27/08/2015

O que é empreendedorismo?

Homem pensando em questões relativas ao empreendedorismo.

Inovadores, dedicados e sem medo de correr riscos: assim são os grandes empreendedores. Empreender não é simplesmente começar um pequeno negócio, mas ter uma ideia significativa com um público bem definido desde o princípio e adquirir habilidades para transformá-la em realidade.

A “equação” para o empreendedorismo, segundo o consultor norte-americano Steve Cobak, é a seguinte:

Empreendedor + Capital = Produtos + Clientes = Negócio

O que isso significa? Que empreender requer investimento, não apenas financeiro, mas principalmente de tempo. Para alcançar o sucesso, é preciso oferecer uma verdadeira solução: dedicar-se a desenvolver um diferencial para seu negócio, pensando em como as pessoas o utilizarão na “vida real” e por que o escolherão ao invés do concorrente.

O empreendedorismo no mundo

Embora pareça um conceito recente, o empreendedorismo faz parte da história da humanidade: podemos citar casos antigos, como os mercadores de especiarias e os idealizadores das primeiras cidades, por exemplo. Com o início da Revolução Industrial, no século XVIII, a ideia de criação passou a conquistar seu espaço e, atualmente, estima-se que sejam criadas 500 mil empresas por ano.

Como referências, podemos citar Henry Ford, que apresentou seu inovador modelo de produção em massa enquanto comercializava automóveis para uso popular, e Walt Disney, que criou o primeiro longa-metragem animado do cinema e, com base em suas obras, ainda construiu um famoso resort.

Na contemporaneidade, bons exemplos são Steve Jobs, que trouxe a interface gráfica para os computadores pessoais e desenvolveu inúmeros gadgets com características peculiares, e Michael Dell, que alcançou o sucesso graças ao seu ousado modelo de negócios: vendendo computadores pessoais diretamente aos clientes, sem o intermédio das lojas.

O empreendedorismo no Brasil

No Brasil, graças a programas como o MEI e o Simples Nacional, o número de empreendedores também cresceu ao longo do tempo – e hoje somos um dos principais países nesta atividade.

De acordo com uma pesquisa realizada em 2014 pela Global Entrepreneurship Monitor, um programa global de estudo sobre empreendedorismo, a taxa de empreendedorismo no Brasil entre pessoas de 18 a 64 anos foi de 34,5%, representando 45 milhões de indivíduos.

Entre os nomes em que podemos nos inspirar, estão Abílio Diniz, que transformou a marca Pão de Açúcar em uma extensa rede de supermercados e superou crises, e Alexandre Costa, que aproveitou sua experiência de vender chocolates na adolescência e fundou a Cacau Show, com produtos exclusivos.

Grandes empreendedores também influenciam a mídia, vide Flávio Augusto, criador do curso de inglês para adultos Wise Up que atualmente comanda o projeto Geração de Valor, e Bel Pesce, fundadora da escola de empreendedorismo FazINOVA e autora de livros best sellers.

Vale a pena empreender?

Negócios milionários não são os únicos exemplos bem-sucedidos de empreendedorismo: na verdade, essa realidade está muito mais próxima. Para alcançá-la, porém, é preciso fazer um planejamento minucioso, buscar a produtividade máxima e estar disposto a evoluir a cada dia.

Se este é o seu caso, não deixe de acompanhar tópicos importantes nas próximas aulas – e aproveite para criar a sua loja virtual com a Nuvem Shop!

Data da última atualização: 29/08/2018


O que você achou desse conteúdo?


Luane Silvestre

Entusiasta da comunicação e da tecnologia, acredita no potencial de unir as duas ferramentas para transformar negócios e pessoas. É especialista em Marketing e lidera a equipe de Educação da Nuvem Shop no Brasil.


o-que-empreendedorismo