O que é bounce rate e como diminuir essa taxa?

Por: Raquel Lisboa
O que é bounce rate e como diminuir essa taxa?

Aqui você encontra:

Bounce rate é um KPI (indicador-chave de performance) que causa pânico em muita gente. Assim, este guia foi criado para desmistificar as principais questões relacionadas ao tema e dar dicas de como diminuir tal taxa.

Sem estresse, respire fundo! 😌 Bounce rate não é um bicho de sete cabeças, ok?

O que é bounce rate?

Bounce rate (taxa de rejeição, em português) é o percentual de usuários que visitam um site, mas que não interagem ali. Ou seja, eles acessam uma página de entrada, no entanto, saem dela sem clicar em nada.

A taxa de rejeição é um dos KPIs mais relevantes de um negócio, afinal, por meio dela, você pode compreender se o seu conteúdo está performando bem — ou não — na internet.

Em um mundo perfeito, todos os visitantes de um site atingiriam uma meta ao acessá-lo, como: finalizar uma compra, ler outros conteúdos (se for um blog, por exemplo), preencher um formulário etc — em outras palavras: realizariam ao menos um clique.

Porém, no mundo real, muitos visitantes saem (e sairão) do site sem clicar em nada mesmo — o que, segundo o Google, nem sempre é ruim.

Por exemplo: se ao acessar sua loja virtual, um usuário visitar o FAQ como página de entrada, é bem provável que ele leia as questões contidas ali e saia sem interagir — pois, inicialmente, o objetivo (de informar) foi cumprido.

Portanto, desmistificando a ideia do mundo perfeito, o que você na verdade deve levar em conta, sempre que analisar a bounce rate, é o propósito específico de cada página do seu site.

E, claro, no caso do FAQ, se você quiser que dali os visitantes tomem uma outra ação, como conhecer seus produtos e fechar uma compra, por exemplo, o ideal é pensar em CTAs atrativas para fazê-lo continuar (mas sobre esse tópico, falaremos mais adiante).

O que deve ser destacado aqui é a importância de considerar a taxa de rejeição como um norte para compreender se o seu site é bem composto e interessante o suficiente, e se o conteúdo apresentado é, de fato, engajador aos olhos do seu público em potencial.

Como calcular a bounce rate?

Este capítulo já começa com uma notícia boa para quem não gosta de fazer cálculos (alô, pessoal de Humanas! 👋): para medir a bounce rate não é preciso fazer contas manuais — e isso só é possível graças ao Google Analytics!

O Google Analytics, caso você ainda não o tenha vinculado ao seu site, é um serviço gratuito de análise oferecido pelo Google. Com ele, você tem acesso a diversas estatísticas do seu negócio e seções sobre o comportamento dos seus visitantes.

Para associá-lo ao seu e-commerce, clique no botão abaixo e confira o nosso curso gratuito sobre o assunto:

Com o Google Analytics ativo, é muito fácil encontrar a bounce rate do seu site. Para isso, no menu à esquerda, basta clicar em Público > Visão geral e pronto! Você encontrará a taxa de rejeição, entre outros detalhes sobre as visitas da sua loja virtual.

Agora, se você quiser acompanhar a bounce rate de cada página da sua loja virtual, acesse Comportamento > Conteúdo do site > Páginas de destino e feito. No campo de busca, é só digitar a URL correspondente e clicar na lupa 🔍, que o resultado aparecerá.

Em Visão geral e Páginas de destino, você ainda pode refinar a taxa de rejeição por segmentos (como tráfego orgânico e pago, por exemplo) e períodos de tempo no menu superior. Para qualquer dúvida sobre filtros, consulte o tutorial do Google Analytics.

Como avaliar o resultado da taxa de rejeição?

A essa altura você deve estar pensando: “Ok, já sei qual é a bounce rate do meu site. Mas e agora? Será que ela está alta?”.

Pois bem, segundo uma pesquisa realizada pelo Quick Sprout (em inglês), os níveis de bounce rate variam de acordo com o tipo de negócio:

  • Para varejo, é normal ter uma taxa de rejeição de 20 a 40%;
  • Para serviços, de 10 a 30%;
  • Para blogs, de 80 a 98%.

Logo, se o seu site estiver respeitando esses padrões, respire aliviado. No entanto, vale ressaltar que, quanto menor for a bounce rate do seu negócio, melhor.

Como diminuir a bounce rate?

Se a sua taxa de rejeição estiver alta — ou se você simplesmente quiser diminuí-la cada vez mais (o que é o indicado!) —, a seguir, confira cinco estratégias para evitar que o público saia do seu site antes de realmente conhecê-lo.

1. Faça linkagem interna

Além de criar conteúdos engajadores e únicos para as personas do seu público, lembre-se de utilizar links internos (exatamente como foi feito neste parágrafo, onde linkamos um conteúdo no texto-âncora “personas”).

Esse tipo de linkagem tem como objetivo apontar para outra página do próprio site — o que otimiza a estrutura da loja virtual e/ou do blog (levando em consideração aspectos de SEO) e chama a atenção do usuário para clicar e consultar um conteúdo relevante para ele naquele contexto.


Saiba mais

2. Tenha um layout atrativo

Como uma vitrine, o layout é a parte estrutural e visual do seu e-commerce. Portanto, os produtos devem estar organizados em categorias e as promoções, destacadas (em banners, por exemplo).

O espaço deve ser clean, com cores, contrastes e fontes que conversem entre si, para que não se crie uma poluição visual e confunda os visitantes. Ademais, evite pop-ups insistentes e disponibilize a opção para fechá-los rapidamente.


Saiba mais

3. Invista na responsividade

Segundo o NuvemCommerce 2020, cerca de 65% das vendas na Nuvemshop foram realizadas através dos dispositivos móveis em 2019. E, de acordo com a PwC, metade da população brasileira compra, ao menos uma vez por mês, por meio de smartphones.

Por isso, é essencial que seu site priorize a experiência do usuário em telas menores. Confira se a plataforma onde ele está inserido conta com esse tipo de adaptabilidade, ok?

Na plataforma da Nuvemshop, todos os nossos layouts já são otimizados para desktop, smartphones e tablets. 


Saiba mais

4. Atente-se à velocidade de carregamento do seu site

Todo mundo, pelo menos uma vez na vida, já desistiu de um site porque ele demorou para carregar. Logo, o seu público fará o mesmo se a sua loja virtual ou blog for lento demais.

O Google afirma que, idealmente, o carregamento de uma landing page não deve levar mais do que 3 segundos. Caso queira testar a velocidade das suas páginas, indicamos a ferramenta gratuita do Google: PageSpeed Insights.

E se quiser conferir dicas exclusivas sobre o assunto, baixe o nosso e-book gratuito:

5. Crie CTAs

Por fim, conforme citamos no início do artigo (no exemplo sobre o FAQ), CTAs atrativas podem induzir seu público a continuar navegando no seu site e, até mesmo, a fechar uma compra.

CTAs, caso você não saiba, são chamadas para ação. Geralmente, elas são inseridas em botões (neste artigo, usamos um no curso sobre Google Analytics) e possuem um link para redirecionar o usuário a uma outra página.

Além disso, as CTAs são compostas de verbos no modo infinitivo (como Comprar agora) ou no imperativo (como Compre agora). Assim, se tornam excelentes aliadas para aumentar a conversão e, consequentemente, diminuir a bounce rate do seu negócio.


Saiba mais

Tudo certo?

Esperamos que, com este guia, você tenha tirado suas principais dúvidas sobre a bounce rate. Viu só como ela não é um bicho-papão? Com as estratégias certas, é possível controlar e transformá-la em uma bússola para o seu negócio.

Caso queira encontrar mais dicas sobre o tema, indicamos a categoria Métricas do Blog da Nuvemshop.

Ah, e se você ainda não criou a sua loja virtual, aproveite e teste a Nuvemshop por 30 dias gratuitos. Estamos te esperando! 💙

Faça como +60mil lojas e
crie a sua Nuvemshop

Testar 30 dias grátis
Crie a sua loja na Nuvemshop

Quer mudar de vida vendendo pela internet?

Crie agora sua loja virtual com a Nuvemshop e venda de maneira profissional.

Criar minha loja

Nosso site utiliza cookies para te proporcionar uma melhor experiência. Ao acessar o site da Nuvemshop, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Cookies