Saque FGTS: como se tornar empreendedor online com o dinheiro das suas contas inativas

saque fgts loja virtual

Quem não sonha em ter um dinheirinho extra para finalmente alcançar a independência financeira, que atire a primeira pedra!

Pois bem, a oportunidade está batendo à sua porta e se chama FGTS. Neste vídeo, vou explicar como você pode utilizar o FGTS das suas contas inativas para criar uma loja virtual e o que priorizar de acordo com a quantia que vai receber.

Gostou da ideia? Que tal investir esse dinheiro do saque do FGTS e criar uma loja virtual? Na Nuvem Shop você terá uma plataforma de e-commerce completa e ainda poderá testá-la por 15 dias grátis. Com certeza você vai se apaixonar por ser dono do próprio negócio!

[Transcrição do vídeo]

Se ao ouvir a palavra FGTS você já fica pensando em todas as possibilidades que terá ao botar a mão nessa grana, que tal pensar em algo para fazer esse dinheiro render?

Existem várias coisas que você pode fazer para tentar multiplicar essa grana, mas se seu sonho é se tornar o mais novo empresário da praça, que tal uma loja virtual?

Com ela você poderá começar aos poucos mesmo sem precisar largar seu emprego atual e criá-la do seu jeito, vendendo os produtos que você quiser – desde que eles não sejam ilegais, claro.

Nesse vídeo vou te mostrar como aplicar o seu dinheiro em uma loja online e o que priorizar de acordo com o valor que você vai receber.

– Até mil reais –

Com esse dinheiro você já vai ter a possibilidade de comprar um estoque inicial, como de roupas ou acessórios, e montar uma loja online com tudo o que você precisa.

Lembre-se que, se você escolher trabalhar com um intermediador de pagamento, precisará guardar um dinheirinho para postar as primeiras vendas nos Correios.

E se você não tem nem ideia de onde encontrar os produtos certos para venda, não se preocupe, eu vou colocar na descrição do vídeo um link de como conseguir um fornecedor.

– De 1.000 a 2.500 reais –

Assim como para uma loja física de sucesso, não basta somente abrir a loja, mas sim atrair o comprador de alguma forma.

Neste caso, o dinheiro que sobrar após a montagem da loja vai servir para que você comece a divulgá-la. Além de criar perfis nas redes sociais para a sua marca, aproveite ferramentas como Google AdWords e Facebook Ads para chegar aos seus clientes mais facilmente.

– De 2.500 a 4.000 reais –

Além de montar a loja online com tudo o que tem direito, você vai ter um bom valor para mantê-la estável por, pelo menos, os três primeiros meses. Utilize anúncios, mas também tente se destacar da concorrência oferecendo cupons de desconto para as primeiras compras ou frete grátis a partir de determinado valor do pedido.

– Mais de 4.000 reais –

Se você já ralou tanto na vida a ponto de receber mais de quatro mil reais de FGTS, vai usufruir de algumas regalias na hora de montar a sua loja virtual. Por exemplo, contratar um designer para desenvolver um layout personalizado de acordo com a identidade visual da sua marca e pensar em contratar uma agência para cuidar da parte de anúncios.

Você pode fazer tudo sozinho? Pode! Mas por que ter todo esse trabalho se você pode se dar ao luxo de contratar especialistas no assunto?

Espero que esse vídeo sirva como um guia para saber o que você deve priorizar no seu e-commerce de acordo com a quantidade de dinheiro que vai receber das contas inativas do FGTS.

Use-o com sabedoria e poderá lhe garantir uma boa renda extra.

Eu vou deixar na descrição desse vídeo um link para outro vídeo explicando melhor quanto você vai gastar para manter sua loja no ar por um ano, ok?

Falando nisso, não se esqueça de se inscrever em nosso canal para não perder nenhuma novidade no mundo do e-commerce.

Um abraço e até a próxima!


O que você achou desse conteúdo?


Renata Estevo

Renata é formada em relações internacionais e trabalha como consultora de e-commerce na Nuvem Shop. Adora colecionar cartões postais, não perde um jogo do seu time do coração, o Chelsea FC, e também não passa um dia sem usar o Pinterest.


    saque-fgts-como-se-tornar-empreendedor-online-com-o-dinheiro-das-suas-contas-inativas