O que faz um web designer no e-commerce e como trabalhar na área

Por: Marcos Paiva

profissional cadeirante busca oportunidades de trabalho para ecommerce web designer no computador

Além de uma boa estrutura, todo site precisa de um visual atrativo para seus usuários, certo? É por esse motivo que o web designer no e-commerce faz toda a diferença.

Esse profissional é responsável pela criação de layouts de páginas, aplicativos, banners, landing pages, e-mails marketing e vários outros elementos essenciais em uma loja virtual. Além disso, ele cuida da aplicação da marca, das cores e outros aspectos da identidade visual do negócio.

Se você atua na área, este artigo mostra como ser um web designer no e-commerce e onde encontrar oportunidades de trabalho. E, se você quer contratar um desses profissionais para sua loja virtual, também vale a pena continuar a leitura. Vamos lá? 👀

Crie sua loja virtual e venda pela internet
Crie sua loja virtual e venda pela internet pelo seu computador

Qual a função do web designer de e-commerce?

O web designer de e-commerce é o profissional responsável pelo desenvolvimento e criação de interfaces de um site de vendas. No caso, interface é a tela por meio da qual o usuário interage com a página, que contém ícones, links, imagens, textos e outros elementos gráficos.

Em outras palavras, o web designer de e-commerce cria toda a parte visual do site, permitindo que os consumidores comprem na loja virtual intuitivamente. Para isso, ele combina conhecimentos em design gráfico e programação.

Logo, ele é responsável pela criação das páginas do site ou aplicativo e também de landing pages, e-mails marketing, banners, entre outras peças online. Além disso, o web designer complementa sua atuação com as seguintes funções:

  • Colaboração com a arquitetura da informação dos projetos, conforme as necessidades da plataforma;
  • Estudo da paleta de cores da empresa para aplicações estratégicas;
  • Análise de aplicação da marca, cores, fontes e outros elementos da identidade visual da empresa;
  • Elaboração de mapas de navegação para orientar o trabalho dos desenvolvedores.

💡 Saiba mais: 11 melhores sites para trabalhar como designer freelancer

Qual a diferença entre web designer e desenvolvedor web?

Enquanto o web designer cria layouts para sites e aplicativos, o desenvolvedor web constrói as páginas com base no desenho criado utilizando a codificação. Dessa forma, a imagem projetada pelo designer ganha vida no site por meio de links, formulários e outros elementos de programação que permitem a interação do usuário com a página.

Para isso, o desenvolvedor utiliza linguagens web como JavaScript, Python e PHP. No entanto, é comum que os web designers também dominem, no mínimo, as linguagens HTML e CSS, que permitem a construção de páginas em diversas plataformas.

Devido ao uso de códigos no trabalho de web design, suas atribuições também se combinam às do desenvolvedor front-end em muitas empresas. No caso, front-end diz respeito à estruturação da parte visual do site, incluindo botões, menus, carrossel, links, imagens, vídeos, etc.

Qual a importância do web designer para o e-commerce?

O web designer é indispensável para a criação de lojas virtuais e materiais online relacionados a esse tipo de negócio. Ao contratar um profissional dessa área, o empreendedor consegue:

  • Garantir um site pensado para favorecer a experiência do usuário, considerando aspectos como usabilidade, acessibilidade e escaneabilidade;
  • Construir um site com design responsivo, ou seja, que se adapta a qualquer tipo de tela e dispositivo móvel;
  • Ter um visual atrativo em seu site para transmitir profissionalismo aos clientes;
  • Estruturar os layouts de modo que fique mais fácil atender aos requisitos de SEO (Search Engine Optimization, ou, em português, otimização para mecanismos de busca);
  • Criar materiais essenciais para estratégias de marketing digital como banners, e-mails marketing, landing pages, telas de aplicativos, etc.

Quanto ganha um web designer de e-commerce?

De acordo com o site Glassdoor, o salário médio de um web designer em contrato fixo no Brasil é de R$ 2.674. A remuneração mais baixa listada é de R$ 2 mil, enquanto a mais alta chega aos R$ 5 mil.

No entanto, essa é apenas uma base para contratos do tipo CLT. Como freelancer, um web designer de e-commerce pode faturar muito mais atendendo diferentes empresas e projetos.

Como está o mercado de trabalho para web designer de e-commerce?

O mercado de trabalho para o web designer de e-commerce está aquecido devido ao crescimento das vendas online. Em 2021, por exemplo, o comércio eletrônico cresceu 27% e atingiu um faturamento de R$ 161 bilhões, segundo dados da Neotrust.

Com o aumento do número de lojas virtuais, cresce também a demanda por profissionais especializados na criação de layouts para a internet. Logo, não faltam vagas para designers de páginas, banners, e-mails marketing, sites, etc.

No entanto, é preciso ter atenção ao buscar trabalho, pois a nomenclatura da profissão vem mudando. Hoje, muitas empresas contratam desenvolvedores front-end, web developers e UX/UI designers em vez de web designers.

Daí a importância de acompanhar as mudanças desse mercado e se atualizar continuamente. Para atuar na área, é imprescindível ter noções de desenvolvimento front-end em linguagens como CSS, HTML e Javascript, além de entender de experiência do usuário e arquitetura da informação.

5 sites para trabalhar como web designer de e-commerce

Se você quer trabalhar como web designer de e-commerce, chegou ao artigo certo, pois reunimos aqui os melhores sites para conseguir vagas fixas e trabalhos freelancer. Confira nossa seleção:

1. Programa de Especialistas Nuvemshop

página inicial do Programa de Especialistas Nuvemshop com o oportunidades de ecommerce web design

Se você trabalha como web designer para e-commerce, o Programa de Especialistas Nuvemshop é perfeito para encontrar oportunidades na maior plataforma de e-commerce da América Latina, a Nuvemshop. Ao se tornar um especialista, você terá seu trabalho recomendado para milhares de lojistas e ainda terá direito aos seguintes benefícios:

  • Comissão vitalícia de 20% sobre o valor da mensalidade de cada loja criada ou migrada para a Nuvemshop;
  • Apoio total da equipe Nuvemshop, com direito a treinamentos, documentações, ferramentas e atendimento especializado;
  • Acesso aos layouts e integrações profissionais da Nuvemshop, que permitem o desenvolvimento de projetos robustos e customizados do zero;
  • Acesso a uma comunidade de Especialistas que se apoiam, compartilham conhecimento e geram oportunidades de negócios entre si.

Lembrando que quanto mais ativo você for no Programa de Especialistas, maior será a visibilidade do seu perfil e mais oportunidades surgirão na plataforma! E o melhor: ao contrário dos outros sites que veremos ao longo do artigo, você não paga nada para participar.

Além disso, você ainda tem acesso a uma série de treinamentos e dicas para aproveitar melhor nosso sistema e criar layouts personalizados para seus clientes.

👉 Confira: Materiais para web designers e desenvolvedores front end

2. 99designs

página inicial do site 99 designs

A 99designs se apresenta como a maior plataforma criativa de design gráfico do planeta, focada em conectar designers freelancers talentosos a empreendedores. O site já intermediou mais de 444 mil projetos e conta com uma comunidade global de profissionais.

O cadastro como freelancer é gratuito, mas o site cobra um valor de apresentação de US$ 100 no início de cada projeto fechado com um novo cliente. Além disso, é recolhida uma taxa de plataforma que varia conforme o nível do designer, sendo:

  • Nível Top: taxa da plataforma de 5%;
  • Nível Médio: taxa da plataforma de 10%;
  • Nível Inicial: taxa da plataforma de 15%.

3. DesignCrowd

A DesignCrowd é outra plataforma global de freelancers que oferece oportunidades de trabalho para web designers. Por meio do site, disponível apenas em inglês, é possível se candidatar para projetos de sites e apps, landing pages, peças para redes sociais e muito mais.

A criação da conta é gratuita, mas a plataforma cobra uma comissão fixa de 15% sobre todos os pagamentos que os designers recebem. Os meios de pagamento aceitos pelo site são Payoneer e PayPal.

4. Workana

Página inicial do Workana

O Workana é outro site de freelancers brasileiro com muitas oportunidades para web designers. No caso, a maioria dos contratantes são startups e PMEs (pequenas e médias empresas), além de pessoas físicas com projetos pessoais.

Da mesma forma que em outras plataformas, o cadastro de freelancer e as propostas são gratuitas. No entanto, o profissional paga uma comissão à plataforma que reduz proporcionalmente à medida que a relação com o cliente avança.

No primeiro trabalho fechado, a porcentagem cobrada é de 20%. Quando o cliente paga mais de US$ 300 por um trabalho, a taxa cai para 10% e, após a superação dos US$ 3 mil ganhos no site, cai para 5%.

5. Revelo

Página inicial da Revelo

A Revelo é uma plataforma de recrutamento online com várias oportunidades de trabalho com contratação fixa para web designers. Para começar a concorrer às vagas, é só criar um perfil gratuito e importar as informações do seu currículo ou LinkedIn.

Um dos diferenciais do site é o suporte profissional oferecido aos candidatos. Ao se cadastrar, você recebe dicas de especialistas e até treinamento para entrevistas.

Mais de 20 mil empresas contratam pela plataforma, incluindo marcas como Itaú, Natura, Vivo, Ambev e Globo. Além disso, se você for contratado e completar três meses no novo emprego, ainda ganha um bônus de R$ 100.

Pronto para atuar no e-commerce como web designer?

Esperamos que trabalhar no e-commerce como web designer tenha se tornado um caminho mais claro para você. Então, vá à luta e aproveite todas as oportunidades que esse mercado oferece!

Pronto para entrar para o Programa de Especialistas Nuvemshop e conseguir muitos trabalhos? Então, aproveite e faça o seu cadastro na rede de especialistas da maior plataforma de e-commerce do Brasil! 💙

Aqui você encontra:

Perguntas frequentes sobre ecommerce web designer

O web designer de ecommerce é o profissional responsável pelo desenvolvimento e criação de interfaces de um site de vendas. No caso, interface é a tela por meio da qual o usuário interage com a página, que contém ícones, links, imagens, textos e outros elementos gráficos.

De acordo com o site Glassdoor, o salário médio de um web designer em contrato fixo no Brasil é de R$ 2.674. A remuneração mais baixa listada é de R$ 2 mil, enquanto a mais alta chega aos R$ 5 mil.

  1. Programa de Especialistas Nuvemshop;
  2. 99designs;
  3. DesignCrowd;
  4. Workana;
  5. Revelo.

Faça como +90 mil lojas e
crie a sua Nuvemshop

Testar 30 dias grátis
Crie a sua loja na Nuvemshop

Quer mais oportunidades como web designer?

Participe do Programa de Especialistas Nuvemshop e comece uma jornada de sucesso.

Faça seu cadastro

Nosso site utiliza cookies para te proporcionar uma melhor experiência. Ao acessar o site da Nuvemshop, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Cookies