Como começar a empreender do zero? Aprenda com estas 13 dicas

Por: Yan Carso

Como começar a empreender do zero? Aprenda com estas 13 dicas

As 13 dicas de como começar a empreender são:

  1. Encontre uma oportunidade
  2. Tenha uma boa ideia
  3. Escolha seu segmento
  4. Estude seu público-alvo
  5. Analise a concorrência
  6. Valide sua ideia com uma pesquisa
  7. Encontre um diferencial competitivo
  8. Procure capacitação e informação
  9. Faça networking
  10. Decida o modelo de negócio
  11. Construa seu plano de negócio
  12. Levante o capital necessário
  13. Escolha como se formalizar

Continue com a gente para explorar cada um desses passos e iniciar sua jornada empreendedora rumo ao sucesso!


Já imaginou estar à frente de um negócio, viver dos lucros e ser seu próprio chefe? Se você souber como começar a empreender, esse sonho ficará muito mais próximo da realidade.

O problema é que muitas pessoas não sabem de onde partir para realizar seu projeto de empreendedorismo. E, de fato, são várias as etapas que precisam ser cumpridas antes da abertura do negócio em si.

Ter uma empresa bem-sucedida envolve planejamento, investimento, estudos de mercado e diversos fatores que são decisivos para a prosperidade.

Por isso, reunimos dicas valiosas sobre como começar a empreender do zero para ajudar você nessa missão desde os primeiros passos. Continue lendo e anote tudo para garantir seu sucesso! 📝

Crie sua loja virtual e venda pela internet
Crie sua loja virtual e venda pela internet pelo seu computador

O que é necessário para começar a empreender?

Qualquer pessoa pode começar a empreender, pois existem inúmeras possibilidades de negócios de todos os tamanhos e segmentos. Para iniciar essa jornada, você precisa de:

  • Uma oportunidade de mercado;
  • Uma boa ideia;
  • Um plano de negócios;
  • Capital inicial de acordo com o tamanho da empresa;
  • Muito foco, paciência e determinação para seguir em frente.

Esses elementos podem ser mais simples ou mais complexos, dependendo do seu objetivo com o empreendedorismo. Hoje, é possível começar um negócio individual em casa com o mínimo de investimento, por exemplo.

Além disso, o comércio eletrônico está cheio de oportunidades e não para de crescer. Para empreender nessa área, basta abrir uma loja virtual e saber o que vender para ganhar dinheiro na internet.

Mas, se você não sabe por onde começar a empreender, este artigo é o ponto de partida perfeito para embarcar nessa jornada. Nos próximos tópicos, vamos entender se vale a pena abrir empresa no Brasil atualmente e como dar os primeiros passos para isso.

💡 Saiba mais: Como trabalhar pela internet: 20 ideias para ganhar dinheiro 100% online

📹 Veja também: Como começar no empreendedorismo digital do zero? [4 dicas + bônus]

Empreender no Brasil em 2022 é uma boa ideia?

Empreender no Brasil em 2022 pode ser uma grande oportunidade de conquistar sua independência financeira e acompanhar o movimento de recuperação da economia. Nos últimos anos, cada vez mais brasileiros têm realizado o sonho do negócio próprio, mesmo com as adversidades econômicas e políticas.

De acordo com boletim do Mapa de Empresas do Governo Federal, o país bateu seu recorde de empreendedorismo em 2021, com mais de 4 milhões de empresas abertas em território nacional. Se considerarmos o número de negócios abertos e fechados, o resultado é um saldo positivo de 2,6 milhões de empreendimentos.

Além disso, o tempo médio para abertura de organizações no país foi reduzido drasticamente, chegando a cerca de 2 dias — já foram necessárias semanas para conseguir um CNPJ há alguns anos.

Os números do empreendedorismo digital também são animadores: foram abertas mais de 100 mil lojas virtuais no Brasil desde o início da pandemia, segundo dados da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm).

Esses dados comprovam a tendência de crescimento do empreendedorismo em tempos de crise. Daqui para frente, os empreendedores devem surfar na onda da reabertura econômica e da recuperação do país no cenário pós-pandemia.

E quem souber interpretar melhor os novos hábitos de consumo e as novas necessidades do público sairá na frente. Se você quer estar nesse grupo privilegiado, acompanhe as dicas do próximo tópico.

13 passos para começar a empreender do zero

Se você quer começar a empreender do zero, mas não sabe como, temos os direcionamentos que faltavam. Confira nosso passo a passo para entrar no universo dos negócios:

1. Encontre uma oportunidade

O ponto de partida para o nascimento de um novo empreendedor é a identificação de uma oportunidade de mercado. Basicamente, você precisa encontrar uma “brecha” para entrar na competição, que pode ser:

  • Uma demanda por um produto ou serviço que ainda não existe no mercado;
  • Uma necessidade do consumidor que não é totalmente satisfeita pelas empresas do segmento, seja em termos de qualidade da solução, atendimento, experiência de compra, entre outros fatores;
  • Uma oportunidade de oferecer produtos e serviços complementares ou substitutos a soluções já existentes.

Esses são exemplos de situações que você não pode deixar passar, pois são excelentes oportunidades para começar um negócio bem-sucedido.

2. Tenha uma boa ideia

Junto com a oportunidade de mercado, vem uma grande ideia que dará forma ao negócio que você pretende abrir. Aqui, não estamos falando de projetos mirabolantes e sacadas geniais, mas sim uma concepção de negócio que seja viável e tenha potencial para gerar lucro.

No caso de uma startup de tecnologia, por exemplo, é esperado que a inovação faça parte da solução proposta. Mas não é preciso inventar um novo produto ou serviço para empreender. Outras opções são:

  • Vender um produto ou serviço que tem alta demanda e espaço para novas marcas;
  • Vender soluções para um nicho de mercado específico que ainda não tem muitos concorrentes (em alguns casos, nenhum concorrente);
  • Vender algo comum, mas com uma experiência de compra diferenciada e um atendimento exclusivo;
  • Vender um item exclusivo, como produtos artesanais e serviços personalizados.

Como você pode ver, são vários os caminhos possíveis para ter uma grande ideia de negócio. Quando estiver pensando em qual empresa abrir, lembre-se de deixar a criatividade fluir, mas sempre com o pé no chão.

💡 Saiba mais: O que é brainstorm e como fazer para ter ideias de sucesso?

3. Escolha seu segmento

A escolha do ramo de atividade também é um passo essencial para iniciar sua jornada empreendedora. As dicas para tomar uma boa decisão são:

  • Procure um segmento com o qual você se identifica;
  • Escolha uma área ligada à sua atividade profissional ou aos seus hobbies;
  • Verifique se o ramo escolhido é muito competitivo antes de bater o martelo;
  • Busque toda a informação possível para entender como funciona o segmento-alvo.

Se você não sabe por onde começar sua busca, uma dica é usar o sistema da Concla (Comissão Nacional de Classificação) para localizar as atividades econômicas existentes no Brasil. Na parte de Estrutura, você encontra todos os tipos de negócio que podem ser formalizados no país e seus respectivos códigos CNAE (Classificação Nacional de Atividades Econômicas).

4. Estude seu público-alvo

Conhecer o público-alvo é outra etapa indispensável para começar a empreender do zero. Afinal, você precisa entender a fundo o perfil dos seus potenciais clientes e também suas dores, necessidades, preferências, desejos etc. Veja algumas ferramentas que você pode usar:

  • Personas: personagens semifictícias que representam seu cliente ideal. Elas devem ser construídas com base em dados reais do seu público, para maior efetividade;
  • Pirâmide de Maslow: diagrama que ajuda a identificar as necessidades humanas em ordem de prioridade. Na hora de avaliar seu público, ele ajuda você a entender o que seus clientes buscam e como você pode atraí-los;
  • Pesquisas de tendências: estudos que mostram os novos hábitos de consumo da população e ajudam empreendedores a atenderem às demandas do público, como o relatório Tendências Globais de Consumo do Euromonitor International.

💡 Saiba mais: Buyer persona: como identificar seu cliente ideal?

5. Analise a concorrência

A análise da concorrência vai mostrar quais desafios e oportunidades você tem pela frente com seu novo negócio. Lembre-se de mapear os concorrentes diretos e indiretos, buscando seus pontos fortes e fracos, estratégias e dados de performance.

O objetivo é entender como você pode se posicionar para ganhar espaço no segmento escolhido. Além disso, você pode se inspirar com as melhores práticas da área, seguindo o processo que chamamos de benchmarking.

💡 Saiba mais: 9 ferramentas incríveis para monitorar a concorrência na internet

💡 Saiba mais: Como construir seu posicionamento de marca para se destacar no mercado

Crie sua loja virtual e venda pela internet
Crie sua loja virtual e venda pela internet pelo seu computador

6. Valide sua ideia com uma pesquisa

Uma ideia de negócio pode parecer incrível, mas ela só pode ser levada adiante depois de ser validada em uma pesquisa de mercado. Por meio desse levantamento, você deverá confirmar que existe uma demanda para o produto ou serviço que pretende vender. Para isso, você pode:

  • Perguntar a amigos, familiares, colegas de trabalho e outras pessoas de seu convívio que se encaixem no seu público-alvo se comprariam algo da sua empresa;
  • Entrevistar potenciais clientes de um grupo de controle para entender se a solução é válida para eles;
  • Mensurar o tamanho do público-alvo em potencial que seu produto ou serviço pode alcançar nos mais diversos cenários.

7. Encontre um diferencial competitivo

O diferencial competitivo é o valor que você oferece para o cliente que destaca sua empresa dos concorrentes. Afinal, os consumidores não terão motivos para comprar de você se seu negócio oferecer exatamente o mesmo que outras empresas já oferecem.

Existem várias possibilidades de diferenciais competitivos, por exemplo:

  • Qualidade superior do produto ou serviço;
  • Preço mais baixo ou melhor custo-benefício;
  • Maior variedade de produtos no catálogo;
  • Melhor atendimento ao cliente;
  • Pós-venda diferenciado;
  • Status proporcionado pela marca;
  • Entre outros.

Então, cabe a você analisar o segmento e o público-alvo para definir como sua empresa poderá se destacar.

💡 Saiba mais: O que é análise da concorrência e o que fazer para se destacar?

8. Procure capacitação e informação

Ninguém nasce sabendo como começar a empreender, mas, felizmente, existe muita informação disponível sobre o assunto. A maior autoridade no assunto é o Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), que oferece diversos cursos e materiais gratuitos para empreendedores iniciantes, tais como:

Além disso, você pode buscar conteúdo sobre o tema nas redes sociais, onde diversos influenciadores ensinam sobre empreendedorismo. Lembre-se de conferir as dicas valiosas da Nuvemshop no canal do YouTube, na página do Facebook e no perfil do Instagram.

💡 Saiba mais: Como funciona a Nuvemshop e quais são suas vantagens?

9. Faça networking

Fazer networking significa investir em uma rede de contatos profissionais e criar conexões que podem ajudar você a empreender com sucesso. Essas relações podem envolver colegas de trabalho, clientes, parceiros de negócios e pessoas da sua comunidade em geral.

Ao compartilhar ideias com outros empreendedores, você terá acesso a diversas experiências e dicas importantes para começar um negócio do zero. Para começar a fazer esses contatos, você pode ir a eventos e palestras sobre empreendedorismo, participar de um grupo de uma escola de negócios ou mesmo buscar pessoas do segmento no LinkedIn.

10. Decida o modelo de negócio

Depois de escolher o produto ou serviço, público-alvo e segmento, você também precisa decidir qual será o modelo de negócio da sua empresa. Ou seja: como sua organização vai operar e gerar lucro. Veja alguns exemplos de modelos:

Crie sua loja virtual e venda pela internet
Crie sua loja virtual e venda pela internet pelo seu computador

11. Construa seu plano de negócio

O plano de negócios funciona como um roteiro que descreve todo o funcionamento, estrutura e recursos necessários para iniciar as operações da sua empresa. Veja o que não pode faltar nesse documento:

  • O nome e o segmento da empresa;
  • O público-alvo e o nicho de mercado;
  • Descrição completa do produto ou serviço que será vendido, assim como seus diferenciais e valor que será entregue ao cliente;
  • Definição dos canais de venda que serão usados para levar o produto ou serviço até os clientes;
  • Estratégia de precificação do produto/serviço para garantir o lucro e a competitividade;
  • Análise de mercado completa com direito a análise SWOT (panorama de forças, fraquezas, oportunidades e ameaças);
  • Análise de concorrência para mapear concorrentes diretos e indiretos da sua empresa;
  • Definição da estratégia competitiva para se posicionar no mercado;
  • Capital social necessário para iniciar as atividades e capital de giro para manter o negócio nos primeiros meses, até que comece a dar lucro;
  • Capital humano necessário (contratações);
  • Plano operacional com a descrição dos processos da empresa da produção à venda;
  • Planejamento financeiro com projeções de fluxo de caixa para os primeiros meses;
  • Plano de marketing com todas as ações previstas para divulgar a marca

Uma forma prática de criar seu plano de negócios é usando o modelo Lean Canvas — uma espécie de tabela em que o empreendedor indica os principais aspectos de sua ideia de empreendimento.

modelo de Lean Canvas para começar a empreender

Baixe agora nosso modelo de Lean Canvas gratuito e comece seu planejamento o quanto antes:

12. Levante o capital necessário

Abrir uma empresa exige um investimento inicial, uma vez que você precisa montar toda a estrutura, criar uma marca, adquirir o estoque, entre outros custos. Além disso, é preciso ter um capital de giro em caixa para manter o funcionamento do negócio até que ele comece a gerar os lucros esperados.

No entanto, é possível começar a empreender com pouco dinheiro. Um negócio online, por exemplo, tem custos muito menores do que uma loja física, uma vez que seus principais investimentos serão a plataforma de e-commerce, estoque e criação de marca.

💡 Saiba mais: Quanto custa abrir uma loja virtual? Tudo o que você precisa saber

De qualquer forma, você tem algumas opções para levantar o capital inicial necessário, como:

  • Investir capital próprio;
  • Contar com a participação de sócios;
  • Buscar aportes financeiros de investidores e aceleradoras;
  • Procurar linhas de crédito para empreendedores.

13. Escolha como se formalizar

Depois de passar por todas as etapas necessárias para planejar seu negócio, o último passo é escolher como se formalizar. Esse é o momento em que você deverá se preocupar com questões burocráticas como natureza jurídica, CNPJ, regime tributário, licenciamento e outros fatores ligados à contabilidade.

Se você pretende começar sozinho e deve se manter dentro do limite de faturamento de R$ 81 mil ao ano (com possibilidade de aumento para R$ 130 mil em 2022), compensa abrir um MEI. Trata-se do microempreendedor individual, uma modalidade empresarial simplificada em que você pode atuar de forma independente e pagar uma única guia mensal referente a impostos e INSS.

Essa é uma ótima alternativa para quem quer começar a empreender com pouco dinheiro, uma vez que os custos são baixíssimos e não há grandes exigências burocráticas.

Para negócios maiores ou com sócios, existem outros tipos de empresas, como Empresa Individual, Sociedade Limitada, Sociedade Simples e Sociedade Limitada Unipessoal. Para escolher a melhor opção para o seu negócio, procure um contador de confiança na hora do processo de formalização.

💡 Saiba mais: Como abrir uma empresa: o passo a passo definitivo (2022)

Entendeu como começar a empreender?

Se você chegou até aqui, é provável que já tenha uma boa noção de como começar a empreender e realizar seus objetivos. Lembre-se de ter paciência e manter o foco nas suas metas, pois vários desafios surgirão ao longo do caminho e terão que ser superados.

Agora, dê o próximo passo e escolha a melhor plataforma de e-commerce do mercado para potencializar seu negócio. Crie sua loja virtual na Nuvemshop e aproveite seus 30 dias gratuitos para testar todos os recursos. E não se preocupe com a parte técnica: qualquer pessoa consegue criar uma loja do zero! 💙

Aqui você encontra:

Perguntas frequentes sobre como começar a empreender

  • Uma oportunidade de mercado;
  • Uma boa ideia;
  • Um plano de negócios;
  • Capital inicial de acordo com o tamanho da empresa;
  • Muito foco, paciência e determinação para seguir em frente.

  1. Encontre uma oportunidade;
  2. Tenha uma boa ideia;
  3. Escolha seu segmento;
  4. Estude seu público-alvo;
  5. Analise a concorrência;
  6. Valide sua ideia com uma pesquisa;
  7. Encontre um diferencial competitivo;
  8. Procure capacitação e informação;
  9. Faça networking;
  10. Decida o modelo de negócio;
  11. Construa seu plano de negócio;
  12. Levante o capital necessário;
  13. Escolha como se formalizar.

Faça como +90 mil lojas e
crie a sua Nuvemshop

Testar 30 dias grátis
Crie a sua loja na Nuvemshop

Nosso site utiliza cookies para te proporcionar uma melhor experiência. Ao acessar o site da Nuvemshop, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Cookies