O que é margem de contribuição, como calcular e qual o valor ideal?

Na imagem, vemos uma mulher escrevendo em um quadro branco, representando como calcular a margem de contribuição.

Margem de contribuição é a diferença entre o preço de venda e os custos variáveis associados à produção de um bem ou serviço. Na prática, é o valor ou percentual que sobra para gerar lucro depois de cobrir os custos associados ao negócio.


Para muitas empresas, o desafio para o crescimento sustentável está em aumentar a margem de contribuição. Por isso, à medida que um negócio cresce, é comum gestores de negócio e empreendedores encararem a seguinte pergunta: como manter a lucratividade em constante ascensão?

Neste artigo, vamos explicar em detalhes o conceito de margem de contribuição e por que ele é essencial para aquelas que buscam o crescimento. Além disso, veremos como calcular esse indicador e estratégias práticas para melhorar este indicador. Vamos lá?

Crie sua loja virtual e venda pela internet
Crie sua loja virtual e venda pela internet pelo seu computador

O que é margem de contribuição?

A margem de contribuição representa a diferença entre o preço de venda de um produto e os custos associados à sua produção e fornecimento. Em outras palavras, é o valor ou percentual que sobra depois de cobrir as despesas fixas e variáveis para gerar lucro.

Você pode calcular a margem em relação ao seu faturamento como um todo ou em relação a produtos específicos, como vamos explicar a seguir. Mas, independentemente da escolha, será preciso ter muita clareza sobre o faturamento, os custos fixos e os custos variáveis.

💡 Saiba mais: O que é CMV e como calcular o Custo de Mercadorias Vendidas?

👉 Ferramenta grátis: Calculadora de margem de lucro

O que é margem de contribuição unitária?

A margem de contribuição unitária revela quanto cada unidade vendida contribui para cobrir as despesas fixas e gerar lucro. Este valor é essencial para identificar produtos mais rentáveis e ajustar a estratégia de precificação.

Por que calcular a margem de contribuição?

A margem de contribuição desempenha um papel vital no planejamento financeiro empresarial e na definição de metas de um negócio. Além disso, auxilia a definir o volume mínimo de vendas necessário para cobrir as despesas fixas e alcançar o tão desejado lucro.

Para negócios que vendem produtos físicos, especialmente, esse indicador ajuda a calcular descontos de forma estratégica e a compreender quais produtos ou serviços são os mais lucrativos para a empresa.

Já para empresas novas no mercado, a margem de contribuição é fundamental para calcular um dos principais indicadores financeiros de um novo negócio: o ponto de equilíbrio. Ou seja, o momento em que a empresa deixa de ter prejuízo e começa a gerar lucro.

💡 Saiba mais: 9 dicas para criar uma campanha de descontos

Como calcular a margem de contribuição?

Para calcular a margem de contribuição, basta aplicar uma fórmula simples:

  • Margem de Contribuição = Faturamento – Custos Variáveis

O faturamento é o valor total obtido com a venda de produtos ou serviços em um período específico. Os custos variáveis, por outro lado, são os gastos associados diretamente à produção ou venda desses produtos ou serviços e podem variar de acordo com o volume de vendas a cada mês.

Exemplo de como calcular a margem de contribuição

Para ilustrar este cálculo, vamos considerar um exemplo fictício.

Suponha que sua empresa venda um produto por R$ 100,00 no e-commerce. Considere que, desse valor, R$ 60,00 são os custos variáveis por unidade — como o custo do frete e as taxas de pagamento com cartão de crédito, por exemplo.

Para calcular a margem de contribuição deste produto, basta subtrair os custos variáveis do faturamento. Veja como fica o cálculo neste caso:

  • Margem de Contribuição = R$ 100 (Faturamento) – R$ 60 (Custos Variáveis) = R$ 40

Portanto, a margem para esse produto específico é de R$ 40. Mas, além de calcular os valores absolutos, é interessante calcular o índice de margem de contribuição, que vamos explicar a seguir.

O que é índice de margem de contribuição (IMC)?

O índice de margem de contribuição é uma variação da margem de contribuição que expressa essa métrica como uma porcentagem em relação ao faturamento. Essa representação é valiosa porque permite entender o percentual da receita disponível para cobrir os custos da empresa ou de um produto.

Para calcular o índice de margem de contribuição, utilize a seguinte fórmula:

  • Índice de Margem de Contribuição (%) = (Margem de Contribuição / Faturamento) x 100

Por exemplo, se a margem de contribuição de um produto for de R$ 40 e o faturamento for de R$ 100, o índice de margem de contribuição será:

  • Índice de Margem de Contribuição (%) = (R$ 40/ R$ 100) x 100 = 40%

Isso significa que a margem de contribuição para esse produto representa 40% do faturamento total.

💡 Saiba mais: Qual o limite de faturamento MEI?

Qual é a margem de contribuição ideal?

A margem de contribuição ideal pode variar de acordo com o nicho de mercado, a complexidade do negócio e os canais de venda.

Em empresas do comércio, por exemplo, uma margem de contribuição entre 15% a 20% é considerada satisfatória. Já na indústria, o ideal é estar na faixa de 8% a 12%, enquanto empresas de serviços podem almejar margens entre 20% a 30%.

Mas, lembre-se: a saúde financeira da sua empresa não está necessariamente comprometida se os seus números estiverem abaixo desses valores ideais. O contexto, a concorrência, a estratégia de mercado e como você faz a gestão financeira do negócio é que irá determinar se a margem de contribuição é aceitável.

Crie sua loja virtual e venda pela internet
Crie sua loja virtual e venda pela internet pelo seu computador

Como aumentar a margem de contribuição?

Existem várias estratégias que você pode adotar para melhorar a margem de contribuição. Aqui estão três abordagens essenciais:

1. Fazer ajustes de preços

A margem de contribuição pode ser otimizada por meio de um reajuste de preço dos produtos ou serviços. Isso não significa necessariamente aumentar os valores. Em alguns casos, pode ser vantajoso reduzi-los para aumentar o volume de vendas.

Mas claro, é válido reavaliar sua precificação de tempos em tempos para que seus preços acompanhem fornecedores, custos variáveis e a inflação. Nesse caso, fazer uma análise de concorrência e entender as dinâmicas de mercado pode ajudar a tomar decisões informadas sobre os preços.

📈 Confira a planilha: Planilha de precificação gratuita

2. Reduzir custos e despesas variáveis

A redução de custos e despesas variáveis é outra maneira eficaz de melhorar a margem de contribuição. Você pode fazer isso negociando com fornecedores para obter melhores preços em mercadorias, ferramentas e taxas de serviços.

Além disso, é importante fazer um bom planejamento tributário para garantir que seu negócio está no regime mais vantajoso para reduzir a incidência de impostos.

💡 Saiba mais: Como escolher bons fornecedores?

3. Reduzir custos e despesas fixos

Reduzir custos e despesas fixos também pode aliviar a meta de margem de contribuição. Isso envolve identificar áreas onde é possível reduzir ou minimizar gastos.

Por exemplo, você pode mapear se é possível economizar nas contas de consumo, terceirizar determinadas atividades, negociar dívidas e buscar alternativas para reduzir tarifas bancárias que podem estar inflando a sua lista de despesas.

🎓 Curso grátis Curso de gestão financeira grátis para e-commerce

Tudo entendido sobre a margem de contribuição?

Ao longo deste artigo, vimos que a margem de contribuição desempenha um papel fundamental na gestão financeira de empresas. Ela oferece informações valiosas para tomar decisões estratégicas sobre preços, produtos e despesas.

Se você vende no e-commerce, vale a pena rever seus fornecedores e ferramentas. A Nuvemshop, por exemplo, se destaca como a plataforma de e-commerce ideal para empresas que desejam melhorar sua margem de contribuição, com excelente custo-benefício.

Se sua loja tem alto volume de vendas, te convidamos a conhecer a Nuvemshop Next, plataforma que oferece funcionalidades robustas, aplicativos gratuitos e um gerente de contas estratégico para acompanhar suas vendas e indicar melhorias para aumentar seus lucros. Incrível, não?

Mas, se você ainda não vende online, pode criar a sua loja virtual grátis e dar o primeiro para o seu negócio ainda hoje. É rápido, fácil e você não precisa de conhecimentos técnicos para começar a vender e lucrar! 💙

Aqui você encontra:
Perguntas frequentes sobre margem de contribuição

A margem de contribuição representa a diferença entre o preço de venda de um produto ou serviço e seus custos variáveis. Em outras palavras, é o valor que contribui para cobrir os custos fixos e variáveis e gerar lucro para a empresa.

A fórmula básica é: Margem de Contribuição = Faturamento – Custos Variáveis. Nesse caso, o faturamento é o valor total obtido com a venda, enquanto os custos são os gastos associados diretamente à produção ou venda do produto ou serviço.

No comércio, a margem de contribuição fica entre 15% a 20%. Na indústria, o ideal é estar na faixa de 8% a 12%, enquanto empresas de serviços podem almejar margens entre 20% a 30%.

Faça como +100 mil lojas e
crie a sua Nuvemshop

Criar loja grátis
Crie a sua loja na Nuvemshop

Nosso site utiliza cookies para te proporcionar uma melhor experiência. Ao acessar o site da Nuvemshop, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Cookies