Como anunciar no Google: o que você precisa saber para começar

Por: Victoria Salemi

Imagem de ícone de aplicativo do Google em smartphone, representando como anunciar no Google

Aqui você encontra:

Para aqueles que se perguntam sobre como anunciar no Google, a plataforma de anúncios da empresa é o Google Ads (antigo AdWords). Qualquer um pode criar uma conta gratuita e gerenciar suas campanhas — pelas quais é necessário pagar à medida que recebam cliques ou visualizações.


Se você está conectado à internet, certamente já fez uma pesquisa no Google. Por esse motivo, o buscador está tão atrelado às estratégias de marketing digital. Nesse sentido, todo empreendedor em algum momento já se perguntou: “como anunciar no Google”?

Caso esse seja seu caso, ao longo dos próximos tópicos vamos conhecer as possibilidades para anunciar sua empresa no Google — inclusive, com formas gratuitas para figurar entre os resultados.

Tem interesse no assunto? Então, acompanhe a leitura!

Como anunciar no Google?

Para anunciar no Google, é necessário criar campanhas por meio do Google Ads (chamado anteriormente de Google Adwords). A ferramenta permite que os anúncios sejam criados e exibidos no Google, em diversos sites, no YouTube, no Google Shopping e também no Maps.

Existem diversos formatos, em que nos aprofundaremos adiante, mas todos permitem que os anúncios sejam exibidos para o público que você escolher. Independentemente do tipo de campanha escolhida, em todas, o passo a passo é o seguinte:

1. Definir o objetivo da campanha

Quando você vai criar uma campanha de anúncios, o primeiro passo é definir qual o seu objetivo com aquela ação. Entre os principais, estão o aumento de tráfego em seu site, crescer o número de visitas a sua loja física e receber mais ligações.

Também é possível determinar como objetivo alguma ação específica em seu site, como um cadastro, por exemplo.

2. Decidir os usuários que verão os anúncios de acordo com a localidade

Em seguida, é hora de segmentar sua campanha geograficamente. Isso significa limitar seus anúncios para que apareçam apenas para quem estiver em locais estratégicos para sua marca.

Quer um exemplo? Se você tem um e-commerce que só faz entregas no estado de São Paulo, será que vale a pena que seus anúncios sejam exibidos para um morador de Manaus, no Amazonas?

💡 Saiba mais: O que é e-commerce?

3. Criar os anúncios

Depois de delimitar a segmentação, hora de colocar a mão na massa e, de fato, criar seus anúncios. Essa etapa vai variar de acordo com o tipo de anúncio escolhido, mas, para todos eles, você terá campos a preencher com título, descrições e URL a que o usuário será levado quando clicar.

O Google Ads tem um funcionamento bem interessante, por meio do qual você cria grupos de anúncios, com pequenas variações entre cada peça. Na hora de exibi-los, o buscador vai variando para entender quais atraem mais a atenção do público, de modo a maximizar seus retornos.

4. Definir o orçamento

Agora que os anúncios já estão prontos, você deve definir o orçamento da campanha. À medida que preenche os dados, o próprio Google já faz uma previsão de quais serão os resultados obtidos com aquele investimento.

Ao determinar quanto pretende gastar antecipadamente, você evita que os gastos sejam maiores do que você pretendia.

Na hora de definir o orçamento, é perguntado sobre qual é o gasto diário médio que deseja ter. Caso tenha definido um valor mensal para gastar com seus anúncios, você deve dividi-lo por 30,4 (média de dias por mês, considerando a variação) para chegar ao valor diário. Portanto:

  • Orçamento diário médio = Orçamento do mês / 30,4

Ter esse valor definido não garante que todos os dias será gasta essa quantia exata. Todavia, o Google Ads faz uma compensação para que, ao final do mês, o valor máximo não seja ultrapassado. Por exemplo, se um dia o gasto foi o dobro do orçamento diário, nos outros, ele será menor.

5. Publicar os anúncios

Por fim, é chegada a hora de publicar os anúncios. Sempre que alguém inicia uma campanha, ela é avaliada pelo Google para garantir que ela esteja em conformidade com suas políticas. De acordo com o buscador, a análise é feita em até um dia útil.

Algumas boas práticas para que seus anúncios sejam aprovados são:

  • Não usar símbolos (como pontos de exclamação) e palavras com todas as letras maiúsculas para chamar a atenção do usuário;
  • Prometer apenas aquilo que suas ofertas e produtos cumprem;
  • Escrever de forma persuasiva, mas natural, sem excessos de espaços ou repetições excessivas de alguma palavra;
  • Não usar linguagem imprópria ou ofensiva;
  • Usar superlativos (melhor, número 1, maior etc) apenas quando seus produtos ou serviços tiverem o aval de terceiros, como de prêmios ou publicações especializadas.

Caso queira se aprofundar no funcionamento do Google Ads, confira:


Saiba mais...

Quais são os formatos de anúncio no Google?

Agora que vimos o processo para a criação de anúncios no Google Ads, hora de conhecer os diferentes tipos de anúncio que podem ser criados:

1. Rede de pesquisa

Os anúncios de rede de pesquisa são aqueles exibidos em texto, no início ou no fim da página de resultados do Google, também conhecidos como links patrocinados. Eles sempre são indicados pela palavra “anúncio” ao lado, conforme a imagem abaixo mostra:

Captura de tela com exemplo de rede de pesquisa, uma forma como anunciar no Google

Eles são planejados a partir de palavras-chave pelas quais o público costuma procurar. Você pode definir um grupo de keywords para as quais seu anúncio deve ser exibido.

Essa definição deve ser feita a partir do Planejador de palavras-chave do próprio Google Ads. Por meio dessa ferramenta, você poderá consultar o volume de buscas, o custo médio por cada termo e sugestões de palavras-chave relacionadas.

Uma funcionalidade interessante para esta etapa, é a de usar palavras-chaves negativas. Esses são termos para os quais você não quer que seus anúncios sejam exibidos de forma alguma. É uma boa ideia lançar mão delas quando algum termo parecido, com certeza, não vai te trazer retornos.

Em um exemplo bastante exagerado, digamos que você definiu em sua campanha para a venda de camisetas a palavra “manga longa”. Pode ser uma boa ideia negativar a palavra “manga palmer”, pois alguém buscando a variedade fruta dificilmente estará buscando uma blusinha naquele momento, certo?

Quais anúncios da rede de pesquisa são exibidos?

Mas é claro que você não será o único querendo exibir campanhas para determinada palavra-chave, certo? Então, seu anúncio concorre com outros para o mesmo termo buscado a partir de lances (veremos adiante como a cobrança no Google Ads) e também da qualidade dos anúncios. Anúncios completos e que respondem às buscas do usuário são considerados melhores.

Antes de seguirmos para os outros formatos de anúncios, para saber mais sobre o uso do Planejador de palavras-chave, consulte também:


Saiba mais...

2. Rede de display

Os anúncios da rede display são os banners publicitários que aparecem em sites cadastrados no Google Adsense. Você já deve ter se deparado com vários como os da imagem abaixo:

Captura de tela com exemplo de banner da rede de display, uma forma como anunciar no Google

Ao criar seus anúncios da rede de display, é necessário que você crie as artes anteriormente, nos tamanhos exigidos pelo Google Ads. São pedidas algumas variações, para que seus banners possam ser exibidos em diferentes partes de sites.

Além disso, ao segmentar sua campanha de display, você também pode selecionar os interesses do público. Assim, os sites em que seus anúncios serão exibidos terão relação com seu segmento de atuação.

3. Shopping

Por meio do Ads, também é possível anunciar no Google Shopping. Nesse modelo, os anúncios aparecem acima dos resultados orgânicos de produtos exibidos na plataforma:

Captura de tela com exemplo de Shopping, uma forma como anunciar no Google

Ao criar um anúncio no Google Shopping, seus produtos aparecem acima dos outros, com uma indicação de que foram patrocinados, assim como aconteceria com os resultados da rede de pesquisa.

4. Vídeo

Sabe quando você dá play em um vídeo no YouTube e um anúncio é exibido antes do conteúdo? Pois bem, essa propaganda foi programada a partir do Google Ads.

Com ele, você também pode subir seus vídeos publicitários e selecionar os assuntos de interesse do público para segmentar suas campanhas.

Vale ressaltar que, para esse modelo, é importante que você capriche na produção audiovisual. Esse tipo de investimento acaba sendo um pouco mais alto, mas é fundamental pois é a imagem da sua marca que está em jogo.

5. Campanhas universais para apps

Por fim, as campanhas universais para apps são aquelas que já exibem o botão para download na própria página de resultados, como na imagem abaixo:

Captura de tela com exemplo de campanha de apps, uma forma como anunciar no Google

Apesar de ser uma opção mais específica, esse tipo de anúncio também costuma ter bastante destaque.

Como os anúncios no Google são cobrados?

Quando você anuncia por meio do Google Ads, paga por meio de um orçamento definido previamente. Porém existem alguns modelos diferentes de cobrança pelos quais se pode optar. Vejamos os principais:

  • CPC (Custo por clique): o anunciante paga à medida que as pessoas clicam no anúncio. Normalmente, é usado quando o objetivo é alguma conversão específica;
  • CPM (Custo por mil impressões): aqui, a cobrança é feita à medida que mais gente visualiza os anúncios. Esse modelo é indicado quando se quer aumentar o reconhecimento da marca.

Para fazer os pagamentos, são aceitos cartões de crédito e boletos bancários. Além disso, como vimos, você pode predefinir um orçamento. Desse modo, quando o valor é atingido, sua campanha é pausada e você não corre o risco de gastar mais que o previsto.

Crie sua loja virtual e venda pela internet
Crie sua loja virtual e venda pela internet pelo seu computador

Como anunciar grátis no Google?

Apesar de os anúncios no Google Ads serem pagos, você já parou para pensar que existem formas indiretas para anunciar grátis no Google?

No caso, não seriam anúncios propriamente ditos, mas meios para estar na página de resultados sem precisar pagar diretamente por isso. Vamos conhecê-los:

1. Google Meu Negócio

O Google Meu Negócio é uma funcionalidade gratuita para cadastrar informações sobre sua empresa, como horário de funcionamento, site, localização e fotos. Assim, quando alguém buscá-la no Google, uma caixinha com as principais informações aparecerá à direita na página de resultados:

Captura de tela com a página de resultados do Google com destaque para o Meu Negócio da marca Morango Brasil

Desse modo, sua empresa aparece com destaque. Além da página de resultados, isso também permite que ela seja encontrada no Google Maps quando alguém estiver em busca de estabelecimentos do tipo do seu.

Para saber como cadastrar sua empresa no Google Meu Negócio, confira:


Saiba mais...

2. SEO

Além do Google Meu Negócio, que trará um resultado mais rápido, você também pode investir na otimização do seu site para os mecanismos de busca, conhecida como SEO (Search Engine Optimization, do inglês). Desse modo, você vai trabalhar para que suas páginas figurem entre os primeiros resultados orgânicos do Google.

De modo muito resumido, o trabalho de SEO consiste na otimização de cada página para palavras-chave específicas e também em tornar a experiência do usuário positiva no site. Para saber como essa estratégia funciona, leia também:

Tudo certo?

Esperamos que este guia tenha te ajudado a entender como anunciar no Google para que você possa começar sua estratégia no buscador. Com calma, é possível se familiarizar com o funcionamento do Google Ads.

Recomendamos que você siga as dicas da própria empresa e, caso queira se aprofundar, confira nosso curso gratuito sobre os anúncios no Google. 🤓

Se você ainda não vende pela internet, que tal começar hoje mesmo e criar sua loja virtual? Teste a plataforma da Nuvemshop por 30 dias grátis. É rápido, fácil e sem a necessidade de conhecimentos técnicos!

Faça como +80mil lojas e
crie a sua Nuvemshop

Testar 30 dias grátis
Crie a sua loja na Nuvemshop

Que tal criar sua loja virtual com a Nuvemshop?

Crie agora sua loja virtual com a Nuvemshop e venda de maneira profissional.

Criar minha loja

Nosso site utiliza cookies para te proporcionar uma melhor experiência. Ao acessar o site da Nuvemshop, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Cookies