O que é SEO on page e como aplicá-lo a um site?

Por: Victoria Salemi
O que é SEO on page e como aplicá-lo a um site?

Aqui você encontra:

Como uma pessoa preocupada com sua estratégia digital, é provável que você esteja familiarizado com o termo SEO. Mas você sabe o que é SEO on page?

Se ainda não conhece esse termo e qual o impacto dele sobre seu site, não tem problema. Ao longo deste artigo, vamos entender o que é isso, qual a diferença entre SEO on page e off page e como aplicar as devidas otimizações ao seu site. Então, está pronto para começar?

O que é SEO on page?

O SEO on page diz respeito a todas as otimizações para os mecanismos de busca que você realiza em suas próprias páginas, dentro do seu site.

Isso significa que as técnicas de SEO mais conhecidas, como planejamento e aplicação de palavras-chave, utilização de meta title e meta descrições etc, são de SEO on page. Inclusive, elas são o primeiro passo para quem quer otimizar um site para aparecer entre os principais resultados do Google.

Mais adiante, vamos nos aprofundar em dicas para aplicá-las. 😉

Qual a diferença entre SEO on page e off page?

Assim como as ações de otimização que você realiza em seu próprio site, existem outras que você pode realizar no ambiente externo ao seu domínio em busca de um melhor posicionamento orgânico no Google. Essa é a principal diferença entre o SEO on page e off page.

Algumas das principais otimizações off page são:

  • Link building: estratégia de geração de links naturais (ou seja, sem esquemas de compra ou troca de links) apontando para seu domínio;
  • Menções de marca: citação do seu site por meio do trabalho de relações públicas e assessoria de imprensa;
  • Promoção de seu conteúdo: compartilhamento de suas páginas em redes sociais e e-mail marketing.

Caso queira se aprofundar na estratégia de SEO off page, confira nosso artigo especial sobre o tema:


Saiba mais...

10 dicas de otimização de SEO para suas páginas

Agora que já entendemos a diferença entre SEO on page e off page, hora de conhecer como empregar essa técnica em seu site. Afinal, ela é o primeiro passo para que você possa otimizar suas páginas!

1. Planeje e empregue palavras-chave no conteúdo

Em primeiro lugar, é importante fazer um planejamento de palavras-chave que você vai empregar em cada página do seu site (saberemos exatamente em que campos nas próximas dicas). É importante selecionar uma keyword principal para cada conteúdo, para que eles não concorram entre si quando um usuário fizer uma pesquisa por aquele termo no Google.

Na hora de fazer seu planejamento, você deve usar algumas das ferramentas de SEO que oferecem essa funcionalidade e observar o volume de buscas por cada palavra-chave e a concorrência para ficar bem posicionado em uma pesquisa pelo termo.

Além disso, confira as sugestões apresentadas pela ferramenta que você utiliza, pois elas costumam apontar para as formas como os usuários estão buscando por aqueles assuntos.

Uma ótima opção gratuita é o Planejador de palavras-chave do Google. Para aprender como usá-lo, confira o artigo:


Saiba mais...

2. Faça metatags

As metatags são informações que você insere em sua página, mas que não aparecem exatamente em seu corpo, mas indicam como ela aparecerá em um resultado do Google. Vamos conhecer cada uma delas:

Meta title (ou título SEO)

O meta title (ou título SEO) é o título que será lido pelo Google na hora que ele identifica sobre o que fala cada página disponível na internet. No resultado de pesquisa, é esse título que aparece, da seguinte forma:

Captura de tela de um resultado do Google, evidenciando o título SEO

No seu meta title, você deve:

  • Incluir a palavra-chave, de preferência logo no início;
  • Limitar-se a 55 caracteres;
  • Tornar o título atrativo para que as pessoas cliquem no seu resultado.

Meta descrição

Logo abaixo do meta title na página de resultados do Google, aparece a meta descrição, como na imagem que vimos no tópico anterior. Nela, você deve incluir um pequeno texto com informações sobre o que a pessoa vai encontrar na página.

Para a meta descrição, as boas práticas são:

  • Incluir a palavra-chave de forma natural;
  • Limitar-se a 145 caracteres (isso costuma dar uma média de duas frases);
  • Incluir uma CTA (call to action, ou chamada para ação) no fim, incitando a pessoa a clicar;
  • Fornecer apenas informações verdadeiras sobre o que a pessoa pode encontrar no conteúdo.

3. Crie URLs amigáveis

Assim como outros campos em texto, o Google é capaz de fazer a leitura das URLs de cada página. Por isso, é importante que você também as utilize para indicar do que se trata aquele endereço para o buscador.

Para tal, é importante criar URLs amigáveis, ou seja, que sejam legíveis tanto pelo Google quanto pelo usuário. Além disso, uma boa prática é a de incluir a palavra-chave no endereço da página.

Por exemplo, se você tem uma página de um tênis Keds branco (e essa é sua palavra-chave) em seu e-commerce, a URL deve indicar isso. Vejamos dois exemplos:

  • URL amigável: www.seudominio.com.br/tenis/feminino/keds-branco
  • URL não-amigável: www.seudominio.com.br/product125i646x

4. Otimize suas imagens para SEO

Outro ponto de otimização de SEO on page diz respeito às imagens que você carrega em seu site.

Em primeiro lugar, como o Google não é capaz de ler fotos e vídeos, você deve incluir informações sobre elas em texto nos seguintes campos:

  • Nome do arquivo: deve conter a palavra-chave principal da página, vir separada por hífens e não conter símbolos. Exemplo: tenis-keds-branco.jpg;
  • Alt text (ou texto alternativo): uma breve descrição do que há na imagem, incluindo a palavra-chave;
  • Legenda: quando necessário, inclua uma legenda que complemente a imagem e contenha sinônimos da palavra-chave.

Ademais, para otimizar o tempo de carregamento das páginas, tornar as imagens mais leves vai ajudar. Para isso, existem ferramentas online e gratuitas para diminuir o tamanho do arquivo sem que a foto perca qualidade. Algumas delas são o TinyJPG e o Squoosh.

5. Use headings (subtítulos)

Os headings (ou subtítulos) também são elementos que auxiliam o Google a entender o assunto de uma página. Esses subtítulos são numerados em ordem de importância, de modo que temos H1, H2, H3 e assim por diante.

Por exemplo, aqui neste texto, “10 dicas de otimização de SEO para suas páginas” é um H2 e cada uma das dicas listadas é um H3, pois são um sub-tópico dentro deste H2.

É importante também usar as palavras-chave nesses subtítulos, porém sempre de forma natural, sem ficar forçando sua repetição, ok?

6. Foque na linkagem interna

Pensando no SEO on page, a inserção de links internos, ou seja, do seu próprio site, é importante para que o Google consiga identificar a relação entre os conteúdos. Desse modo, os robôs do buscador conseguem navegar mais facilmente entre as páginas e a velocidade de indexação no Google aumenta.

Indexar significa que a página consta no diretório do mecanismo de buscas e pode ser exibido quando um usuário fizer uma pesquisa sobre aquele tema.

Para facilitar a identificação do Google, é importante que você insira os links para páginas que façam sentido no contexto e em palavras que indiquem sobre o que é aquele link. O termo onde o hiperlink é inserido é conhecido como texto-âncora.

Inclusive, para que vejamos um exemplo na prática, notou como eu inseri um link sobre a palavra “texto-âncora” ali em cima? Essa escolha foi feita porque aquele hiperlink direciona a um texto do blog da Nuvemshop sobre esse assunto. 😉

Assim como os links internos, os externos também ajudam o Google a se situar em relação ao assunto do conteúdo da sua página, por meio dessas outras referências.

Novamente, é fundamental que esses links tenham sentido no lugar em que estão sendo inseridos. Por exemplo, quando citamos aqui no texto as ferramentas para compressão de imagem, incluí links externos para seus respectivos sites, pois, naquele contexto, era cabível.

8. Preste atenção à qualidade da sua página

O funcionamento do Google é muito focado em indicar páginas que apresentem o que os usuários querem saber. Nesse sentido, uma página com bom conteúdo é aquela que traz informações completas, seja em um artigo ou a respeito de produtos que estão sendo vendidos, por exemplo.

Ao selecionar suas palavras-chave, leve em consideração a intenção de busca das pessoas. Para confirmar qual o intuito de uma pesquisa, você pode fazer a busca pelo termo que está querendo empregar e observar que tipos de resultado o Google apresenta. Esse será um bom indicativo do que uma página com boa qualidade deve ter.

9. Melhore a velocidade de carregamento do seu site

Outro aspecto do SEO on page que você pode otimizar é a velocidade de carregamento das páginas do seu site. Esse fator é importante para o Google na hora de avaliar quais resultados vai exibir nas primeiras posições, uma vez que o buscador tem grande preocupação em oferecer uma experiência positiva aos usuários.

Mas como saber se suas páginas estão carregando a uma boa velocidade? O próprio Google possui uma ferramenta gratuita para medir o tempo de carregamento e apontar soluções a serem trabalhadas, o PageSpeed Insights. Para saber tudo sobre ela, confira:

10. Crie um arquivo sitemap.xml

Mais uma forma para otimizar o SEO on page é por meio do envio do arquivo de sitemap.xml. Esse documento lista todas as páginas de um site e mostra para o Google quais devem ser indexadas — e, portanto, se tornam elegíveis para serem apresentadas nos resultados de busca.

O documento do sitemap pode ser gerado por meio de ferramentas automatizadas e deve ser enviado por meio do Google Search Console. Todavia, lembre-se de conferir o arquivo gerado e, caso não tenha experiência com isso, peça ajuda a alguém que conheça o recurso, certo?

Caso você queira se aprofundar em todos os aspectos do SEO para e-commerce, confira nosso guia supercompleto acerca do tema:


Saiba mais...

Entendido?

Tudo certo sobre o SEO on page? Lembre-se de que esse é o primeiro passo para que seu site possa ficar bem posicionado entre os resultados do Google.

Mas não se engane, é preciso muito trabalho e paciência, pois essa é uma estratégia que começa a ter resultados de médio a longo prazo, ok? De toda forma, não desista, pois ela pode impulsionar o tráfego em seu site!

Quer vender pela internet com um site otimizado para SEO? Crie sua loja virtual e tenha 30 dias grátis para testar a plataforma da Nuvemshop. É rápido, fácil e sem a necessidade de conhecimentos técnicos! 💙

Faça como +60mil lojas e
crie a sua Nuvemshop

Testar 30 dias grátis
Crie a sua loja na Nuvemshop

Sabemos que migrar sua loja não é uma decisão simples.

Descubra os benefícios e facilidades que a Nuvemshop oferece exclusivamente para migrações.

Saiba mais sobre a migração