Como elaborar uma carta de vendas?

Por: Victoria Salemi

Imagem mostrando um envelope ilustrando a carta de vendas

Carta de vendas é uma estratégia utilizada para converter leads em clientes. Ela é um elemento de mala direta utilizada na última etapa do funil de vendas para convencer o potencial consumidor a fechar negócio. Antigamente, eram realmente cartas que chegavam pelos Correios, mas hoje podem ser feitas por e-mail, sites ou landing pages.


Você já ouviu a expressão “carta na manga”? De forma geral, ela significa ter uma alternativa ou um plano B a ser utilizado diante de uma necessidade para conquistar o resultado almejado.

Se você tem uma loja virtual, sabe que um dos maiores desafios é aumentar as vendas e manter o negócio em constante crescimento, não é mesmo? Para isso, existem diversas estratégias para convencer seus leads, ou seja, seus potenciais clientes a, de fato, comprarem de você.

Mesmo que talvez não conheça o conceito, com certeza você já deve ter recebido cartas de vendas. Elas nada mais são que um instrumento em uma estratégia de marketing de conteúdo baseado em técnicas de copywriting para transformar consumidores indecisos em compradores.

Se você quer aprender como elaborar uma carta de vendas, separe seu bloco de notas e continue a leitura. Vamos lá? 📝

Crie sua loja virtual e venda pela internet
Crie sua loja virtual e venda pela internet pelo seu computador

O que é carta de vendas?

Carta de vendas é um elemento de mala direta, ou seja, uma ação de marketing que envia pacotes físicos para a casa de potenciais clientes com o objetivo de convencê-los a finalizar uma compra.

Antigamente, eram enviadas cartas por Correios ou transportadoras, mas com o passar dos anos e o avanço da tecnologia, hoje em dia, é comum receber essas ofertas por e-mail marketing ou por meio de sites, artigos de blog e landing pages.

A carta de vendas é utilizada, normalmente, na última etapa do funil de vendas — o fundo de funil. Ou seja, naquele momento em que falta pouco para o lead se transformar em cliente. Ela é baseada em técnicas de persuasão conhecidas como copywriting.

Essa escrita é composta por diversos argumentos persuasivos e gatilhos mentais para convencer o potencial consumidor a realizar uma ação e, no caso, por meio da carta de vendas adquirir um novo produto ou serviço.

💡Saiba mais: Guia completo de vendas: tudo o que você precisa saber para vender mais

Quando utilizar uma carta de vendas?

As cartas de vendas são utilizadas, geralmente, no último estágio da jornada do cliente. Ou seja, na etapa de decisão de compra, quando os prospects já demonstraram claro interesse em comprar seu produto ou serviço.

Esse é o momento em que o time de marketing repassa as oportunidades de negócio para o time de vendas e eles assumem a comunicação com o lead a partir de então.

Quem está no fundo do funil já conhece um pouco mais sobre a sua marca e o que você vende, por isso, os argumentos de vendas para esses leads devem ser mais persuasivos e capazes de quebrar qualquer objeção de compra que possa surgir.

O consumidor sempre é o foco, dessa forma, tente mostrar que a sua solução é a melhor disponível no mercado para suprir as necessidades e resolver os problemas dele. A carta de vendas é uma forma direta de você não só apresentar a sua empresa e seus benefícios, mas fazer uma proposta formal para o seu futuro cliente.

Lembre-se: ela precisa ser empática e, ao mesmo tempo clara e sucinta para que o lead saiba, exatamente, o que fazer após recebê-la.

💡Saiba mais: Guia de vendas: tudo que você precisa para vender mais

Como elaborar uma carta de vendas?

Agora que você já sabe o que é uma carta de vendas, chegou a hora de conhecer como construir uma.

Confira boas práticas para elaborar uma argumentação persuasiva e mais assertiva para aumentar sua taxa de conversão. Veja:

1. Conheça o seu potencial cliente

Ter clareza sobre qual é o seu público-alvo e quem é a sua buyer persona é fundamental para obter sucesso em qualquer ação de marketing digital.

Ao conhecer seus leads, você tem mais oportunidades de convencê-los a fechar negócio. Afinal, você tem o histórico de interações que ele teve com a sua marca, além de características de consumo e comportamento.

Use isso a seu favor na hora de elaborar a sua carta de vendas e lembre-se de que seu prospect ainda não está totalmente convencido a comprar de você, por isso, esclareça as dúvidas existentes e garanta que a sua solução é a correta para ele.

2. Escolha a melhor abordagem de vendas

Pense que o lead já passou por todos os estágios da jornada de compra e está prestes a fechar o negócio, ele só precisa de um empurrãozinho.

No entanto, nesse momento, qualquer equívoco ou erro de comunicação pode ser determinante para impactar no resultado. Por isso, estude qual abordagem é mais apropriada para convencer cada um dos leads, analise o histórico de interações deles com a sua marca, use uma linguagem amigável e não esqueça de escutar o consumidor.

3. Resolva todas as objeções dos seus leads

É normal que na última etapa de vendas o lead ainda tenha algumas objeções para fechar negócio. Dessa forma, conhecer os principais obstáculos dos consumidores é importante para estar preparado para quebrá-los.

Realizar uma pesquisa de satisfação e entrevistar seus clientes é uma ótima alternativa para ter clareza de possíveis contradições que podem aparecer no momento final da compra.

Crie sua loja virtual e venda pela internet
Crie sua loja virtual e venda pela internet pelo seu computador

4. Faça storytelling

Storytelling nada mais é que contar histórias para envolver e engajar pessoas por meio de conteúdos capazes de prender a atenção e despertar emoções.

Quando você utiliza essa estratégia para atrair clientes, você gera leads mais engajados e identificados com a sua marca. Com isso, é mais fácil convertê-los em vendas e fidelizá-los.

💡Saiba mais: 7 melhores estratégias sobre como fidelizar clientes

5. Capriche no copywriting

O copy que você vai utilizar em sua carta de vendas é o que vai determinar se terá sucesso ou não. Script de venda ou templates prontos podem até ajudar você em certos momentos como documentos de apoio, mas é importante que seu time comercial saiba usar as palavras certas, na hora certa.

Confira algumas dicas para criar um bom copy:

  • Evite frases longas, pois elas acabam ficando confusas;
  • Faça um título chamativo e que desperte o interesse do usuário;
  • Estruture seu texto com intertítulos, negritos e bullet points para melhorar a escaneabilidade;
  • Foque em resolver a dor do prospect e esclarecer possíveis dúvidas existentes;
  • Cuide de sua linguagem e entonação na hora da abordagem de vendas.

6. Use um CTA que chame a atenção do seu prospect

CTA ou call-to-action significa “chamada para ação”, em tradução livre. A técnica é utilizada para chamar a atenção de um usuário para realizar uma determinada ação.

Ela normalmente está atrelada a um link, podendo ser um botão ou banner, com um visual de destaque e utiliza termos no imperativo, como “compre agora”.

Em uma carta de vendas é importante que você defina a CTA que, de fato, seja clara, direta e que vá guiar o lead para a ação desejada. E lembre-se: pode ser a sua última cartada para transformar seus prospects em clientes.

7. Defina o meio de entrega

Como já falamos, a mala direta não é mais tão usada como antigamente. Hoje em dia, as empresas preferem adotar estratégias em seus canais digitais como e-mail, blog, redes sociais e site de vendas.

No entanto, aqui o segredo é estudar o seu nicho de mercado e conhecer a sua persona. Visto que, pode ser que você trabalhe com um público mais conservador que ainda não se sente seguro para receber cartas de vendas.

Por que é importante escrever uma carta de vendas?

A carta de vendas é um dos elementos mais importantes em sua estratégia de conversão de clientes. Ela pode ser considerada quase que um vendedor online que está disponível 24 horas por dia 7 dias por semana.

Por isso, a carta de vendas é utilizada em um momento da jornada de compra em que o lead está mais inclinado a fechar negócio. Quando bem escrita e programada, é possível fechar vendas a todo momento sem precisar de um vendedor 100% dedicado.

Além disso, pense que se caso a carta de vendas não for o suficiente para o lead comprar naquele momento, pode ser um incentivo para que ele solicite um contato com a sua empresa para tentar uma negociação futuramente.

Resumo

Esperamos que, ao longo deste artigo, após entender o que é uma carta de vendas e como criá-la, você consiga elaborar as melhores estratégias de marketing de conteúdo para atrair clientes.

Antes de ir embora, veja um resumo rápido do artigo:

O que é carta de vendas?

Carta de vendas é uma estratégia utilizada para converter leads em clientes. Ela é um elemento de mala direta utilizada na última etapa do funil de vendas para convencer o potencial consumidor a fechar negócio.

Como elaborar uma carta de vendas?

  1. Conheça o seu potencial cliente
  2. Escolha a melhor abordagem de vendas
  3. Resolva todas as objeções dos seus leads
  4. Faça storytelling
  5. Capriche no copywriting
  6. Use um CTA que chame a atenção do seu prospect
  7. Defina o meio de entrega

E, se você ainda não vende, mas deseja vender pela internet, te convido a fazer um teste de 30 dias gratuitos na plataforma da Nuvemshop e começar a montar sua própria loja virtual. É fácil, rápido e sem a necessidade de conhecimentos técnicos! 💙

Aqui você encontra:

Faça como +90 mil lojas e
crie a sua Nuvemshop

Testar 30 dias grátis
Crie a sua loja na Nuvemshop

Quer mudar de vida vendendo pela internet?

Crie agora sua loja virtual com a Nuvemshop e venda de maneira profissional.

Criar minha loja

Nosso site utiliza cookies para te proporcionar uma melhor experiência. Ao acessar o site da Nuvemshop, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Cookies