O que é growth marketing e como utilizá-lo para aumentar o crescimento da sua empresa?

Por: Luiz Piovesana

Computador com gráficos na tela representa o growth marketing

Para quem quer inovar nas estratégias de marketing e garantir o crescimento exponencial da empresa, o growth marketing pode ser o caminho. Essa metodologia, que vem ganhando cada vez mais adeptos nos últimos anos, busca identificar as possibilidades para que a empresa aumente o seu ritmo de crescimento e possa chegar mais longe em menos tempo.

O sucesso do growth marketing depende dos objetivos e dos pontos de melhoria que a empresa já apresenta. Contudo, com soluções que fogem das regras do marketing tradicional, é possível conquistar muito espaço no mercado.

Neste artigo, entenda o que é o growth marketing, as diferenças para o marketing tradicional e as quatro fases dessa estratégia. Veja também dicas sobre como começar a sua estratégia e ferramentas que podem te ajudar nessa empreitada. Então, vamos lá?

Crie sua loja virtual e venda pela internet
Crie sua loja virtual e venda pela internet pelo seu computador

O que é marketing growth?

Growth marketing (ou marketing growth) é uma forma inovadora de trabalhar com o marketing, de modo a proporcionar um crescimento rápido para o negócio, apostando em práticas inovadoras e alinhadas a resultados.

Para isso, ela transforma os métodos tradicionais em estratégias personalizadas e centralizadas nas expectativas reais dos clientes de um negócio.

Com o desenvolvimento de ações consistentes e metas claras, o marketing growth quer encontrar as maneiras mais inovadoras de conquistar novos clientes e fidelizá-los à sua marca.

Essa metodologia também é conhecida como growth hacking. Contudo, o hacking, por vezes, se apoia sobre estratégias mais experimentais e, nesse sentido, ele é uma parte do growth marketing.

Quais são as diferenças entre growth marketing e marketing tradicional?

A principal diferença entre as duas modalidades de marketing é a curva de crescimento proporcionada por cada um deles. O marketing tradicional tem a atenção voltada para estratégias que levam ao reconhecimento da marca e, também, geram vendas.

O growth marketing, por outro lado, é direcionado ao crescimento constante do negócio, utilizando técnicas inovadoras e eficientes para isso. Uma estratégia de marketing disruptiva que viraliza, por exemplo, não é pura sorte: existe muita análise e preparo em cada etapa.

Para atingir esses objetivos, existem muitas abordagens possíveis. Por exemplo, a implementação de testes A/B para entender melhor que tipo de comunicação funciona com os clientes. Outra forma de fazer isso é investindo em estratégias de cross channel, construindo uma comunicação específica para cada canal.

4 fases do growth marketing

É importante entender que o growth marketing, assim como outras estratégias, não é uma fórmula mágica. Por isso, apesar de existirem alguns passos que facilitam a implementação desse modelo, o importante é entender o que faz diferença para a realidade do seu negócio.

Portanto, vamos conhecer as 4 fases do growth marketing. Confira:

1. Product-Market fit

Essa etapa é o alinhamento entre o produto e o mercado. Isto é, é preciso entender a demanda real dos consumidores para oferecer algo que agrade ao público.

Veja um exemplo negativo: em 2018, a marca de chocolates Kopenhagen lançou um produto com pequenas bolinhas de chocolate chamado “Chumbinho”.

Parece uma ideia simples, não fosse o fato de que uma loja usou esse produto associado com outra linha da mesma marca: o língua de gato. O chumbinho é um material venenoso, muito usado no extermínio criminoso desses animais. A associação foi muito criticada.

A marca tentou fazer uma “brincadeira” com esse item, e deu muito errado. Diversas sociedades de proteção aos animais se manifestaram e, algum tempo depois, a empresa pediu desculpas pelo ocorrido. Esse é um claro erro de associação entre o produto e o público ao qual ele se destina.

Por isso, faça boas pesquisas e alinhe a sua comunicação e estratégia ao comportamento do seu público. Veja se o seu produto de fato atende a uma demanda daquele mercado.

2. Growth Hacks

A parte de hacks na estratégia de growth costuma ser mais focada em experimentações. Sabemos que em qualquer planejamento de marketing, há sempre o “feijão com arroz” que deve ser realizado. São as atuações básicas que você precisa fazer para garantir um mínimo de resultados.

Contudo, para ir além, é preciso inovar. Essa inovação depende de testes, experimentações e muito aprendizado. Para isso funcionar de fato, é necessário pensar em opções exclusivamente para sua empresa. Por isso, não basta apenas fazer algo parecido com o que o seu colega está fazendo para ter resultado, é preciso desenvolver algo que seja único.

3. Escala e viralização

As estratégias de growth tem como atributo fundamental apresentar um bom custo-benefício, pois geram resultados com um investimento menor de dinheiro. Por isso, dois atributos são fundamentais para garantir esse crescimento: escala e viralização.

Um crescimento escalável acontece quando você consegue atender a um número maior de demandas mantendo praticamente os mesmos custos operacionais. Sejam 10 ou 100 clientes, o valor que você vai gastar nesse setor teria poucas variações.

Em uma estratégia de marketing, esse potencial é atingido, por exemplo, caso você tenha 10 landing pages e, em um mês, receba 10 mil conversões e, no mês seguinte, 20 mil. Nesse caso, talvez você tenha aumentado os custos com a plataforma de automação de e-mails, mas esse seria o único gasto, visto que não houve necessidade de contratar mais pessoal para lidar com a demanda.

Mas como seria possível ter esse aumento de 10 mil conversões em um mês? Viralização!

O marketing boca a boca é uma das formas mais econômicas de garantir que as pessoas conheçam a sua marca. Por isso, as indicações orgânicas e espontâneas são fundamentais. Uma forma de fazer isso é com campanhas que gerem algum tipo de prêmio para quem indica um conhecido para usar o seu produto.

Crie sua loja virtual e venda pela internet
Crie sua loja virtual e venda pela internet pelo seu computador

4. Otimização e retenção

Para conseguir que seu cliente indique a sua marca, você precisa trabalhar a satisfação do consumidor. Reter clientes vai muito além de prestar um bom serviço de vendas, mas garantir uma experiência completa de bom atendimento.

Desde a primeira interação com o seu site, até o pós-venda caso algum problema ocorra, todas as fases precisam buscar sempre otimizar a experiência daquela pessoa. Ela precisa se sentir ouvida, bem atendida e ter ciência de que a demanda que ela apresentou está sendo resolvida.

Como aplicar o growth marketing na sua empresa?

Ao começar o seu planejamento do zero, lembre-se de que é preciso algum tempo até que os resultados comecem a aparecer de fato. Preparar-se para um período de ajustes e baixos resultados até que as engrenagens estejam rodando faz parte do estabelecimento de metas realistas.

Veja algumas dicas de como começar a aplicar o growth marketing na sua empresa:

1. Defina o seu nicho de mercado

É preciso que o e-commerce defina de forma clara quem é o seu cliente ideal, por meio da criação de uma persona. Lembra da etapa de Product-Marketer Fit? Para conseguir esse alinhamento, primeiro é preciso buscar entender quem será esse consumidor.

Depois, escolha o segmento de atuação e una essa definição ao público, chegando ao seu nicho de mercado.

Isso influencia em todos os próximos passos da sua estratégia, pois comunicação, referências e abordagem vão depender desse conhecimento.

💡 Saiba mais: O que é persona e como criar uma para o seu negócio?

2. Estude seus clientes

Já tem seu nicho definido? Agora é hora de estudá-lo! Não basta apenas saber quem os clientes são, é preciso também entender suas preferências, práticas de consumo, gostos culturais, tudo que for possível encontrar.

Esse panorama ajuda a criar uma comunicação direcionada e personalizada, que é o grande foco do growth marketing.

Você pode fazer isso analisando as redes de pessoas interessadas na sua marca, enviando questionários aos seus clientes e até analisando as práticas e o discurso da concorrência — aqui, lembre-se sempre de ter um filtro para considerar apenas o que tem dado certo.

💡 Saiba mais: O que é análise da concorrência e como fazer para se destacar?

3. Entenda bem as redes sociais que usa

Um erro muito comum de marcas atualmente é querer abraçar o mundo quando falamos de redes sociais. Não, você não precisa ter uma conta em cada rede social!

Ao estudar o seu público, busque identificar também quais são as redes sociais mais usadas por eles e compare essa informação com quais combinam com a sua estratégia.

Perder tempo criando publicações genéricas para dezenas de redes sociais não faz parte do escopo do growth marketing. É bem mais proveitoso ter menos perfis, mas criar campanhas direcionadas e personalizadas para cada um deles.

Ao definir quais serão as redes que você vai usar, estude bem as funcionalidades que ela entrega! Aproveitar 100% das ferramentas disponíveis ali faz toda a diferença. Abuse de hashtags, marcação de localização, envio de DM etc.

💡 Saiba mais: Como escolher as redes sociais certas para a sua empresa

4. Invista em conteúdo interessante

Para alimentar as suas redes sociais, blog e manter uma estratégia de e-mail marketing, você precisa de conteúdo. Contudo, com tantas empresas produzindo esse tipo de material, é preciso encontrar formas de se destacar.

Por isso, pense no que é interessante de fato para a sua persona. O que ela deseja saber, mas ainda não foi explicado de forma detalhada? Melhor do que produzir muito conteúdo, é ter um material interessante que vai garantir mais conversões.

💡 Saiba mais: Como produzir conteúdo?

5. Trabalhe ativamente com a análise de dados

A análise de dados é uma parte fundamental no growth marketing. Apenas com ela é possível entender o que está de fato funcionando e o que não está. Além disso, ela garante insights importantes sobre o comportamento do seu público a respeito da sua marca.

Estabeleça uma periodicidade para apresentações de resultado e para o planejamento de novas ações. O ideal é que seja algo mensal ou semanal, de acordo com as demandas da sua empresa.

💡 Saiba mais: KPI: 7 métricas que todo e-commerce deve acompanhar

Por que fazer growth marketing?

O growth marketing é muito recomendado se você está cansado de fazer mais do mesmo e ter resultados medianos. Para quem deseja investir em uma estratégia inovadora, que busque soluções ainda não pensadas e vá longe para encontrar novas formas de fazer as coisas, esse é o melhor caminho.

Ao mesmo tempo que se colocar para fazer experimentações e testar o que pode dar certo, esse método também garante a segurança das empresas. Isso porque ele se baseia sempre em dados e comprovações reais para dar prosseguimento aos planejamentos. Se algo não está dando certo e é uma estratégia furada, é abandonada e outro caminho entra em cena.

Outro motivo para usar o growth marketing é desenvolver um projeto específico. Nesse caso, o crescimento rápido e os constantes avanços que podem ser gerados com essa prática são mais um fator para garantir o sucesso da empreitada.

3 ferramentas para ajudar o seu negócio a crescer

Se você quer investir em growth marketing e crescer o seu negócio, existem algumas ferramentas que podem ajudar muito nisso. Confira três delas:

1. Canva

O Canva é sinônimo de praticidade. Com ele, é possível desenvolver peças gráficas e vídeos de forma muito rápida e prática, do computador ou celular, mesmo sem conhecimentos técnicos. Além disso, para deixar tudo ainda mais fácil, a plataforma disponibiliza milhares de templates para usar como base para as suas peças.

O Canva está disponível em 2 modalidades

  • Plano básico: gratuito;
  • Plano pro: R$ 34,90 por mês ou R$ 289,90 anual para equipes de até 5 pessoas.

2. RD Station Marketing

O RD Station é uma plataforma que agrega, em um único local, dezenas de ferramentas de automação de marketing. Da criação de landing pages, ao agendamento de e-mails, a criação de fluxos de automação e gestão de bases de leads, tudo pode ser feito por lá!

Os preços variam de acordo com o número de contatos na base. Para 5 mil ou menos, os planos oferecidos pela plataforma são de:

  • Plano light: de R$ 59 por R$ 19 ao mês nos três primeiros meses;
  • Plano basic: R$ 439 ao mês;
  • Plano Pro: R$ 839 ao mês (mais serviço de implementação no valor único de R$ 1.985);
  • Plano Enterprise: R$ 2.309 ao mês (mais implementação personalizada de R$ 2.615).

3. Google Analytics

O Google Analytics é uma das ferramentas de coleta, documentação e organização de dados mais completa do mercado. Com ele, é possível ter acesso a milhares de métricas sobre os acessos no seu site e também sobre o perfil de quem visita.

A melhor parte: a maior parte das funções dessa ferramenta são totalmente gratuitas. A versão paga é indicada apenas para empresas de porte muito grande, que coletam uma quantidade absurda de dados.

Resumo

Gostou de conhecer sobre o growth marketing? Essa estratégia pode fazer toda a diferença na hora de se diferenciar e o melhor de tudo é que ela pode ser adaptada à realidade de cada empresa.

Antes de terminar, vamos conferir um resumo sobre este conteúdo?

O que é growth marketing?

Growth marketing é uma metodologia de marketing focada no crescimento rápido, a partir da análise de dados e da implementação de ações inovadoras.

4 fases do growth marketing

  1. Product-Market fit
  2. Growth Hacks
  3. Escala e viralização
  4. Otimização e retenção

Como aplicar o growth marketing na sua empresa?

  1. Defina o seu nicho de mercado
  2. Estude seus clientes
  3. Entenda bem as redes sociais que usa
  4. Invista em conteúdo interessante
  5. Trabalhe ativamente com a análise de dados

Quer vender pela internet e crescer muito? Teste a Nuvemshop por 30 dias grátis e descubra como a nossa plataforma pode ajudar o seu negócio a decolar. É fácil, rápido e sem a necessidade de conhecimentos técnicos! 💙

Aqui você encontra:

Faça como +90 mil lojas e
crie a sua Nuvemshop

Testar 30 dias grátis
Crie a sua loja na Nuvemshop

Quer mudar de vida vendendo pela internet?

Crie agora sua loja virtual com a Nuvemshop e venda de maneira profissional.

Criar minha loja

Nosso site utiliza cookies para te proporcionar uma melhor experiência. Ao acessar o site da Nuvemshop, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Cookies