Persuasão: a ciência por trás da arte de influenciar pessoas e da venda invisível

Como persuadir pessoas

Você deve conhecer alguma pessoa assim: extremamente carismática, que presta atenção a tudo que está sendo falado e sempre tem uma bom argumento para dividir. Parece quase um dom natural de influenciar as pessoas à sua volta. E ela sabe vender como ninguém.

Infelizmente nem todos nós somos assim. Mas isso nada tem a ver com personalidade, carisma ou extroversão. E sim com ciência, conhecimento de técnicas de persuasão e treino. Ao contrário do que passamos nossa vida inteira acreditando, podemos sim aprender a ser persuasivos.

Uma ótima maneira de começar? Que tal conhecermos algumas das características que pessoas extremamente persuasivas têm em comum:

  • Têm consciência e respeito ao próximo: pessoas que utilizam bastante a persuasão têm consciência e entendimento sobre seu poder. Jamais usam sua agressividade para tentar convencer outra pessoa, pelo contrário. Apresentam seus argumentos, com assertividade, para os interessados em ouvir.
  • Prestam atenção ao que está sendo dito: ao invés de falar sem parar e forçar seu ponto de vista, pessoas persuasivas prestam atenção ao que o outro está dizendo. Ouvir é a melhor maneira de entender se a pessoa está sendo receptiva às ideias propostas, quais as objeções (para poder resolvê-las) e também para identificar em que pontos o outro concorda.
  • Sabem quando ficar quietos: a habilidade de se expressar verbalmente com clareza é uma característica dos naturalmente persuasivos. Porém, isso inclui não apenas falar, mas também saber qual o momento de recuar e ficar quieto. Principalmente nos momentos finais de uma negociação, após uma pergunta de encerramento.
  • Pensam a longo prazo: muitas vezes para persuadir outra pessoa é preciso adiar uma discussão, dar o tempo para que o outro consiga analisar com mais calma os argumentos propostos. Quem sabe usar seu dom da persuasão deixa o outro ter seu espaço para pensar e, caso a pessoa não volte a fazer contato, é porque aquele esforço que estava sendo colocado na questão não valia a pena.
  • Não levam adiante argumentações pouco importantes: mesmo quando têm certeza de que estão certos, sabem que gastar energia em discussões menos relevantes e que não vão contribuir para sua causa geral não vale a pena. Ao invés disso, dão para o outro o “ganho de causa”. Melhor ser bem-sucedido no final do que estar sempre certo.

Você possui alguma dessas características?

Se sim ou se não, não importa: não pense que mesmo se você não tiver nunca poderá usar sua persuasão com eficácia. Todos nós temos essa habilidade, basta saber trabalhar para fazê-la aparecer. Inclusive podemos usar a persuasão para conseguir vender mais praticamente sem que as pessoas percebam.

Como usar o poder da persuasão para fazer vendas invisíveis

Talvez uma das perguntas que mais recebo em minha caixa de e-mail seja: “como faço para monetizar meu blog sem precisar espalhar banners e anúncios por todo lado? Como você faz para viver de blog?”.

Afinal, produzir conteúdo gratuito e de qualidade é uma obrigação de todos que possuem um site ou blog e desejam viver disso. Porém, para que este desejo se torne realidade, é preciso garantir uma renda mínima mensal.

E eu sempre respondo a essa pergunta do mesmo jeito: o que funciona é aplicar a técnica da venda invisível. Em um ambiente onde as pessoas sempre esperam obter conteúdo gratuito, forçar uma venda, sem usar a persuasão corretamente, pode causar até mesmo revolta. Não é nada fácil tentar vender em um ambiente hostil como esse.

Para contornar essa resistência é que entra a estratégia de venda invisível. As pessoas querem ser persuadidas a fazer alguma coisa, desde que seja do seu interesse.

Se você produz um artigo e este por si só já oferece muito valor e qualidade, porém você faz uma recomendação a mais de um produto seu ou afiliado (desde que com bastante critério e sem chegar ao ponto de atrapalhar a leitura), pronto: está preparando o terreno para uma venda invisível. O leitor que compra ganha um produto ou serviço de qualidade e aquele que não compra não sofre prejuízo algum em sua leitura.

Você já percebeu a força do poder da persuasão. Seja para vender mais e de forma menos invasiva, seja para ajudar um amigo ou outras pessoas. Mas assim como podem ser bem utilizadas e trazer bons resultados, o outro lado também é bastante verdadeiro.

Muita dedicação e tempo são necessários para construir sua credibilidade. Jamais ponha tudo a perder por apostar em estratégias duvidosas, como a manipulação de pessoas. Você passa anos e anos construindo e solidificando sua autoridade para que, em questão de segundos, sua reputação seja arruinada por uma decisão ruim ou uma técnica aplicada com intenções distorcidas.

É muito melhor quando todos saem ganhando.

Se quiser entender melhor a ciência por trás desta arte e aplicar os conceitos em seu conteúdo e muito mais, leia o artigo completo “Ciência da Persuasão com zero manipulação: a arte de influenciar pessoas e da venda invisível”.

Nos vemos em breve. Forte abraço!


O que você achou desse conteúdo?


Henrique Carvalho

Fundador do site Viver de Blog. Minha missão é mostrar o universo de blogs como um negócio digital, transformando milhares de pessoas através de dicas práticas com infográficos, e-books e guias completos.


    persuaso-a-cincia-por-trs-da-arte-de-influenciar-pessoas-e-da-venda-invisvel