Tudo sobre gateway de pagamento: o que é, como funciona e as melhores opções do mercado

Por: Giovanna Ghirardello

Imagem mostrando uma mulher fazendo uma compra pela internet.

Gateway de pagamento é o sistema responsável por conectar e transferir dados de forma rápida e segura entre um usuário e instituições financeiras, como bancos, operadoras de cartão e fintechs no ambiente virtual.


Vender pela internet exige que você conte com as melhores ferramentas para garantir transações financeiras mais ágeis e seguras para o seu cliente. Nesse sentido, contar com uma boa opção de gateway de pagamento torna-se fundamental para a sua loja virtual.

Neste artigo, vamos te contar tudo sobre esse tipo de plataforma: o que é o gateway de pagamento, como ele funciona no mercado digital, quais são as principais vantagens e as opções disponíveis no mercado.

Portanto, prepare-se e venha tirar suas dúvidas sobre este assunto superimportante para quem quer investir em um e-commerce! 😊

O que é gateway de pagamento?

Gateway de pagamento é o sistema responsável por conectar e transferir — de forma rápida e segura — os dados entre um usuário e instituições financeiras (bancos, operadoras de cartão, fintechs etc) no ambiente virtual.

Entre os pilares de uma loja virtual, o gateway é um dos mais importantes. Isso porque, para que um cliente possa comprar em um site, é indispensável dispor de uma plataforma que permita o pagamento no ato da compra.

Além disso, o gateway permite que o lojista ofereça diversos meios de pagamento para seus clientes, como cartão de crédito e débito, boleto e Pix. Para entender como os consumidores preferem pagar por suas compras, confira nossa pesquisa completa sobre os meios de pagamento e métodos de checkout preferidos dos clientes:

O que faz um gateway de pagamento?

Sabe quando você entra em uma loja virtual, coloca os seus produtos no carrinho de compras e, ao final, seleciona a forma que deseja pagar? É exatamente nesta etapa em que o gateway de pagamento entra em ação.

O sistema garante que, por meio dos dados fornecidos pelo usuário, o valor referente à compra seja enviado à instituição financeira escolhida pelo lojista. Dessa forma, o vendedor recebe os valores de acordo com os prazos e condições estabelecidas pelo banco ou operadora que ele optou.

Em resumo, o gateway de pagamento irá permitir que o comprador selecione a forma como deseja pagar (cartão de crédito, boleto bancário, débito em conta etc) e fará a retenção do valor da compra. Assim, esta quantia será enviada para a conta do vendedor de forma prática e segura.

Durante o processo, após o cliente escolher a forma de pagamento, a loja se comunica com as instituições financeiras para validar a veracidade das informações disponibilizadas para fazer o checkout da loja virtual. O banco (ou a bandeira do cartão) também confere se há saldo disponível para concluir a transação e, então, envia para o gateway a confirmação da compra.

Por último, em poucos segundos, o consumidor recebe a mensagem de que o pagamento foi aprovado.
Veja um resumo visual de como funciona um gateway de pagamento:

Infográfico mostra o passo a passo de como funciona um gateway de pagamento.

 

Como escolher um gateway de pagamento: quais aspectos considerar?

Antes de contratar um gateway de pagamento para o seu e-commerce, é importante levar em consideração algumas questões. A parte que envolve as transações financeiras feitas em sua loja virtual precisa ser cuidadosamente planejada. Isso porque, para que os compradores confiem seus dados bancários, é necessário garantir um ambiente seguro.

Para isso, certifique-se de que o gateway de pagamento que você escolher disponha dos seguintes atributos:

1. Sistema de alta segurança

É primordial que as transações sejam realizadas em um ambiente de extrema segurança, tanto para sua loja quanto para os dados de seus clientes. Um bom gateway de pagamento precisa dispor de um sistema de criptografia dos dados para evitar a exposição e o vazamento de informações privadas.

2. Bom suporte e atendimento

Por tratar-se de um sistema online, alguns imprevistos podem acontecer eventualmente. Portanto, é primordial poder contar com um time de atendimento preparado para te ajudar.

3. Estabilidade

Por fim, escolha trabalhar com um sistema que garanta estabilidade. Já que, sem o gateway de pagamento funcionando adequadamente, seus clientes não poderão comprar em sua loja.

💡 Saiba mais: O que é pagamento online e por que utilizá-lo

Crie sua loja virtual e venda pela internet
Crie sua loja virtual e venda pela internet pelo seu computador

Para qual tipo de negócio o gateway de pagamento é uma boa opção?

Entendendo o que é o gateway de pagamento, como ele funciona e o que é preciso considerar na hora de escolher um para a sua empresa, é possível definir para quais tipos de negócio essa ferramenta pode ser útil.

Antes, porém, vale ressaltar que, diferentemente dos intermediadores de pagamento (como veremos mais adiante), com o gateway, o lojista é o responsável por todas as transações financeiras do seu e-commerce.

Além disso, em casos de chargeback — onde o cliente pede o estorno na compra feita pelo cartão de crédito —, também é o próprio empreendedor quem deve arcar com o prejuízo de não receber o pagamento e não ter o produto devolvido para o estoque.

Portanto, quando nos perguntamos para qual tipo de negócio o gateway é uma boa opção, a melhor resposta seria a seguinte: para lojas virtuais que estão dispostas a assumir tais riscos em troca de ter mais controle sobre a gestão financeira do seu negócio, sem a necessidade de terceirizar um serviço de pagamento online.

Para esses casos, pensando na segurança e sustentabilidade do próprio negócio, é necessário contratar separadamente um sistema antifraude e outro de análise de riscos.

5 vantagens ao utilizar um gateway de pagamento

Caso você entenda que o gateway de pagamento é a opção ideal para a sua loja virtual, confira a seguir as principais vantagens de trabalhar com esse sistema.

1. Redução de custos

Com um gateway de pagamento, algumas despesas referentes a taxas administrativas são reduzidas. Isso porque, com este sistema, sua loja estará ligada diretamente às instituições financeiras, sem a necessidade do processamento de uma terceira empresa.

Com isso, os custos por cada transação são menores, assim como o tempo de processamento dos pagamentos.

2. Conexão direta com bancos e operadoras

Conforme comentado anteriormente, com o gateway de pagamento, sua loja é conectada diretamente aos bancos e operadoras que você escolher. Desta forma, todo o processo de pagamento acontece de forma mais prática e rápida.

3. Autonomia e independência

Com esse sistema, você tem mais liberdade para definir as condições de pagamento que serão praticadas em sua loja virtual. Por exemplo: quais cartões de crédito e débito aceitar, número de parcelas permitidas etc.

Além disso, essa autonomia também garante mais agilidade às transações financeiras realizadas dentro do seu e-commerce.

4. Segurança

Os gateways de pagamento atuam de acordo com as normas do PCI DSS (Payment Card Industry Data Security Standard) — em tradução livre, padrão de segurança de dados para a indústria de cartões de pagamento.

Esse conselho define as regras para garantir que todas as transações realizadas no ambiente virtual sejam feitas com segurança. Portanto, esses sistemas garantem a proteção dos dados da sua loja e dos seus clientes.

5. Integração com sistemas

O gateway de pagamento também proporciona a vantagem de oferecer integração com outras ferramentas, como o sistema de proteção de fraude, que analisa as informações durante o processo de uma transação e decide se aquela transação será aprovada ou não.

3 melhores gateways de pagamento do mercado

No mercado digital, há uma grande diversidade de sistemas de pagamento, cabe entender qual opção oferece mais benefícios ao seu negócio. Para ajudar nessa comparação, separamos os quatro principais serviços em atividade no e-commerce. Confira na sequência:

1. Braspag

A Braspag faz parte do grupo Cielo e é um dos principais gateways de pagamento do mercado. Trabalhando atualmente com 23 bandeiras diferentes de cartões de crédito do mundo e 32 bancos, a empresa atende grandes companhias como Adidas, Dell e Ambev.

Dentre os principais benefícios da plataforma, estão checkout transparente para lojas virtuais, sistema de notificação antifraude e automação dos processos de pagamento de forma rápida e eficiente.

2. CobreDireto

O CobreDireto é um gateway de pagamentos online do grupo UOL. O sistema integra sua loja virtual com as principais instituições financeiras do mercado, permitindo que você receba pagamentos de seus clientes por meio de cartões de crédito e débito, boleto etc.

Os valores recebidos pelas vendas em sua loja são transferidos diretamente para a conta bancária da sua loja virtual, sem a necessidade de realizar saques ou pagar por operações de depósito.

3. Pagar.me

O Pagar.me é um gateway de pagamento supercompleto e com integração automatizada com diversas plataformas de e-commerce. Sua tecnologia permite pagamentos via cartão de crédito, boleto bancário, transferência de valores entre contas, Pix, integração com a função Wallet do Apple Pay, entre outros.

Um diferencial competitivo desse gateway é a retentativa de pagamentos. Isso significa que, caso um pagamento não seja aprovado, o sistema recorre a outras operadoras ou bancos para uma nova tentativa. Além disso, há a funcionalidade de multiadquirência, com a qual o lojista pode escolher com quais adquirentes deseja trabalhar, tendo liberdade para negociar taxas mais competitivas para o próprio negócio.

💡 Saiba mais: Como funcionam os meios de pagamento para e-commerce?

O que é o intermediador de pagamentos?

O intermediador (ou subadquirente), no geral, oferece as mesmas funções do gateway de pagamento, a diferença está na gestão dos processos online. Porém, com algumas vantagens competitivas, o intermediador tira do colo do lojista certas responsabilidades junto às instituições bancárias.

Dentre os serviços oferecidos pelo intermediador de pagamento, destacam-se os seguintes:

  • Integração direta e automatizada com lojas virtuais e marketplaces;
  • Monitoramento antifraude;
  • Taxas negociadas com bancos e operadoras de cartões.

💡 Saiba mais: O que são e como funcionam os meios de pagamento online?

Nesta relação, o intermediador é responsável por todas as transações, retendo os valores das compras e concentrando-os em sua conta. Diferente do gateway, caso você queira enviar estes valores para uma conta bancária, será necessário transferi-los do seu intermediador para a instituição que deseja.

Em resumo, o intermediador de pagamento irá mediar as transações entre sua loja virtual e as instituições financeiras. Além disso, para garantir todos os benefícios oferecidos pelo serviço, é necessário desembolsar valores em taxas e comissões por vendas realizadas.

💡 Saiba mais: Nuvem Pago: conheça a ferramenta de pagamentos da Nuvemshop

5 vantagens ao utilizar um intermediador de pagamentos

Agora que você entendeu o que é um intermediador de pagamentos, chegou a hora de conhecer as vantagens de optar por uma ferramenta desse tipo. Veja abaixo!

1. Facilidade na implementação

Como o sistema do intermediador de pagamentos está em um ambiente externo ao e-commerce, ele garante mais facilidade de acesso e navegabilidade dentro da sua loja virtual. Além disso, essa solução pode ser integrada a várias soluções que otimizam os processos do seu negócio.

2. Segurança nas transações

Tanto para o consumidor quanto para a empresa, as compras se tornam mais seguras. Isso porque, ao ativar o sistema antifraude do intermediador de pagamentos, é possível detectar compras simultâneas e valores duvidosos.

Além disso, o código de verificação do cartão de crédito é solicitado todas às vezes, independentemente dele já estar salvo ou não na plataforma.

3. Redução de despesas

Ao oferecer um sistema de pagamento mais amplo — que inclui recursos antifraude e não exige que você negocie diretamente com cada operadora ou instituição financeira —, com o intermediador de pagamentos é possível observar uma redução nas despesas gerais do seu negócio.

4. Facilidade nas cobranças

A facilidade nas cobranças pontuais e recorrentes também é uma vantagem quando se utiliza um intermediador de pagamentos, uma vez que tudo é feito pelo sistema responsável por isso. Dessa maneira, esta é uma solução eficiente contra a inadimplência e conta com recursos que otimizam as cobranças do seu negócio.

5. Menos riscos para o negócio

Com o sistema antifraude e de análise de riscos já integrado ao intermediador de pagamentos, o empreendedor tem menos preocupações com o comportamento do consumidor e com possíveis ações fraudulentas.

Assim, o tempo e o esforço podem ser redirecionados para ações mais estratégicas, como o aumento das vendas e o planejamento de divulgações.

Quais as diferenças entre gateway de pagamento e intermediador de pagamento?

Como você viu nos tópicos anteriores, existem algumas diferenças pontuais entre o gateway e o intermediador de pagamento. Basicamente, enquanto o primeiro presta um serviço financeiro similar a um banco, o segundo é um sistema que assume a responsabilidade e os riscos pela cobrança na sua loja virtual.

Para deixar tudo mais claro, veja abaixo quais são esses principais pontos de divergência:

Responsabilidade nas integrações com instituições e operadoras

  • Gateway de pagamento: responsabilidade do lojista, com mais autonomia para escolher as melhores formas de pagamento para o negócio, mas suscetível a ações fraudulentas;
  • Intermediador de pagamento: responsabilidade do sistema de intermediação, com menos autonomia nos processos, mas garantir de que todas as vendas serão recebidas.

Ambiente e checkout de pagamento

  • Gateway de pagamento: checkout e pagamento são realizados dentro do ambiente da própria loja virtual, agilizando o processo;
  • Intermediador de pagamento: checkout e finalização da compra são feitos em uma página externa ao site, garantindo mais segurança ao lojista.

Taxas

  • Gateway de pagamento: cabe ao empresário negociar e conseguir as melhores taxas na relação com as instituições financeiras e operadoras de cartão;
  • Intermediador de pagamento: como tem uma maior rede de contatos, consegue oferecer taxas mais baixas aos seus clientes.

Vale a pena usar um gateway de pagamento?

A resposta para esta pergunta vai depender do seu negócio e como ele se encontra no mercado. Um gateway de pagamento irá te oferecer uma experiência automatizada para pagamentos e, do ponto de vista logístico e comercial, isso é ótimo.

No entanto, esse modelo pode fazer mais sentido para marcas já consolidadas no mercado. Isso porque, com o gateway de pagamento, na perspectiva do consumidor, o pagamento é feito diretamente para sua loja.

Já com um intermediador, como o Mercado Pago, por exemplo, o cliente entenderá que os valores serão processados por esta empresa e posteriormente enviados à sua conta.

Este fator acaba ajudando na confiança do cliente em relação ao seu e-commerce. Portanto, para novos ou pequenos negócios, o ideal é utilizar um intermediador de pagamento, assim, você tem a oportunidade de conquistar a confiança do seu público-alvo.

Agora, se estivermos falando sobre grandes negócios online que buscam por soluções mais independentes e menos burocráticas, sem dúvidas o gateway de pagamento é a escolha certa.

Crie sua loja virtual e venda pela internet
Crie sua loja virtual e venda pela internet pelo seu computador

Tudo certo sobre gateway de pagamento?

O gateway de pagamento pode trazer uma série de benefícios para a sua loja virtual. No entanto, entender se a ferramenta é o caminho ideal para o seu negócio é um passo crucial para garantir que você faça a escolha certa.

Espero que, com este artigo, você possa estudar qual serviço pode ser mais vantajoso para você.

E, se você ainda não vende online e está buscando uma plataforma completa e segura, o que acha de fazer um teste gratuito com a Nuvemshop por 30 dias? Conte com a gente para potencializar sua história de sucesso. 💙

Aqui você encontra:

Perguntas frequentes

Gateway de pagamento é o sistema responsável por conectar e transferir — de forma rápida e segura — os dados entre um usuário e instituições financeiras (bancos, operadoras de cartão, fintechs etc) no ambiente virtual. Ele garante que o valor referente à compra seja enviado à instituição financeira selecionada pelo lojista. Dessa forma, o vendedor recebe os valores de acordo com os prazos e condições estabelecidas pelo banco ou operadora que ele escolheu.

Considere fatores como:

  • Sistema de alta segurança;
  • Bom suporte e atendimento;
  • Processos de chargeback bem alinhados;
  • Estabilidade.
 

  1. Braspag;
  2. CobreDireto;
  3. Pagar.me.

O intermediador, no geral, oferece as mesmas funções do gateway de pagamento, mas tira do colo do lojista certas responsabilidades junto às instituições bancárias.

  • Responsabilidade nas integrações com instituições e operadoras;
  • Ambiente e checkout de pagamento;
  • Taxas.

Faça como +90 mil lojas e
crie a sua Nuvemshop

Testar 30 dias grátis
Crie a sua loja na Nuvemshop

Vantagens e economia desde o primeiro dia

Faça as contas e veja com seus próprios olhos. Migrar para o Nuvemshop Next significa reduzir custos e melhorar a performance do seu negócio.

Fale com um especialista

Nosso site utiliza cookies para te proporcionar uma melhor experiência. Ao acessar o site da Nuvemshop, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Cookies