26/07/2018

Por que empreender sendo pai?

empreender_pai
Seja diante de uma situação de dificuldade em que a única alternativa é empreender ou buscando uma alternativa para ficar mais próximo dos filhos, começar um negócio próprio é um momento bastante delicado na vida de um pai.

Nesse texto, vamos falar sobre as dificuldades e pontos positivos de misturar paternidade e empreendedorismo.

Ser pai do seu filho (e do seu negócio)

Vamos começar pela parte mais difícil afinal, você como pai, tem que exercer o seu senso de responsabilidade e paciência. :p

Começar a empreender qualquer pessoa pode fazer, mas se dedicar e investir seu tempo e conhecimento no crescimento do seu negócio é para poucos. Assim, para facilitar as coisas, é mais fácil pensar que você terá dois filhos, um de carne e osso e o seu negócio. Para que consiga cobrir as “duas frentes”, precisará contar com muito planejamento e equilibrar as tarefas do dia a dia.

  • Parceria: você não precisa embarcar em um novo negócio sozinho, busque um sócio que tenha habilidades diferentes das suas, mas que tenha a mesma vontade de fazer o negócio dar certo que você. Somando forças, vocês poderão diminuir o fardo da administração e poderão dar cobertura caso um dos dois fique doente ou queira tirar uns dias de férias com a família (todo mundo precisa).
    Defina bem os papéis de cada um na empresa e em que situações um deverá cobrir o outro. Isso irá ajudar a evitar desentendimentos futuros e sobrecarga de trabalho.
  • Flexibilidade: empreender no Brasil não é fácil e quase sempre às vezes as coisas não saem como o esperado. Para conseguir lidar com possíveis atrasos e ritmo menor de vendas que o esperado, mantenha sempre uma planilha de fluxo de caixa atualizada para saber o que pode ser flexibilizado no seu projeto. Ter jogo de cintura e estar ciente das limitações e possibilidades do seu negócio será essencial para que ele consiga sobreviver.
  • Investimento: em maior ou menor grau, para empreender você primeiro precisará investir no negócio e possivelmente demorará um pouco para recuperar esse investimento. Esse tipo de ação tem um peso diferente quando você é pai: em primeiro lugar deverá assegurar uma reserva para suprir as necessidades do seu filho pelo período em que seu negócio ainda estará engatinhando. Nunca comprometa todo o seu orçamento investindo no empreendimento e tenha um plano B caso as coisas não estejam saindo como o planejado.

Colhendo os bons frutos do empreendedorismo

Agora que já falamos das responsabilidades, está na hora de falar das coisas boas!
Sendo dono do seu próprio negócio, você contará com a possibilidade de ter uma experiência diferente que a maioria dos pais com empregos comuns tem:

  • Passar mais tempo com os filhos: como já falamos no tópico anterior, ao se organizar você terá a chance participar de momentos únicos da vida do seu filho como buscá-lo na escola, almoçarem juntos e ter mais contato diário com a sua rotina. Ter um papel ativo e manter um relacionamento próximo com seu filho fará com que ele se lembre disso a vida toda e provavelmente irá pautar como ele criará seus próprios filhos também.
  • Melhores condições financeiras: a ideia de ser um empreendedor de sucesso tem um brilho ainda maior quando se tem filhos: a possibilidade de poder dar melhores oportunidades e condições de vida para sua prole.
    Diante desse assunto, muitos pais e mães encontram nos filhos a coragem necessária para arriscar criar um negócio e essa motivação é o que os faz continuar e insistir até que dê certo.
  • Legado: você já deve ter visto por aí aqueles depoimentos de empreendimentos que passam de pai pra filho. É disso que estamos falando aqui, criar um empreendimento que além de ser o “ganha-pão” da família também seja passado para as próximas gerações. E mesmo que, quando adulto, seu filho decida trabalhar com outra coisa – como foi o meu caso rs – nada disso terá sido em vão. Você terá passado a lição mais valiosa: é possível tirar um sonho do papel e com paciência e determinação fazer com que ele dê certo.

E um extra…

Lembre-se do motivo pelo qual está fazendo isso: sua família sempre deve vir em primeiro lugar e seus filhos dependem de você, não só financeiramente, mas também afetivamente.

Como tudo na vida faz mal em excesso, é preciso saber equilibrar vida pessoal e profissional para que empreender sendo pai seja uma experiência incrível e recompensadora.

Se você é pai e está pensando em empreender, que tal começar com uma loja online? Na Nuvem Shop você poderá testar nossos recursos e integrações por 15 dias grátis e começar a vender pela internet o quanto antes.

Data da última atualização: 30/08/2018


O que você achou desse conteúdo?


Renata Estevo

Renata é formada em relações internacionais e pós-graduanda em gestão de marketing. Trabalha como consultora de e-commerce na Nuvem Shop, adora colecionar cartões postais, não perde um jogo do seu time do coração, o Chelsea FC, e também não passa um dia sem usar o Pinterest.


    por-que-empreender-sendo-pai