6 redes sociais para você considerar para seu e-commerce de moda

redes sociais para ecommerce de moda

Já vimos por aqui anteriormente que o segmento de moda é o que mais vende no e-commerce brasileiro. A maioria esmagadora das lojas online desse nicho marcam presença nas redes sociais, portanto, para estar na mesma página você também deve posicionar seu negócio em canais como Facebook, Instagram, Pinterest, entre outros.

Hoje nós vamos explicar em quais mídias seu e-commerce de moda deve estar e que práticas você deve adotar para alavancar suas vendas.

Primeiramente: como agir?

Antes de considerar quais redes sociais investir, é necessário saber de antemão como se posicionar – saber dosar postagens e abordagens – caso contrário, você poderá espantar o seu público-alvo em vez de conquistá-lo.

Assim, segundo uma pesquisa divulgada pelo site Smart Insights, há algumas ações que poderão te destacar diante da audiência. As principais são:

  • Ser receptivo (interagir com os seguidores e respondê-los o quanto antes);
  • Oferecer promoções;
  • Publicar conteúdos educativos;
  • Compartilhar conceitos visuais interessantes;
  • Ser engraçado;
  • Disponibilizar materiais exclusivos;
  • Mostrar os bastidores da marca.

Além disso, 51% dos entrevistados disseram que deixariam de seguir perfis em redes sociais se os mesmos publicassem mensagens irritantes/repetitivas, e 27% alegou que até denunciaria-os como spam.

Por isso, separamos dicas especiais para a sua marca não correr esse risco. Continue acompanhando:

Quais redes sociais escolher para uma loja de moda?

A verdade é que isso vai depender muito do seu público-alvo. Inicialmente, o sugerido é identificar o perfil dele (sexo, faixa etária, principais gostos etc) para depois definir quais canais se dedicar. A seguir, faremos um ranking das principais redes sociais em que a sua loja deve estar:

1. Facebook

O Facebook lidera a preferência do público em todo o mundo. Segundo o Statista, entre os países líderes em números de usuários, o Brasil encontra-se em terceiro lugar com 130 milhões de acessantes, ficando atrás apenas da Índia e dos Estados Unidos.

Além de ser uma mídia excelente para engajamento, ela também funciona como um marketplace que te possibilita vender produtos por lá também – um ótimo canal de divulgação para o seu e-commerce.

Para conquistar novos clientes e vender mais, você pode adotar estratégias como humanizar sua marca, utilizar uma linguagem que se relacione com o seu público-alvo, publicar diariamente e fomentar o diálogo com sua base de seguidores. E como fazer tudo isso? Dê uma olhada nos conteúdos abaixo com boas práticas para atuar no Facebook:

2. YouTube

Segundo o Think With Google, hoje o YouTube conta com mais de 98 milhões de usuários aqui no Brasil, e mais de 95% da população acessa essa plataforma pelo menos uma vez no mês.

Atualmente, de acordo com WordStream, mais de 500 milhões de horas por dia são assistidas em vídeos do YouTube! Confira outras estatísticas surpreendentes abaixo:

  • 72 horas de vídeo são carregadas a cada 60 segundos;
  • 1/3 das atividades online são dedicadas a vídeos;
  • Os millennials (24-35 anos) são aqueles que mais gostam desse formato;
  • Homens gastam 40% de tempo a mais assistindo a vídeos do que mulheres;
  • 87% dos profissionais de marketing usam conteúdos em vídeo.

Portanto, essa rede social é o complemento ideal para uma estratégia de inbound marketing/blogging. Se sua loja online possui um blog, saiba que tipos de conteúdo no formato de vídeo geram muito mais engajamento e interesse entre os visitantes e invista nisso:

3. Instagram

O Instagram vem registrando um rápido crescimento desde que foi criado (outubro de 2010) e atualmente o Brasil ocupa o expressivo segundo lugar entre os países com mais usuários – 57 milhões – ficando atrás apenas dos Estados Unidos.

Considerada a rede social do futuro, o Instagram é o lugar ideal para fazer parcerias com influenciadores. Se você vende roupas, por exemplo, pode enviar determinadas peças para famosas e pedir para que elas publiquem em suas contas uma foto usando o look e marcando o perfil da loja em troca.

Uma prática que está em alta ultimamente, e que vem substituindo o Snapchat, é o Stories – ferramenta que te possibilita postar fotos e gravar vídeos válidos apenas por 24h; depois desaparecem sem deixar rastros no seu feed. Ótimo meio para apresentar seus produtos e os bastidores da sua loja.

Outras ações, como utilizar hashtags (#), devem te ajudar a conseguir um alcance maior nessa mídia. Quer saber como colocar tudo isso pra funcionar? Dê uma olhada nos conteúdos abaixo:

4. Twitter

O Twitter é um bom canal para comunicar uma mensagem rápida e também para ter um contato mais próximo com o seu cliente. Aqui no Brasil é impossível falar de boas práticas no Twitter e ignorar o caso prático do Ponto Frio. Eles fazem um trabalho excelente na rede social e vale a pena ficar atento em como eles interagem com os seguidores através de um personagem, que é o Pinguim (mascote de marca).

Ele está ligado em basicamente todos os assuntos do momento, oferece descontos e um atendimento ao cliente de extrema qualidade. É realmente um bom exemplo a ser seguido.

Além de apostar no estreitamento do laço com o potencial consumidor, você também pode adotar outras práticas de sucesso no Twitter, como as indicadas nos materiais a seguir:

5. Pinterest

O Pinterest tem ganhado cada vez mais força entre as redes sociais – hoje já conta com mais de 200 milhões de usuários no mundo todo. Essa mídia é ideal para compartilhamento de fotos dos produtos e imagens inspiradoras, como uma grande vitrine virtual.

Além disso, hoje o Pinterest já conta com o seu próprio Analytics: por meio dele é possível analisar quais as suas publicações mais apreciadas, quantas visitas o seu perfil recebeu, quais usuários se conectaram com a sua marca e o que andaram pesquisando. Demais, não?

Entre as principais estratégias, procure criar catálogos, cupons de desconto e utilizar essa rede para fazer pesquisa de mercado. Veja mais:

6. Google Plus

Os números de engajamento do Google Plus não são tão bons quantos aos anteriores dessa lista, porém esse canal é fundamental por um motivo: ele ajudará sua marca a ter mais relevância nas buscas do Google!

Uma das coisas mais bacanas dessa rede é sua infinidade de funcionalidades. Aproveite-as para o seu negócio! Que tal fazer um Hangouts tirando dúvidas sobre produtos ou falando sobre novidades? Vale também utilizar hashtag (#), explorar as comunidades e criar círculos. Aprenda a fazer tudo isso e a aplicar essas estratégias no seu cotidiano:

Resumo

No post de hoje conhecemos as redes sociais mais importantes para você que tem um e-commerce de moda. Convém, se você está iniciando agora no mundo virtual, começar pelo básico, como Facebook e Instagram. Neste artigo, contudo, trouxemos outras alternativas que podem te ajudar a ampliar seu relacionamento online e também as suas vendas.

Tem algum caso prático que gostaria de compartilhar conosco? Comente na caixinha abaixo!

Quer colocar tudo isso em prática? Crie sua loja teste por 15 dias grátis com a Nuvem Shop! É simples, rápido, gratuito e sem necessidade de conhecimentos técnicos.

[Atualizado em 16/03/2018.]


O que você achou desse conteúdo?


Bruno Fernandes

Bruno é jornalista e responsável pela estratégia de conteúdo do blog e da Universidade do E-commerce da Nuvem Shop. É viciado em esportes, sobretudo basquete, e assiste 500 séries de TV ao mesmo tempo.

6-redes-sociais-para-voc-considerar-para-seu-e-commerce-de-moda