Como vender pela internet com segurança: 6 dicas para evitar golpes a seus clientes

Por: Alex Vargas
Como vender pela internet com segurança: 6 dicas para evitar golpes a seus clientes

Nos últimos anos as vendas online têm se tornado cada vez mais comuns. Isso ocorre em decorrência da popularização da internet, que todos os dias se torna um espaço ainda mais democrático. Sendo assim, a procura por adquirir produtos através da web é uma tendência que só tende a crescer.

Tendo isso em mente, os responsáveis pelas vendas precisam se certificar da melhor maneira possível de que tudo ocorrerá com segurança. Afinal, um pequeno deslize pode significar perder não apenas o cliente, mas o ganho de uma má reputação entre os usuários.

Sabendo disso, separamos aqui diversas dicas para você que deseja saber como vender pela internet com segurança e manter o seu negócio lucrativo. Confira abaixo!

As melhores dicas para vender pela internet com segurança

Se você já possui uma plataforma online, deve saber o quanto o processo para criá-la e mantê-la no ar pode ser trabalhoso. No entanto, também é evidente que cada passo vale a pena, já que um site próprio transmite muito mais credibilidade ao cliente.

Sendo assim, confira as melhores dicas para proteger sua plataforma e evitar possíveis imprevistos!

1. Proteja o seu domínio

O primeiro passo para quem tem um domínio e deseja evitar fraudes não poderia ser outro. Afinal, uma invasão de alguns minutos pode significar a perda de todo o trabalho construído até então.

Para que seu site esteja sempre protegido, na hora de fazer seu cadastro, escolha uma senha forte e confiável. Ela deve conter letras maiúsculas, minúsculas, números e símbolos. Quanto maior e mais complexa, melhor. Dados pessoais, como CPF e data de nascimento, são muito previsíveis e devem ser evitados.

Vale lembrar que a sua senha deve ser conhecida apenas por você e nunca deve ser anotada em papéis ou bilhetes que podem ser perdidos.

Além disso, quando estiver logado, procure transitar apenas por sites confiáveis. Aqueles com barras de endereço duvidosas devem sempre ser evitados.

Outra dica importante é sempre revisar os seus dados cadastrais. Caso perceba qualquer mínima alteração, faça uma mudança de senha imediatamente.

Ademais, procure acessar sua plataforma utilizando outros e-mails, como um usuário desconhecido. Acessando o site desse modo, fique atento e observe bem se algum anúncio não permitido está aparecendo no site. Promoções ou descontos não autorizados por você também podem significar uma invasão. Nesses casos, o link da propaganda costuma direcionar diretamente para um domínio fraudulento, um golpe conhecido como Phishing.

Antes de finalizar a sua sessão, sempre deslogue da sua conta, principalmente se o computador utilizado não for o seu. Funções de “salvar senha” para facilitar o acesso devem estar sempre desativadas.

2. Fique atento a e-mails falsos enviados no seu nome

Os e-mails falsos são uma das formais mais comuns de aplicar golpes dentro da internet. Eles são enviados aos usuários e comumente aparecem pedindo atualização de dados bancários para cadastro ou falando sobre super promoções imperdíveis.

Com o passar do tempo, os golpes foram aprimorados. Atualmente, o design dos e-mails fraudulentos imita impecavelmente o formato utilizado por grandes lojas do mercado. Cores e fontes são iguais, confundindo facilmente quem os recebe.

Uma boa dica para identificar quando um e-mail foi enviado como fraude é observar o endereço do link. Ele nunca será igual ao da loja verdadeira, mas pode ser bem parecido. Em um caso recente, um e-mail fraudulento que se passava pelas famosas Lojas Americanas, tinha como endereço do site “americana.com”.

São esses pequenos detalhes que fazem a diferença e podem evitar que seus clientes caiam em um golpe de muitos reais.

Além disso, também é importante ressaltar que esses e-mails sempre tratam tudo com muita urgência. Argumentos como atualização de dados para não exclusão da conta na loja são bem comuns e costumam enganar quase todos os usuários recebedores.

3. Coloque muita proteção em seu computador de trabalho

Todos que usam um computador frequentemente já ouviram falar sobre os antivírus. Eles são muito importantes para manter a segurança da sua máquina e para te ajudar a não cair em fraudes. No entanto, usuários que não fazem uso de seu aparelho para trabalho, costumam não dar tanta importância a esses programas.

Isso porque eles costumam ser pagos, tendo um valor mensal ou anual. Sendo assim, a vontade de procrastinar o download se torna rotina no dia a dia.

Porém, para quem faz uso do computador para trabalho, contar com um antivírus forte e poderoso é indispensável. Apenas ele será capaz de proteger e identificar rapidamente possíveis ameaças a seu domínio.

Sendo assim, faça uma boa pesquisa e converse com outros profissionais do ramo para descobrir suas recomendações. Atualmente os testes apontam o Kaspersky como o melhor antivírus do mercado, com opções pagas e gratuitas.

Depois de ter o antivírus instalado, é preciso ter ainda outras preocupações frequentes. Uma delas é fazer todas as atualizações solicitadas pelo sistema operacional. Caso passe muito tempo sem que nenhuma seja sugerida, verifique nas configurações se o seu computador está rodando na versão mais recente fornecida pelo servidor.

Outra dica é nunca baixar anexos sem saber sua verdadeira procedência. E-mails de destinatários desconhecidos representam verdadeiro perigo, bem como sites pouco conhecidos que sugerem arquivos para download.

Além disso, depois de ter escolhido seu antivírus, sempre faça revisões frequentes e varreduras no sistema. O recomendado é, no mínimo, uma vez por semana. Caso não tenha tempo para realizar durante o dia, deixe o computador em análise antes de dormir.

Alguns sinais de quem seu PC pode estar sofrendo com ameaças enviadas por malwares são a lentidão excessiva e travas constantes. Problemas como reiniciar sozinho ou bateria gastando muito rápido também são sintomas muito comuns.

4. Invista na segurança de seu acesso

vender-pela-internet-com-seguranca

Se, mesmo com todos os investimentos em proteger os seus dados cadastrais, acontecer um imprevisto com perda de senha, ainda existem medidas que podem ser tomadas. O ideal é assegurar tudo antes, precavendo-se no caso de um futuro imprevisto.

Uma boa dica é adicionar uma pergunta de segurança. Escolha uma que seja de resposta fácil para você, mas que ninguém saiba identificar. Questões como o nome de sua primeira professora da escola são ótimas. Cor preferida ou número da sorte, que são fáceis de adivinhar, devem ser evitados.

Uma frase completa que contenha pontos e vírgulas não deve ser utilizada. Afinal, você mesmo pode esquecer dos detalhes que utilizou e não conseguir mais recuperar seu acesso.

Ao cadastrar o e-mail para recuperação da senha, utilize um paralelo ao colocado no cadastro. Dessa forma, mesmo que até o e-mail inicial tenha sido perdido, ainda há uma segunda opção para os novos dados cadastrais.

5. Crie um cadastro exclusivo para as suas vendas

Se você tem uma plataforma exclusiva, esse passo não é tão necessário. Mesmo assim, é bastante útil, pois é uma segurança a mais para o seu negócio. Além disso, um e-mail profissional transmite bem mais credibilidade aos clientes quando eles desejam fazer um contato com a sua loja.

No entanto, se você faz as suas vendas através de uma plataforma coletiva, como um marketplace, esse é um passo indispensável. Afinal, nesses locais é preciso primeiro ter credibilidade com os clientes para que se possa ser o vendedor escolhido dentre tantos outros.

Além disso, esse passo também evita que você e sua loja caiam em fraudes. Ao acessar um e-mail não confiável, ele pode ficar com os seus dados e hackear a sua conta. Se você estiver cadastrado com seu usuário pessoal, pode perder tudo que tem guardado, informações confidenciais e até mesmo sua conta para recuperar senha.

Sendo assim, crie um e-mail corporativo e trate todas as questões profissionais por meio dele. Mesmo que você não tenha condições de comprar o seu próprio domínio logo no começo, faça seu usuário com o nome da empresa usando as contas do Google ou Outlook, por exemplo.

6. Tenha um canal de contato ativo com os seus clientes

Essa é uma das melhores dicas para te auxiliar a evitar fraudes e, principalmente, ajudar a proteger seus clientes delas. Isso porque, através de um canal de contato ativo, é possível comunicar rapidamente caso identifique uma atividade suspeita, de modo a avisar os usuários para não cair na armadilha.

Além disso, nessa rede de contato, seus próprios clientes podem lhe enviar perguntas sobre possíveis e-mails pedindo dados ou promoções relâmpagos. Assim, você pode responder diretamente e ainda avisar de maneira pública aos demais.

Ademais, vale ressaltar que as redes sociais também são um ótimo canal de divulgação dos seus produtos. Principalmente para aqueles que ainda estão começando, pois podem fazer a venda diretamente pelo Instagram, WhatsApp ou Facebook.

Nesses casos, é bom lembrar que todas as preocupações com a segurança devem continuar sendo consideradas. Afinal, a pretensão de crescer com o negócio com toda a certeza existe. Sendo assim, deve-se certificar de que tudo inicie da maneira correta.

Vender online com segurança em uma época em que tantas tentativas de fraudes acontecem, com toda a certeza, é uma tarefa que exige cuidados. Muitos clientes ficam receosos com esse modelo de venda, seja por terem sofrido algum golpe ou conhecer pessoas que já passaram por essa situação.

No entanto, colocando em práticas essas dicas, vai ficar bem mais simples atrair novos clientes e transmitir a eles a segurança e credibilidade que seu trabalho possui. Sendo assim, comece hoje mesmo a tomar essas precauções e veja os números do seu negócio crescerem cada vez mais!

Faça como +60mil lojas e
crie a sua Nuvemshop

Testar 30 dias grátis
Crie a sua loja na Nuvemshop

Sabemos que migrar sua loja não é uma decisão simples.

Descubra os benefícios e facilidades que a Nuvemshop oferece exclusivamente para migrações.

Saiba mais sobre a migração