Como funciona o seguro dos Correios e quanto custa o serviço?

Por: Marcela Couto

Entregador verifica no celular se encomenda possui seguro dos Correios

Vender para o Brasil todo e até mesmo para outros países já foi uma realidade distante para a maioria das empresas. Felizmente, a internet e o avanço da infraestrutura de transporte tornaram isso possível para negócios de todos os portes. Mas, com o aumento da demanda logística, também surgiram algumas consequências inconvenientes, como encomendas extraviadas e avarias em produtos durante o envio.

Por isso, os Correios, empresa pública federal responsável pela maior parte do transporte de encomendas e correspondências do Brasil, criaram o seu próprio seguro. Essa garantia é importante para evitar que o remetente e o destinatário sofram prejuízos com o serviço de entrega, já que acidentes podem acontecer.

Você já conhece o seguro dos Correios? Sabe como ele funciona e o que ele cobre? Então, é melhor continuar a leitura para conhecer seus direitos! 👀

Crie sua loja virtual e venda pela internet
Crie sua loja virtual e venda pela internet pelo seu computador

O que é o seguro dos Correios?

O seguro dos Correios é um serviço que protege o remetente e destinatário de uma encomenda caso aconteça algum imprevisto no envio. Ele garante o pagamento de indenizações em caso de avaria, quebra, perda, extravio, roubo, entre outras situações que podem ocorrer durante o transporte do produto.

Basicamente, um seguro é um contrato que estabelece que um bem material receberá cobertura contra determinados riscos como roubos, furtos, incêndios, defeitos etc. Quando você contrata esse serviço, está transferindo o risco para a empresa responsável e garantindo que receberá um valor de indenização caso algo aconteça com o bem segurado.

É o que acontece quando você busca uma seguradora para o seu veículo e escolhe quais serão as coberturas de acordo com suas necessidades.

Hoje, existem dois tipos de seguro nos Correios: a Indenização Automática e o Valor Declarado. Por isso, quando for pesquisar por informações sobre esses serviços, lembre-se de utilizar o nome correto, pois são modalidades diferentes.

💡 Saiba mais: O que fazer em caso de objeto roubado nos Correios

Como funciona o seguro dos Correios?

Como dissemos, os Correios possuem dois tipos de seguro com regras diferentes. Vamos conhecer cada um deles em detalhes.

Indenização automática

A Indenização Automática é o seguro padrão dos Correios que não é cobrado do remetente nem do destinatário. Ou seja, ela é gratuita e válida para todas as encomendas nas quais o cliente opta por não contratar o seguro de Valor Declarado. Essa indenização é paga nas seguintes situações:

  • Serviços não prestados;
  • Atraso na entrega;
  • Devolução/entrega indevida;
  • Acidentes que comprometem a integridade do objeto como: avaria, espoliação, extravio, roubo etc.

Agora vamos entender como a Indenização Automática funciona em cada ocorrência e tipo de serviço dos Correios. Confira:

Atraso

O atraso ocorre quando a entrega ou primeira tentativa acontece após o prazo limite determinado para o serviço. Os percentuais são diferentes para cada prazo e tipo de envio feito e são aplicados sobre o valor pago na postagem. Nos casos de Sedex 10, Sedex 12 e Sedex Hoje, a devolução do valor pago pelo serviço é integral. Confira a indenização nas outras modalidades de envio (PAC e Sedex):

  • PAC:
    • 5% para atraso de 1 a 5 dias;
    • 10% para atraso de 6 a 10 dias;
    • 15% para atraso maior que 10 dias;
  • Sedex:
    • 5% para atraso de 1 a 3 dias;
    • 10% para atraso de 4 a 5 dias;
    • 15% para atraso maior que 5 dias.

Por exemplo, vamos supor que você envie uma encomenda via Sedex para um cliente, pague R$25,00 pelo serviço e a entrega atrase 4 dias. Nesse caso, você receberá 10% do valor pago a título de indenização, ou seja, R$2,50.

Extravio, roubo ou entrega indevida

Em caso de extravio, roubo ou entrega indevida de encomendas, os valores pagos pelo serviço de entrega e qualquer outro serviço adicional adquirido são restituídos e acrescidos de uma Indenização Automática. Esse valor extra varia entre R$2,10 e R$21, dependendo da modalidade contratada (veremos em detalhes mais adiante).

Reforçando que, como se trata de Indenização Automática, o valor do produto em si não é ressarcido — apenas o valor pago pela entrega + o valor de indenização previsto para cada serviço.

Além disso, a Indenização Automática não cobre ressarcimento do chamado ad valorem, também chamado de “frete valor”, que consiste em uma taxa calculada a partir de uma porcentagem do valor da mercadoria. Quando você contrata o seguro dos Correios de Valor Declarado, deve pagar esse tributo com base no quanto vale o produto enviado — veremos isso em mais detalhes no próximo tópico.

Espoliação, avaria total ou parcial

Os objetos postais que sofrerem espoliação (apropriação por meio de fraude) e avaria total ou parcial terão Indenização Automática conforme resultado de apuração feito pela equipe interna dos Correios. Mais uma vez, trata-se dos valores extras que são adicionados à devolução do valor pago pelo serviço.

Devolução indevida

Esse erro acontece quando o entregador responsável não encontra o endereço ou encontra uma pessoa desconhecida no local e, com isso, o pacote acaba sendo devolvido ao remetente e gerando custos indevidos. Da mesma forma que nos roubos e avarias, são ressarcidos os valores de todos os serviços pagos e acrescentada a Indenização Automática prevista, exceto ad valorem.

💡 Saiba mais: O que fazer quando sua embalagem é danificada nos Correios?

Seguro de Valor Declarado

Como você pode notar, o valor da Indenização Automática é baixo e, na maioria das vezes, insuficiente para cobrir o prejuízo de um produto roubado, danificado ou extraviado. Por isso existe o seguro de Valor Declarado dos Correios, que garante ao cliente uma indenização do montante total informado no momento do envio.

Nessa modalidade, você recebe o valor total do produto indicado em nota fiscal caso ele seja roubado, furtado ou extraviado. Em caso de avarias, o ressarcimento é feito na proporção dos danos causados à mercadoria.

Mas o que significa uma indenização proporcional ao dano? Por exemplo, se você está enviando uma câmera profissional e ela chega quebrada, mas é possível consertá-la, a sua indenização será paga no valor do conserto do produto e não no valor integral dele. Outro caso seria se a lente estragasse completamente, mas o corpo da câmera não. Como são dois produtos vendidos separadamente, a indenização seria apenas no valor da lente.

Para contratar esse seguro, você precisa pagar a taxa ad valorem, que já explicamos como funciona. Geralmente, esse tributo é cobrado com base em variáveis como distância percorrida, peso do produto, características das rodovias utilizadas, entre outros critérios.

Por exemplo, vamos supor que você envie uma mercadoria com Valor Declarado em nota fiscal de R$5 mil e a taxa ad valorem cobrada seja de 1%. Nesse caso, você deverá pagar R$50 pelo seguro com Valor Declarado. A taxa praticada pelos Correios atualmente é de 2%, como veremos no próximo tópico.

Nessa modalidade, você deve apresentar o objeto com a embalagem ainda aberta para conferência do conteúdo e Valor Declarado. Lembrando que o valor informado não pode exceder o preço real do produto em hipótese alguma.

O Valor Declarado pode ser anexado à encomenda por meio da Nota Fiscal ou do Formulário de Declaração de Conteúdo.

Apenas uma observação: em alguns casos, a declaração de valor é obrigatória e a omissão do preço da encomenda está sujeita a uma multa de R$45.

Qual o valor do seguro dos Correios?

Vamos entender quanto custa e quais são os valores de ressarcimento do seguro dos Correios!

Valores ressarcidos na Indenização Automática

Como vimos, a Indenização Automática é um serviço gratuito válido para todas as encomendas que não possuem Valor Declarado. Confira o valor do seguro para cada serviço conforme indicado na tabela de 2021 dos Correios:

  • Correios Mini Envios: R$10,50;
  • PAC à vista/contrato: R$21;
  • Sedex à vista/contrato: R$21;
  • Sedex 10: R$21;
  • Sedex 12: R$21;
  • Sedex Hoje: R$21;
  • Mensagem/Marketing Direto: R$2,10.

Então, por exemplo, se você pagar R$20 para enviar um PAC e o produto for roubado, você receberá os R$20 gastos com o serviço + R$21 de indenização, ficando com R$41. Lembrando que, se você estiver enviando um produto com valor superior ao da Indenização Automática, os próprios Correios recomendam que você contrate o serviço adicional de Valor Declarado para ter maior proteção.

Utilizando o exemplo acima, se o produto enviado valesse R$100, você já sairia perdendo R$59.

💡 Saiba mais: Quando utilizar transportadora ou Correios no e-commerce?

Quanto custa o Valor Declarado e quanto ele ressarce

A taxa cobrada pelo seguro do tipo Valor Declarado dos Correios é de 2% do preço informado da encomenda. Ou seja, se você está enviando um objeto que vale R$100, você vai pagar R$2 para ter a garantia de devolução de seu valor integral em caso de imprevistos.

Uma observação é que existem valores máximos nessa modalidade. Veja quais são os limites de valores declarados em cada serviço:

  • Mensagem e Marketing Direto: R$100;
  • PAC e Reembolso Postal: R$3 mil;
  • Correios Mini Envios: R$100;
  • Demais encomendas: R$10 mil.
Crie sua loja virtual
Testar 30 dias grátis

O que cobre o seguro dos Correios?

O seguro dos Correios cobre praticamente qualquer imprevisto, exceto os seguintes casos:

  • Objeto postado sem registro;
  • Erro de endereçamento (incorreto ou insuficiente);
  • Objeto com valor mercantil não declarado;
  • Retenção por autoridade competente (autoridade alfandegária ou policial de âmbito Federal ou Estadual);
  • Prejuízos indiretos e benefícios não realizados;
  • Caso fortuito ou força maior, que são situações em que, apesar dos cuidados e procedimentos de segurança tomados pelos Correios, acontecem inconformidades por fatores externos que interferem nas condições de entrega pela empresa, tais como fechamento de aeroportos, enchentes, incêndios, deslizamentos de terra e queda de pontes;
  • Objeto mal acondicionado (mal embalado);
  • Danos ocultos, decorrentes de mau acondicionamento ou danificados por seus próprios componentes elétricos, magnéticos, gravações eletrônicas, fotográficas ou de filmagens, dentre outros;
  • Suspensão de entrega solicitada e não realizada.

💡 Saiba mais: Como fazer embalagens para e-commerce?

Resumo

Como você viu, o seguro dos Correios tem uma opção gratuita, com valor de indenização baixo, e outra paga, mas que garante a devolução do valor integral da mercadoria. Nos casos de e-commerces e lojas virtuais, já é obrigatório que você faça a declaração de conteúdo, pois é uma exigência para transporte comercial.

Assim, é altamente recomendável que você dê o próximo passo e pague o seguro, uma vez que ele pode evitar grandes prejuízos.

Vamos rever os principais pontos do conteúdo?

O que é o seguro dos Correios?

É um serviço que protege o remetente e o destinatário de uma encomenda caso aconteça algum imprevisto no envio como avaria, quebra, perda, extravio, roubo, etc. O seguro prevê a devolução do valor pago pelo serviço mais uma indenização, dependendo da situação.

Como funciona o seguro dos Correios?

A Indenização Automática já está inclusa em qualquer pacote ou carta enviada, enquanto o seguro dos Correios de Valor Declarado deve ser contratado por meio do preenchimento da Declaração de Conteúdo e pagamento de uma taxa ad valorem.

Qual o valor do seguro dos Correios?

O valor da taxa é de 2% sobre o valor declarado, que deve constar em nota fiscal. Os valores de ressarcimento variam conforme o serviço contratado.

O que cobre o seguro dos Correios?

Avaria, quebra, perda, extravio, espólio, roubo, entre outras ocorrências com os objetos enviados. Mas existem exceções como desastres climáticos e problemas externos de infraestrutura (confira no tópico correspondente).

Viu como é fácil contratar o seguro dos Correios e proteger suas encomendas?

Se você quer facilidade para enviar produtos no seu e-commerce e fazer várias cotações de frete, a plataforma de e-commerce da Nuvemshop é a solução ideal. Aproveite e teste seus 30 dias grátis. Você vai ver como é fácil, rápido e sem burocracia! 😉

Aqui você encontra:

Faça como +90 mil lojas e
crie a sua Nuvemshop

Testar 30 dias grátis
Crie a sua loja na Nuvemshop

Quer mudar de vida vendendo pela internet?

Crie agora sua loja virtual com a Nuvemshop e venda de maneira profissional.

Criar minha loja

Nosso site utiliza cookies para te proporcionar uma melhor experiência. Ao acessar o site da Nuvemshop, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Cookies