasil, o pioneiro foi o Mercado Livre, já em 1999. Até o próprio nome do Mercado Livre foi inspirado nesse modelo de negócio.

💡 Saiba mais: Como vender em marketplace?

Vale a pena vender no marketplace e via dropshipping?

Não existe uma resposta exata para essa pergunta, pois tanto o marketplace quanto o dropshipping possuem seus pontos positivos e negativos.

O ideal é analisar qual deles faz mais sentido com o momento do seu negócio e entender qual caminho vai trazer mais benefícios.

O marketplace tem um grande potencial por aumentar a visibilidade do seu produto online. Isso porque, com o grande tráfego que esses canais recebem, as chances de um cliente chegar até o seu catálogo são maiores.

No entanto, devido a grande variedade de produtos, o que pode ser uma facilidade, de repente, pode se virar contra você. Por isso, é importante caprichar nos anúncios para se destacar entre os concorrentes.

Já o dropshipping vai permitir que você crie um fluxo de vendas muito prático e dinâmico. Como os principais processos são de responsabilidade do fornecedor, você terá menos preocupações e, logo, menos trabalho.

Todavia, como você não terá controle sobre os itens, será impossível saber sobre a qualidade ou procedência deles. E, caso algum cliente fique insatisfeito com a entrega, o atendimento ficará por sua conta.

Nesse sentido, é importante sempre buscar fornecedores de confiança para evitar possíveis transtornos.

💡 Saiba maisInvestir no dropshipping vale a pena em 2021?

Quais marketplaces aceitam dropshipping?

Vamos te apresentar agora os principais marketplaces ativos no Brasil que suportam o modelo de dropshipping em suas plataformas. Confira:

B2W: Submarino, Americanas e Shoptime

A B2W Digital é uma empresa que foi resultado da fusão de três grandes marketplaces: Submarino, Americanas.com e Shoptime. Ela já é uma empresa de capital aberto listada na bolsa de valores e, atualmente, é líder de comércio eletrônico em toda a América Latina.

Assim, ela possui uma grande influência no mercado digital do Brasil como um todo, tendo uma receita na casa dos bilhões de reais.

O valor da comissão para vender na Americanas.com gira em torno de 16% do valor total da venda, contando com o frete. Por isso, os outros marketplaces seguem mais ou menos essa taxa de comissão, tendo pequenas variações de acordo com o valor dos produtos e categorias. No geral, é um bom marketplace para dropshipping, se destacando pela visibilidade.

Shopee

A Shopee foi fundada em Singapura no ano de 2015 e foi se expandindo ao longo dos anos. O primeiro país de atuação fora da Ásia foi o Brasil, iniciando aqui suas operações em 2019. Quando chegou, a plataforma tinha uma taxa de comissão baixíssima em comparação com o mercado, indo de 3% a 5%. Assim, acabou atraindo todos os tipos de negócio.

No final do ano passado, a plataforma anunciou que iria aumentar sua comissão para 18% e foi muito criticada pelos parceiros. Assim, voltou em sua decisão, deixando a taxa de comissão em 12% com a opção de cobrar mais 6% de comissão para quem quisesse oferecer frete grátis. É uma excelente ideia fazer dropshipping na Shopee, visto que ela se destaca pela comissão mais baixa.

💡 Saiba mais: Confira os 20 produtos mais vendidos na Shopee em 2022

Magalu

A Magalu, antiga Magazine Luiza, é um curioso caso: foi de uma pequena loja de eletrônicos e artigos de casa, para um sistema de franquias, virando um dos maiores marketplaces do Brasil. O movimento observado na Magalu realmente foi uma adaptação às lógicas de consumo, sempre acompanhando as tendências.

Atualmente, a Magalu trabalha com uma taxa de comissão de 10% a 20%, dependendo do tipo de produto. Os pagamentos são semanais ou mensais, de acordo com a vontade do vendedor.

Um ponto positivo do Magalu marketplace para dropshipping é a autoridade e nome que ela possui no mercado brasileiro, conquistando até os mais conservadores.

Enjoei

A Enjoei conta com um conceito mais colaborativo e nasceu com o intuito de as pessoas anunciarem na plataforma itens pessoais que não usam mais, uma ideia que nasceu em conjunto com o slow fashion.

No entanto, a plataforma foi crescendo e, agora, várias categorias de produtos são vendidas ali, inclusive eletrônicos, peças novas e produtos vindos de dropshipping.

Atualmente, a Enjoei trabalha com uma comissão de 18,5% nos produtos abaixo de 100 reais e 20% nos produtos acima de 100 reais. Nos dois casos, também existe a adição de uma tarifa de anúncio.

O cuidado que você precisa tomar para fazer dropshipping na Enjoei é ter fornecedores na mesma cidade, pois o código para envio do produto pelos correios é feito pela plataforma e pela localidade da sua lojinha.

Via Varejo: Ponto Frio, Extra e Casas Bahia

A Via Varejo é uma empresa composta por três gigantes do mercado brasileiros: Pontofrio, Extra e Casas Bahia. A Via conta com capital aberto e é listada na bolsa de valores, fazendo parte do Grupo Pão de Açúcar. Todos os três marketplaces da Via Varejo suportam dropshipping.

As taxas cobradas pelas plataformas variam de 14 a 18%, dependendo da categoria do produto vendido.

As remunerações são realizadas três vezes ao mês, respeitando os tipos de pagamentos escolhidos. E o melhor aqui é que eles aceitam MEI, um bom regime tributário para fazer dropshipping em marketplaces.

Mercado Livre

dropshipping no Mercado Livre foi pioneiro no Brasil em marketplaces, trazendo o conceito da Argentina, em 1999. Apesar de muitos produtos serem processados por meio de centros de distribuição, a entrega pode, sim, ficar por conta do vendedor.

As taxas cobradas nessa plataforma variam de 11% a 19%. Assim, ele segue a mesma lógica do Enjoei, que gera um código de envio na sua região.

É sempre bom lembrar que o cuidado com a região do fornecedor de dropshipping aqui deve ser a mesma que é com o Enjoei. Afinal, não têm como cadastrar sua loja como estando em São Paulo na plataforma e querer fazer entrega saindo do Rio de Janeiro, combinado?

Amazon

dropshipping na Amazon surge como uma opção muito vantajosa para o vendedor. O mais legal é que qualquer pessoa pode fazer dropshipping na plataforma. Essa facilidade se dá por não ser necessária a apresentação de vários documentos e dados, o que facilita todo o processo.

Existe um custo mensal para venda e, além disso, a empresa cobra uma comissão para cada produto comercializado. O valor varia entre 8% e 20%, dependendo da categoria do item.

Qual é o melhor marketplace para dropshipping?

Aqui, não existe resposta direta, pois cada marketplace possui suas listagens de regras, exigências a respeito de regime tributário, nota fiscal, comissões mais altas ou mais baixas, maior ou menor visibilidade no mercado etc.

Por isso, veja os pontos fortes dos melhores marketplaces para dropshipping logo abaixo:

B2W Digital

A B2W é atualmente o marketplace com maior autoridade digital e tráfego. Suporta dropshipping no marketplace e conta com algumas flexibilidades. Ideal para quem está buscando visibilidade. No entanto, as taxas são um pouco altas e você pode não conquistar o alcance que busca, ficando refém do algoritmo.

Shopee

De todos os exemplos que trouxemos, o Shopee é o que conta com as menores taxas de comissão. No entanto, está sempre “ameaçando” aumentar as taxas, o que pode eventualmente prejudicar sua estratégia de negócios. Além disso, muitos consideram a plataforma confusa, focando muito nos itens e pouco nas lojas em si.

Como dá para perceber, cada uma possui suas vantagens e desvantagens. Dessa forma, a melhor maneira de driblar isso, fugindo das taxas e tendo a possibilidade de conquistar um grande alcance, é ter sua própria loja virtual.

Nesse caso, você vai economizar bastante, além de ser dono do seu negócio, podendo construir uma marca e conquistar uma autoridade digital própria. Com a Nuvemshop, além de vender em seu próprio site, é possível fazer integrações com diversos canais de venda.

💡 Saiba mais: Como ter uma loja virtual de sucesso?

Crie sua loja virtual
Testar 30 dias grátis

Aprendeu tudo sobre dropshipping e marketplace?

Fazer dropshipping em marketplaces é possível? Sim! E as opções são muitas. No entanto, criar sua própria loja virtual oferece o melhor dos dois mundos, conferindo bastante autonomia às suas operações.

Que tal começar sua própria loja de dropshipping fugindo das comissões e regras dos marketplaces? Teste a Nuvemshop por 30 dias grátis e descubra como a nossa plataforma pode ajudar o seu negócio a decolar. É fácil, rápido e sem a necessidade de conhecimentos técnicos! 💙

Aqui você encontra:

Perguntas frequentes sobre dropshipping e marketplace

Dropshipping é uma modalidade de vendas na qual o vendedor pode vender sem estoque próprio. A loja, que normalmente é online, conta com diversos fornecedores que são os responsáveis por realizar a entrega para o cliente final.

Uma plataforma, normalmente já com bom alcance e autoridade no mercado digital, que oferece espaço para lojas venderem por ali. Também faz a intermediação das vendas.

Dropshipping é uma modalidade de vendas e marketplace é um modelo de negócio. No entanto, ambos são intermediadores da venda.

  • B2W Digital;
  • Shopee;
  • Magalu;
  • Enjoei;
  • Via Varejo;
  • Mercado Livre.

Shopee e B2W Digital, apesar de ter sua própria loja virtual ser a melhor opção, escapando de comissões e construindo sua própria autoridade.

Faça como +90 mil lojas e
crie a sua Nuvemshop

Testar 30 dias grátis
Crie a sua loja na Nuvemshop

Crie sua loja de dropshipping com a Nuvemshop!

Crie agora sua loja virtual com a Nuvemshop e venda de maneira profissional.

Testar 30 dias grátis

Nosso site utiliza cookies para te proporcionar uma melhor experiência. Ao acessar o site da Nuvemshop, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Cookies