Storytelling: como contar histórias no Instagram

Como fazer storytelling no Instagram

Qual a maior lição que você aprendeu na infância?

Com certeza uma cena veio à sua mente. E, junto com ela, um “filme”. Isso porque nós aprendemos tudo a partir de pequenas narrativas, sequências de eventos que vamos ouvindo ou vivenciando aqui e ali…

E não só experiências reais podem nos ensinar algo. Gerações inteiras de pais e avós se dedicaram a inventar e reinventar contos de fada e fábulas para mostrar às crianças o certo e o errado, o bom e o ruim. Por algum motivo, essa prática de contar histórias acabou sendo esquecida nos últimos anos. Mas os especialistas em marketing afirmam que você deve retomá-la.

O que é storytelling?

A tradução livre da expressão em inglês é bem esclarecedora e pouco pretensiosa: storytelling significa “contagem de histórias”. Trata-se da nova aposta do marketing de relacionamento: compartilhar a jornada do seu negócio com o público, pouco a pouco, a fim de reforçar a sua proposta e destacá-la em meio à concorrência.

Mas calma, não precisa dividir tudo. O segredo é saber selecionar os momentos que realmente representam a identidade da sua marca e torná-los acessíveis a qualquer um que deseje saber um pouco mais: uma mudança no ambiente de trabalho, um prêmio, uma nova estratégia. Problemas e crises internas ficam de lado, ok?

Outro foco da sua narrativa pode ser a própria linha de produtos. A Cuplover, marca brasileira embasada no conceito de slow fashion (consumo consciente), lançou um vídeo especial para contextualizar sua nova coleção. Confira:

Como investir nisso?

A questão principal de quem deseja começar a fazer storytelling é: por que sua história merece ser contada?

Veja bem, o Instagram e as mídias em geral estão cheios de perfis publicando todo tipo de narrativa (e você não quer ser mais do mesmo). Dedique-se a revisitar a caminhada do seu empreendimento e reconhecer nela elementos que despertem o interesse do público. Por exemplo:

  • Personagens complexos: mostre um pouco da personalidade de cada um dos envolvidos no projeto da empresa.
  • Conflitos: empreender não é fácil. Compartilhe alguns dos principais desafios e obstáculos já superados, e tudo o que sua equipe precisou fazer para chegar até onde está.
  • Desejos: qual é a ambição da sua marca? Qual a missão dela, o resultado final que espera entregar ao mundo? Deixe a resposta clara.

Explore os seus pontos fortes e tudo o que torna a sua história única. Depois de reunir algumas ideias, pense em imagens que podem representá-las e publique-as ocasionalmente em seu Instagram, mesclando-as com as postagens comuns.

Inspire-se com bons exemplos

Para ilustrar melhor o que estamos falando, separei alguns exemplos reais de marcas que souberam contar histórias a partir de simples publicações no Instagram.

A Netflix, para divulgar sua nova série Girl Boss, apresentou um pouco da protagonista e os aspectos mais marcantes de sua personalidade:

Sophia não é tão boa em seguir regras, mas é ótima em conseguir o que quer. #GIRLBOSS já está disponível. ??

Uma publicação compartilhada por Netflix Brasil (@netflixbrasil) em

A Dove atrelou a criação de um novo produto a uma reflexão sobre a vida: “experimentar coisas novas é animador, mas às vezes não queremos deixar de lado nossos velhos favoritos”.

E, em uma publicação sobre sua campanha Real Beleza, quis criticar a ideia de que toda mulher precisa ser feminina. Então convidou uma consumidora para contar sua história: “meu marido diz: ‘você é meu garoto’, de uma forma carinhosa. Olhe para dentro e tire a sua beleza dali.”

Já a Nike, em vez de dividir sua própria trajetória, resolveu relembrar a de Cristiano Ronaldo – uma figura já conhecida e associada à marca: “ninguém acreditou que um garoto de Madeira chegaria às estrelas. Exceto o garoto de Madeira.”

O Spotify levou o conceito de storytelling bem a sério: lançou no Instagram uma categoria dedicada especialmente a contar a história de algumas músicas famosas que estão na plataforma:

HISTÓRIA DA MÚSICA: Iron Maiden, “Fear of the Dark” O ano era 1992 – e o @ironmaiden tinha acabado de levar uma rasteira: o guitarrista Adrian Smith resolveu se mandar da banda. Estava cansado das longas turnês e incomodado com a direção que as coisas estavam seguindo na pré-produção do próximo disco, “No Prayer for the Dying”, de 1990. Ele foi substituído rapidinho pelo veterano Janick Gers, mas… A baixa foi sentida: “No Prayer for the Dying” caiu mal pra uma boa parte dos fãs (nenhuma das músicas aparece entre as mais ouvidas do Iron no Spotify hoje). Eles precisavam de uma guinada. E aí veio “Fear of the Dark”, o nono disco do Iron Maiden, que foi lançado em 11 de maio de 1992 – exatamente 25 anos atrás. “Fear of the Dark” veio com várias mudanças na sonoridade e nos temas das músicas. Deu certo? Deu. O disco foi direto pro #1 na Inglaterra. E, até hoje, a faixa-título é a segunda mais ouvida do Iron no Spotify, com quase 55 milhões de streams – o que, fazendo as contas, equivale a mais de 700 anos tocando, sem parar. Redescubra “Fear of the Dark” agora no Spotify.

Uma publicação compartilhada por Spotify Brasil (@spotifybrasil) em

A Starbucks, por sua vez, aproveitou uma cena imaginada a partir de um de seus produtos: “como uma brisa da manhã em uma praia…me refrescando com um flamingo e meus óculos de sol…carregando uma cesta de limões e cocos frescos.”

E até a Barbie, em seu perfil oficial no Instagram, compartilhou o lançamento de seu livro através de uma pequena narrativa: “Notícia quente! Meu novo livro A Arte de @barbiestyle, publicado por @assouline, chegou oficialmente! Estou em New York essa semana para começar meu book tour e celebrar com todos os nossos amigos e colaboradores! Estaremos visitando mais cidades e compartilhando mais informações ao longo do caminho, então fique ligado! Será um marco.”

Gostou?

Conhecendo os desafios e as conquistas da sua marca, seus consumidores se sentirão muito mais próximos e terão uma facilidade maior de se identificar com a sua cultura. Fortalecendo esse vínculo, eles também se animarão a fazer parte da história. Aposte no storytelling e veja o que a estratégia pode fazer por você!

Ainda não aproveita as vantagens de vender pela internet? Então, sinta-se convidado também a experimentar a Nuvem Shop por 15 dias grátis.


O que você achou desse conteúdo?


Luane Silvestre

Integra a equipe de conteúdo da Nuvem Shop e, como era de se esperar, adora escrever e não dispensa um bom café. É técnica em Informática, licenciada em Letras e especialista em Marketing - e tenta juntar tudo isso por aqui.


storytelling-como-contar-histrias-no-instagram