Como escrever artigos que sejam realmente lidos

Dicas para artigos

Sucesso! Consegui que lesse o título do artigo. Agora você vai ler tudo o que escrevi, certo? Errado. Aliás, tenho a certeza de que não vai ler este artigo até ao fim​.

Como é que eu sei disso? Segundo a CopyBlogger, mais de 80% das pessoas leem apenas o título de um artigo. Isso quer dizer que chegam à página e vão-­se embora depois de ler apenas o cabeçalho.

Como impedir que isto aconteça consigo? O que você pode fazer para que leiam os seus artigos? Continue com esse (embora as estatísticas digam que não o fará).

Fomos ultrapassados pelos peixes

Conhece a expressão “memória de peixe”? Agora parece que também podemos criar a “atenção de peixe”. Segundo um estudo recente da Microsoft , o ser humano médio consegue manter-­se focado apenas por 8 segundos.​ Os peixes dourados conseguem manter o seu foco durante 9 segundos.

Uma das causas para a redução da nossa capacidade de foco é o constante bombardeamento de informação a que somos sujeitos. Uma das melhores definições de atenção diz que “a atenção significa a nossa capacidade de nos focarmos no que interessa em detrimento de coisas que não nos interessam”.

O problema é que cada vez há mais coisas que não nos interessam. Nós sabemos disso e assim vamos perdendo cada vez menos tempo com cada coisa nova que surge.

Se você ainda está lendo, já ultrapassou a capacidade média de concentração​ dos leitores online.

O que eu ganho com isso?

O ser humano é naturalmente egoísta. Isso nem é uma crítica. A verdade é que fazemos as coisas porque nos interessam, porque temos algo a ganhar com isso.

As pessoas só vão ler o seu artigo se sentirem que vale a pena perder o tempo delas. Pense bem no seu caso. A primeira coisa que faz quando chega a um artigo novo é perguntar “Quanto tempo isto vai demorar para ser lido? Será que ganho alguma coisa? Aprendo algo novo?”. Verdade ou mentira?

A maior parte das pessoas não vai ler o seu artigo todo. ​A primeira coisa que você precisa entender é que isso é normal. Não tem problema. A nova geração de leitores online são “folheadores”.

Podem ler o artigo mais tarde. Ou podem nunca vir a ler. Mas quem estiver realmente interessado, vai ler tudo até ao fim​. Mesmo que tenha 5000 palavras.

Segundo as estatísticas, esta é a fase do artigo em que mais pessoas compartilham. Se você está gostando, use os botões no início ou no fim do artigo para compartilhar. Obrigado!

Só precisa cumprir estas quatro regras

Para escrever artigos que são realmente lidos, basta que cumpra estas quatro regras simples:

  1. Frases curtas e parágrafos pequenos. ​As frases pequenas custam menos a ler. Experimente você mesmo: pegue frases grandes e tente reduzi-­las. Vai ver que a linguagem usada é mais simples e fácil de compreender. Os parágrafos devem ter no máximo quatro linhas: isso aumenta o espaço branco e permite ao texto “respirar”.
  2. Títulos e blocos de conteúdo. ​Divida o seu artigo em vários sub­títulos. Ajuda a quebrar o texto e torná-­lo mais fácil de ler. Use imagens para separar os blocos de conteúdo e criar espaço vazio (uma imagem para cada 150­-200 palavras)
  3. Aumente o tamanho da letra e crie contraste.​ Letra maior é mais fácil de ler. Faça um teste: levante-­se e dê um grande passo para trás. Se não consegue ler o texto, aumente a letra. Evite usar cores fortes (amarelo, vermelho) e crie contraste com o fundo do seu site (letra preta com fundo branco).
  4. A fluência cognitiva​ mede a facilidade com que lemos e compreendemos algo. Para aumentar a fluência dos seus artigos, escreva da forma que fala. Não use jargão profissional.

Gostamos daquilo que já conhecemos ou que vemos várias vezes

Quando alguém chega ao seu artigo pela primeira vez, já tem uma ideia de como ele deve ser. Isso acontece porque essa pessoa já leu centenas de artigos online. Ela já criou uma ideia de como deve ser um artigo num site.

Isso é conhecido como o princípio da familiaridade. O ser humano gosta de saber como as coisas funcionam. Gostamos de sentir que controlamos o mundo à nossa volta. Não é por acaso que a grande maioria dos sites tem um design parecido.

Outro princípio ainda mais interessante é o “princípio da mera exposição”. Esta teoria diz que gostamos mais de algo quanto mais vezes nos deparamos com essa coisa.​

Quanto mais visita um site, mais você gosta dele. Nunca lhe aconteceu de ouvir uma música que odiou pela primeira vez, mas que passou a gostar depois de ouvir várias vezes? Ai está. Você foi vítima deste princípio e nem percebeu.

A importância do conteúdo visual nos seus artigos

Segundo um estudo da Active Learning, passados 3 dias depois da leitura de um artigo, apenas 10% das pessoas conseguem reproduzir o seu conteúdo. Quanto ao visual, quase 65% das pessoas conseguem reproduzir a informação de uma apresentação.

Isso quer dizer que você deve deixar de escrever artigos e passar a fazer vídeos no YouTube? Nada disso. Existem várias formas de integrar conteúdo visual aos seus artigos. Pode criar um infográfico que ensina de forma ilustrada ou juntar imagens que descrevem as ideias do texto.

Conclusão

Se você está lendo isto, faz parte dos 3.2% das pessoas que leem um artigo com mil palavras até ao fim. Estou impressionado, parabéns!

Sabe o que isso quer dizer? Que você faz parte de um grupo restrito de pessoas. Apenas uma em cada 30 pessoas leem esta conclusão.

Se chegou até aqui, tenho boas notícias. Pode ler o artigo na versão mais longa e completa: como escrever texto que as pessoas realmente leiam.

Nessa versão, você vai aprender mais sobre:

  • Como aumentar a legibilidade do seu artigo e formas de a testar;
  • Exemplos de softwares que o ajudam a escrever melhor;
  • Uma lista de verificação bônus para o ajudar a escrever artigos que são lidos em 5 minutos;

Gostaria de terminar com um lembrete: escreva sempre conteúdo de qualidade. As táticas de otimização não valem nada se o seu conteúdo for fraco. Você quer que mais pessoas leiam os seus artigos? Então tenha a certeza de que não está desperdiçando o tempo delas.

Até ao próximo artigo, continue a crescer online de forma inteligente. Abraço!


O que você achou desse conteúdo?


Pedro Holstein

Fundador da Online Growing. Acredito no método científico e na utilização de testes para medir resultados. Usando a otimização de conversões, junto as peças do puzzle e dou a receita para crescer online.


    como-escrever-artigos-que-sejam-realmente-lidos