Quebra de estoque: o que é e como evitar perder vendas?

Homem jovem conferindo mercadorias armazenadas em um ambiente descuidado. Imagem remete à quebra de estoque.

Quebra de estoque acontece quando há ausência de determinado item, seja por perda de produtos fisicamente danificados, com prazo de validade vencido ou extraviados. Ela pode ocorrer devido a problemas no armazenamento, manuseio ou má qualidade da mercadoria.


Imagine que um consumidor chega à sua loja em busca de um determinado item. Mesmo tendo a mercadoria estocada, você percebe que não pode fechar a venda porque ela foi mal armazenada e está danificada. Isso é a quebra de estoque.

Essa perda de mercadoria é ruim para o consumidor, que tem uma experiência de compra frustrante; e ainda pior para o lojista, que pode deixar de lucrar com a venda e até mesmo perder o cliente.

Então, se você quer saber como evitar que isso aconteça no seu negócio, continue a leitura! Neste artigo, trouxemos sete passos para evitar a perda de estoque e garantir uma gestão eficiente do nível de mercadorias. Confira!

Crie sua loja virtual e venda pela internet
Crie sua loja virtual e venda pela internet pelo seu computador

O que é quebra de estoque?

Quebra de estoque acontece quando há perda de produtos fisicamente danificados, com prazo de validade vencido ou extraviados. Ela pode ocorrer devido a problemas no armazenamento, manuseio ou má qualidade da mercadoria.

Nesse caso, o item não pode ser vendido até ser reparado ou substituído. Por isso, a perda de estoque representa um custo adicional para a empresa, seja pelo desperdício do produto ou pelo reinvestimento necessário para adquirir um novo item.

💡 Saiba mais: O que é custo de estoque e como gerenciar de forma eficiente?

Qual a diferença entre quebra e ruptura de estoque?

Como vimos, a quebra de estoque está relacionada à perda de produtos por falhas no armazenamento. Já a ruptura de estoque indica que não existem mercadorias armazenadas para venda.

Isso pode acontecer principalmente em lojas que têm alto volume de pedidos e uma complexidade maior na gestão de estoque.

Já a quebra de estoque tem a ver com a condição das mercadorias. Considere, por exemplo, que uma loja de roupas tem um estoque de 50 camisetas. Imagine que as paredes do local de armazenamento mofaram, manchando as peças que estavam estocadas. Portanto, essas mercadorias foram perdidas por estarem danificadas, significando uma quebra de estoque.

Agora, imagine que um cliente acessa a loja virtual para comprar uma dessas camisetas. Entretanto, no momento de finalizar a compra, o sistema acusa que todas as peças já foram vendidas. Nesse caso, o armazenamento está zerado, ou seja, é uma ruptura de estoque.

💡 Saiba mais: Como usar o recurso “me avise quando chegar” de forma estratégica?

👉 Confira: Como mostrar que resta apenas um produto no estoque na sua Nuvemshop?

Quais as principais causas da quebra de estoque?

A quebra de estoque pode acontecer por diversos motivos. Alguns dos principais são:

  • Furto e roubo de mercadorias;
  • Desvios de carga;
  • Armazenamento incorreto;
  • Acidentes no local de estoque;
  • Prazo de validade vencido;
  • Fragilidade dos itens;
  • Falhas no controle de estoque;
  • Obsolescência;
  • Má qualidade dos produtos.

Além disso, muitas vezes as peças podem vir danificadas do fabricante ou sofrer danos no transporte até a loja. Por isso, é importante conferir todas as mercadorias no momento da entrega para evitar prejuízos no futuro.

💡 Saiba mais: O que fazer quando um produto é roubado nos Correios?

O que fazer para evitar a quebra de estoque?

Para minimizar a perda de estoque, é fundamental usar estratégias de gerenciamento de armazenamento. A seguir, listamos passo a passo o que fazer para evitar que isso aconteça. Confira:

Atualize o inventário

Atualizar o inventário de estoque serve para conferir todas as mercadorias, identificar se existe algo faltando e detectar danos visíveis nos produtos, como manchas, quebras ou rachaduras.

Essa também é uma forma de mapear itens com maior risco de perda, como peças muito frágeis que estejam mal armazenadas e que podem ser transferidas para prateleiras com mais segurança.

Lembrando que a forma mais eficiente de fazer essa análise é por meio de um estoque virtual, ou seja, um registro digital do seu inventário.

💡 Saiba mais:

Mantenha um controle de estoque

Fazer um controle de entradas e saídas de produtos também é essencial para monitorar os níveis de armazenamento. Dessa forma, é possível acompanhar a saída de produtos mais antigos, por exemplo, evitando que eles fiquem parados no estoque com risco de se tornarem obsoletos ou vencidos.

Pensando nisso, criamos uma planilha de controle de estoque para te ajudar a garantir a organização de tudo o que envolve as suas mercadorias, desde o recebimento até a entrega ao cliente final. Para te ajudar com essa tarefa, faça o download da planilha gratuita abaixo:

📈 Confira a planilha: Planilha de controle de estoque

💡 Saiba mais: O que é política de estoque e como definir a do seu negócio?

Tenha bons fornecedores

Trabalhar com bons fornecedores reduz as chances de receber produtos danificados ou com defeito, o que também pode levar à perda de estoque. Por isso, é importante ter um critério rígido para escolher esses parceiros.

Além disso, manter um contato de longo prazo com o mesmo fornecedor cria uma relação de confiança. Assim, é mais fácil conseguir soluções mais rápidas para substituir mercadorias ou receber o reembolso.

👉 Ferramenta grátis: Lista de fornecedores

Conheça a rotatividade dos produtos

A rotatividade dos produtos, também conhecida como giro de estoque, está relacionada à frequência com que as mercadorias são vendidas e repostas no espaço de armazenagem.

Aqui, é preciso considerar que nem todos os itens têm a mesma saída. Alguns podem ser vendidos em poucos dias, o que demanda uma reposição frequente, enquanto outros ficam algum tempo armazenados até consumir todo o lote de reposição.

Conhecer essa rotatividade é importante para fazer o planejamento de pedidos. Nesse caso, as mercadorias que passam mais tempo estocadas podem ter uma reposição mais espaçada, evitando o acúmulo de produtos que não serão utilizados.

💡 Saiba mais: Como fazer o planejamento de estoque?

Faça uma previsão de demanda

Fazer a previsão de demanda também é uma forma de estimar a quantidade de mercadorias necessárias a cada lote de reposição. Uma análise do histórico de venda, por exemplo, pode revelar produtos sazonais, que têm mais ou menos saída em determinado período do ano.

Com isso, é possível fazer pedidos de reposição mais precisos. Essa é uma forma de encontrar o equilíbrio entre ter mercadorias suficientes para atender à demanda e evitar o excesso de itens, que podem ser danificados pelo mau armazenamento ou se tornarem obsoletos com o tempo.

💡 Saiba mais: O que é e como calcular o estoque sazonal?

Ofereça descontos e promoções

Se você tem produtos com prazo de vencimento próximo ou correndo o risco de se tornarem obsoletos, oferecer descontos e promoções é uma forma de incentivar a saída dessas mercadorias paradas e evitar a quebra de estoque.

Para isso, é preciso contar com uma boa gestão de estoque. Afinal, é preciso mapear com antecedência os produtos com risco de perda para que haja tempo de planejar campanhas promocionais que possam estimular a venda rápida ainda garantindo lucro sobre as peças.

💡 Saiba mais: O que é ponta de estoque e como vender peças paradas?

👉 Confira: Como oferecer promoções e descontos na minha Nuvemshop?

Aposte em sistemas integrados

Fazer todo esse controle de forma manual não é uma tarefa fácil, mesmo para pequenas empresas. Por isso, usar um sistema de controle de estoque é uma forma de automatizar esse processo.

Um software de gestão pode armazenar dados dos produtos, como data de entrada em estoque, data de validade e quantidade de itens disponíveis. Dessa forma, é mais fácil acompanhar o risco de quebra de estoque e evitar que isso aconteça.

💡 Saiba mais:

É importante garantir que a sua plataforma de e-commerce esteja bem integrada a sistemas de gestão. Assim, todo o processo acontece de forma automatizada e assertiva, com a possibilidade de configurar alertas de prazo de vencimento próximo ou tempo limite de armazenamento.

Principalmente se sua loja já tem alto faturamento, é essencial ter uma plataforma robusta integrada ao ERP para o monitoramento correto do estoque. Para estes casos, nós indicamos a Nuvemshop Next, solução da Nuvemshop para negócios em expansão.

Já para lojas que estão começando, é possível começar com um ERP mais simples e criar uma loja virtual gratuita integrada a ele:

Crie sua loja virtual e venda pela internet
Crie sua loja virtual e venda pela internet pelo seu computador

Tudo certo sobre quebra de estoque?

Como vimos, a quebra de estoque pode causar muitos prejuízos para o lojista, como desperdício de mercadorias, perda de vendas por falta de produtos e reinvestimento para abastecer o armazenamento novamente.

Por isso, esperamos que este conteúdo seja útil para tirar todas as suas dúvidas sobre o assunto e evitar que isso aconteça no seu negócio.

E, se você ainda não vende pela internet, que tal criar sua loja virtual grátis na Nuvemshop? Comece ainda hoje e faça a integração do seu e-commerce com diferentes ERPs do mercado para gerenciar seu estoque de forma totalmente automatizada. Simples e fácil, assim como a Nuvemshop! 💙

Aqui você encontra:
Perguntas frequentes sobre quebra de estoque

Ambos se referem ao momento em que a quantidade de produtos armazenados não é suficiente para atender à demanda dos clientes. No entanto, a quebra acontece quando o produto não pode ser vendido por estar danificado, já a ruptura indica que o estoque daquele item está zerado.

De acordo com o decreto que regulamenta a tributação sobre renda e proventos de qualquer natureza, quebras ou perdas de estoque por deterioração e obsolescência devem ser consideradas como custo.

Para calcular a perda de estoque, basta subtrair o total de itens previstos no inventário de estoque pela quantidade real de produtos armazenados que podem ser vendidos.

Quebra de estoque corresponde à falta de algum item no inventário da empresa. Isso ocorre por diversos motivos, como problemas no manuseio dos produtos, falhas de armazenamento, má qualidade, prazo de validade excedido etc.

Faça como milhares de negócios e crie a sua loja

Criar loja grátis

Nosso site utiliza cookies para te proporcionar uma melhor experiência. Ao acessar o site da Nuvemshop, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Cookies