Confira as 10 melhores dicas de SEO para blog

Por: Letícia Nonato

Imagem mostrando uma pessoa trabalhando com um laptop, representando o SEO para blog.

Uma pesquisa realizada pelo SPC Brasil em parceria com o portal de educação financeira “Meu Bolso Feliz” mostrou que 9 em cada 10 consumidores consultam a internet antes de realizar uma compra. Ou seja, esse dado nos evidencia uma suspeita que muitos de nós já tínhamos: a internet é um canal de extrema influência nos hábitos de consumo atualmente.

Mas, afinal, como se destacar nesse meio? A principal forma pela qual as pessoas pesquisam na internet é pelos mecanismos de busca como o Google, o Yahoo, o Bing, dentre muitos outros existentes no mercado. Assim, para aparecer nas buscas na internet, é preciso aplicar técnicas de otimização para mecanismos de busca, também conhecido como SEO.

O SEO para blog é uma estratégia extremamente importante nas suas ações de marketing, ela irá te ajudar a criar uma presença digital sólida e alcançar mais pessoas, conquistando novos clientes a cada dia.

Mas, afinal, você sabe como fazer SEO para blog? Confira nossas dicas! 🧐

Crie sua loja virtual e venda pela internet
Crie sua loja virtual e venda pela internet pelo seu computador

1. Comece com uma pesquisa adequada

Obviamente, você pode simplesmente começar a escrever sem fazer nenhuma pesquisa, não apenas em palavras-chave, mas também em tópicos. No entanto, fazer uma pesquisa de palavras-chaves e de tópicos pesquisados sobre o assunto pode te ajudar muito.

Frequentemente, uma rápida olhada na SERP (página de resultados dos mecanismos de busca) pode lhe dar uma ideia: os sites de perguntas e respostas estão nas primeiras posições? Em caso afirmativo, eles geralmente são mais fáceis de substituir do que os blogs estabelecidos com forte backlinking interno.

Se você tiver acesso a uma ferramenta como o SemRush, Planejador de Palavras-Chave do Google, Ahrefs, dentre outros, poderá verificar a dificuldade da palavra-chave. No entanto, você deve saber que os números são mais estimados do que reais e que tudo dependerá da autoridade do seu site e da qualidade do seu conteúdo.

Você pode encontrar palavras-chave relacionadas, ou até todas as palavras-chave de que precisa, usando uma ferramenta de SEO e contando com a pesquisa do Google.

💡 Saiba mais: O que é SEO?

2. Crie um esboço do seu conteúdo

Se você quer criar um conteúdo competitivo com altas chances de rankear no Google, você precisa fazer um esboço do seu conteúdo baseado na análise da concorrência. Sua postagem deve seguir uma estrutura semelhante. Novamente, veja quais subtítulos e palavras-chave relacionadas eles abordaram, quais perguntas frequentes e assim por diante.

Em termos de otimização do blog, seu artigo deve ser estruturado de forma organizada, não apenas para os usuários e visitantes do site. Mas também para ajudar o Google a entender melhor e obter as informações que seu artigo carrega. Assim, você pode até ser recompensado com um snippet em destaque.

Então, como você pode garantir que sua página seja legível tanto para o Google quanto para os visitantes? O Google analisa a ordem hierárquica de seu conteúdo e tags H, portanto, para que os robôs do mecanismo de pesquisa leiam sua página, você precisa formatar o conteúdo de uma maneira específica.

Pensando nisso, o seu título será o H1, os tópicos serão H2, os subtópicos em H3 e assim por diante. Ah, e você também precisará pensar em um título SEO.

💡 Saiba mais: Como produzir conteúdo?

3. Adicione um índice

Inserir um índice no final da introdução dos seus artigos do blog não é apenas uma ótima experiência do usuário, mas ajuda o Google a entender quais informações estão contidas ali.

No passado, quando os artigos do blog podiam ter cerca de 300-500 palavras, o artigo era lido antes mesmo de pensar em adicionar um índice. Hoje, com artigos atingindo a contagem de palavras na casa dos 2000 e até muito mais dependendo do assunto, você pode fornecer ao leitor uma compreensão clara do que você está prestes a oferecer e como está apresentado.

Como qualquer bom livro, você pode usar o índice para destacar os principais títulos do artigo, permitindo que o leitor pule para essa parte se estiver procurando por algo específico para sua pesquisa. Além disso, essa prática também aumenta suas chances de obter um snippet em destaque.

4. Adicione listas com marcadores e/ou numeradas

Sempre que você mencionar um número específico de dicas em um subtítulo (H2 ou H3), liste as dicas usando marcadores, pode ser por letras ou por números, o que é mais usual. Isso ajuda o Google a rastrear e categorizar o conteúdo.

Use parágrafos curtos, cabeçalhos e subtítulos, texto em negrito, marcadores e imagens para tornar mais fácil para os visitantes ler ou escanear seu conteúdo. Os visitantes que chegam a uma página que é um longo bloco de texto tendem a pular, e isso envia um sinal ao Google de que sua página não foi útil para eles. Então, tente tornar seu conteúdo o mais fácil de ler possível e bastante escaneável.

5. Crie conteúdo em torno de palavras-chave primárias e secundárias

Esta é a parte mais importante da otimização de blogs para SEO e a mais fácil de bagunçar. Então, como você deve fazer SEO básico na página? Onde você deve colocar sua palavra-chave primária? E quanto a outros tipos de palavras-chave? Quantas vezes você deve adicionar uma palavra-chave específica no corpo do texto e nos subtítulos?

Vamos começar dividindo o posicionamento principal da palavra-chave em quatro grupos: A, B, C e D. Esses grupos de palavras-chave também são baseados em hierarquia como suas tags H. Portanto, adicionar uma palavra-chave aos grupos A e B é mais importante do que adicionar uma palavra-chave aos grupos C e D.

  • Grupo A: adicionar ao título da página, H1, conteúdo do corpo e URL – adicione sua palavra-chave primária aqui, em correspondência exata;
  • Grupo B: H2, H3, H4 e texto âncora. Embora o texto âncora seja qualquer texto clicável na página, recomendamos que você se concentre em adicionar uma palavra-chave exata ao índice e use as variações para subtítulos;
  • Grupo C: texto alternativo de imagem e nomes de arquivo de imagem – adicione variações de palavras-chave e outros termos relacionados aqui;
  • Grupo D: esquema, gráfico aberto, tags html – estes têm vários níveis de força e são bons para estabelecer autoridade naquele tema.

É essencial adicionar variações de sua palavra-chave primária a todos os títulos (H2, H3, H4 etc.). No entanto, não force desajeitadamente essas variações nos títulos. Se não parece natural para você, não parecerá natural para o seu leitor.

💡 Saiba mais: 13 más práticas de SEO que você deve evitar no seu site

6. Invista na linkagem interna

Links internos conectam páginas e postagens em seu próprio site e ajudam a construir autoridade sobre o assunto, distribuir o PageRank e melhorar as classificações e visibilidade orgânica, todos pontos excelentes para se considerar ao fazer SEO para blog.

Quanto mais profundo em seu site estiver o link interno, mais valioso será o acréscimo, uma vez que, de outra forma, o leitor dificilmente o encontrará por conta própria.

Portanto, seguindo a mesma lógica, quanto mais links internos um conteúdo tiver, mais autoridade o Google acredita que essas páginas específicas tenham. No entanto, a linkagem interna deve sempre fazer sentido. Sempre busque adicionar links que possam ajudar o leitor a entender mais profundamente o assunto que está sendo tratado.

Os links internos são importantes porque ajudam os mecanismos de busca a entender a estrutura do seu site, demonstra a relação contextual entre duas páginas, além de melhorar a experiência do usuário e o tempo médio na página.

7. Busque oportunidades de linkagem externa

Linkagem externa diz respeito a links que apontam de nosso site para outro. Em artigos de blog, os links externos são frequentemente usados ​​como referências e fontes (da mesma forma que usamos notas de rodapé ao escrever um artigo de faculdade). É por isso que eles também podem ser chamados de links de autoridade.

Portanto, sempre que um fato, um determinado número, estatística e similar é mencionado no artigo, é importante fazer a credibilidade dessa afirmação com um link externo, como uma fonte da informação.

Links externos devem ser usados ​​para citar suas fontes ou para permitir que seus leitores naveguem até um site que você referencie. Por isso, é importante que você considere cuidadosamente os sites para os quais você tem links e se eles são ou não fontes confiáveis.

Considere o seguinte ao escolher a melhor página para inserir um link:

  • Quão relevante é a página para o seu tema?
  • Cita as próprias fontes?
  • É a fonte original dos dados?
  • A organização que produz a página tem uma boa reputação?
  • O autor é um especialista confiável?
  • Há quanto tempo a página foi publicada ou atualizada?

8. Otimização do texto âncora

Uma boa estratégia de SEO para blog é ter um texto âncora que comunica claramente o conteúdo do link inserido. Colocar links que não tem nada a ver com o texto âncora é uma prática muito ruim e o Google saberá disso, te prejudicando no rankeamento do seu artigo.

Não deve ser geral ou muito amplo. Assim, evite palavras genéricas como tráfego, conversão, Facebook, etc. No entanto, você pode usar: fontes de tráfego, otimização de conversão, anúncios do Facebook etc. Percebe que fica bem mais específico e permite que o leitor compreenda melhor as informações passadas?

A seleção do texto âncora depende do contexto da parte do conteúdo que você está linkando e o do conteúdo como um todo também. Por fim, a melhor prática aqui é sempre ser o mais preciso e exato possível.

9. Dê atenção ao tamanho do conteúdo

Você não quer um conteúdo que não responda suficientemente às perguntas que os leitores possam ter, afinal, isso não é uma boa prática de SEO para blog. Ao mesmo tempo, você não quer um texto prolixo que explora detalhes desnecessários.

Então, qual é o tamanho ideal de um artigo de blog otimizado para SEO? A resposta é: depende. Para ter uma boa ideia, é bom ver qual o tamanho dos artigos que já estão posicionados nas primeiras posições para aquela palavra-chave.

Para que seu conteúdo seja classificado, você precisa abordar o tópico de forma abrangente. Se você deseja que seus artigos no blog sejam classificados no topo dos resultados de pesquisa do Google, ele precisa ser o artigo mais confiável e que corresponda à intenção de pesquisa do usuário. Em geral, isso significa que um artigo mais longo que cobre o tópico principal e tópicos adjacentes, é melhor. Até porque ele cobre diversos subtópicos dentro do mesmo assunto, ampliando as palavras-chaves possíveis de serem rankeadas.

10. Otimize as imagens

A otimização de uma imagem leva apenas alguns segundos, mas muitas pessoas pulam esta etapa. Suas imagens também fazem parte de seu conteúdo e você deve incluí-las em seu processo de otimização, assim como seu texto.

Isso tornará muito mais fácil para o Google entender seu conteúdo. Outro benefício da otimização de imagem é que você pode aparecer nas Imagens do Google ou ao lado dos Snippets em destaque. Pensando nisso, também é muito importante desenvolver imagens personalizadas com a cara da sua marca, para quando você aparecer em destaque, ser lembrado em um momento futuro.

Mas, afinal, como otimizar imagens no SEO para blog? Você pode otimizar suas imagens usando suas palavras-chave (e variações) no nome do arquivo de imagem e no texto alternativo. Isso ajudará os algoritmos de pesquisa a entender o conteúdo da sua postagem.

Além disso, use legendas para descrever suas imagens, que também é um bom lugar para inserir suas palavras-chave.

Crie a sua loja virtual e venda pela internet
Testar 30 dias grátis

Resumo

Como você pode perceber, criar uma boa estratégia de SEO para blog não é uma tarefa impossível, mas é recomendado que você conte com a ajuda de especialistas nessa jornada. Isso porque esse tópico por si mesmo já consome muito do tempo de um profissional, e cuidar do seu negócio além disso tudo pode ser muito cansativo.

Vamos revisar agora os principais tópicos desse conteúdo:

10 dicas de SEO para blog

  1. Comece com uma pesquisa adequada
  2. Criar um esboço dos conteúdos antes
  3. Adicione índice nos textos
  4. Adicione listas com marcadores e/ou numeradas
  5. Crie conteúdos em torno de outras palavras-chave
  6. Invista na linkagem interna
  7. Busque oportunidades de linkagem externa
  8. Otimize o texto âncora
  9. Dê atenção ao tamanho dos conteúdos
  10. Otimize as imagens

E, se você quer ganhar dinheiro na internet, teste a Nuvemshop por 30 dias grátis e descubra como a nossa plataforma pode ajudar o seu negócio a decolar. É fácil, rápido e sem a necessidade de conhecimentos técnicos! 💙

Aqui você encontra:

Faça como +90 mil lojas e
crie a sua Nuvemshop

Testar 30 dias grátis
Crie a sua loja na Nuvemshop

Quer mudar de vida vendendo pela internet?

Crie agora sua loja virtual com a Nuvemshop e venda de maneira profissional.

Criar minha loja

Nosso site utiliza cookies para te proporcionar uma melhor experiência. Ao acessar o site da Nuvemshop, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Cookies