6 razões para ter um aplicativo para e-commerce

Por: Adelmir Mucelin
Criado em: 07/10/19.
Atualizado em 23/10/19.
5 min
de leitura

Índice

app-ecommerce

Você já percebeu que grandes empresas como Magazine Luiza e Casas Bahia desenvolveram um aplicativo para e-commerce? Essa é uma tendência para diferentes segmentos do mercado, como alimentação, tecnologia e móveis.

Inclusive, um relatório da Liftoff produzido em parceria com a Adjust identificou que 56% dos usuários da América Latina se registram em aplicativos de compras. Esses dados já demonstram o potencial dessa ferramenta, correto?

A seguir, apresentamos os principais motivos para você incorporar essa plataforma na sua estratégia de vendas. Vamos lá?

Principais razões para usar um aplicativo para e-commerce

Os hábitos dos consumidores estão mudando cada vez mais rápido. Se antes era difícil encontrar alguém que confiasse na internet para efetuar uma compra, agora 74% dos brasileiros já utilizam a rede para realizar, pelo menos, uma etapa desse processo.

Nos Estados Unidos os consumidores já foram um pouco mais além. As pesquisas indicam que 40% das vendas na Black Friday 2018 se originaram dos dispositivos móveis.

Diante desse contexto, como a sua empresa se prepara para acompanhar essa tendência de mercado? A seguir, listamos 6 motivos para você planejar o desenvolvimento de um aplicativo para e-commerce:

1. Experiência única para o cliente

Muitos websites não estão preparados para os dispositivos móveis. O aplicativo, por sua vez, é desenvolvido especialmente para atender esses canais e proporciona uma experiência única para os consumidores.

A equipe de desenvolvimento faz um estudo para traçar as ações dos usuários dentro da ferramenta. Assim, é possível fazer um aplicativo intuitivo e dinâmico para proporcionar a melhor experiência para o cliente. Além do mais, a partir do primeiro uso, o app já é capaz de direcionar ofertas personalizadas para os visitantes.

2. Integração dos canais

O consumidor está em busca de empresas com atendimento multicanal (conexão entre ambientes). Logo, o app é mais um meio para ele pesquisar, adicionar um produto aos favoritos ou finalizar uma compra.

O aplicativo para e-commerce não exclui as outras formas de atendimento da empresa – website, presencial, chat – apenas cria mais uma opção para o cliente escolher. Isso se reflete em credibilidade para o negócio e aumento no potencial de vendas.

3. Maior engajamento com a marca

Geralmente, quando você baixa um app no smartphone pretende utilizá-lo ou, ao menos, testá-lo para ver se gosta, correto? Seguindo esse raciocínio, você pode perceber que, ao baixar um aplicativo do e-commerce, o consumidor já está sinalizando um grande interesse pelo negócio.

Sendo assim, ter um app para a loja virtual amplia o engajamento com a marca e fortalece o relacionamento com o consumidor. Você ainda pode programar a plataforma para solicitar a autorização do cliente para emitir alertas sobre novidades e promoções, o que aumenta o potencial de recompra.

4. Conversão em vendas

O aplicativo faz uma combinação de importantes características para os usuários: UX (sigla em inglês para experiência do usuário) design, navegação simples e usabilidade. Tudo isso contribui para aumentar a conversão em vendas, segundo uma pesquisa da Criteo. A empresa identificou que os aplicativos têm três vezes mais conversão em vendas do que os websites já adaptados para dispositivos móveis. Além disso, o valor de compra nos apps é 140% maior do que nesses sites próprios para mobile.

5. Funcionalidades adicionais

Outra vantagem de criar um app para a loja virtual é a possibilidade de utilizar funcionalidades já existentes no smartphone para ampliar a conexão com os usuários. Entre elas estão:

  • GPS: você pode solicitar a permissão de identificação da localização do usuário. Assim, consegue indicar a loja física mais próxima, apresentar uma oferta especial para a região e identificar melhor o perfil do cliente;
  • Microfone: a plataforma também pode incluir a busca por voz, uma facilidade a mais para quem não gosta de digitar no smartphone;
  • Câmera: muitas ferramentas ainda possibilitam o compartilhamento de fotos dos produtos adquiridos nas redes sociais. Isso amplia o engajamento com a marca e oportuniza mais conversões nesse canal.

app-loja

6. Ofertas especiais

O aplicativo também é um canal de comunicação com o cliente. A loja virtual consegue desenvolver ações especiais para essa plataforma, o que estimula ainda mais o seu uso e a recompra.

Muitas companhias já oferecem promoções diferenciadas para esses canais com preços mais baixos ou entrega gratuita para os produtos. Outra estratégia que pode ser inserida é o desenvolvimento de pontos para serem trocados por descontos em compras futuras.

Logo, o desenvolvimento de aplicativo para e-commerce cria mais um canal de vendas para a empresa e fortalece o relacionamento com o consumidor. Se você decidir investir nessa estratégia, lembre-se também de disponibilizar um suporte especializado para o canal com atendimento 24 horas por dia.

Ficou interessado no assunto e quer saber como funciona o processo de desenvolvimento de aplicativos? Conheça o passo a passo da criação de um app!

Adelmir Mucelin

Adelmir Mucelin é o CEO e responsável pelas parcerias de conteúdo da TwoWeb, a maior agência digital do Oeste de Santa Catarina.


    Registre-se gratuitamente

    Receba posts sobre marketing e empreendedorismo diretamente no seu e-mail.

    Coloque o conhecimento na prática

    +15 mil alunos já aplicaram o aprendizado na Universidade e criaram seus negócios com a Nuvemshop.

    Teste 15 dias grátis

    Faça sua marca crescer

    Cria sua loja virtual com a Nuvemshop e venda de maneira profissional como eles:

    Osmoze - www.osmozestore.com.br
    Morango Brasil - morangobrasil.com.br
    Osram - loja.osram.com.br
    Testar 15 dias grátis