21/06/2016

Fraude ao comprar pela internet: a quem recorrer?

Orgaos de defesa do consumidor

Comprar pela internet é prático, não toma muito tempo e nem exige deslocamento. Por essas e outras razões, o comércio eletrônico tem crescido a cada dia. Mas, como já vimos nas aulas anteriores, as fraudes também migraram para esse meio e afetam uma grande quantidade de consumidores e lojistas.

Depois de conhecermos as diferentes maneiras de proteger seu e-commerce, veremos o outro lado da história: o que fazer e a quem recorrer se você, como comprador, for vítima de fraude em uma loja online.

Temos no Brasil alguns regimentos que protegem o consumidor. Destacam-se entre eles o Código de Defesa do Consumidor e o Decreto regulamentar 7962/2013, sobre os quais você pode aprender mais neste artigo. Com base nessas leis, os órgãos públicos trabalham para que os compradores sejam ressarcidos ou melhor atendidos em caso de insatisfação.

Ações imediatas

Ao perceber que foi vítima de uma fraude, a primeira coisa a fazer é entrar em contato com a loja virtual. Muitas vezes a própria empresa não está ciente do ocorrido e pode já tomar uma providência ao ser informada. O ideal é não recorrer aos demais serviços sem tentar resolver a situação de forma direta.

Fale também com o seu banco para solicitar a verificação ou o bloqueio do cartão de crédito. Em caso de clonagem, a responsabilidade passa a ser da operadora da bandeira (e você pode fazer uma reclamação ao Banco Central se houver demora).

PROCON

Se o e-commerce no qual você sofreu a fraude não tomar as providências necessárias, a alternativa é acionar o PROCON (Programa de Proteção e Defesa do Consumidor). Junte todos os documentos referentes à compra e ligue para o número 151 pare solicitar orientações específicas.

Na cidade de São Paulo, o atendimento é realizado através dos Postos do Poupatempo, enquanto outras regiões contam com agências conveniadas. Há também a possibilidade de fazer sua reclamação pela internet através do cadastro eletrônico.

IDEC

O Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (IDEC) é outra entidade que pode ajudá-lo caso você tenha problemas com compras online. Para utilizar seus serviços, contudo, é preciso se tornar um associado.

Registrando-se através do site oficial, é possível obter acesso a diversas informações sobre e-commerce, contar com a ajuda do órgão para solucionar sua situação e até mesmo participar de ações judiciais coletivas, unindo-se a outros compradores que passaram por inconvenientes parecidos.

Delegacias especializadas em crimes virtuais

Se as opções anteriores ainda não te ajudarem a lidar com os prejuízos de uma compra fraudulenta, a medida final indicada é acionar uma das delegacias especializadas em cybercrimes.

Há diversas delas distribuídas pelos estados brasileiros, e você pode conferir uma lista aqui. Ao entrar em contato, você será orientado a registrar um Boletim de Ocorrência para dar início ao processo de investigação e aguardar o solucionamento do problema.

Entendido?

Ser vítima de uma fraude na internet nunca será uma experiência agradável, mas felizmente os consumidores estão apoiados com diversos recursos. Procure sempre exigir o cumprimento dos seus direitos e tomar o máximo de cuidado com sites suspeitos.

Para as próximas ocasiões de compra online, vale a pena verificar se a loja em questão possui o certificado SSL (que demonstra uma preocupação em preservar a identidade dos envolvidos) e selos de aprovação, como os do E-bit e Site Verificado. Esses são sinais de credibilidade e, se estiverem presentes, provavelmente indicam uma página segura.

Caso você queira se tornar um lojista e contar com uma plataforma segura e confiável, pode experimentar a Nuvem Shop por 15 dias grátis e começar a vender pela internet.

[Atualizado em 04/01/2018.]

Data da última atualização: 16/03/2018


O que você achou desse conteúdo?


Luane Silvestre

Entusiasta da comunicação e da tecnologia, acredita no potencial de unir as duas ferramentas para transformar negócios e pessoas. É especialista em Marketing e lidera a equipe de Educação da Nuvem Shop no Brasil.


  • acabo de ter meus dados fraudados via o site http://www.cineboxcenter.com.br, que tem vocês como host

    • nuvemshop

      Olá, Katia! Como vai?

      Para que possamos te ajudar com isso, por favor, nos escreva para contato@nuvemshop.com.br que teremos o maior prazer em te responder 🙂

      Até mais!

  • Tainá Lafetá

    Fiz uma compra na loja virtual da nuvem, fastapple.lojavirtualnuvem.com.br/
    Transferir R$1500,00, agora não respondem e não dão satisfação.
    Fui Roubada por uma loja da Nuvem, o que posso fazer para reaver meu dinheiro?
    preciso de ajuda, como denuncio?

    • nuvemshop

      Olá, Tainá! Como vai?

      Sentimos muito por isso. Mas para que possamos te ajudar, por favor, nos escreva para contato@nuvemshop.com.br que teremos o maior prazer em te responder.

      Até mais!

  • Simone Duvilierz

    Realizei uma compra em Fev de 2018, até hoje não recebi a mercadoria comprada e nem o valor de volta. Fui lesada. Tento contato por telefone é impossível e por e-mail só vem reposta automática.
    LOJASKD estou irritadíssima. A quem recorrer ???

    • nuvemshop

      Olá, Simone!

      Sentimos muito por isso. Se você não obteve resposta/retorno com ações imediatas, sugerimos os próximos passos deste post (PROCON e IDEC).

      Esperamos que você consiga resolver isto em breve 🙂

      Até mais!

  • Sergio Rodrigues

    Isso esta uma Praga na internet, muito pessoal esta abusando.
    http://www.chaveirotop.com.br

    • nuvemshop

      Olá, Sérgio! Como vai?

      Realmente, mas ainda bem que temos como recorrer, conforme explicado neste artigo. Esperamos que você tenha gostado das nossas dicas!

      Continue acompanhando o nosso blog para mais novidades sobre redes sociais, marketing e vendas online 🙂

      Até mais.

fraude-ao-comprar-pela-internet-a-quem-recorrer