O que é CMV e como calcular o Custo de Mercadorias Vendidas?

Por: Nuvemshop

Close da mão do empreendedor calculando o CMV com uma calculadora em frente ao notebook

Cuidar das finanças da empresa é uma das tarefas mais complexas no dia a dia do empreendedor. Na gestão financeira, é fundamental entender o que é CMV para calcular corretamente os custos envolvidos na venda de produtos.

Vamos imaginar a seguinte situação: você tem uma empresa que comercializa roupas e sapatos, mas a fabricação não é própria, e a sua função é apenas revender. Toda vez que alguém faz um pedido, o valor recebido pelo produto não corresponde ao lucro total da venda, pois é preciso descontar todas as despesas de compra e armazenamento do item.

É aí que entra o CMV, na contabilidade e nas finanças, para ajudar a mensurar o custo direto da venda dos produtos e chegar ao lucro da empresa.

Se você quer entender mais sobre o funcionamento desse cálculo e como essas despesas podem influenciar no financeiro da sua empresa, é melhor acompanhar nossas dicas e colocar tudo na ponta do lápis.

Continue lendo e domine mais esse indicador financeiro 💰

Crie sua loja virtual e venda pela internet
Crie sua loja virtual e venda pela internet pelo seu computador

O que é CMV?

O CMV, ou Custo de Mercadorias Vendidas, é um indicador importante para calcular o lucro bruto de uma operação. Com ele, é possível calcular não apenas o valor para aquisição de um produto, mas sim todo o investimento no estoque.

Basicamente, ele permite mensurar todos os custos necessários para a produção ou compra de mercadorias — ou até mesmo serviços — até o momento da venda ao consumidor.

Esses gastos levam em consideração todo o volume do estoque da sua empresa e te ajudam a entender se ainda faz sentido investir em um determinado produto. Isso é fundamental porque muitos empreendedores não percebem que estoque parado significa prejuízo, pois custa caro manter os produtos armazenados por muito tempo.

Além disso, o cálculo do CMV permite que todos os valores sejam analisados e que você consiga entender quanto recebeu após a venda de um produto, já deduzindo os custos diretos. E é muito mais fácil manter o planejamento financeiro em dia quando se tem o controle de todos os gastos que você teve ao longo do mês, não é mesmo?

👉 Planilha grátis: Arquivo pronto para calcular seu CMV

Para que serve o CMV?

Além de saber o que é CMV, é preciso entender qual a sua utilidade. Ele é essencial para que você consiga mensurar o lucro bruto da sua empresa e saber quanto é investido em cada produto que é vendido.

No caso, lucro bruto é o valor de venda do produto após as deduções dos gastos diretos com sua fabricação, compra ou armazenamento. Já o lucro líquido é o ganho real da empresa após a dedução de todos os custos fixos e variáveis (impostos, comissões, folha de salários, aluguel etc.).

Além disso, o CMV é uma peça-chave para o cálculo do balanço anual contábil.

Quando você for investir em algum produto novo ou insumos para a fabricação, usar o CMV também pode te ajudar a negociar prazos de pagamento com fornecedores e até mesmo tentar um desconto ao comprar uma quantidade maior do que a planejada inicialmente.

Veja alguns benefícios desse cálculo para o seu negócio:

Melhora o controle de estoque

Ao realizar o balanço contábil e calcular o CMV, você pode rever todas as estratégias utilizadas anteriormente e registrar quanto tempo os seus produtos ficaram no estoque sem uso — o que consequentemente gerou gastos para a sua empresa.

Quem vende produtos físicos, geralmente, tem um espaço para deixar a mercadoria. Logo, controlar esse estoque vai te ajudar a entender o que precisa ser reposto ou o que está faltando, e assim evitar gastos extras com itens que você já possui.

O primeiro passo para essa organização é fazer o registro de todos os itens que chegaram e saíram com as datas, horários e quantidades. Isso vai permitir a criação de um fluxo de cadastro que deve ser atualizado, de forma manual ou automática, semanalmente, diariamente ou sempre que houver alguma mudança.

Esse tipo de ação, também faz com que você consiga, junto com a área de marketing, planejar descontos e promoções do tipo “queima de estoque” quando há muitos produtos parados sem demanda.

Mantém valores sempre atualizados

Ao manter os seus registros de custos atualizados com o CMV, você sempre terá um panorama confiável das suas finanças. Assim, você pode identificar um gasto excessivo a tempo de corrigir o problema e evitar impactos no seu lucro, por exemplo.

💡 Saiba mais: 7 dicas para organizar suas finanças

Evita prejuízos

Se você vende produtos perecíveis, provavelmente já deve ter passado por alguma situação em que alguns itens estragaram após muito tempo armazenados. Ao ter o controle do estoque e do CMV, você consegue planejar melhor a compra dos fornecedores e limitar o tempo de armazenamento conforme a validade do produto.

Agiliza processos

Usar indicadores financeiros também é uma forma de ter processos claros e ágeis na sua rotina. Não importa se você irá usar um sistema de gestão ou fazer tudo de forma manual através de planilhas: o importante é estabelecer normas e envolver toda a equipe.

Ao programar as suas compras com base no CMV, você consegue criar um calendário das datas em que cada item será adquirido e combiná-lo com as projeções de vendas. Assim, é possível gerenciar melhor seu estoque e garantir um giro mais eficiente.

Qual é a fórmula do CMV?

A fórmula do CMV depende do tipo de inventário do estoque utilizado, ou seja, varia de acordo com o modelo de registro dos produtos. Conheça os dois tipos de inventário disponíveis:

  • Inventário periódico: sabe aquele relatório de estoque feito semanalmente ou mensalmente? Esse é um processo simples que varia de acordo com a contagem de cada produto e é muito usado em PMEs;
  • Inventário permanente: nesse caso, o controle de entradas e saídas do estoque é feito continuamente e deixa a sua empresa mais organizada, pois essas informações ficam à disposição a qualquer momento .

Além disso, o inventário também possui duas unidades de medidas diferentes, sendo a primeira por saldo monetário, que serve para medir ativos do estoque, e a segunda por mercadoria, que é útil para a contagem.

Com esses modelos em mente, podemos analisar a fórmula do CMV:

CMV = estoque inicial + compras adicionais – estoque final

  • Estoque inicial (EI): o valor que existe no início da operação e engloba todos os produtos que ainda não foram expostos para venda e seu custo de armazenamento;
  • Compras adicionais (C): é a inclusão de todas as despesas extras no estoque, tais como mão de obra, aluguel, energia elétrica ou qualquer gasto com produção;
  • Estoque final (EF): são todos os produtos que permanecem no estoque e seus respectivos custos.

👉 Planilha grátis: Modelo de controle de estoque

Como calcular o CMV?

Um ponto importante a ser observado antes de aprender como calcular o CMV são os tipos de custos existentes: o direto e indireto. Os custos diretos são aqueles que usamos para a mão de obra, comissões e matéria prima, já os indiretos são os utilitários de limpeza, materiais de escritório, aluguel e todos os gastos cruciais para o funcionamento do processo.

Com isso em mente, vamos aos principais cálculos do indicador.

CMV por produto

A partir dessa fórmula, você pode calcular o custo direto de cada produto individualmente. Basta encontrar o Estoque Inicial de cada grupo, identificar quanto investiu em compras e armazenamento e completar com o Estoque Final.

CMV por faturamento

Outra forma de calcular o custo é sobre o valor do faturamento. Nessa situação, ele serve para encontrar a média de custos sobre o total de notas fiscais emitidas.

Depois, o resultado é aplicado em todos os produtos que foram vendidos.

Exemplo prático de cálculo do CMV

Pense no seguinte cálculo: você está considerando o custo total de mercadorias que foram vendidas, e você determinou que os custos do estoque no início do ano eram de R$200 mil, com um total de R$300 mil em compras e um custo do estoque de R$50 mil. Usando a fórmula dos bens vendidos, temos:

  • CMV = estoque inicial + compras adicionais – estoque final;
  • CMV = R$200.000,00 + R$300.000,00 – R$50.000,00;
  • CMV = R$500.000 – R$ 50.000 = R$450.000;
  • CMV = R$450.000.

Ou seja, nesse exemplo, o custo total das mercadorias vendidas foi de R$450 mil.

Quais são as despesas que não entram no cálculo?

Existem algumas informações que não incidem sobre o CMV, e é importante saber distinguir quais são para que as contas não sejam feitas de maneira errada e impliquem em problemas futuros. Veja alguns exemplos:

  • Impostos como PIS, COFINS e ICMS;
  • Qualquer despesa administrativa fixa como energia elétrica, internet, aluguel ou plano de telefone;
  • Despesas com frete;
  • Juros sobre empréstimos realizados;
  • Despesas relacionadas a vendas.

💡 Saiba mais: Quais os principais impostos do e-commerce?

Resumo

Agora que você domina o indicador CMV, ficou mais fácil calcular os custos dos seus produtos em estoque e manter a saúde financeira do seu negócio.

Antes de começar seus cálculos, confira o resumo do artigo:

O que é CMV?

O CMV é a sigla para Custo da Mercadoria Vendida: um indicador que mostra quanto foi gasto para a produção e/ou armazenamento de um produto. Ele é importante para que a empresa consiga calcular e dimensionar o lucro bruto de suas operações.

Para que serve o CMV?

  • Melhora o controle de estoque;
  • Mantém os valores sempre atualizados;
  • Evita prejuízos;
  • Agiliza processos.

Qual é a fórmula do CMV?

CMV = estoque inicial + compras adicionais – estoque final

Como calcular o CMV?

  • CMV por produto;
  • CMV por faturamento.

Agora que você já sabe o que é CMV e como calcular, invista em uma plataforma de e-commerce que pensa no seu sucesso e pode te ajudar a crescer. Teste a Nuvemshop por 30 dias de forma gratuita!

Aqui você encontra:

Faça como +90 mil lojas e
crie a sua Nuvemshop

Testar 30 dias grátis
Crie a sua loja na Nuvemshop

Quer mudar de vida vendendo pela internet?

Crie agora sua loja virtual com a Nuvemshop e venda de maneira profissional.

Criar minha loja

Nosso site utiliza cookies para te proporcionar uma melhor experiência. Ao acessar o site da Nuvemshop, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Cookies