O que é BPM? Saiba como melhorar a gestão de processos

mulher faz anotações em uma sala de reunião para uma equipe, exemplificando o que é BPM (Business Process Management) na gestão de processos

Pontos principais do artigo:

  • BPM (Business Process Management) é a sigla em inglês para “gestão de processos de negócio”;
  • O objetivo do BPM é mapear e otimizar as atividades de uma empresa, em prol de seus objetivos e resultados;
  • Para implementar o BPM, é necessário seguir cinco etapas: mapeamento, padronização, otimização, monitoramento e melhoria contínua de processos;
  • Se você deseja fazer o planejamento estratégico do seu negócio, conte com o nosso modelo de plano de negócios editável — é grátis!

Um dos maiores desafios das empresas é fazer com que seus processos e projetos conciliem produtividade, qualidade e redução de custos. Nesse sentido, o BPM (Business Process Management) é um conceito que surge para propor melhorias e auxiliar na conquista da tão desejada sinergia entre colaboradores e demandas de mercado.

Para se ter uma ideia, empresas que responderam ao estudo Pulse da PMI afirmaram que 78% de seus projetos ultrapassaram o orçamento ou tiveram que passar por revisão de prazos. Ao mesmo tempo, a pesquisa apontou que cerca de 11,4% de seus investimentos foram perdidos por baixo desempenho nos projetos.

Por isso, é fundamental entender como o BPM pode ajudar na melhoria e acompanhamento dos processos de uma empresa, fazendo com que sua estratégia seja efetiva e lucrativa. Continue com a gente e entenda tudo sobre o sistema! 📈

Crie sua loja virtual e venda pela internet
Crie sua loja virtual e venda pela internet pelo seu computador

O que é BPM?

BPM é a sigla para Business Process Management, ou “gestão de processos de negócio”, em português. Trata-se de um conjunto de práticas que envolvem o gerenciamento e otimização das atividades de um negócio, a fim de melhorar a produtividade e a competitividade.

Portanto, a função do BPM é eliminar gargalos, otimizar recursos e alavancar os resultados de uma empresa.

💡 Saiba mais: Como aumentar as vendas e vender mais de forma eficiente?

Diferença entre BPM e gestão de projetos

A principal diferença entre BPM e a gestão de projetos é que, enquanto o Business Process Management é uma filosofia de melhoria contínua, a gestão de projetos é uma metodologia, que tem como foco os projetos pontuais.

Abaixo, separamos as características principais de cada um dos conceitos. Confira:

BPM:

  • Foco em processos;
  • Melhora o fluxo de trabalho como um todo;
  • Engloba toda a organização, atendendo a diferentes departamentos;
  • Análise periódica para otimização de produtividade, custos, qualidade e eficiência.

Gestão de projetos:

  • Foco em projetos;
  • Atua em projetos lineares, com começo, meio e fim;
  • Concentra-se em projetos pulverizados e de acordo com a demanda;
  • Define prazos e finalidades específicas para conclusão de um projeto.

Isto posto, ambos têm como objetivo melhorar as entregas de uma empresa. No entanto, com abordagens diferentes, e que podem, inclusive, ser utilizadas de maneira complementar.

💡 Saiba mais:

Como implementar o BPM em uma empresa?

A implementação do BPM deve seguir cinco passos básicos para ser bem sucedida. Confira quais são eles:

1. Mapeamento

O mapeamento é a base do Business Process Management e diz respeito a analisar e documentar processos internos, para entender como funcionam na prática, identificar melhorias e padronizá-los.

Ao coletar os dados e ter visibilidade sobre o andamento das atividades, fica mais clara a identificação de ineficiências e oportunidades de aprimoramento.

Para isso, a equipe pode usar:

  • Fluxogramas;
  • Diagramas de cadeia de valor;
  • Mapas de Processos de Negócio (BPMN, ou Business Process Model and Notation), uma notação padronizada para modelar processos;
  • Outra ferramenta de gestão empresarial que atenda à companhia.

2. Padronização

Após mapear os processos, é necessário padronizá-los, visando aumentar a eficiência e assegurar a qualidade dos produtos e serviços. Isso ajuda a diminuir erros e aumenta a previsibilidade das ações.

Por meio da análise, definição e documentação de um modelo padrão, a empresa comunica e alinha com os colaboradores os procedimentos, reduzindo assim as falhas e, consequentemente, os custos.

3. Otimização

A próxima etapa é a otimização, em que é feita uma análise crítica sobre os processos, com a finalidade de identificar e implementar melhorias e otimizar o fluxo de trabalho.

Inclusive, muitas das atividades do dia a dia de uma empresa podem ser resolvidas por meio de automação, redesenhando tarefas repetitivas e manuais. Com isso, reduz-se o tempo e os recursos para realização de tarefas, bem como os custos.

Ao otimizar os processos com o BPM, a produtividade dos colaboradores aumenta, impactando diretamente na competitividade da companhia.

💡 Saiba mais: O que é automação de marketing e como fazer? [+ ferramentas]

4. Monitoramento

Não basta implementar uma série de melhorias — é preciso, também, monitorar os resultados obtidos, entendendo a efetividade das mudanças e garantindo que os processos estejam de acordo com o pretendido pela empresa do ponto de vista estratégico.

Assim, é importante que os indicadores-chave (KPIs) para avaliar o sucesso estejam bem definidos e que a análise de dados seja completa e abrangente, fazendo com que ações possam ser tomadas para corrigir a rota, se necessário.

Em outras palavras, ao ter visibilidade sobre o andamento das implementações, a empresa tem mais controle sobre os processos e consegue tomar decisões estratégicas de forma mais embasada.

💡 Saiba mais: 9 indicadores financeiros para acompanhar na sua empresa

5. Melhoria contínua

Por fim, a última etapa é a de melhoria contínua, que, como o nome diz, tem o objetivo de fazer melhorias constantes nos processos para aumentar a qualidade da entrega de produtos e serviços.

Esse passo utiliza o ciclo PDCA para manter a constância de otimizações, sempre tendo como base a experiência do cliente e suas expectativas.

Assim, podem surgir novas oportunidades de aumento da produtividade e eficiência, além de redução de custos e desperdícios. Isso faz com que a empresa se mantenha competitiva e flexível às mudanças de mercado.

Quais as vantagens do BPM (Business Process Management)?

Agora que você já sabe o que é BPM e como implementar, talvez algumas de suas principais vantagens já tenham ficado claras. No entanto, para não restar dúvidas, trouxemos uma listinha para facilitar:

Visibilidade das atribuições

Ao mapear as atividades, há mais transparência sobre o que os colaboradores e a gestão estão executando na prática, abrindo espaço para melhorias.

Controle dos processos

O BPM permite ter controle sobre todas as etapas dos processos, ajustando o que for necessário para que eles tenham um bom desempenho do início ao fim, além de evitar fraudes.

Aumento de produtividade

A otimização dos processos resulta em sobra de tempo para direcionar os colaboradores e recursos para atividades mais estratégicas.

Redução de custos

As otimizações fazem com que os erros e desperdícios sejam minimizados, o que gera uma economia significativa de custos operacionais e administrativos.

💡 Saiba mais: O que é redução de custos e como fazê-la?

Padronização das atividades

Uma vez que todos os colaboradores estejam em conformidade com a gestão de processos, há melhoria no fluxo de trabalho e a consistência dos resultados é mantida.

Melhoria na qualidade

O Business Process Management ajuda a minimizar erros técnicos e manuais, fazendo com que o nível de qualidade dos produtos e serviços seja aprimorado e mantido.

Agilidade e adaptação ao mercado

Ao implementar o BPM, a empresa consegue eliminar gargalos e ter mais agilidade e flexibilidade para responder às mudanças de mercado, visto que tem mapeados seus processos e se preocupa constantemente com a melhoria contínua.

Compreendeu o que é BPM (Business Process Management)?

Esperamos que você tenha compreendido todas as vantagens em aderir ao BPM. Com ele, uma empresa pode aumentar a produtividade e a eficiência em todas as áreas, reduzindo custos e melhorando a qualidade dos produtos oferecidos.

Dessa forma, seus resultados melhoram continuamente , o que favorece o crescimento sustentável do negócio.

E você, tem espírito empreendedor? Temos certeza que a resposta é sim. Então, que tal criar uma loja virtual grátis na Nuvemshop, e aproveitar todos os recursos que a plataforma de e-commerce líder na América Latina tem para oferecer? Transforme e melhore as suas vendas, com recursos que atendem a empresas de todos os tamanhos e segmentos. Esperamos por você! 😉

Aqui você encontra:
Perguntas frequentes sobre BPM (Business Process Management)

BPM ou Business Process Management, é a sigla em inglês para “gestão de processos de negócio”.

BPM é um conjunto de técnicas de gestão de processos que tem como objetivo mapear os processos internos de uma empresa, identificando quais são os gargalos e as oportunidades de melhoria.

BPM serve para identificar, documentar, monitorar e melhorar processos continuamente em uma empresa, visando melhorar seu desempenho e competitividade.

As etapas do BPM são mapeamento, padronização, otimização, monitoramento e melhoria contínua de processos. Elas consistem em identificar, documentar e melhorar as atividades da empresa como um todo, independentemente do departamento.

Faça como milhares de negócios e crie a sua loja

Criar loja grátis

Nosso site utiliza cookies para te proporcionar uma melhor experiência. Ao acessar o site da Nuvemshop, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Cookies