NuvemCast #5 – Como está o mercado de trabalho digital?

Por: Marcos Paiva
NuvemCast #5 – Como está o mercado de trabalho digital?

Aqui você encontra:

O NuvemCast #5 está no ar com um tema muito atual: o mercado de trabalho na era digital. 💻

A pesquisa Paradigma Digital revelou que 88% das empresas acreditam precisar de profissionais com habilidades digitais para que os negócios mantenham-se competitivos. Como a oferta desse tipo de mão de obra ainda não é tão grande, muitas delas precisam formar esses trabalhadores dentro de casa.

Com a ajuda dos nossos convidados Edney Souza — também conhecido como Interney —, diretor acadêmico da Digital House, e Allan Panossian, criador do Kekanto e do Delivery Direto, procuramos responder a algumas perguntas:

  • Quem são esses profissionais?
  • Quais as competências necessárias no mercado de trabalho atual?
  • Onde buscam aprendizado?

Deseja saber mais? Dê o play! 🎧

Caso queira aprender mais a respeito do mercado de trabalho atual e receber alguns spoilers deste episódio, continue a leitura conosco!

O que é mercado de trabalho?

O mercado de trabalho pode ser definido como a relação entre as empresas que oferecem vagas e os trabalhadores, que têm sua força de trabalho para oferecer. Para facilitar o entendimento deste cenário, imagine-o como uma loja, em que as empresas querem comprar e as pessoas querem vender sua mão de obra.

Setores do mercado de trabalho

Assim como na classificação da economia, há três setores em que o mercado de trabalho costuma ser dividido:

  • Primário, em que estão as empresas que atuam na produção de matérias-primas — também conhecidas como commodities;
  • Secundário, no qual são classificadas as indústrias;
  • Terciário, em que ficam as empresas de serviços e comércio.

No Brasil, a maior parte das vagas do mercado de trabalho concentra-se no setor terciário, especialmente na prestação de serviços.

Quais são as maiores dificuldades de contratação no mercado de trabalho no Brasil?

De acordo com Allan Panossian, as maiores dificuldades de contratação são a formação do trabalhador e a sua competência técnica. No NuvemCast #5, ele citou o exemplo de profissionais para a equipe de Customer Success (ou sucesso do cliente, em tradução livre) de uma empresa.

Hoje em dia, não há nenhum curso específico para tal cargo, assim como acontece com diversas funções no mercado de trabalho atual. Logo, nem sempre é fácil encontrar uma pessoa que contemple diversas habilidades comportamentais — conhecidas por soft skills — exigidas por uma vaga dessas, como saber se relacionar bem, entender de ferramentas online, analisar dados e compreender a jornada do cliente.

Como ser um bom profissional no mercado de trabalho atual?

Segundo a mesa redonda do NuvemCast #5, o profissional no mercado de trabalho atual deve estar disposto a aprender e a fazer networking. A curiosidade tem que ser o principal motor do trabalhador.

Edney Souza revela também uma dica essencial neste tópico: a importância de seguir técnicos de negócio e de marketing e também produtores de conteúdo nas redes sociais. Além disso, é interessante participar de eventos para manter-se sempre atualizado em relação às novidades do mercado de trabalho digital.

Tanto Interney quanto Allan ressaltam que o profissional da atualidade não necessariamente chegará pronto para atuar em uma função específica de uma empresa, mas precisa aprender rapidamente e ser proativo para entender o dia a dia do trabalho ali.

Nesse contexto, o talento e a vontade de aprender acabam sendo mais relevantes que a formação do profissional, conforme Allan Panossian evidencia. Desse modo, o mercado de trabalho digital permite a construção de uma equipe heterogênea e com muito potencial.

O CEO da Delivery Direto aponta como exemplo a sua própria startup que, no momento do onboarding (ou treinamento para iniciar sua função) do contratado, oferece diferentes treinamentos para formá-lo.

Quais são os principais tipos de profissionais no mercado digital?

No bate-papo, Edney Souza destacou como os principais tipos de profissionais no mercado digital:

  • Programadores (web e mobile);
  • Especialistas em UX (user experience, ou experiência do usuário, em tradução livre);
  • Analistas de marketing digital;
  • Analistas de dados.

Contudo, Interney ainda salientou que atualmente todas as profissões estão se tornando digitais, considerando que as marcas e empresas estão utilizando cada vez mais aplicativos e campanhas online.

Portanto, por mais que uma profissão não seja considerada digital, é imprescindível manter-se atualizado em relação às principais tendências tecnológicas relacionadas ao seu campo de atuação.

Curtiu o bate-papo sobre o mercado digital?

Esperamos que você tenha gostado deste programa sobre o mercado de trabalho! Como vimos, o profissional digital da atualidade precisa estar sempre atualizado e em busca de novos conhecimentos. Afinal, com a velocidade de transformação da nossa sociedade, quem não acompanhar as mudanças, ficará atrasado.

Se quiser ser avisado quando lançarmos os próximos episódios, assine nossa newsletter e receba todas as novidades. Você também pode escutar o NuvemCast no Spotify, no YouTube ou direto no SoundCloud.

E, caso deseje montar sua própria loja virtual e vender pela internet, não deixe de testar os 30 dias gratuitos na plataforma da Nuvemshop.

Até o próximo NuvemCast! 😉

 

Faça como +50mil lojas e
crie a sua Nuvemshop

Testar 30 dias grátis
Crie a sua loja na Nuvemshop

Sabemos que migrar sua loja não é uma decisão simples.

Descubra os benefícios e facilidades que a Nuvemshop oferece exclusivamente para migrações.

Saiba mais sobre a migração