20/06/2016

O que é o Programa de Proteção ao Vendedor do MercadoPago?

Segurança ao vendedor de e-commerce

Como te contamos anteriormente, há muitas plataformas para receber pagamentos online de forma segura. Entre elas, o MercadoPago é uma das mais populares e eficazes, já que muitos sites de e-commerce oferecem esse meio de pagamento aos seus clientes.

Se você oferece o MercadoPago em sua loja, precisa saber que este serviço conta com ferramentas antifraude muito importantes. Mas se por acaso acontecer de o seu cliente ou alguém te prejudicar, há também algo parecido com um “seguro” que te protege: o Programa de Proteção ao Vendedor.

Embora a equipe do MercadoPago afirme que não se trata de um seguro no sentido mais tradicional da palavra, é um sistema através do qual são oferecidos reembolsos aos usuários. Também existe outro programa similar para os compradores, mas hoje nos focaremos neste destinado aos donos de e-commerce.

Em que consiste o Programa de Proteção ao Vendedor

Se você vende através do MercadoLivre ou ativou a plataforma do MercadoPago em sua loja virtual, é fundamental conhecer os benefícios do Programa de Proteção ao Vendedor.

Basicamente, ele te protege caso você receba um chargeback. Se você não entende muito bem este conceito, aproveite para ler o nosso artigo sobre o tema. Em linhas gerais, trata-se do não reconhecimento de uma compra pelo titular do cartão de crédito. Isso pode acontecer por duas razões principais:

  • Alguém usou o cartão de crédito do titular sem autorização;
  • O comprador declara que você não cumpriu com o combinado (porque o produto chegou quebrado ou não tem as condições ofertadas, por exemplo).

Uma vez recebido o chargeback, e se você cumprir com os requisitos estabelecidos pelo Programa, o MercadoPago entrará em contato para comprovar que não houve nenhum problema de sua parte e evitar que o dinheiro da transação seja perdido. A seguir, informamos quais são as condições necessárias para contar com essa cobertura.

Requisitos do Programa de Proteção ao Vendedor

Agora, o mais importante: como ter acesso a esse Programa? Bem, há uma série de coisas que você precisa ter em mente para se preparar caso receba um chargeback através do MercadoPago. A principal está diretamente relacionada ao modo como você enviou o produto.

Envio via Correios ou transportadora

Se você enviou o seu produto usando os Correios ou uma transportadora, vai precisar de:

  • O código de rastreamento informado pelo serviço;
  • O comprovante físico do serviço no qual conste o endereço do comprador e a data de envio.

Envio por encomenda a terminais de transporte

Contratou um serviço que entrega em terminais? Então você precisa guardar um comprovante que informe:

  • O terminal para o qual se realizou o envio;
  • A data de envio;
  • Nome e documento da pessoa que recebeu a mercadoria

Envio pessoal (por um meio próprio)

Se você ficou a cargo do envio, considere que ao acionar o Programa será pedido um comprovante de entrega com:

  • O número de operação da sua loja virtual com o título do produto;
  • A data de entrega;
  • Nome, documento e assinatura da pessoa que o recebeu.

Em todos os casos, é recomendado que você:

  • Confirme a identidade da pessoa que recebeu o produto;
  • Guarde toda a documentação dos envios (ao menos durante alguns meses);
  • Contrate serviços confiáveis para as entregas.

Ainda assim, sugerimos a leitura dos Termos e Condições do Programa para conhecer em detalhes o funcionamento dessa ferramenta.

Resumo

O MercadoPago é uma grande alternativa para cobrar pelas vendas da sua loja virtual. Embora muito segura (provavelmente você nunca terá problemas), em caso de chargeback é possível contar com o Programa de Proteção ao Vendedor e evitar um prejuízo para o seu negócio.

Vende pela internet e quer uma plataforma que ofereça boas integrações com meios de pagamento? Experimente a Nuvem Shop por 15 dias grátis.

Data da última atualização: 30/08/2018


O que você achou desse conteúdo?


Leandro Sabater

Leandro gosta muito de ler, de música e de futebol. Sempre está pensando no que comer e, no seu ponto de vista, fruta não é uma sobremesa.


    o-que-o-programa-de-proteo-ao-vendedor-do-mercadopago