17/09/2014

Dicas essenciais para designers de e-commerce

Design mindmap

Para que um e-commerce tenha sucesso, o trabalho começa muito antes da venda dos produtos. É papel do webdesigner tornar a loja mais prática e fácil de navegar, além de oferecer algumas funcionalidades primordiais na experiência de compra dos clientes. Por isso, trouxemos novas dicas para ajudar você a entregar o melhor e-commerce possível ao seu cliente.

Call to Action e outros botões

Nem é preciso dizer que o objetivo de uma loja online é vender. E pressupõe-se que um usuário que acessa essa loja deseja comprar. Por isso, todos os passos deste cliente precisam ser cercados de opções que ajudem a loja a conquistá-lo. Isso significa que botões de cadastro, compra, ou tudo aquilo que for chamativo para uma interação entre consumidor e loja são muito bem-vindos. Claro que é importante se preocupar com um visual limpo e fácil de compreender, mas é essencial que existam calls-to-action em toda a navegação.

Grosso modo, tratam-se de botões para newsletters, sorteios, cadastros, redes sociais e todos os outros objetivos que a loja desejar alcançar junto ao cliente. Esses botões devem ser bem objetivos e estar posicionados em áreas que não atrapalhem a navegação. E ao serem clicados, devem ser direcionados para páginas rápidas, sem muitos passos, para que a conclusão do objetivo não atrapalhe o procedimento da compra.

Campo de busca e campos de SEO

Além de ser importante ter um campo de busca bem sinalizado no design de um e-commerce, é importante também garantir seu funcionamento. Por isso, os descritivos dos produtos devem estar bem claros – e cabe ao webdesigner configurar a loja para que os termos principais de cada produto sejam encontrados quando digitados no campo de busca.  Outro fator que ajuda não só a facilitar essas buscas, mas a posicionar melhor a página do seu cliente em buscadores online, é preencher adequadamente os campos de SEO.

Ao criar um e-commerce através de plataformas, por exemplo, já existem configurações completas para que seja necessário apenas preencher esses campos. Se for preciso criar a loja do zero, é importante pensar em adicionar essa “funcionalidade” nela para que sejam inseridas palavras-chave para todos os produtos e todas as páginas, além de títulos e descrições que aparecerão nos resultados de busca.

Para entender melhor, acesse conteúdos informativos sobre SEO.

Exposição de contato

Por incrível que pareça, muitos e-commerces não deixam seus meios de contato visíveis. É muito mais comum do que se pensa ter que procurar nas redes sociais ou em outras páginas da internet o e-mail de contato ou o telefone do e-commerce. Ao trabalhar o design de uma loja virtual, é essencial que os contatos estejam bem nítidos e presentes, se possível, em todas as páginas da loja. Inseri-los no menu, colocá-los em fonte nítida no rodapé ou ter um banner lateral com as informações podem ajudar a expor esses contatos e fazer com que a experiência de compra ganhe mais credibilidade.

Perguntas e respostas

Quando um cliente vai comprar em uma loja virtual, ele não tem o acesso fácil de um vendedor para tirar suas dúvidas. Por isso, o webdesigner deve pensar em uma categoria para reunir as principais perguntas a respeito dos produtos da loja, e, junto ao seu cliente, disponibilizar as respostas mais claras.

A página deve ser limpa, já que terá muito texto, e de fácil acesso. Além disso, é interessante pensar em um layout que já seja compatível com aplicativos de chat online, por exemplo. Esses apps ajudam no atendimento das lojas e é importante que não cubram produtos nem informações importantes da compra.  Vale considerar desenhar um layout que se encaixe nesse tipo de facilidade, permitindo que seu cliente habilite o serviço e possa ajudar o consumidor até a finalização da compra.

É importante também pensar no layout dos e-mails automáticos, por exemplo. Tudo aquilo que servirá de informação para o cliente, seja dentro da página ou por outros canais, deve manter a identidade visual, possuir sempre a logo da loja e garantir a segurança dos dados (o mesmo serve para newsletters, promoções e até mesmo para a fanpage do e-commerce: unidade visual).

Indicação clara de erros

É relativamente comum acontecer um erro no momento da compra. A maioria dos casos são provenientes da própria navegação do usuário: preencher um e-mail errado, não colocar o CEP, ou qualquer informação geralmente de cadastro. É fundamental que o webdesigner deixe as indicações do erro bem claras. Muitas compras são perdidas caso um erro persista sem que o usuário consiga identificá-lo e corrigi-lo rapidamente. É importante usar cores chamativas, fontes com bom tamanho de leitura e destacar a informação para que o consumidor consiga visualizá-lo o quanto antes.

Links como “Esqueci minha Senha”, o próprio passo-a-passo da compra e tudo o que for de preenchimento obrigatório precisam estar nítidos para o consumidor. Destacar com asteriscos, cores fortes ou pequenas telas que abram sobre a página são boas idéias para não perder o cliente em decorrência de erros comuns, principalmente nos passos do checkout.  Vale ressaltar que o mesmo serve para o preenchimento de variáveis, como tamanho das roupas ou cores dos produtos. Tornar esse preenchimento obrigatório e destacá-lo é sempre uma ótima iniciativa.

Por fim, se você é um webdesigner ou uma agência digital e quer montar e-commerces com ainda mais facilidade, cadastre-se na Nuvem Shop como parceiro e garanta comissões e outras condições especiais.

Data da última atualização: 16/02/2018


O que você achou desse conteúdo?


Dannie Karam

Com mais de 10 anos de experiência em gerenciamento de projetos digitais, Danniela é comunicadora, escritora e líder do time de Branding da Nuvem Shop. Gosta de música, viagem, pessoas e culturas. E sempre fala demais, especialmente quando escreve de si em terceira pessoa.


    dicas-essenciais-para-designers-de-e-commerce